História A love so beautiful- jikook ABO - Capítulo 71


Escrita por: e pridepjimin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Jikook, Koomin
Visualizações 468
Palavras 1.190
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 71 - A descoberta


Fanfic / Fanfiction A love so beautiful- jikook ABO - Capítulo 71 - A descoberta

Autora on

Jin- Eu falei que ele iria mudar de idéia

Falou sorridente logo recebendo uma cotovelada do marido.

Nam- Fica quietinho e não estraga o momento.

O alfa também estava contente e, como todos os outros amigos, esperava que as coisas finalmente se acertassem. Jin assentiu ainda sorrindo.

Tae- O-o quê? Você vai ficar com a gente?

Jimin- Se vocês deixarem eu voltar com vocês...

Hoseok- Mas é claro, não precisa nem pedir!

Yoongi- Por que essa mudança tão repentina? Quer dizer...não que eu esteja reclamando nem nada mas a idéia era voltar pra casa com os olhos inchados de tanto chor-

BamBam- Estamos felizes que você tenha decido ficar, primo!

Ele abraçou o menor de lado, este que sorria mínimo pois ainda estava um pouco receoso.

Jackson- Acho que você tem que avisar sua mã- a Rúbia que irá ficar.

Jimin- Sim, me esperem. Eu tô louco pra ver meus bebês, eu não acredito que ia deixá-los.

Falou em um tom choroso logo recebendo um abraço apertado de Tae e Jin.

Tae- Até parece que a gente ia deixar você ir embora mesmo. Já viemos preparados pra quebrar aquele avião na marreta mesmo, só pra você não ir. Né não, amor?

Hoseok- Sim, meu bem.

Falou agora distraído em uma conversa com NamJoon sem nem ter escutado o que o outro falara.

Jin- Aish então era isso? Achei que o plano era tacar fogo na Rúbia por estar querendo sequestrar nosso bebêzinho!

Tae- A gente ainda pode fazer isso se você quiser, ela merec-

Jimin- Acho melhor eu ir logo avisar ela.

Falou rindo dos dois maluquinhos. Jimin seguiu até a sala de espera para o embarque onde Rúbia havia falado que ia estar me esperando, depois de ter comprado a água.

Entrou na sala avistando ela um pouco afastada dos outros que ali também estavam esperando seus vôos serem chamados. O loiro se aproximou cautelosamente da mulher, que estava distraída falando com alguém no telefone.

Rúbia- Até agora tudo certo, eu tenho o meu filho e você pode ficar com aquele alfa insuportável. Nosso plano deu super certo. Foii muito bom fazer negócios com você, Harina.

O loiro, ao escutar o que e com quem ela falava se surpreendeu, tamanha a cara de pau das duas mulheres cúmplices. Se sentiu um idiota e ficou um pouco mais aliviado por já ter decidido ficar.

Jimin- O que disse?

Perguntou, fazendo a mulher sobressaltar de olhos arregalados.

Rúbia- Fi-filho , você estava aí? E-eu–

Jimin- Eu não acredito, como eu pude ser tão burro assim?

Rúbia- Mas o quê Ji-jimin–

Jimin- Cala a porra da boca!

O menor estava deveras estressado, sua mente nublada e sua ira presente em todo o seu corpo. Como pôde ser tão burro a ponto de acreditar que Rúbia realmente havia mudado? Era o que se perguntava, algunas lágrimas caindo de seus olhos e o coração batendo fortemente, ele só queria seus bebês e, se o outro quisesse, seu alfa de volta. JungKook sempre esteve certo sobre ela, e Jimin descobriu isso da pior forma possível.

Jimin- Eu não acredito que eu acreditei em você! E ainda se junta com a puta da Harina, meu Deus

Passou a mão pelos cabelos, puxando alguns fios bruscamente. A mulher o olhava tentando encontrar uma boa desculpa, ele não deveria ter descobrido isso agora...na verdade, se fosse por elas duas, ele não deveria ter descobrido isso nunca.

Rúbia- Desculpe meu fil–

Jimin- Nem ouse me chamar de filho agora!

Ele lhe lançou um olhar incrédulo, como uma mulher dessas pode ser tão cínica?

Jimin- E pode esquecer essa viajem! Eu vim aqui justamente falar isso.

Rúbia- O quê?

Jimin- E você ainda pergunta?

