História A Medo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 4
Palavras 363
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Ficção

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - A Medo- Capítulo Único


Era uma criatura que vivia em uma caverna, não se sabe a cor, a forma tampouco, de fora apenas se via o brilho dos seus olhos, que refletia a pouca luz que tinha permissão para entrar.

A Medo não gostava do escuro, mas nao se arriscava a sair de onde estava e por isso, passava os dias, as noites, os meses e os anos ali, nem dentro nem fora, recebia pouca luz do Sol e muito do ar gelado que vinha do fundo da caverna.

Quando chovia, a água escorria e molhava os pelos das patas da Medo que nada fazia, sem chorar, sem gritar, apenas sentia tudo que lhe acontecia naquela sombria caverna fria.

Certo dia, deitada onde sempre esteve, algo veio mudar a rotina da pequena Medo. Uma criatura com algo nas mãos, brilhava... Era... Fogo?... O que aquela coisa queria? Medo se assustou e, com o susto, correu assustada mais para dentro da assustadora caverna. Correndo, ela tropeçou e, tropeçando, ela caiu. Machucou uma pata, olhou para trás e la estava a criatura com mãos carregando chama e andando em sua direção. "O que quer?"... "Quem é você?"... Ela poderia ter perguntado, mas não perguntou. Como sempre, calada ficou, correndo continuou e novamente tropeçou. Outra pata machucou. Nesse momento, um grito deixou escapar e a criatura, ouvindo seu grito, se apressou e disse "você..."... Medo nem quis ouvir o resto e continuando a correr, deu de cara com um abismo e do abismo saía fumaça e lá em baixo, lava...era um vulcão.

Medo não teve tempo de parar, se agarrou em uma fenda e quase pendurada começou a gritar. A criatura de mãos flamejantes estendeu sua mão, que nao estava em chamas, Medo olhou a criatura e era igualzinha a ela, trazia em sua mão uma vela, que trouxe pra caverna a fim de oferecê-la. Medo riu, abraçando a criatura, aceitou a vela que iluminou a caverna escura.

Naquele dia, Medo pode perceber que sentiu medo do que não podia prever e se privou de algo bom e novo que viria a conhecer. A criatura que a livrou da enrascada, por todos, Ajuda era chamada e Medo percebeu que por temer estava errada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...