História A Melhor Amiga - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Ash Ketchum, Daisy, Delia Ketchum, Gary Carvalho, Misty, Pikachu
Tags Amor, Ash, Gary, Misty, Pikachu, Pokeshipping, Sentimentos, Transformaçao
Visualizações 123
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Cross-dresser, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oiiiii!
Pois é, mais uma vez, eu demorei
e mais uma vez, eu volteeei! ^^/
Aproveitem o capitulo! <3

Capítulo 15 - Verdades


Fanfic / Fanfiction A Melhor Amiga - Capítulo 15 - Verdades

A ruiva não sabia de onde aquela pergunta veio. Mas percebeu que a expressão de Ash estava abatida. A resposta estava na ponta da língua. Afinal, em nenhum momento de sua vida, nunca odiou Ash, nunca. São apenas palavras com raiva.

- .... – Misty continuou em silêncio, então Ash viu aquilo como um ‘’sim, eu te odeio.’’

- Eu entendo. – Murmurou baixo. Tocou em sua própria bochecha e percebeu que tinha um curativo nele. Suspirou e se levantou com cuidado. Sua perna ainda doía. Misty ia segurá-lo, mas Ash se apoiou na parede úmida da caverna. – Bem, você tem todos os motivos para me odiar. Eu briguei com você naquela noite no Poke-vídeo, nunca se quer, te visitei, e você sempre me esperou e eu nunca apareci.

Misty o olhava com a mão a altura do peito. Ele sabia daquelas coisas porque ela mesmo disse pra ele quando ele estava transformado em Pikachu.

- Se não fosse por Togetic, eu nunca ia perceber qu-

- Togetic? – Misty perguntou, interrompendo Ash, que rapidamente Ash e Piachu ficaram gotas em suas testas. – Do que está falando?

- Er... bom.. – Fingiu uma tosse. – Foi o seu Togetic que fez esse plano todo para nos encontrarmos. – Disse, fazendo Misty arregalar os olhos.

- E, te transformou em Pikachu? – Perguntou e Ash assentiu. Misty suspirou sorrindo fraco. Agora tudo fazia sentido. – Agora eu sei quem deixou os quites de primeiros socorros aqui. – Disse olhando para o objeto perto do colchão. – Togetic, apareça. Sei que está aqui.

Logo, Ash, Misty e Pikachu olharam para cima, esperando algum sinal do ovinho. Então, depois de alguns segundos, surge Togetic, com o rostinho envergonhado. Misty o olhou, o repreendendo.

Ash via aquilo de boca aberta, junto com Pikachu. Jamais Togetic ia ser intimidado por ele por causa de um olhar ou um grito seu. Mas o olhar de Misty fez o ovinho se comportar como uma criança.

Togetic, com suas asinhas, se aproximou de Misty, que mantinha o olhar sério e os braços cruzados.

- Você está encrencado mocinho. – Misty disse com uma voz autoritária.

Ash e Pikachu esperam o pior, olhando aquela cena, mas logo, Misty o abraçou com o maior carinho do mundo, fazendo Ash e Pikachu caírem com gotas na cabeça.

- Pensei que ia brigar com ele... – Disse Ash forçando o sorriso.

- Não, eu não conseguiria... – Disse Misty ainda abraçando seu Togetic. – Mas, Togetic, porque fez tudo isso? – Misty agora, o olhava sério.

- Porque... eu não queria mais que você sofresse... – Togetic olhava pra Ash, que fez sinal de silêncio escondido de Misty.

- Tá tudo bem, bebê. Eu tô bem. – Misty colocou o sorriso mais falso que conseguiu. Togetic suspirou, já sabendo do teatro de Misty. – Bem, temos que esperar essa chuva passar. – Segurou Togetic no colo e sentou na frente da caverna olhando a chuva, enquanto que Ash ficava pra trás, com Pikachu nos ombros.

Ambos suspiraram. Mas Ash respirou fundo e foi até Misty e se sentou em seu lado. Misty o olhou de lado, e corou de leve. Agora percebeu que Ash não estava mais dormindo e estava acordado, ao seu lado.

Ash e Misty não falaram nenhuma palavra. A única coisa que podiam ouvir era o barulho da chuva. Logo, olhos de Ash se caíram no corpo de Misty. E percebeu o quanto ela havia mudado. Seu corpo não era mais daquela garota de 11 anos, e sim, 15. A única coisa que não mudava em Misty, é o rosto, Ash sabia.

O moreno percebeu que estava apenas com a sua camiseta. Misty deve ter tirado para cuidar de suas feridas. Pensou consigo, o tanto que ele fez de mal pra Misty, ela o cuida, se preocupa. E sabia. Ainda não tinha esquecido que ela tinha se declarado pra si, sem mesmo saber. Mas agora, não tinha certeza. Mas seus sentimentos por ela não mudaram.

- Me desculpa. – Finalmente, Ash disse. Quebrando o silêncio, chamando a atenção de Misty. – Me desculpa... – Repetiu. -... pelo trabalho que te dei. Depois de tudo o que te fiz, o mínimo que você poderia fazer era me largar na floresta.

Misty ficou incrédula com aquelas palavras. Quase ficou com raiva.

- Para de dizer isso! Eu nunca faria isso, afinal, você tinha me salvado daquele barranco que desmoronou. E além do mais, você não estaria assim se você me deixasse te puxar! – Seu tom de voz aumentava em cada frase.

