História A Marota - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Cornélio Fudge, Dorea Black, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Marlene Mckinnon, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Nick Quase Sem-Cabeça, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Regulus Black, Remo Lupin, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sirius Black, Theodore Nott, Tiago Potter, Tom Riddle Jr.
Tags 1970, Amizade, Harry Potter, Hogwarts, James Potter, Marotos, Niems, Noms, Pedro Pettigrew, Remo Lupin, Romance, Sirius Black
Visualizações 52
Palavras 2.821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 25 - Capítulo 24


Fanfic / Fanfiction A Marota - Capítulo 25 - Capítulo 24

Parecia que o expresso de Hogwarts havia passado por cima de mim quando acordei na semana seguinte. Eu não conseguia fazer nada além de estudar e ir aos treinos de quadribol, estudando lá também.

Bem, hoje era o tão esperado jogo da Grifinoria contra a Sonserina. Eu acordei, fiz toda uma rotina matinal e me vesti, optando por uma saia comum, uma blusa de mangas e meias longas, já que não teria aula. Depois do café da manhã, eu caminhei com Lilian para o campo de quadribol, onde nos sentamos em uma das fileiras altas para enxergar melhor. A toda hora eu bocejava, sentindo que meus olhos queriam se fechar enquanto observava os jogadores da Grifinoria entrarem no vestiário.

— Onde estava ontem a noite que foi dormir tão tarde? - Lily me perguntou, impedindo que eu fechasse os olhos.

— Eu estava na biblioteca com Sirius.. Estavamos estudando feitiços. Depois, ficamos um pouco na sala comunal e a hora passou voando. - tentei explicar, passando as mãos sobre o rosto.

— Você tem levado essa história de estudar muito a sério. - Lilian me olhou desconfiada e eu sabia que ele sabia que tinha algo mais.

Estudar.. Eu estudava, com Sirius.. E estudar com Sirius não é estudar exatamente. A todo momento ele interrompia, contando piadas ou me roubando beijos e, bem, os beijos eram retribuidos. Acabavamos fazendo varias coisas, menos estudar e isso roubava algumas horas a mais quando, finalmente, íamos estudar.

— Os N.O.M.s estão chegando, não é? Faltam apenas alguns dias. - lembrei, dando de ombros.

Quando a arquibancada da Grifinoria estava cheia, os times saíram dos vestiários e caminharam em direção ao meio do campo. Os alunos vibraram e eu usei o pouco de animação que ainda me restava, me juntando a eles. James e Sirius pareciam mais do que felizes por estarem prestes a entrar em um jogo.. Perigoso... Creio que se algum deles caísse da vassoura, gerariam ferimentos graves dependendo da altura. Meu estômago revirou e eu suspirei, sorrindo para Remo quando ele se sentou ao meu lado. Pedro estava logo atrás de nós.

— Você está com uma cara péssima. - Remo comentou, entregando a mim e a Lily uma bandeirinha.

Eu a observei.. Tinha o brasão da Grifinoria pintado em vermelho e dourado. Criativo..

— Ela vai ficar melhor quando as provas passarem. - Lilian disse, me olhando provocante antes de se virar para o jogo.

Eu revirei os olhos, ouvindo o som do apito e logo as vassouras estavam no ar. Mesmo de longe, eu reconheci os cabelos negros de Sirius voando com o vento enquanto ele se posicionava. Pelo que ele me disse, era um dos batedores e eu notei o bastão em sua mão. Os balaços foram soltos, seguidos do pomo de ouro e logo a goles foi lançada, dando início a partida. James era o apanhador, por isso apenas observava o jogo junto do apanhador do time adversário.

Eu sabia da rixa entre as casas e notei o jogo ser um tanto violento demais. Principalmente quando o artilheiro da Grifinoria tirou a goles da mão do adversário, quase o derrubando da vassoura. Ou quando o batedor da Sonserina bateu em um balaço na direção de uma artilheira da Grifinoria, que só não foi atingida porque Sirius rebateu, mandando o balaço pra longe. Agora eu sabia de onde vinham os braços fortes.. Realmente fortes..

O narrador dizia tudo o que os jogares estavam fazendo e a torcida da Grifinoria vibrou quando os 10 primeiros pontos foram marcados. Eu? Eu tentava acompanhar Sirius já que ele voava muito rápido, batendo nos balaços e os jogando cada vez mais longe. Ele era impressionante... E era surreal como chamava a minha atenção. O Black era bonito, coloca bonito nisso, mas... Era mais do que isso.

— GRIFINORIA MARCA 30 PONTOS! JAMES POTTER PARECE TER AVISTADO O POMO! LÁ VAI ELE!

