História A Luz de Velas - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Aquário, Capricórnio, Gêmeos, leão, Peixes, Sagitário, virgem, Zodícopo
Visualizações 23
Palavras 948
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - As coisas mudam


Virgem e Peixes sentaram no banco novamente.

- Peixes, tem que jurar por sua vida que jamais falará disso. Pra ninguém. Nunca.

- Eu juro por minha vida. - disse ela com a mão direita levantada

- Ok... - começou Vivi - Eu acho que estou tentando compensar o fato de ter abandonado Capricórnio quando éramos crianças.

- Mas você foi adotada...

- Eu sei. Capri era minha melhor amiga, minha irmã. Eu fui embora com meus pais e ela ficou pra trás. A imagem daquela pequena Capri com lágrimas nos olhos nunca saiu da minha cabeça. Eu cresci, tive uma vida boa. Não éramos ricos, mas nunca me faltou nada. E eu me perguntava como estava Capri, se tinha uma família, se pensava em mim. Passei a trabalhar de jardineira, pois amo as plantas, algumas flores em especial. Ao visitar nosso antigo orfanato, ela não estava lá. Claro que já estaria adulta, aquela criança não existia mais. Eu conheci Libra uns tempos depois, ela me chamou pra ser jurada, não era minha praia, mas aceitei. Eu nunca imaginei reencontrar Capri naquele lugar. 

Virgem parou um pouco, respirou fundo:

- Eu a reencontrei como uma mulher forte, cursava administração, tinha um lugar pra morar e uma namorada. Ela seguiu a vida em frente, mesmo sem mim. Aquele dia no shopping, ela tinha ligado me convidando para sair e conhecer melhor a Sagi. Eu vi Capri sorrir como nunca vi antes, Sagi ainda me chamou de cunhada, como se depois de tanto tempo eu e Capri ainda fossemos as irmãs que fantasiávamos ser.

- Ela ainda te considera como uma irmã...

- Eu sei, mas não entendo por que. Eu achava que ela me odiava, achei que ia encontrar a criança chorando que deixei pra trás, eu imaginei mil situações, mas em nenhuma delas a Capri era a mulher madura e racional que ela se tornou, pensei que estaria solitária, mas ela me apresentou sua namorada, e eu vi que Sagi realmente cuida bem dela. Capri não precisa mais de mim para protegê-la, no fim, a única solitária aqui sou eu.

- Mas você tem outras amigas, não tem? - Perguntou Peixes

- Libra e Áries são minhas amigas, mas saem muito juntas sem mim. E não é a mesma coisa que sair com Capri. Sabe Peixes, aquele dia que conversamos no shopping, quando vi você sozinha, acho que encontrei em você tudo que eu esperava ver em Capricórnio, por isso me apeguei tão rápido, mas você não é ela. Desculpe se te usei de alguma forma...

Peixes segurou a mão dela.

- Você não me usou... - disse a pisciana - acho que... De alguma forma... O destino quis nos juntar para que conversássemos...

- Acho que sim... - sorriu Vivi - A Capri não é mais a mesma que conheci um dia, preciso me acostumar com essa ideia...

- Sim... - disse Peixes - As pessoas mudam... Tudo muda... 

Ambas sorriram. 

- Olha a hora! - disse Peixes - vai escurecer!

- É mesmo. - disse Vivi - Quer me mostrar o parque?

- Ah, é mesmo. A gente só estava passando tempo, não é?

Virgem riu. As duas foram para um lado do parque cheio de flores, as lanternas eram muito bem posicionadas, a iluminação fazia um cenário realmente bonito. A lua cheia dava mais um toque único na paisagem.

- É mesmo lindo... - disse Virgem

- É sim. Por isso disse que não dava pra descrever.

Elas contemplaram a vista, era magnífico, então se olharam. Virgem beijou a testa de Peixes.

- Acho melhor nos despedirmos aqui. - disse Vivi - Vamos manter contato.

Virgem saiu, Peixes a viu se afastar, não tinha palavras.

 

Quando chegou em casa, Aqua e Leão estavam fazendo o jantar:

- Oi querida! - disse Leão - Como foi o almoço

- Hã? O quê? Ah, sim. Tudo bem.

Peixes sentou no sofá. Leão sentiu que ela estava estranha.

- Aconteceu alguma coisa? - Perguntou

- Não, nada. Por quê?

- Bem, você demorou bastante pra voltar... Eu estava ficando preocupada...

- Eu estou bem... Eu fui dar uma volta, acho que perdi a noção do tempo...

- Bem, o importante é que está em casa.

- Pois é...

Peixes estava perdida em pensamentos. Leão sabia que havia algo ali, mas não ia insistir. Sentaram-se a mesa para jantar.

- A comida está muito boa. - disse Peixes.

- Leão estava tentando me ensinar, - disse Aquário - mas não levo jeito.

- Você consegue. - sorriu Leão - Só tem que parar de querer por tudo em uma panela de uma vez só.

- É que tudo é bom, achei que juntando ficaria melhor.

Leão sorriu. Cozinhar não era o forte de Aqua, mas dava pra se divertir com suas loucuras.

As três foram sentar no sofá, então Peixes ficou no canto direito.

- Vai sentar aí mesmo? - Perguntou Aqua

- Vou sim. - disse Peixes - Eu não posso ficar sentado no meio de vocês duas, preciso me acostumar com a ideia de que as coisas mudam.

- A gente não se importa que você fique no meio... - disse Aqua

- Bom... Eu me importo. - disse Peixes - Eu não preciso de tanta proteção. Tenho que aprender a ser forte.

- Tudo bem. - sorriu Leão

Ela suspeitou que a saída de Peixes era a causa dessa mudança repentina, e, se estivesse certa, já imaginava com que tinha se encontrado.

Peixes se concentrava na novela, Jimmy e Larry eram um casal que se entendiam bem. Sabia que era cedo demais pra pensar em possibilidades, mas a amizade de Virgem era algo que realmente queria. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...