1. Spirit Fanfics >
  2. A marinheira da Lua >
  3. Fim das sombras e fim de Millenium

História A marinheira da Lua - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiiiii
Então esse é cap final.
Obrigado por me acompanharem.
Só gostaria de fazer um apontamento hehehe.
Sei que q a maioria não viu o desenho da sailor moon. Então assim, eu usei os nomes e alguns fatos, mas meu roteiro não tem nada a ver com o desenho.
No mais, espero q tenham gostado. Boa leitura.

Capítulo 12 - Fim das sombras e fim de Millenium


Observem, esse mundo ser destruído, com a vinda do senhor das trevas! — ela ergueu o cristal e atrás de si, um portal se abriu, como um buraco negro, sugava tudo, Beryl apontou o cristal para o portal, e aos poucos, a luz do cristal foi sendo sugada para dentro dele — vocês verão ele surgir! — as criaturas começaram a virar pó, aos poucos não tinha mais nada em frente as guerreiras.

— O que está havendo? — júpiter olhou confusa”

— Estão perdendo a força! — urano deu passo observando o portal — ele está sugando a energia dos próprios servos…

— Sim, meu senhor, pode me absorver também — gritava animada a beira da sombra negra que continuava sugando tudo sem mudar

— Tem algo errado… — Lua disse estreitando os olhos. Toda a luz do cristal foi sugada e junto com ela a poeira das criaturas, e grande parte da energia de Beryl, que caiu de joelhos, fraca em frente ao portal, e finalmente o buraco se fechou.

— O que? O que aconteceu?

— Assim como a essência das guerreiras Millenium se perdeu — Kyung disse se aproximando de Beryl novamente — a essência do dark kingdom também pode se perder, quando exposto ao nosso mundo.

— O que quer dizer? — ela olhou assustada para o cristal que agora estava branco

— Eu carreguei o cristal com todo o meu amor, e se tem uma coisa que destrói a escuridão é o amor. — tocou o ombro da mulher — Millenium nunca mais voltará a ser como era antes. E nós não pretendemos voltar. Mas se você quiser voltar Beryl, eu lhe dou a permissão para assumir como a rainha.

— O que? Porque quer me dar isso…. Eu

..

— Você não pode fazer isso, é seu reino, precisa assumi-lo. — lua gritou

— Não, eu não posso nem ser uma guerreira, por ser um garoto, quem dirá uma princesa — riu de canto — eu também liberto vocês de serem os guardiões. E as guerreiras — as garotas olhavam assustadas — também estão livres. A princesa Usagi, morreu na guerra das trevas. A única herdeira viva do trono, é sua prima Beryl. O exército dark kingdom, não existe mais. Então não há porque termos guerreiras. — Do se afastou da mulher que permanecia no mesmo lugar, confusa com o que tinha acontecido, e seguiu até o mascarado — tuxedo mask, também te liberto, não temos mais nenhuma relação com Millenium. — jongin tirou a máscara e as roupas mudaram, ele sorriu para o menor.

— Mesmo não sendo princesa, tem muita nobreza. — pegou na mão dele, e os dois se afastaram caminhando

— O que vamos fazer? — marte disse tensa olhando para os dois guardiões

— Não há o que ser feito, a princesa está certa ….

— Millenium é apenas uma lembrança — beryl disse se levantando — todo o reino foi destruído, não há mais nada lá. Kingdom pretendia construir seu novo reino aqui na terra, mas seu poder foi consumido. Não há mais nada aqui também. — ela tirou o pequeno cristal que tinha colado em sua testa e soltou no chão, e seguiu andando sem rumo.

— Ainda temos trabalho a fazer! — mercúrio disse com seu sorriso gentil — mesmo que dark kingdom não exista mais, podemos ajudar as pessoas que precisam. E eu sei de duas pessoas que precisam muito de nós.


….


Chanyeol e Jisoo estavam sentados na porta do templo cochilando, quando mercúrio chegou.

