1. Spirit Fanfics >
  2. A masmorra de cristal >
  3. Uma noite em Osven

História A masmorra de cristal - Capítulo 2


Escrita por: e cueioaleatorio


Notas do Autor


Três palavras feijão, abobrinha e televisão.

Capítulo 2 - Uma noite em Osven


Fanfic / Fanfiction A masmorra de cristal - Capítulo 2 - Uma noite em Osven

Ele abre os braços e diz em voz alta - Seja bem vindo Jason a cidade dos bruxos, a grande Osven! 

Como era noite, algumas pessoas retrucaram com vaias das mais variadas e até alguns palavrões - Cala boca seu loco! - disse alguém com uma voz bem rouca e grossa.

Será que é um otário mamãe? - uma criança sem dúvidas, disse com uma voz aguda e irritante era difícil identificar se era um menino ou uma menina.

Cala a boca! Quero dormir! - diz uma voz suave de uma mulher bastante irritada.

Seja bem vindo Jason! - disse alguém com um voz bem rouca parecendo a de um velho.

Obrigado desconhecido! - gritou Jason após se virou para Grant que abafava as suas risadas com as suas mãos.


Grant e Jason começam a sair, a fonte de luz deles era apenas um poste no fim do beco, quando chegam ao fim do estreito beco de pedras dão de frente com várias lojas fechadas, mas Jason não podia deixar de notar como elas eram estranhas, tinham letras jamais vista por Jason, uma que chamou a sua atenção foi. As Vassouras dançantes, uma loja pintada de azul e com uma grande placa vermelha escrito com tinta dourada - Compre duas e leve três! - na vetrine da loja tinham várias vassouras e o que mais chamou atenção de Jason foi a sessão separada da vetrine ao lado, a sessão de Esportes, nela havia lindas Vassouras com cartões ao lado das Vassouras com explicações delas, fotos de pessoas se mexendo segurando as vassouras e alguns voando com elas.

Vejo que você se interessou pelas vassouras - disse Grant voltando para falar com Jason que agora estava parado lendo sobre como cada vassoura e quais eram as suas diferenças.

Como assim, Esportes? - disse Jason. 

Bem existe um esporte muito famoso no mundo dos bruxos - retrucou Grant.

E como ele é? - respondeu Jason rapidamente se virando para Grant e deixando de forçar os olhos para ler os cartões no escuro apenas com a luz dos postes da rua.

Bem.... o nome do jogo é Hockss, é uma corrida de Vassouras voadoras onde os corredores disputam no ar soltando feitiços atrapalhando os outros até a linha de chegada.

Saquei, não vejo a hora de poder jogar uma partida. 

Você? - disse Grant voltando a andar na rua passando por lojas fechadas de livros, poções, doces mágicos entre outras.

Como assim? - perguntou Jason.

Sabe... quer saber você vai conseguir como o seu irmão - disse Grant.

Meu irmão? - retrucou Jason 

Sim ele foi um grande corredor de Hockss… pena que…

Ele matou 5 pessoas eu já entendi! 

Depois de alguns minutos de caminhada e Jason perguntando sobre as lojas de Vassouras, os caldeirões, o limpador de janelas 3000 e Grant explicando sem parar, eles finalmente chegaram num pequeno prédio vermelho, com uma placa preta escrito em tinta vermelha - Néctar do amor - parecia uma cafeteria da França, que Jason tinha visto no jornal só que não com um nome estranho. Embaixo do prédio tinha um pequeno bar e em cima o prédio vermelho, nas vetrines do bar estava escrito fechado, mas dentro ainda se via luz, Grant correu e bateu na porta duas vezes, ele olhou para Jason e disse - Vai ser aqui que você vai ficar até eu achar um lugar para você - Jason esperou ansioso para ver mais magia, mas quem abriu a porta não foi um anão mágico, ou um cavalo falante, mas sim uma mulher muito bonita, cabelo curto branco, olhos vermelhos, ela tinha um rabo como de um demônio e ele era preto, estava usando um suéter vermelho e um saia preta curta e chinelos pretos, seu rosto era bonito, possuía um corpo violão mesmo tendo o mesmo tamanho e idade de Jason, tinha chifres pretos ela estava bocejando mas disse - Oi diretor Grant

Oi Natália, esse aqui é o Jason - ele pega Jason e o empurra para frente de Natália, o rosto de Jason se encontra com o de Natália, que o encara com um rosto de sono, Jason cora e diz - Oi Natália - ela abre os olhos e os fixa nos deles e diz - Oi Jason - com uma voz suave e sonolenta.

Agora que estão apresentados, Natália eu sei que você vai começar a estudar em Solenia - disse Grant empurrando Jason para dentro do estabelecimento, Natália dá passos para trás e deixa eles entrarem.

É óbvio que o senhor sabe você é o diretor - disse ela fechando a porta depois deles entrarem.

