1. Spirit Fanfics >
  2. A marinheira da Lua >
  3. Eu só quero dormir!

História A marinheira da Lua - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiii
Olha eu aqui. E aí zuzu bem com vcs?
Espero que estejam gostando. Boa leitura

Capítulo 2 - Eu só quero dormir!


KyungSoo nem se esforçou em correr para sala de aula, estava cansado demais, e foi direto para a biblioteca, acordando com o sinal da segunda aula e indo para sala.

— Ué, achei que você ia chegar no horário. — Chan disse com graça 

— Ah… eu não dormi de noite. — resmungou 

— Hm… ficou fazendo o que?

— Aquela saia é muito curta — disse escondendo o rosto nos braços

— Quem estava de saia? — Park olhou ao redor mas as meninas não usavam saias no seu colégio.

— Esquece… — levantou a cabeça procurando o professor, e escondeu de novo — me avisa quando a aula acabar.



Chanyeol olhava espantado para o amigo que comeu muito mais que habitual.

— Quer o meu lanche? Parece que você não come faz anos.

— Não, eu só precisava recarregar. 

— E ai, vai me contar por que não dormiu? E quem estava com uma saia muito curta? — sorriu malicioso e o menor murchou os ombros, pensando na mentira que contaria

— Ah… videogame, você sabe, tô jogando um jogo novo, uma guerreira, que tem uma saia muito curta, precisa achar a princesa da Lua, e enfrentar uns monstros assustadores. 

— Poxa que massa, e nem me convida para jogar, posso ir depois da aula na sua casa?

— Não, você nem gosta de jogo de estratégia, por que quer jogar?

— Pela saia curta da guerreira claro. — riu animado 

— Ah Chan, é um cubo andando de saia.

— Ah-han, e você não quer deixar eu ver por que?

— Hoje não, outro dia.

— Então tá. 

— Agora, você não vai comer isso mesmo?

— Não. — empurrou o lanche para o moreno, que pegou logo estava compensando o sono na comida para continuar acordado — eu vi no jornal um caso muito estranho

— Hm? — perguntou sem prestar muita atenção

— Algumas pessoas estão sendo encontradas em desmaiadas na rua, e quando acordam, dizem que um homem estranha as perseguiu.

— Homem estranho? — perguntou ainda de boca cheia — deve ser um louco.

— Parece que não é bem um homem, uma das vítimas disse, que ele tinha braços muito longos, e com garras.

— Credo, deve ser o slender man.

— Eu acho que é um alienígena.

— Pois eu acho que as pessoas tinham que dormir a noite, assim não seriam perseguidas.

— Ah você acha? Tenta fazer isso então — deu uma gargalhada alta, Do apenas balançou a cabeça


….


— Ahaaaaaa! — KyungSoo corria pela rua tentando fugir de um bando de pássaros estranhos que queriam bicar sua cabeça.

— Marinheira! A tiara! 

— Que coisa! — estapeou os bixos e lançou a tira para cima, uma luz forte se fez e eles caíram em forma de poeira no chão.

— Viu, está melhorando. 

— Estou — resmungou — e a princesa, algum sinal?

— Não, sinto um acúmulo de energia por ali, vamos. — ele saiu correndo, os monstros não estavam mais tão assustadores, apesar que a saia ainda incomodava bastante, com pouco menos que uma semana, o moreno já estava mais confiante, em derrotar seus inimigos. Pelo menos até aquela noite. 

Seu novo adversário sorria para si, tinha o dobro da sua altura e uma espada, uma bem grande e legal, que o moreno teria adorado usar. 

— Ele tem uma espada.

— Mas ele é do mal, vamos se mexa ou ele vai fazer picadinho de você. — e a gata não precisou terminar a frase, o grandão já descia a espada no ar, fazendo um ruído terrível, Kyung rolou pro lado

— Ele é gigante! O que eu faço?

— Você é a guerreira, pense.