- E eu nunca ia te deixar você cair comigo! Repetiria isso mil vezes só pra não te ver machucada! – Depois de tais palavras, ambos coraram e viraram seus rostos.

- Como eu disse, Ash... não importando a situação, eu nunca te deixaria machucado, Afinal somos... – Se arrependeu de ter começado.

- ...somos? – Ash perguntou, curioso e triste, esperando a ruiva responder.

- Esquece. – E abaixou o olhar, ainda com Togetic no colo. – E, como está a sua perna? – Mudou de assunto.

- Bem, doí um pouco, mas está bem. – Logo, Ash sorriu sacana. – Mas não doí mais que o tapa que você me deu. – Disse rindo e Misty virou o rosto rapidamente, e como previa, seu rosto estava corado.

- Já disse que aquilo foi um acidente! Você me assustou com aquele seu beijo repentino! – Dizia com raiva e corada.

- Mas o Gary você quis beijar... – Dizia Ash fazendo biquinho.

- Ora, você também não beijou aquela Serena? – Disse dando o troco, sorrindo.

- É diferente, foi ela que me beijou. – E logo os risos se cessaram, ficando no lugar, um clima pesado.

- Parece que nós dois beijamos mal. – Disse Ash baixo, mas Misty suspirou.

- Diz isso por você, eu não beijei ninguém, foi você que me beijou. – Disse Misty, fazendo Ash corar. – Ainda bem que eu não beijei o Gary...

- Graças a mim, né? Aquele desgraçado vai ser ver comigo quando eu sair daqui... – Disse Ash rangendo os dentes. Misty riu.

- Ficou com ciúmes? – Misty perguntou, fazendo Ash ficar vermelho como um tomate.

- N-Não, mas é claro que não. Eu apenas não achei certo ele te beijar. Ele estava se aproveitando de você, e colocando coisa na sua cabeça. – Disse cruzando os braços, fazendo Misty rir.

Logo, o som do barulho do estomâgo de Ash roncando, foi ouvido por todos na caverna.

- Certas coisas nunca mudam... – Disse Misty, olhando para a cara de tacho de Ash.

- Eu não como faz algumas horas... – Sorriu envergonhado.

Logo, Togetic saiu do colo de Misty e se teletransportou. Ash, Misty e Pikachu se olhavam confusos, e logo Togetic volta novamente, segurando uma mochila verde com detalhes brancos.

- Minha mochila! – Ash pegou. – Obrigada Togetic... – Ash sorriu. - Eu tinha esquecido ela em cima da árvore, na rota um... – Disse baixo, mas Misty ouviu.

- Tem alguma comida pra você aí? – Misty perguntou rindo, vendo o moreno meter a mão dentro da mochila procurando por algo.

- Eu não sei...- Disse ainda procurando. - ... acho que... – E logo sentiu o que procurava. – Ahá! Achei! – Segurou um objeto, pequeno e metálico entre os dedos.

Misty o olhou, e lembrou. A sua isca. A mini-Misty que lhe deu de presente á ele. Os olhos de Misty brilhavam, ainda olhando a isca entre os dedos de Ash.

- V-Você ainda guarda? – Misty perguntou, ainda não acreditando no que via.

- Claro! Sempre está comigo... – Ash olhava aquela isca com o olhar calmo e sereno. – Sabe Misty... eu nunca me esqueço no que você me disse na nossa despedia.

- O quê? – Perguntou, curiosa.

- De sempre, fazer o meu melhor... – Agora os dois se olhavam. – E com isso, perdendo ou vencendo, eu sempre dou o meu melhor. E depois disso, as minhas derrotas nas Ligas, nunca me afetaram. Porque eu sempre pensava em você.

Ambos se olhavam sorrindo. E por dentro, Misty queria gritar de tanta felicidade.

- F-Fico feliz que isso tenha o ajudado... – Misty brincava com os seus dedos, corada.

- E ainda me ajuda. – Disse Ash, agora se levantando, já de pé. – E além do mais, assim como eu, sei que você ainda não desistiu do seu sonho, certo?

- Claro que não! – Agora Misty ficou de pé, e ficou frente a frente com ele. E percebeu que agora, ele está alto. – Eu nunca vou desistir de ser uma Mestra de Pokémons aquáticos!

- Eu sei que não vai! Por que eu sei que você é forte, talentosa, e muito dedicada á você e á seus Pokémons. – Disse sorrindo, fazendo Misty corar.

- Obrigada, Ash. Você é muito gentil...

- Bem, eu não estou sendo gentil porque eu te amo, é que eu só falei a verdade...

Misty não ouviu mais nada depois depois que Ash disse aquelas palavras. Mas ele falou numa naturalidade tão grande, que pensou ter ouvido errado. Mas eu coração estava batendo forte, seus lábios tremiam, e seus olhos brilhavam.

- Espera, espera... – Sua voz saiu quase desesperada. – O que você disse?

Ela só queria ter certeza do que ouviu. Mas Ash coloca as mãos na nuca, olhando para o lado.

- Que... eu só falo a verdade? – Perguntou, fazendo Misty se decepcionar.

- Não. Antes disso... – Abaixou seu olhar. Sabia que foi um engano.

- Bem... eu te disse que... – Misty levantou o rosto e viu Ash respirar fundo, e logo os dois se olhavam. -... eu te amo, Misty.

 

 

........

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continua...

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...