História A Melhor Amiga Do Meu Irmão - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Jackson, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 87
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só eu tenho raiva quando o Spirit trava dai ele fecha, e apaga metade do capítulo que vc estava escrevendo! Mano ódio!
Só soltei e fui embora.

Capítulo 46 - Desejos.


A lista não era grande, era mais coisas para o dia a dia, e esses aí vão cozinhar? Tô até vendo, fogo pela casa. (Narradora: FIREEEEEE) 

- Eu quero bolinhos. - Disse, e Yoongui sorriu de canto.

- Você e seus bolinhos, vai querer suco de ameixa também? - Assenti sorrindo. - Amanhã à tarde eu vou estar ocupado.

- Com o que? - Me virei para ele.

- Não posso dizer.

- Não começa. 

- Começo, amanhã eu digo. - Bufei, chegamos no supermercado, Yoongui achou uma vaga e Estacionou. - Carrinho.

- Eu pego. - Corri até os carrinhos que ficavam próximos da entrada, eles eram pretos, até o carrinho é mais tumblr que eu, parabéns. Peguei um carrinho, e entramos no mercado.

- Eu vou pegando a carne, e você as bebidas. - Assenti, entreguei o celular para ele, e fui em busca das bebidas. 

- Vamos lá... - Fui olhando os preços das bebidas, e o tipo que eles gostavam, fui colocando-os no carrinho, quando ia voltando até Yoongui resolvi pegar o meu suco e bolinho, logo ali já que estava perto.

- Já achou seus bolinhos? - Me abraçou por trás. 

- Já, qual é o próximo ítem? - Mr entregou o celular, sem soltar da minha cintura. - Temperos, eu vou porque não confio em você pra essas coisas.

- Eu vou pegando o resto, e vou ligar para os meninos avisando.

- Ah isso, boliche ou bar?

- Boliche. - Me beijou rapidamente e saiu dali. Fui até o corredor de temperos, resolvi pegar os que já vi minha mãe usando, a comida dela é ótima então tá resolvido. Depois de pegar os temperos, voltei até Yoongui ele estava abaixado com alguns sacos na mão. 

- Coloquei aqui. - Apontei pro carrinho, seu celular começou a tocar, ele rapidamente atendeu e se afastou. - Estranho... - Me aproximei dele e o mesmo parou de falar, só ficou ouvindo algo no telefone, enfiei minha mão em seu bolso pegando sua carteira, dei meia volta indo até o caixa. 

Passei as compras, já ia empacotando para ficar mais rápido, depois de passar peguei o cartão do Yoongui e inseri na máquina, coloquei a senha e peguei minha notinha fiscal. Guardei o cartão junto com a notinha, peguei as compras estavam meio pesadas.

- Ei! Porque não me esperou. - Pegou as sacolas de mim.

- Eu posso levar. - Negou com a cabeça, fomos até o carro ele colocou as compras no porta malas, enquanto eu entrei e coloquei o cinto. - Seu celular tá tocando. - Peguei o celular dele é estava... - Porque minha vó tá te ligando?

- Não sei... - Apertou o volante, e olhou para o lado. Ergui uma sombrancelha. E atendi o telefone.

           Ligação Online

- Alô? Vó?

- S/N, cadê o Yoongui?

- Está dirigindo, desde quando vocês conversam?

- Desde semana passada. Amanhã não vamos poder mais sair querida.

- O que, porque?

- Tenho compromisso.

- Todo mundo tem compromisso agora. Já, já eu chegou aí.

- Tudo bem, estou jogando baralho com o Jimim.

- Esse menino invade minha casa. Até vó.

- Beijos.

             Kakao Offline  

                       (...)

Já tínhamos passado na casa do Yoongui, nós guardamos as compras e depois subimos apé até em casa. Coloquei a senha na porta, quando chegamos lá, minha vó tava sentada no chão com o Jimim jogando cartas.

- A gente tem uma mesa. - Pendurei minhas chaves. 

- Mas assim dá mais emoção.

- E dor nas costas né vó. - Sentei no sofá, e Yoongui sentou ao meu lado 

- Yoongui querido, vem me buscar amanhã que horas? - Arregalei os olhos, me virei para Yoongui.