— Chanyeol… — disse a voz animada, e ele já abriu os olhos rapidamente

— Hm… oi, Mer… oi… e então?

— KyungSoo está bem, e a mãe da pequena também, vamos. Eu levo vocês até lá. — Chan levantou, ergueu a pequena nos braços, ela ainda dormia, e seguiram para rua.

— Então, acharam a princesa?

— Sim, Lua tinha a encontrado desde o começo, era a marinheira da Lua.

— O que? Soo era a princesa?

— Sim, por isso ele conseguiu se transformar sem a caneta, lembra.

— Caramba… então, os monstros tinham pego mesmo ele?

— Sim, mas acho que ele vai conseguir te explicar melhor.

— Ah… tudo bem.

— Chegamos — eles pararam em frente a casa do Do — eu volto daqui.

— Desculpe, eu não sei seu nome.

— Im Nayeon — deu mais um de seus sorrisos

— Eu…. Eu posso ir no templo te ver de novo?

— Não.

— Ah… desculpe.

— Eu normalmente não vou ao templo, mas podemos nos ver na sorveteria, que tal na segunda depois da sua aula — deu uma piscadinha e seguiu pela rua

— Ta bem, tá marcado. — suspirou e ouviu um risinho baixo — você tá acordada?

— Sim. Mas não queria atrapalhar o clima — Jisoo disse com graça

— Sabia que você é pesada. — colocou ela chão

— E você é fraco para cantada — riu e correu para dentro de casa. Chan correu atrás.

— Mamãe! — correu e abraçou a mulher

— Jisoo onde você estava?

— Comigo senhora Do — Chan disse — fomos comprar balas, o Soo taí?

— No quarto, e cadê as balas?

— Comemos no caminho — a pequena disse animada abraçando a mãe.


….


KyungSoo olhava pela janela, Chan entrou no quarto.

— Soo, o que aconteceu? Vocês salvaram o mundo? Você era a princesa? E os monstros?

— Obrigado por cuidar da minha irmã, Nayeon me disse.

— Não por isso, mas me conta.

— Bem — respirou fundo e sentou na cama — eu sou… a reencarnação da princesa da lua, Usagi, e Jongin é do príncipe seu noivo, Mamuru. Os dois morreram na grande guerra sombria. Que foi quando o reino foi destruído, e os guardiões congelados.

— Uau, e os caras do mal?

— Eles… o senhor das trevas e dark kingdom, não pertenciam a Millenium. Foram convocados por Beryl. O trono seria dela, se o pai de Usagi… não tivesse trapaceado para ficar no poder. Isso a motivou para buscar apoio nas sombras, e foi o que deu início a guerra. Foi necessário destruí o dark kingdom, mas para o nosso mundo não tem mais volta.

— Então, ela queria vingança...

— Sim, ela estava tão machucada quanto todos nós. Mas agora acabou.

— Não vão mais se transformar?

— Isso mesmo, para proteger Millenium não, mas para ajudar no cotidiano das pessoas, as guerreiras estarão aqui.

— Que bom, quer dizer que tenho um encontro ainda. — disse com graça

— O que? Como assim encontro?

— A marinheira de mercúrio, e acho a ela gosta de mim.

— Isso é ótimo. Ela é muito legal. Eu apoio.

— Obrigado Soo, então você e o meu primo estão mais juntos que nunca.

— Isso mesmo. — sorriu de canto — vocês estava certo sobre isso.

— Sobre o que?

— Que eu estava pensando demais porque queria. Éramos noivos e morremos antes de ...

— Pode parar… não precisa me dar detalhes tá. Mas eu sabia — os dois riram

— O que não muda o fato que é um pervertido.

— Tá, mas deixando isso para lá, não vai mais virar marinheira?

— Não, eu já abandonei isso.

— Ah Soo, o mundo precisa de você, e vai desistir.

— Devia tentar lutar com aquela saia.

— Não, eu não tenho sangue real — os dois riram novamente



Fim





Notas Finais


Dae?????????
Até a próxima, beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...