História A Love For The God of Mischief - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Thor
Personagens Frigga, Loki, Odin, Personagens Originais, Thor
Tags Loki
Visualizações 37
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor



Capítulo 17 - 16- A verdade revelada


Fanfic / Fanfiction A Love For The God of Mischief - Capítulo 17 - 16- A verdade revelada

Passei o resto do dia no meu quarto, lendo os livros sobre artefatos mágicos que Frigga me deu. Quando me afastei de Loki depois do nosso treino eu ignorei os olhares e comentários das pessoas por onde eu passava então quando cheguei ao meu comecei a folhear loucamente os livros a procura de algo que pudesse me ajudar mas como das outras vezes minha busca continuava inútil.

Joguei o livro na porta com raiva —Droga, tem que ter um jeito de voltar, uma saída, eu não posso continuar aqui- comecei a chorar de raiva.

Ouvi então uma batida na porta e gritei—Quem é?

********

Frandal então entrou pela porta com as mãos pra cima em sinal de rendição—Calma, ferinha sou só eu.

—Hoje eu não estou com humor pra você Frandal.

Frandal olhou ao redor do quarto—Oque houve aqui? Você deu uma festa e não me convidou? Assim fico magoado.

Continuei o olhando séria—Isso não tem nenhuma graça.

Percebendo meu estado de espirito Frandal veio até a beira da cama e se sentou ao meu lado—Fiquei sabendo do beijo obsceno entre você e Loki na área de treinamento. 

Senti meu rosto corar de vergonha então tapei-o com as mãos e gemi—Owww não acredito que fiz isso.

Senti então as mãos de Frandal afastarem as minhas e nos encaramos—É por isso que você esta assim? Porque vocês se beijaram na frente de alguns soldados? Não me parece uma boa razão pra isso.

Suspirei—O problema não é só esse, na verdade isso me fez perceber o quanto estou ferrada. Você entende quando eu tenho que voltar pra casa ,certo? E eu sempre admirei Loki e sempre fui apaixonada por ele mas isso quando tudo isso não era real, agora eu estou aqui e eu o conheci e gostei e eu não posso sentir nada por ele e nem ele por mim- comecei a chorar novamente.

—Porque você tem que voltar pra casa.

—Sim.

Frandal pareceu pensativo—Não há a possibilidade real de você ao menos considerar ficar aqui, conosco?

Eu neguei—Não posso, eu tenho uma vida lá, tenho minha mãe. E nem tenho a certeza de que ficando aqui Loki vai querer ficar comigo, ele sempre pode chutar minha bunda.

Frandal me olhou confuso—Porque ele haveria de querer chutar sua bunda?

Sorri um pouco—É só um modo de falar, quer dizer levar um fora, ser rejeitada.

Frandal sorriu—Eu já sabia, só queria tirar uma água com a sua cara. Tenho feito algumas pesquisas.

Não aguentei segurar o riso afinal só Frandal pra me fazer rir depois do meu ataque—Não sei onde você esta pesquisando mas não estão te ensinando direito. Onda, Frandal. "Só queria tirar uma onda com a sua cara".

—Sei disso, eu só queria te ver sorrir de novo.

Sorri e segurei na mão de Frandal—Obrigada por isso.

—Eu entendo seu medo mas seria realmente maravilhoso se você e sua mãe vivessem aqui. E eu duvido de que Loki seria louco a ponto de rejeita-la.

—Talvez não agora mas quem garante que não aconteceria quando ele descobrisse a verdade? Ele é imprevisível mas não tanto.

—Bem, ele não precisa saber, você poderia manter em segredo.

—Mentir para o deus da mentira? Improvável. Eu não sou boa em guardar segredos e esse teria que ser mantido e levado pro meu túmulo. Fora que eu não me sentiria bem mentindo pra todos , já me sinto culpada de estar fazendo isso agora. Não, eu não poderia.

—Sempre tem um outro jeito.

