1. Spirit Fanfics >
  2. A Maga Suprema >
  3. Pai e Filha

História A Maga Suprema - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Pai e Filha


Fanfic / Fanfiction A Maga Suprema - Capítulo 16 - Pai e Filha

Lola narrando...

-ONDE VOCÊ TAVA LOLA MUNROI STRANGE? - a única coisa que prestei atenção foi no Strange ao fim do meu nome, ele já mudou no cartório? - Como se você fosse responder- ele fala triste e se senta na minha cama, eu coloco a caixa em cima da minha escrivaninha e me aproximo e me sento ao seu lado - Eu só quero te entender, o que houve? Por que não fala?

-Eu nunca fui boa em fazer amigos, eu sempre fui solitária, sempre me senti diferente das outras crianças, embora ali todos estivessem poderes, porém eu não conseguia me enturmar, e então eu decidir fugir e fui até uma floresta que tinha no quintal do instituto, eu lembro que eu corri aquela floresta toda, mas chegou a noite e eu tava com fome foi ai que eu vi, um lobo gigante, eu não sei porque, mas não senti medo dele, ele me carregou nas costas até o instituto, e o tempo se passou eu ia todo dia na floresta somente pra vê-lo, eu o apelidei de Lucky, e quando eu tinha 12 anos há 2 anos atrás ele faleceu de velhice, e como o meu único amigo se foi, não senti mais vontade de falar com ninguém, e hoje eu falei pela primeira vez em 2 anos, e não foi com você, Stephen - eu falo e ele me ouve e me olha atentamente, e no fim ele me abraça e meio sem jeito o abraço de volta

-Foi com quem? - ele me pergunta depois de um tempo que estamos abraçados, demoro um pouco pra raciocinar e lembro

-Com um lobo da floresta eu tava por lá - eu respondo simples e ele ainda não me largou

-Promete que vai sempre falar comigo? - ele me olha esperançoso

-Posso tentar - eu digo a verdade e ele assente beijando minha testa, eu não sei porque, mas esse simples ato de afeto me fez chorar, faz tempo que não recebo um abraço

-Shiii, papai tá aqui - ele fala como se falasse com uma criança, ele começa a afogar meus cabelos, e eu me encolho mais, ele me deita no seu peito e fico lá chorando enquanto ele acaricia meu cabelo, sinto meus olhos pesarem e então caio no sono

Stephen narrando...

Horas antes...

Já tá na hora do almoço e a Lola não saio do quarto, dês do café então vou até seu quarto, bato na porta e a espero vir abrir, demora então bato novamente, e novamente e novamente, então descido abrir a porta, o quarto esta silencioso eu não ouço barulho de nada vindo do banheiro, ela saio

Começo a procura-la por todos os cantos, e pra compensar Wong saio e só vai voltar a noite, eu começo a ficar desesperado quando já é quase noite, e ela ainda não apareceu, eu não a sinto em lugar nenhum, já abri várias brechas e nada, descido ir pro seu quarto espera-la, o primeiro lugar que ela vai aparecer será seu quarto

Dito e feito, eu a vejo atravear um portal e passar por ele, não consigo controlar e me explodo

-ONDE VOCÊ TAVA LOLA MUNROI STRANGE?- eu grito, mas logo me arrependo ao saber que ela não vai me responder - Como se você fosse responder- eu falo triste e me sento na cama dela, ela se aproximo e se sento ao meu lado - Eu só quero te entender, o que houve? Por que não fala?

-Eu nunca fui boa em fazer amigos, eu sempre fui solitária, sempre me senti diferente das outras crianças, embora ali todos estivessem poderes, porém eu não conseguia me enturmar, e então eu decidir fugir e fui até uma floresta que tinha no quintal do instituto, eu lembro que eu corri aquela floresta toda, mas chegou a noite e eu tava com fome foi ai que eu vi, um lobo gigante, eu não sei porque, mas não senti medo dele, ele me carregou nas costas até o instituto, e o tempo se passou eu ia todo dia na floresta somente pra vê-lo, eu o apelidei de Lucky, e quando eu tinha 12 anos há 2 anos atrás ele faleceu de velhice, e como o meu único amigo se foi, não senti mais vontade de falar com ninguém, e hoje eu falei pela primeira vez em 2 anos, e não foi com você, Stephen - ela fala me deixando supresso, eu presto atenção em cada palavra que ela fala e sua voz é linda e no fim lhe dou um abraço

-Foi com quem? - eu pergunto depois de um tempo que estamos abraçados, demoro um pouco pra ela responder, mas mesmo assim responde

-Com um lobo da floresta eu tava por lá - ela responde e eu ainda não a soltei

-Promete que vai sempre falar comigo? - eu a olha esperançoso

-Posso tentar- ela fala e assinto, beijando sua testa, ela se emociona e começa a chorar provavelmente porque ela não recebia atenção a um bom tempo

-Shiii, papai tá aqui - eu falo a ela e começo a afogar seus cabelos, os acariciando, ela se encolhe mais no meu peito, ficamos assim até eu senti sua respiração mais pesada, ela dormiu, eu a deixo na cama, tiro suas botas, seus óculos e também seu vestido macacão, a deixando de calcinha e a camisa, a cubro bem e beijo sua testa, me viro e vejo na sua escrivaninha uma caixa prateada bem bonita, olhando bem ela me é familiar de algum lugar, dou de ombros e saio do quarto dela, feliz por finalmente ter conversado com minha filha



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...