— Que coisa! No Pokémon, é o treinador que dá os comandos! — escapou de outro ataque, correndo ao redor do monstrão, a arma era pesada, e os movimentos lentos, o que ajudava o menor a fugir, tinha que contra atacar, mas não fazia ideia de como. Do continuou correndo, até que outro gigante saltou na sua frente, agora eram 2 contra 1, e o segundo tinha uma marreta. O moreno também já tinha pensado em ter aquela arma.

— Lua! — gritou assustado, e antes que a marreta pudesse fazer um movimento certeiro, algo passou voando entre eles, cortando o braço do grandão, praticamente arranhando o braço, e fincou no chão, era uma rosa vermelha. Automaticamente os três olharam para a direção de origem da rosa, e lá estava um mascarado, segurando outra rosa na mão.

— Marinheira da Lua, pare de brincar, e os derrote de uma vez!

— Brincar? —  Do bufou, tirou a tiara com raiva — Tiara lunar ação! — a lançou ao ar, ela brilhou e rodou no ar atingindo várias vezes os dois monstros os derrubando e logo eram poeira no não. Ele pegou novamente a tiara e se virou para brigar com o mascarado, mas ele não estava mais ali.

— Para onde ele foi Lua?

— Não sei, ele sumiu. — a gata correu por sobre o muro procurando sem sucesso

— Quem é esse idiota!? Porque não me ajudou se estava ali!? — resmungou.

— Ele é Tuxedo Mask.

— Quem?

— Era um guerreiro em Millenium, bem na verdade a lenda de um guerreiro.

— Espera um pouco, quer dizer que eu não precisava estar de saia? Poderia ser um guerreiro como ele?

— Não, ele era uma lenda.

— Não é? Tá bem. — bufou — a princesa não está aqui, e nós vamos para casa.

— Nem pensar temos que… — Do ergueu a gata

— Vamos para casa, eu tenho prova amanha e tenho que estudar.

— Mas…



Do jogou a gata para dentro e estava entrando, com uma perna para dentro do quarto, e metade do corpo para fora,

— Não podemos dormir KyungSoo! — Lua reclamou

— Sim, podemos sim, eu preciso dormir, a princesa não vai morrer em três horas. — enroscou a perna na janela caindo para dentro — ai que ódio.

— Mano? Você tá de saia? — Jisoo coçou os olhos sonolenta, parada na porta do quarto

— Merda — resmungou — não, claro que não. 

— Quem é essa? — Lua olhou curiosa para a menininha de 8 anos

— Ela fala? — disse da gata e caiu para trás desmaiada.

— Pode não fazer isso na frente da minha irmã? — correu juntar a pequena no chão.

— Você tem uma irmã… e ela é uma garota.

— Sim. — pôs a pequena na sua cama — nunca viu uma? Desfazer! — disse erguendo a caneta, e era ele novamente.

— Claro que eu já vi. Só estava imaginando que se ela tem a mesma habilidade que você, seria uma ótima marinheira.

— Não, fique longe da minha irmã, ou ninguém vai achar princesa nenhuma. — subiu na cama e abraçou a irmã para dormir.



Chanyeol entrou na sala e se espantou ao ver o amigo ali cedo.

— Do KyungSoo, quem morreu para te acordarem cedo? — disse com graça se sentando.

— Ninguém, mas hoje tem prova né.

— E você estudou?

— Muito. 

— Que bom, vou colar de você então — riu 

— Ah tá. 

— Ei depois da aula, vamos para minha casa para jogar videogame, comprei um jogo novo, acho que você vai gostar.

— Hm.. é do que?

— Se chama Marinheira da justiça — o moreno arregalou os olhos — ela é uma guerreira, que usa uma saia incrivelmente curta e luta com uns monstro, acho que é o mesmo jogo que você não deixou eu ir na sua casa jogar.

— Ah… deve ser — deu de ombros desviando o olhar.

— Você sabia que é baseada numa pessoa de verdade.

— Que bobagem. — riu e olhou para o Park — e você acredita?

— Sim, já saiu até na tv, que em Tokyo, tem uma uma heroína mascarada que enfrenta bandidos por toda a cidade. O jogo é baseado nela.

— Caramba… então tá, vamos jogar juntos…




….


Notas Finais


Dae???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...