Ouvimos então batidas à porta. Estou me sentindo muito popular hoje.

—Pode entrar- agora que meu humor melhorou um pouco ,não me importaria de conversar novamente.

Não vou mentir e dizer que não esperava que fosse um certo trapasseiro mas também não foi surpresa que quando a porta se abriu e Haldir entrou. Elfo enxerido.

Ele rapidamente notou que eu e Frandal estavamos ainda de mãos dadas e levantou uma sobrancelha—Estou interrompendo algo? Talvez eu deva voltar depois.

—Não, você não esta interrompendo nada- eu disse.

—Pois não é oque parece.

—Ah poxa, você sabe que Frandal é quase um irmão e ele só tava tentando me animar um pouco.

—Anima-la? Achei que tivesse ficado feliz depois de ter beijado o príncipe Loki. A proposito, oque os livros te fizeram? Sabe que são relíquias de milênios, certo? Muito antigas mesmo.

Príncipe Loki?

—Ah, você ouviu sobre isso. Bem, eu sei que são antigos e geralmente eu respeito idosos mas eu meio que descontei minhas emoções neles. Ou eram eles ou o próximo pobre coitado que eu visse ,que seria Frandal.

—Por mim teria sido em Frandal. E é impossível não ter ouvido sobre sua ceninha- disse Haldir aborrecido, Frandal protestou mas foi ignorado- não ha outro assunto sendo dito em todo o palácio, como se os servos não tivessem coisa melhor pra fazerem do que fofocar.

—Você me parece muito chateado. Deixe que eles falem, não é como se fosse se repetir.

Haldir me olhou cético—Como pode ter tanta certeza?

—Porque...eu vou me afastar de Loki. Isso entre nós, seja lá oque for ,não vai dar certo.

—E porque não?

—Você sabe bem porque, mortais e imortais não se misturam. Nem Spock e Nyota deu certo ,imagine Loka. Eu vou voltar pra casa e logo ele vai me esquecer.

Haldir parecia pensativo—Eu não teria tanta certeza. Preciso...voltar ao trabalho, até outra hora.

Olhei confusa quando Haldir saiu correndo porta a fora, depois olhei para Frandal—Você entendeu alguma coisa?

Ele negou—Nada.

—Pois nem eu- me levantei da cama e me pus a recolher os pobres e inocentes livros- Haldir esta certo, eu não devia ter descontado nos livros.

—Eu agradeço por você ter descontado neles, senão meu belo rosto que teria perecido sob sua ira- ri e continuei recolhendo os livros- por Odin, você e Loki tem um amor por livros que jamais irei entender. 

Isso me fez parar. Eu e Loki amamos livros mas não me lembro de Haldir expressar a mesma preocupação com livros. E desde quando Haldir é tão ciumento?

Senti o sangue fugir do meu rosto e me sentei no chão quando ne senti tonta com a ideia.

Frandal logo estava a minha frente —Você ta bem? Oque houve?

—E-eeu acho que aquele não era Haldir.

Frandal pareceu entender já que seus olhos se arregalaram instantaneamente.

------------

Enquanto isso em outra parte do palácio aesir.

—Mortal? Eu disse que descobriria seu segredo, pequena mentirosa- a face de Haldir que sorria maliciosamente logo mudou para a face do delicioso deus da trapaça.


Notas Finais


Foi bom ou não foi? Pensando em fazer uma fic do loki pra das comemorativas e só elas, tipo a que eu fiz ano passado, o bônus de natal que perdi então pode ser que amanhã tenha o cap 1, uhuuu. So que nem todos terão haver com o enredo dessa aki

Tenho uma má noticia: a partir desse cap eu só vou poder postar 1x na semana(faculdade e trabalhos e eu tbm mereço poder ler fanfic tbm,ne?) então se eu tiver oportunidade de postar mais eu vou mas só posso me comprometer com 1 por semana por enquanto


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...