Jimin escutou passos rápidos em sua direção e ao olhar viu todos os seus amigos ali e pareciam estar correndo de uns seguranças.

Jin- O quê aconteceu?

BamBam- Você tá bem?

Tae- Nós escutamos seus gritos lá de fora! Viemos ao resgate.

Os três fizeram uma pose estilo power rangers dando pouca importância aos seus maridos que continuavam correndo dos seguranças para despistá-los e, provávelmente, seriam presos depois.

Jimin- Sim, eu estou. É só aquela cobra que me enganou o tempo todo!

Disse apontando para a mulher que estava sem saber o que fazer...isso definitivamente não estava em seus planos.

Tae- Por que eu não estou surpreso?

Jin- A gente ainda pode tacar fogo nela!

BamBam- Apoio essa ideia.

Rúbia- O quê?!

Jimin- Não vale a pena perder tempo com ela.

Tae- Você tem razão. Mas posso pelo menos cortar o cabelo dela?!

Jin- Acho que não dá tempo, os seguranças nos encontraram aqui!

Eles saíram correndo e Jimin foi logo atrás – depois de ter pegado suas malas –, escutando Rúbia gritar.

Rúbia- INGRATO! EU TE DEI MORADIA E CUIDEI DOS SEUS FILHOS QUANDO VOCÊ NÃO PODIA E ASSIM QUE VOCÊ ME AGRADECE?! VAI LARGAR TUDO PRA FICAR COM AQUELE MOSTRO, ESSE ALFA AINDA ME PAGA!

Jimin estava possesso de raiva mas teve uma brilhante idéia.

Jimin- Vão indo, eu já alcanço vocês!

Os três estranharam mas assentiram saindo da sala depois que chegaram na porta.

Segurança- Esse é um local reservado apenas para os nossos passageiros, aqueles homens não deviam estar aqui. Eu posso prender vocês por invasão de privacidade, sabia?!

Falou ofegante.

Jimin- Eu sei, senhor guarda, mas eu nem conheço essas pessoas! E olha...

Chegou um pouco mais perto dele que se afastou por instinto.

Jimin- Aquela velha ali

Apontou para Rúbia.

Jimin- Ela estava com eles...e acho que também está sem passaporte ou passagem.

O segurança o olhou desconfiado.

Segurança- Eu vou checar.

Jimin- E você vai prender ela?!

Ele olhou para a mulher a analisando minuciosamente, agora ela estava distraída, porém soltando fumaça pelos poros, enquanto falava com alguém – provavelmente Harina – pelo telefone.

Segurança- É o meu trabalho né.

Falou indo até a mulher que, ao notar sua aproximação, arregalou os olhos.

Flashback on

Eles estavam quase chegando ao aeroporto, Jimin estava cada vez mais inseguro quanto a sua escolha de partir. Suspirou pesadamente sentindo uma mão fria ir de encontro a sua.

Rúbia- Tudo vai ficar bem...não vamos ficar tanto tempo fora!

Ele tentou sorrir mas estava realmente difícil demonstrar qualquer expressão de contentamento no momento.

Rúbia- Guarde isso na sua mala

Disse entregando para ele o passaporte e as passagens de ambos.

Rúbia- Eu sempre esqueço onde deixo essas coisas, toda vez que eu viajo eu os perco e demoro um século para encontrá-los na minha mala.

Jimin- Tudo bem.

O táxi parou, eles finalmente haviam chegado ao aeroporto.

Flashback off

Jimin sorriu abrindo o bolso da frente de sua mala de mão e tirando de lá o passaporte e a passagem de Rúbia. Esta que agora estava sendo praticamente carregada para fora pelo segurança, depois de ter tirado tudo que tinha dentro de sua bolsa em busca do que agora Jimin tinha em mãos e só faltava esfregar em sua cara, ela o olhou indignada e ele deu um tchauzinho.

Quando Rúbia não estava mais em sua vista ele finalmente soltou o ar que havia prendido sem perceber e jogou os documentos na primeira lixeira que viu. Sabia que ela ficaria pelo menos alguns dias na prisão pela susposta invasão e não seria presa pra valer mas precisava pelo menos que ela sofresse um pouco também.

Suspirou pesadamente finalmente saindo da sala e encontrando seus amigos que pareciam que tinham corrido uma maratona de tanto que estavam ofegantes.

Jimin- Vamos para casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...