Eu sei mas Jason foi criado com os otários e precisa de sua ajuda, pode ficar com ele e ensinar o básico de magia, até eu achar um lugar melhor para ele ficar, vou comprar tudo que ele precisar para o ano letivo e deixarei aqui de manhã, me de dois dias para arranjar outro lugar, mas por enquanto preciso que ele fique aqui no bar, num quarto alugado.

Ok - ela vai em direção a uma mesa e pega um papel e diz - Vou ver o que posso fazer diretor - diz ela com a voz sonolenta e Jason estava longe deles mas corado e atraído pela Natália nunca tinha visto alguém tão bonita, observando o local era um bar lindo, as mesas eram pretas parecia um bar super chique dos anos 70 que Jason vira na Televisão, ele observava atrás do balcão as bebidas, cada garrafa tinha um líquido diferente uma das garrafas de vidro parecia que tinha algo dentro vivo, os copos de vidro eram lindos, ele estava tão distraido que nem prestava mais atenção na conversa.

… então você vai ficar aqui entendeu Jason? - perguntou Grant, os dois o olharam.

Que? - disse Jason que estava admirando o bar.

Natália tomou a frente e disse - Seguinte Jason Foster prazer em conhecê-lo - agora ela dizia totalmente acordada - Eu sou Natália Cooper, sou uma novata, vou entrar agora no primeiro ano com você, e você vai passar alguns dias comigo e vou ensinar para você como funciona magia, o diretor vai comprar o seu material para as aulas e eu vou ensinar um pouco da magia para você, entendeu? 

Sim! 

Que bom - ele olhou para o papel e o leu - bem então vamos ver que tipo de quarto você vai dar para ele Grant?

O de luxo - Jason neste momento se sentiu importante.

Okay… são 4 moedas de ouro por dia - ele termina e mostra e abre a mão para Grant, que sem medo pega 4 moedas de ouro e coloca em sua mão, a expressão de Natália é surpresa, ela pega Jason pelo braço e o leva até os fundos, onde tinha um elevador dourado, ela apertou o botão para ele descer, Jason esperou ao seu lado sem panstenejar, quando olhou para trás não viu mais Grant ele tinha sumido, quando olhava para trás sentiu se sendo puxado por Natália mais uma vez que adianta o serviço para ir logo a cama. Após de 1 minuto no elevador ele chegam num quarto impecável a porta era vermelha quando entraram no quarto ele eram limpo, era perfeito e impecável não era tão grande, tinha uma laleira uma cadeira de  balanço, uma cama de casal, uma janela que dava de frente para a loja das Vassouras dançantes, Jason pulou na cama e quando olhou para a porta não viu mais Natália ela tinha sumido, mas ele não se importou fechou a porta tirou as suas vestes e se jogou na cama e dormiu num verdadeiro colchão que nunca dormirá na vida.Ele abre os braços e diz em voz alta - Seja bem vindo Jason a cidade dos bruxos, a grande Osven! 

Como era noite, algumas pessoas retrucaram com vaias das mais variadas e até alguns palavrões - Cala boca seu loco! - disse alguém com uma voz bem rouca e grossa.

Será que é um otário mamãe? - uma criança sem dúvidas, disse com uma voz aguda e irritante era difícil identificar se era um menino ou uma menina.

Cala a boca! Quero dormir! - diz uma voz suave de uma mulher bastante irritada.

Seja bem vindo Jason! - disse alguém com um voz bem rouca parecendo a de um velho.

Obrigado desconhecido! - gritou Jason após se virou para Grant que abafava as suas risadas com as suas mãos.


Grant e Jason começam a sair, a fonte de luz deles era apenas um poste no fim do beco, quando chegam ao fim do estreito beco de pedras dão de frente com várias lojas fechadas, mas Jason não podia deixar de notar como elas eram estranhas, tinham letras jamais vista por Jason, uma que chamou a sua atenção foi. As Vassouras dançantes, uma loja pintada de azul e com uma grande placa vermelha escrito com tinta dourada - Compre duas e leve três! - na vetrine da loja tinham várias vassouras e o que mais chamou atenção de Jason foi a sessão separada da vetrine ao lado, a sessão de Esportes, nela havia lindas Vassouras com cartões ao lado das Vassouras com explicações delas, fotos de pessoas se mexendo segurando as vassouras e alguns voando com elas.

Vejo que você se interessou pelas vassouras - disse Grant voltando para falar com Jason que agora estava parado lendo sobre como cada vassoura e quais eram as suas diferenças.

Como assim, Esportes? - disse Jason. 

Bem existe um esporte muito famoso no mundo dos bruxos - retrucou Grant.

E como ele é? - respondeu Jason rapidamente se virando para Grant e deixando de forçar os olhos para ler os cartões no escuro apenas com a luz dos postes da rua.

Bem.... o nome do jogo é Hockss, é uma corrida de Vassouras voadoras onde os corredores disputam no ar soltando feitiços atrapalhando os outros até a linha de chegada.

Saquei, não vejo a hora de poder jogar uma partida. 

Você? - disse Grant voltando a andar na rua passando por lojas fechadas de livros, poções, doces mágicos entre outras.