- Umas 9:00, dai da tempo de vermos tudo.

- Vocês vão sair sem mim?! - Bufei. - Isso é um absurdo.

- Vamos fazer algumas coisas, e depois voltamos.

- Vai mesmo trabalhar na empresa do papai? - Jimim Perguntou olhando para Yoongui.

- Vou... - Percebi seu olhar cabisbaixo, não é o que ele queria fazer, ele quer seguir o ramo da música e não ficar em um escritório o dia todo.

- Mas e a universidade? Vai ficar só nas férias?

- Eu ainda não sei, depende de como eu me sair. Se me sair bem, vou sair da universidade.

- Mas esse é seu último ano! - Bati no seu peito. - Não pode trancar ela assim.

- Podemos mudar de assunto. Jimim temos que ir nos arrumar.

- Mas são 16 horas ainda. - Jimim falou, e Yoongui o fuzilou com o olhar. - Temos mesmo.

- Vocês são estranhos, eu em. - Me Levantei do sofá. - Quer ajuda vó?

- Eu sou nova ainda. - Minha vó se levantou rapidamente. 

- Tchau. - Abracei Jimim. 

- Começa a se arrumar agora, até você fazer a maquiagem vai levar dois anos e meio. - Mostrei a língua para ele, fui até Yoongui selei nossos lábios.

- Até mais tarde. - Os dois saíram, e me virei para a minha vó. - Onde vocês vão?

- Vamos sair. - Foi indo até a cozinha. - Vou fazer um chá vá se arrumar. - Olhei para o teto. - Me deu vontade de comer Bulgogi com...

- Tomate seco?! - Minha vó virou para mim rapidamente.

- É, como você sabe? - Ela correu até mim me chacoalhando. 

- Eu tinha desejo de comer isso quando estava grávida do seu pai.

- Vó eu só tô com fome, para de paranóia. - Soltei seus braços do meu corpo. - Não quero mais comer, Ok? Vou me arrumar. - Subi as escadas, tranqüilo a porta do meu quarto e paralizei por um tempo... 

Minha respiração ficou ofegante... Não poderia ser né? Não deu tempo, eu tomei os remédios direitinho, suspirei. Joguei meus cabelos para trás e fui tomar banho. 

Deixei a água cair sobre meu corpo, permaneci de olhos fechados tentando me acalmar, minha vó me assusta as vezes. Eu só estava com fone, apenas isso.

Depois de tomar banho me enrolei na toalha, entrei no closet, minha mala estava jogada no chão. Peguei uma calça jeans, um cropped prata, vesti minhas roupas íntimas e depois as escolhidas. Fiz um rabo de cavalo e comecei a fazer uma maquiagem.

                  (...)

Depois de uma hora e pouquinho terminei de fazer minha maquiagem, desculpa sou uma pessoa indecisa. Meu celular vibrou, Yoongui disse que estava saindo de casa, então não demoraria muito para chegar aqui.

Peguei minha bolsa, e desci as escadas minha vó me olhou com uma expressão, minha mãe olhou para mim e depois para minha vó.

- Gente, tá tudo bem?

- Filha você já pensou em ir em algum médico?

- Vó! - Bati o pé na escada. - Eo só tava com fome!

- Mas quando eu fiquei grávida de você foi o mesmo desejo. - Suspirou. - Fazer um exame pelo menos?

- Ok, Ok! Quando eu voltar para casa eu compro! Feliz?!

- Sim, é o certo. - Não respondi e sai da casa, vi o carro do Yoongui dobrar a esquina ele Estacionou na frente de casa. 

- Oi amor. - Entrei no carro, eu estava pálida e minhas mãos geladas. - Tá tudo bem? Você não parece muito bem.

- Só vamos. - Yoongui deu partida, e Jimim colocou sua mão no meu ombro. Fechei os olhos no mesmo momento. Mas o que todos devem estar se perguntando porque você está tão nervosa? Porque eu não sei se ele quer ter uma família comigo, não sei se eu estou preparada, como eu já havia dito, ele pode querer uma mulher madura...










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...