Eu rapidamente procurei James e o vi voando a toda velocidade na direção do gol da sonserina. O apanhador adversário o seguia, mas ele era um tanto mais rápido. Sem pedir permissão, eu peguei o binóculo de Lilian e o coloquei no rosto, vendo que os dedos de James já quase alcançavam o pomo.. Se um artilheiro da sonserina não tivesse batido contra ele, o fazendo perder o pomo de vista.

— ISSO NÃO FOI JUSTO! ELE FEZ DE PROPÓSITO! - eu berrei mas apenas Lilian e Remo me ouviram, já que o coro da Grifinoria abafou minha voz.

Lilian fez com que eu me sentasse novamente, emburrada. Estavam trapaceando.. Era injusto. James parecia irritado também, mas apenas voltou a sua posição, os olhos apertados por detrás do óculos. Parecia concentrado, observando o campo em volta atrás do pomo. Quando meus olhos se voltaram pra Sirius, eu notei que seus olhos azuis estavam na direção da arquibancada da Grifinoria. Eu sorri e ele retribuiu, antes de rebater um balaço que ia na sua direção.

Eu não podia mais negar.. Estava completamente apaixonada por Sirius Black.

— LÁ VAI O POTTER NOVAMENTE! 60 A 30 A FAVOR DA GRIFINORIA! SE ELE PEGAR, A VITORIA É CERTA!

Eu me levantei novamente e coloquei o binóculo, seguindo James com ele enquanto ele voava atrás do pomo. Se ele pegasse, nós ganhariamos!

— VAI, JAMES! - eu berrei, mesmo que ele não pudesse me ouvir.

A vassoura rodopiou no ar e quando eu pensei que iria, James caiu da vassoura e eu fiz uma careta. Sentindo dor por ele, mas também meio decepcionada. Estavamos tão perto.. James se levantou lentamente e sorriu dolorido, antes de levantar a mão, mostrando as asinhas do pomo a se baterem entre seus dedos.. ELE PEGOU!

— JAMES POTTER PEGA O POMO! GRIFINORIA VENCE COM O TOTAL DE 210 PONTOS!

A arquibancada da Grifinoria foi ao delírio, gritando e comemorando a vitoria da casa. Eu não soube reagir.. Apenas quando Remo me puxou para sair dali e ir até o time. Eu corri, pulando em James quando me aproximei dele. Ele riu quando me afastei dele e sorri, notando uma careta sua quando toquei seu braço. O pomo ainda apertado entre os dedos.

— Você se machucou? - perguntei, o olhando um tanto preocupada.

— Não muito.. Mas não importa, nós ganhamos. - ele sorriu, me puxando para mais um abraço.

Quando o resto do time se juntou a ele, comemorando a vitória da nossa casa, eu olhei ao redor procurando por Sirius. Ele estava rodeado de algumas garotas, sorrindo meio sem graça enquanto tentava se esquivar delas. Seu olhar encontrou o meu e ele deu de ombros, como se dissesse que era meio inevitável. Eu ri e me aproximei.

— Com licença, garotas, o Black tem outro compromisso. - eu disse, alto o suficiente pra que todas ouvissem.

Abrindo espaço entre elas, eu cheguei até Sirius e o puxei pelo uniforme, colando meus lábios nos seus. Ele sorriu contra meus lábios, agarrando minha cintura com uma das mãos já que a outra ainda segurava o bastão. Quando me afastei dele, as garotas em volta nos olhavam incrédulas e logo começaram a se afastar. Eu sorri satisfeita, me virando para Sirius que me observava.

— O que foi? - questionei, cruzando meus braços. 

— Suas bochechas estão coradas. - ele comentou, passando seu dedo sobre as mesmas.

— Impressão sua. - dei de ombros, me virando para sair dali.

Ainda pude ouvir ele rir.

O time da grifinoria foi para o vestiário se trocar e eu esperei do lado de fora junto de Remo e Pedro. Lilian havia voltado para o castelo junto de Lene e Jessy, que chegaram meio atrasadas para o jogo. Eu estava meio preocupada com Remo.. Ele parecia mais abatido que o normal e, provavelmente, era por causa da lua cheia. Estava cada vez mais próxima. Não gostava de ve-lo assim..

James logo saiu do vestiário. As roupas casuais e o sorriso enorme no rosto. O braço estava enfaixado e ele disse que apenas magoou com a queda. Os cabelos, como sempre, despenteados e os óculos intactos, mesmo depois da queda. O resto do time também saiu, exceto Sirius que ainda estava lá dentro. James disse que ele queria falar comigo, mas a sós.

Meio hesitante, eu observei o resto do time se distanciar em direção ao castelo e entrei no vestiário. Aquele momento me lembrava outro momento.. Só espero que ele esteja vestido.

— Sirius? - o chamei, olhando em volta e esperando ele aparecer.