Como assim? - perguntou Jason.

Sabe... quer saber você vai conseguir como o seu irmão - disse Grant.

Meu irmão? - retrucou Jason 

Sim ele foi um grande corredor de Hockss… pena que…

Ele matou 5 pessoas eu já entendi! 

Depois de alguns minutos de caminhada e Jason perguntando sobre as lojas de Vassouras, os caldeirões, o limpador de janelas 3000 e Grant explicando sem parar, eles finalmente chegaram num pequeno prédio vermelho, com uma placa preta escrito em tinta vermelha - Néctar do amor - parecia uma cafeteria da França, que Jason tinha visto no jornal só que não com um nome estranho. Embaixo do prédio tinha um pequeno bar e em cima o prédio vermelho, nas vetrines do bar estava escrito fechado, mas dentro ainda se via luz, Grant correu e bateu na porta duas vezes, ele olhou para Jason e disse - Vai ser aqui que você vai ficar até eu achar um lugar para você - Jason esperou ansioso para ver mais magia, mas quem abriu a porta não foi um anão mágico, ou um cavalo falante, mas sim uma mulher muito bonita, cabelo curto branco, olhos vermelhos, ela tinha um rabo como de um demônio e ele era preto, estava usando um suéter vermelho e um saia preta curta e chinelos pretos, seu rosto era bonito, possuía um corpo violão mesmo tendo o mesmo tamanho e idade de Jason, tinha chifres pretos ela estava bocejando mas disse - Oi diretor Grant

Oi Natália, esse aqui é o Jason - ele pega Jason e o empurra para frente de Natália, o rosto de Jason se encontra com o de Natália, que o encara com um rosto de sono, Jason cora e diz - Oi Natália - ela abre os olhos e os fixa nos deles e diz - Oi Jason - com uma voz suave e sonolenta.

Agora que estão apresentados, Natália eu sei que você vai começar a estudar em Solenia - disse Grant empurrando Jason para dentro do estabelecimento, Natália dá passos para trás e deixa eles entrarem.

É óbvio que o senhor sabe você é o diretor - disse ela fechando a porta depois deles entrarem.

Eu sei mas Jason foi criado com os otários e precisa de sua ajuda, pode ficar com ele e ensinar o básico de magia, até eu achar um lugar melhor para ele ficar, vou comprar tudo que ele precisar para o ano letivo e deixarei aqui de manhã, me de dois dias para arranjar outro lugar, mas por enquanto preciso que ele fique aqui no bar, num quarto alugado.

Ok - ela vai em direção a uma mesa e pega um papel e diz - Vou ver o que posso fazer diretor - diz ela com a voz sonolenta e Jason estava longe deles mas corado e atraído pela Natália nunca tinha visto alguém tão bonita, observando o local era um bar lindo, as mesas eram pretas parecia um bar super chique dos anos 70 que Jason vira na Televisão, ele observava atrás do balcão as bebidas, cada garrafa tinha um líquido diferente uma das garrafas de vidro parecia que tinha algo dentro vivo, os copos de vidro eram lindos, ele estava tão distraido que nem prestava mais atenção na conversa.

… então você vai ficar aqui entendeu Jason? - perguntou Grant, os dois o olharam.

Que? - disse Jason que estava admirando o bar.

Natália tomou a frente e disse - Seguinte Jason Foster prazer em conhecê-lo - agora ela dizia totalmente acordada - Eu sou Natália Cooper, sou uma novata, vou entrar agora no primeiro ano com você, e você vai passar alguns dias comigo e vou ensinar para você como funciona magia, o diretor vai comprar o seu material para as aulas e eu vou ensinar um pouco da magia para você, entendeu? 

Sim! 

Que bom - ele olhou para o papel e o leu - bem então vamos ver que tipo de quarto você vai dar para ele Grant?

O de luxo - Jason neste momento se sentiu importante.

Okay… são 4 moedas de ouro por dia - ele termina e mostra e abre a mão para Grant, que sem medo pega 4 moedas de ouro e coloca em sua mão, a expressão de Natália é surpresa, ela pega Jason pelo braço e o leva até os fundos, onde tinha um elevador dourado, ela apertou o botão para ele descer, Jason esperou ao seu lado sem panstenejar, quando olhou para trás não viu mais Grant ele tinha sumido, quando olhava para trás sentiu se sendo puxado por Natália mais uma vez que adianta o serviço para ir logo a cama. Após de 1 minuto no elevador ele chegam num quarto impecável a porta era vermelha quando entraram no quarto ele eram limpo, era perfeito e impecável não era tão grande, tinha uma laleira uma cadeira de  balanço, uma cama de casal, uma janela que dava de frente para a loja das Vassouras dançantes, Jason pulou na cama e quando olhou para a porta não viu mais Natália ela tinha sumido, mas ele não se importou fechou a porta tirou as suas vestes e se jogou na cama e dormiu num verdadeiro colchão que nunca dormirá na vida.


Notas Finais


Espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...