História A luz - Romance gay - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 29
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


a imagem é o mateus , o rapaz que o felipe conheceu no capitulo anterior
esperemos que gostem

Capítulo 3 - Um amigo


Fanfic / Fanfiction A luz - Romance gay - Capítulo 3 - Um amigo

Mãe- ok filho- infelizmente para mim o ano passado não foi o melhor  na realidade foi o pior , a única coisa de bom que aconteceu fui eu dizer a minha mãe que era gay e ela aceitar muito bem o resto foi uma merda sem fim espero que este ano seja melhor . eu fui para o meu quarto dormir mas quando fechei os olhos me lembrei daquele rapaz de hoje de manha o tal de zac não sei porque mas algo nele me chamava muito a atenção e eu fiquei pensando nele  nem sei ao certo o porque mas sabia que algo nele me encantou , mas ao mesmo tempo uma terrível sensação de medo eu estava com medo de tudo se repetir de novo. Infelizmente não consegui dormir la muito bem e o pior era que tinha de acordar cedo na manha seguinte. Acordei meio ensonado mas sabia que tinha de ir para escola por isso com algum esforço cumpri a rotina da manha mas para minha surpresa quando desci as escadas a minha irmã já estava na mesa

Felipe- acordaste cedo

Sofia- não tu que acordaste tarde , foi a mãe que me acordou

Felipe- que horas são

Sofia- 8 e 10 estamos atrasados

Felipe- temos 5 minutos va anda para o carro

Tonia- mas o menino não comeu nada

Felipe- com na escola – eu fui logo para a garagem a minha irmã entrou e a levei a escola ela chegou já atrasada chegou a escola as 8:25 eu aposto que irei faltar ao 1º tempo , quando cheguei a escola eram 8:40 j estava bué  atrasado , e ainda tinha de procurar a sala quando encontrei já eram 8:45 faltavam ainda 20 minutos para o toque eu bati a porta e quem me abriu a porta foi um homem já velho  e baixo

Professor- atrasado

Felipe- desculpe- eu entrei na sala e me sentei no meu lugar mas desta vez o Mateus estava na mesa ao lado

Mateus- bom dia

Felipe- bom dia

Mateus- o que aconteceu

Felipe- adormeci por isso cheguei bue tarde-logo o professor nos chamou a atenção e nós calamos no momento o resto do dia correu bem na verdade os dias começaram a passar muito bem Mateus se revelou um bom amigo mas sempre atrás de miúdas. Já se tinham passado duas semanas após o inicio das aulas e com ele o inicio de Outubro e o inicio do outono. Hoje era sábado minha mãe não iria trabalhar hoje ms tinha viagem marcada para quinta , era a sua segunda viagem des que foi promovida. Eu resolvi ir passear os cães no parque que ficava a 10 minutos a pé. Pus trela nos cães e sai de casa pronto para ir os passear apesar dos meus cães nem fazerem mal a uma mosca eu sempre meto trela para ninguém se assustar nem eles fugirem.  Quando chegamos ao parque vi que todos os cães estavam soltos por isso resolvi solta-los também   para eles  puderem se divertir eu fiquei a velos brincar enquanto ouvia música com os auscultadores estava um pouco distraído com os cães e com a música que nem dei conta alguém se aproximar de mim, so senti uma mão no meu ombro e me puxando para trás e simplesmente me afastei e me virei e de repente vi o  zac , eu nem sei ao certo porque mas fiquei bastante nervoso

Zac- desculpa mas acho que um dos teus cães saiu do parque-aquilo me deixou confuso , então resolvi chamar os meus cães

Felipe- Hera , Apolo venham cá- não tive de esperar muito pois eles ainda estavam um pouco a minha frente eles se viraram e vieram até mim- bem pelos vistos não eram os meus

Zac- ok como o cão que saiu é igual ao teu preto pensei que era teu

Felipe- bem a hera continua aqui ,mas obrigada pela tua preocupação

Zac- de nada – ele logo se foi embora assim que ele se afastou eu so consegui fazer uma coisa

Felipe- ai que rapaz tão giro e encantador- logo pensei no que estava a dizer- será que eu … não … não posso … eu não estou- fiquei repetindo isso um bom tempo , até que resolvi sair do parque , chamei os meus cães e lhes meti a trela  e fui para sair do parque mas infelizmente para mim um esquilo passou a frente deles , os meus cães não tem problemas com quase nenhum animal com excepção dos esquilos , eles logo começaram a correr atrás dele e por mais que fizesse força eles foram e eu acabei soltando a trela , eles correram atrás do esquilo e eu atrás deles mas acabei os perdendo , devido  a uma multidão ter passado por mim, eu fiquei desesperado , comecei a gritar o nome deles por todo o lado , estava tão preocupado que nem vi quando esbarrei justamente com o zac fazendo ele entornar gelado em si mesmo, quando vi-o fiquei bué nervoso

Zac- vê por onde andas- ele disse e depois olhou para mim- deverias ter mais cuidado fizeste me manchar a camisa que eu mais gostava

Felipe- lamento, mas por acaso viste os meus cães

Zac- eu vi dois cães correndo atrás de um esquilo naquela direcção

Felipe- obrigado –eu disse e corri para onde ele apontou mas para minha surpresa ele veio atrás de mim

Zac- precisas de ajuda

Felipe- sim

Zac- ok eles se chamam Hera e Apolo certo

Felipe- sim

Zac- ok –ele começou a chamar por eles tal como eu ate que nos separamos para minha sorte encontrei a Hera , e logo lhe agarrei a trela e a puxei para perto de mim , e resolvi procurar o Apolo mas não tive de o procurar pois o zac apareceu com ele – é este o teu cão

Felipe- sim é ele , onde o encontraste

Zac- a ladrar para uma árvore me aproximei e li o nome na trela

Felipe- muito obrigado nem sei como te agradecer

Zac- eu sei-aquilo me assustou um pouco – amanha por vlta desta hora vem ao parque mas traz  os cães ok

Felipe- ok mas porque

Zac- eu vou estar cá e adoro cães e podia ajudar-te a passeá-los

Felipe- ok combinado

Zac- então até amanha Felipe

Felipe- até amanha zac – eu levei os cães até casa mas fiquei o caminho inteiro pensando no zac quando cheguei a casa soltei os cães-cheguei

Mãe- filho aqui na cozinha-fui até a cozinha ter com a minha mãe-como correu o passeio

Felipe- bem ate eles fugirem

Mãe- é normal a quase 1 mês que eles não vão a um parque. Mas foi grave

Felipe- não o encontrei graças a um rapaz

Mãe- rapaz-ela disse quase cantando

Felipe- não venhas mãe , amanha vou leva-los de novo

Mãe- sim , mas tem algo a ver com esse rapaz

Felipe- por acaso sim , mas nem comece pois so vou ter com ele passear os cães

Mãe- ok ,- e logo ela começou a cantar- o Felipe vai ter um encontro- disse varias vezes

Felipe- mãe chega-logo a sofia chegou

Sofia- o que se passa

Mãe- o felipe vai ter um encontro – e logo as duas voltaram a cantar eu simplesmente ignorei e subi para o meu , eu sei que ele não quer nada comigo , eu sei disso eu sei perfeitamente o que ele quer e não vou cair nesse jogo não desta vez, mas não sei porque ele me deixa nervoso  e fico a pensar nele mas não posso , não posso cair nesse joguinho de novo 


Notas Finais


se quiserem alguma informação a mais sobre as personagens digam que eu escreverei essa descrição
esperamos que tenham gostado
e digam-nos o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...