História A Melhor Amiga Do Meu Irmão - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Jackson, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 83
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu sou aquela pessoa que joga a bomba e some, é a primeira fanfic que eu escrevo que tem algo assim, está sendo muito legal. Pois vai contar muita coisa, vai ser incrível!
Divulguem a Fanfic e comentem o que estão achando.

Capítulo 48 - Eu vou fazer isso?


Fanfic / Fanfiction A Melhor Amiga Do Meu Irmão - Capítulo 48 - Eu vou fazer isso?

Jin saiu do banheiro, segurando na outra ponta do teste. Ele ficou olhando fixamente para o teste por alguns estantes.

- Eai Jin?! - Jimim Perguntou. - Pô cara! - Levantou e foi até ele, Olhou para o teste e depois para mim.  Os olhos de Jimim se encheram de lágrimas. - Eu vou ser titio...! - Abriu um sorriso, minha respiração ficou ofegante, Jin veio até mim e me abraçou.

- Vai ficar tudo bem, e quando seu bebê nascer, ele ou ela vai entrar na igreja com as alianças do meu casamento. - Sorri de leve, o abraçando mais forte.

- Agora eu entendi.. você não estava com medo de estar grávida, você está com medo do Yoongui?

- Mais ou menos... - Me sentei na cama, eu estava com uma mistura de sentimentos, estava chorando mas feliz... - E se ele não quiser nada comigo...

- Você é meio tapada, eu já te disse, ele nunca na vida dele esqueceu de usar camisinha com nenhuma garota, nenhuma. E com você foi naturalmente, é porque ele quer ter um futuro com você. - Jimim estava sentado na cama, sentei do seu lado encostando minha cabeça em seu ombro, Fechei meus olhos e acabei pegando no sono.

                     (...)

Logo de manhã escutei minha mãe abrindo a porta do quarto, abri meus olhos lentamente. Eu estava deitada no Jimim e o Jin dormindo na poltrona.

- Como...? - Suspirou. - Esquece, sem detalhes. Sua avó saiu com o Yoongui, ele só pediu para mim ver como você está, disse que você passou mal ontem.

- Sim, acho que só bebi demais... - Eu tomei meu suquinho de ameixa.

- Quer uma sopa para ressaca?

- Não precisa. - Fiz sinal de silêncio por conta dos meninos.

- Ok, Ok. - Foi saindo de fininho. - Seu avô está na sala, eu vou sair e já volto. - Assenti, e ela encostou a porta, me levantei rapidamente, e fui ate o banheiro, tranquei a porta.

- Tô com sono. - Esfreguei meus olhos me olhando no espelho, coloquei minhas mãos na barriga a acarreciando... Eu acho que eu não vou contar para o Yoongui agora... Vou esperar um tempo, vou no médico primeiro para ter certeza...

- Roxy tá tudo bem? - Jimim bateu na porta, Abri a porta e sentei na bancada. - Eai, como você tá? - Abriu a torneira para lavar o rosto.

- É estou bem, na medida do possível. 

- Já marcou médico?

- Jimim eu acabei de acordar.

- Então eu vou ter que correr atrás das coisas para você? - Mostrei a língua. - E quando vai contar para o Yoongui? - Olhei para o lado. - Tá maluca de esconder isso dele?

- Eu não vou esconder, eu vou só... Esperar.

- Deixa eu planejar tipo a revelação?

- Não, Jimim. Nem sabemos se ele quer ter uma família comigo.

- Mas agora ele não tem opção.

- Nossa você me deixa bem tranquila.

- Já pensou em nomes?

- Nomes, Jimim?! Tá maluco?! 

- Ok, apressei demais... Agora eu quero ser pai.

- Fala com a Sara. - Pisquei para ele.

- Você vai ter que dar sua vaga do dormitório para alguém, você sabe né?

- Ano que vem né, aproveitando que vai ter novatos, e eu vou ser veterana.

- Nós, eu vou sair daquela porra também. Nossos amigos vão tudo ir embora.

- Embora entre aspas, olha lá. Jin tá dormindo na poltrona.