Quando menos esperei, duas mãos agarraram minha cintura e eu me vi contra a parede. Sirius sorriu e me puxou para trás de uma cortina com o brasão da Grifinoria, onde se encontravam alguns uniformes de quadribol dobrados sobre uma prateleira. Eu olhei para Sirius e ele parecia sugestivo. O que se passava naquela cabecinha? Quando eu iria dizer algo, ele me beijou.

Era necessitado e logo se tornou intenso, sua língua acariciando a minha enquanto suas mãos me puxavam pra mais perto de seu corpo. Eu me deixei levar, como sempre, pondo minhas mãos por entre seus cabelos, ficando na ponta dos pés para que tivéssemos mais contato. Eu não me importei se estávamos no vestiário do time, ou se a qualquer momento alguém poderia entrar e nos ver.. Eu apenas queria ainda mais daquilo. 

Quando notei, Sirius havia se sentado no chão sobre alguns tecidos com o brasão da Grifinoria e de Hogwarts também, e eu estava sentada em seu colo. Suas mãos agarravam minha cintura, a apertando enquanto nossos lábios nem ao menos pensavam em se separar. Quando fomos obrigados por falta de ar, eu respirei fundo, abrindo os olhos e observando o quanto os lábios de Sirius estavam vermelhos. Ele acariciou meu rosto e levou seus beijos para meu pescoço, me causando arrepios por todo o corpo.

Esse que já pegava fogo com seus toques.

Minhas mãos trataram de abrir o uniforme que ele ainda usava e logo seus ombros estavam nus, podendo deixar que meus lábios também passeassem por ali. Eu senti quando as mãos de Sirius subiram por minhas coxas e adentraram a minha saia, gerando suspiros da minha parte. Eu queria mesmo aquilo.. Todas as provocações anteriores me deixaram com ainda mais vontade.

— Sirius.. - eu sussurrei, deixando que ele me guiasse como quisesse.

Ele não disse nada, alcançando meus lábios novamente e subindo a minha blusa. Mas antes que ele pudesse fazer mais alguma coisa, a porta do vestiário foi aberta e nós paramos. Meu coração batia rápido e eu não soube se era pelo momento com Sirius ou por ter alguém ali. Nos entreolhamos e Sirius pediu silêncio.

— Sirius? Sirius, você ainda está aqui? - a voz feminina alcançou nossos ouvidos.

Era a capitã do time da Grifinoria e Sirius suspirou, parecendo um tanto frustrado. Eu sai de seu colo e me sentei no chão, observando ele se levantar e arrumar suas vestes. Me dando uma última olhada, ele abriu um pequeno espaço na cortina e saiu. Meio nervosa, eu passei as mãos pelo rosto e respirei fundo, tentando não fazer nenhum barulho ao expressar meu descontentamento. Tinha que chegar alguém..

— Ah.. O que estava fazendo ali? - a capitã perguntou, parecendo surpresa.

— Você sabe.. - Sirius pigarreou. — James é meio bagunceiro e derrubou algumas coisas. Eu achei que deveria arrumar já que ele não arruma nada.

eles ficaram em silêncio por alguns segundos e eu mordi minhas unhas, me contendo para não roe-las.

— Mas.. Você queria alguma coisa? - Sirius questionou.

— Eu.. Queria lhe perguntar.. Eu vi você e a Potter no campo... Vocês.. Estão juntos? - ela pausou várias vezes, como se estivesse com medo.

Provavelmente da resposta.

— Tecnicamente, sim. - Sirius respondeu e eu sabia que ele sorria. — Por que?

— Ah.. Nada. Eu apenas fiquei curiosa. - ela riu meio sem graça. — Você vem?

— Eu vou trocar de roupa, depois eu vou. - ele respondeu e eu não ouvi mais nada.

A porta se abriu e fechou novamente e Sirius apareceu na cortina. Eu ergui uma das sombrancelhas pra ele e o mesmo sorriu, me estendendo as mãos e me ajudando a levantar.

— Da próxima vez, iremos para a sala precisa. - ele disse e riu quando eu lhe dei um tapa, minhas bochechas ardendo.

Depois daquela pequena confusão, Sirius tomou banho e trocou de roupa, enquanto eu esperava sentada, boazinha, ele terminar. Logo em seguida, nós saímos do vestiário e seguimos para o castelo. Subimos as escadas e quando a mulher gorda nos deixou passar, nós ouvimos a festa que rolava na sala comunal. James estava excessivamente feliz quando puxou Sirius para cima de uma mesa, erguendo uma garrafinha do que parecia Whisky de fogo.

Eu pensei que menores não podiam beber.. Ou que em Hogwarts não tinha.

— Um brinde.. A nossa vitória! - James comemorou, levando Sirius a rir do amigo.