- Ele vai ficar com dor nas costas.

- Vai. - Sai da bancada e fui até ele. - Jin... Ei. - Abriu os olhos piscando-os lentamente.

- O que eu perdi?

- Sua dor nas costas? 

- Ou seu avô tá em casa né, vou lá.

- Tá sim. - Jimim abriu a porta e saiu andando, olhei para o telefone é já era 10:35. Yoongui disse que estava voltando. - O Yoongui tá chegando. 

- É melhor eu cair fora.

- Pô, Jin. Você é da família. - Puxei seu braço e descemos a escada. - Bom dia, vô.

- Bom dia, S/N. - Ele estava tomando uma xícara de café, sentado na mesa lendo jornal. - Sua avó chegou, um carro acabou de parar ali na frente.

- O seu ouvido é bom. - A porta da frente abriu, Yoongui e minha vó entraram ele estava com algumas pastas na mão, achei estranho. - Oi vó, Oi Yoongui. 

- Que que seis tão fazendo aqui? 

- Dormimos aqui.

- Nem ouvi vocês entrando. - Minha vó falou colocando a bolsa no sofá.

- Eles entraram pela janela. E vocês foram fazer o que? 

- Nada de mais.

- Poxa, Yoongui. Você disse que ia me falar hoje!

- Quando tudo se acertar eu conto. - Suspirou. - Segunda-Feira eu começo a trabalhar.

- Sério...? - Abracei seu tronco. 

- Sim... - O telefone de casa tocou, rapidamente minha vó pegou e atendeu.

- Olá? - Ficou muda. - S/N é pra você.

- Pra mim? - Me aproximei deles pegando o telefone. 

            Ligação Online

- Olá, Senhorita Hee?

- Ela, quem fala?

- Aqui é a Hyre, secretária da universidade.

- A sim, pois não?

- Nós gostaríamos que você comparece-se aqui, hoje à tarde.

- Hoje? Qual seria o motivo?

- A diretora quer tratar ele com você.

- Ok, eu apareço. Obrigada. Tchau.

- Tchau.

          Ligação Offline

- Estranho. - Desligue o telefone.

- Quem era?

- A secretária do colégio, ela disse que a diretora quer falar comigo.

- Hoje? Porque?

- Sim, não sei. - Coloquei o telefone sobre a mesinha. - Vou me vestir. - Subi as escadas rapidamente, entrei no meu quarto. Senti umas mãos segurarem meu corpo.

- Ei você está estranha. - Abaixei o olhar. - O que foi meu amor.

- Yoongui você me ama mesmo? - Arregalou os olhos. - Você tem certeza que não prefere alguém mais madura? Alguém com quem possa ter uma família?

- S/N, você não tá falando coisa com coisa, eu amo você. E se eu escolhi você é porque eu quero sim ter uma família com você, VOCÊ, entendeu? - Sorriu que nem bobo. - Imagine nossos filhos correndo pela nossa casa, e eu e o Jimim desesperados correndo atrás deles enquanto você faz a comida. - Sorri imaginando a cena. - Imagina como seria incrível... E eu imagino isso com você, não é com fulana e nem ciclana, é com você. 

- Eu te amo! - Beijei seus lábios. 

- Agora se arrume, e não pense em besteiras. - Saiu do quarto, Jimim tem razão vocês não acham? Eu vou fazer uma surpresa, mas como eu posso fazer isso? Vocês precisam me ajudar! 

Entrei no closet, peguei um vestido jeans rendado nas costas. O coloquei junto com uma sandália de couro, peguei minha carteira e meu celular. Desci as escadas estavam todos cochichando sobre a mesa.

- Posso saber do assunto? - Cruzei os braços e eles se separaram.


- Futebol.

- Ata, minha vó falando de futebol?


- Querida, futebol é um ótimo esporte para emagrecer, mas já você está precisando comer. Vou fazer o prato que você estava com... - Interrompi ela antes que pudesse terminar.

- Vontade de comer, obrigada vozinha. Yoongui me leva?

- Claro. - Pegou a chave do carro, então saímos da casa e fomos para o carro.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...