Eu balancei a cabeça, indo até Remo que estava sentado um pouco afastado. Ele não parecia apreciar a bagunça, muito menos a aquela hora.

— James não devia estar bebendo. - ele comentou quando eu me sentei ao seu lado.

— Onde ele conseguiu? - perguntei, me referindo a bebida.

— Ele saiu e depois voltou com algumas garrafinhas cheias de Whisky de fogo e cerveja amanteigada. - Remo deu de ombros, voltando a seu livro.

Aquilo me cheirava suspeito..

*****

A festa durou bastante tempo, pausando apenas para aqueles que foram almoçar ou jantar no salão principal. James não parecia nem um pouco interessado em deixar de comemorar a vitória contra a sonserina, acabando por se jogar ao meu lado e de Remo no sofá durante a noite. Lilian achou demais tudo aquilo e acabou indo se recolher mais cedo, parecia irritada.

— Acho.. Que estou cansado. - James comentou, apoiando sua cabeça em meu ombro. 

— Jura? Eu pensei que isso aconteceria a algumas horas atrás. - fui sarcástica, me encolhendo quando ele soprou meu pescoço. 

Ele estava bêbado? Ou era seqüela da queda?

— Jane.. - ele começou, mas acabou não terminando. 

— Certo, está na hora do veado ir pra cama. - Sirius disse, se aproximando e ajudando James a se levantar. 

— É cervo.. - o outro corrigiu, sendo levado por Sirius até a escada do dormitório masculino. 

— Pra quem fica, boa noite. - Sirius fez uma pequena reverência, correndo até mim, deixando um rápido beijo em meus lábios antes de subir atrás de James. 

Eu ri, observando eles sumirem. Quando me virei para Remo, ele me olhava por cima do livro, como se me julgasse. 

— O que? - perguntei, cruzando meus braços. 

— Você e Sirius.. O que está rolando? - ele foi direto, fechando seu livro lentamente depois de marcar a página.

— Eu não sei.. Estamos juntos, eu acho. - dei de ombros, sorrindo grande pra ele. 

— Vejo que está feliz.. E isso é bom, principalmente por estarmos falando do Sirius. - Remo brincou e eu ri.

— Sim.. Acho que o julguei errado, ele pode ser um cara legal. - sorri meio tímida, recebendo seu carinho em minha cabeça. 

— Sim.. Ele é um bom amigo também. - Remo sorriu e se levantou. — Bem.. Também estou indo. 

— Ah, acho que eu também. O dia foi meio cansativo.. - conclui, ele concordou. — Boa noite, Remo.

— Boa noite, Jane. 

Ele seguiu para o dormitório masculino e eu, para o feminino. Quando entrei, pensei que todas estariam dormindo. Mas Lilian estava sentada em sua cama, usando sua varinha como luz para enxergar o livro em seu colo. Ela ainda estava estudando... Eu me aproximei e sentei ao seu lado, tomando sua atenção pra mim. 

— Me conta. - ela disse, apontando a varinha pra mim depois de fechar o livro.

— Contar o que? - perguntei confusa, não sabendo do que ela estava falando. 

— O que você e Sirius estavam fazendo sozinhos no vestiário. - ele sussurrou, olhando para ver se as meninas dormiam mesmo. 

Eu sorri meio nervosa. 

— Nós.. Meio que.. Quase rolou. - eu confessei, podendo ver seus olhos se arregalarem.

— Vocês quase fizeram sexo no vestiário?! - ela perguntou, um pouco alto demais e eu tapei sua boca. 

— Meio isso.. Ai, Lilly.. Eu estava tão entregue, sentindo sua pele contra a minha e seus beijos que me levavam para outro mundo.. - eu suspirei, lembrando do momento mais cedo. 

— Está apaixonada. - a ruiva concluiu e eu apenas assenti, mordendo meu lábio fortemente. — Está perdida.

— Estou... Mas.. Lilian, eu não sei se ele sente o mesmo. - dei de ombros. 

— Ele já disse algo? Ou demonstrou? 

—Ele me disse que.. Gostava muito de mim e.. Que eu era importante pra ele. Até me deu o seu colar. - eu sorri, lhe mostrando o pingente em meu pescoço. 

— Então, está duvidando do que? Sirius pode ser o que for.. Mas eu nunca o vi do jeito que você o deixou. - ela me disse, sorrindo pra mim.

erá..? Não.. Era o Sirius, ele pode até gostar de mim mas.. Estar apaixonado, eu não acredito. Fosse o que fosse, aconteceria. Tinhamos apenas 15 anos e o amor sempre foi algo complicado. Eu nem ao menos sabia se duraria ou.. Se era passageiro. Por enquanto, eu aproveitaria esse momento.. Afinal, tentar não custava nada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...