História A melhor lua - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, Os Instrumentos Mortais, Quatro Luas
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Asmodeus, Catarina Loss, Clary Fairchild (Clary Fray), Imasu Morales, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Jonathan Christopher Morgenstern, Julian Blackthorn, Magnus Bane, Maia Roberts, Max Lightwood, Personagens Originais, Ragnor Fell, Raphael Santiago, Rebecca Lewis, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern
Tags Bulling, Confissão, Gay, Hot, Lemon, Malec, Puberdade, Religião, Romance
Visualizações 42
Palavras 1.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um
Pouco confuso mas espero que gostem

Capítulo 12 - Eu devo isso


Rafael levantou mais cedo seria mentira se dissesse que realmente dormiu . Ele havia ficado pensando maneiras de fazer Ragnor desistir de ir embora. Pela manhã ele tinha uma lista e estava empolgado.

_Bom dia Rag dá uma olhadinha nisso .

_ o que é isso ? _ Ragnor respondeu sem muito entusiasmo

_ isso é uma lista com coisas das quais você gosta , vamos começar com uma massagem , há tempos você reclama que não te faço massagens e te voy hacer, teremos una película romântica una ceia ..._ qué te parece _ Rafael foi ficando nervoso entre uma palavra e outra

Ragnor o observava pensando se Rafael não se dava conta do quanto tudo aquilo parecia ridiculo e desesperado . Porém ao olhar nos olhos daquele que esteve comele em todos os Momentos percebeu eu devo isso à ele . _Parece maravilhoso ! _disse por fim

Rafael soltou um suspiro profundo e choroso

E o abraçou pensando você vai se lembrar que nos amamos.



_ Meliorn como eu poderia recusar ?

_ Muito simples Rag dizendo

Não !

_ Meliorn você precisa entender foram dez anos

_ EU ENTENDO QUE VOCÊ DESEJA O MEU PAU E Nãoo o DELE. _

_ é claro que é o seu amor, só o seu mas ... Eu devo isso a ele.

_ Você não deve nada a ele e eu também não devo nada a você

_ meliorn por favor,  não seja assim é só uma semana por favor me espera

_ Não digo que vou sair por aí procurando Ragnor , mas você sabe sou um cara bonito e gostoso se alguém interessante aparecer eu não vou ME prender a você.

Filho da puta desligou na minha cara .

Não posso pensar sobre isso agora , depois eu falo com ele Meliorn é difícil mas me ama .

Ragnor tolo realmente acreditava nisso ....

Enquanto isso meliorn...

_ Eu não acredito que ele me colocou na geladeira !

Jordan ria da cara dele _ eu pensei que já estava no papo kkkk é meliorn você não é Mais o mesmo.

_ É claro que sou Jordan querido e eu vou te mostrar porque o coroa vai vir atrás de mim .

Meliorn se abaixou e abocanhou o pênis de Jordan fazendo ele crescer em sua boca enquanto Jordan gemia _ Você tem uma boquinha deliciosa mas eu quero mesmo é meter nessa sua bundinha _ele puxou meliorn com força o jogou na cama e meteu com força , não se sabia ao certo se o foco era o prazer ou a dor. O egoísmo era latente ninguém estava preocupado com amor

Fuder era o objetivo. Jordan era vaidoso gostava de pensar que meliorn sentaria devagar e quando o fizesse se lembraria dele. Não era possessivo sabia que o outro estava saindo com um cara mais velho que o estava bancando achando que era amado. Pobre coroa mas pelas fotos ele era gostoso e gostava de ser fodido com força se meliorn não conseguisse nada tentaria a sorte afinal um gostoso pra arrombar e ainda que o bancasse era o desejo de todos . Ou pelo menos o seu com certeza .

Meliorn gozou gritando e Jordan continuou metendo sem se dar conta até se esvaziar dentro dele . Não era romance, Não era amizade eles sabiam que um usava o outro e vice e versa mas se precisassem da cabeça um do outro não hesitariam também. E embora isso fosse confuso para muitos era uma relação confortável pois sabiam o que esperar exatamente um do outro .



Então o senhor vai aplicar primeiro o tônico ele vai preparar a pele para receber os outros produtos ,

Esse é para ser aplicado ao redor dos olhos ...

A vendedora continuava falando a respeito dos produtos que havia escolhido porém Rafael não a ouvia mais , olhava em seus olhos no espelho e se perguntava se aquilo valia a pena estava comprando produtos rejuvenescedores mas não o fazia por si , e intenção era tentar ao máximo se parecer com o garoto por quem Ragnor tinha se apaixonado e jurado amor eterno.

Ele se olhava no espelho e a seus olhos castanhos amendoados tão elogiados , e com a expressão de sabedoria que só os anos poderiam ter lhe dado .

O corpo forte ao invés do frágil e esguio adolescente que foi um dia . Porque o amor não acompanhou a mudança do tempo porquê o amor mentiu que era eterno ? Porque ele não percebeu que acabaria um dia assim poderia se proteger. Ele estava tão confuso mas esse era o seu amor o seu sonho ele precisava tentar ele precisava dar tudo de si

Eu devo isso à nós !

E Nesse dever talvez ele se perdesse sem volta mas precisava tentar.

Jace empurrou a cabeça de Robert para baixo e disse rouco _ chupa !

Robert não pensou duas vezes caiu de boca naquele pau lindamente ereto ele o fazia com uma volúpia desenfreada lambia da base ao topo ,chupava as bolas e babava tudo.

Jace se segurava para não gemer mais estava difícil , ele tinha suas regras sem beijos na boca , sem demonstrar sentir prazer

E ele não tinha dificuldade de cumprir isso . Esse era o seu negócio para que pudesse estar junto com sua esposa . Clary não sabia e jamais saberia o que ele tinha feito para conseguir o dinheiro para estar com ela . Ele não se sentia traindo desde que não sentisse ou não demonstrasse sentir. Era sempre um fim para um meio . Ele devia isso a ela. Porém era diferente com esse coroa ele o chupava de uma forma que ele queria ser chupado o resto da vida porém conseguiu segurar os gemidos . Então Robert o olhou debaixo pra cima com um sorriso travesso que contrastava com sua idade . Aqueles olhos azuis desde o começo haviam sido sua perdição Então ele gemeu Alto e profundamente puxou Robert e o colocou de quatro e meteu tão fundo que Robert perdeu o fôlego. Jace lhe atingiu a próstata logo de início e Robert gemia e rebolava, Não se lembrava de ter sido tão bem

Fodido em toda a vida .

Jace lhe apertava a cintura lhe reinvindicando a posse . Jace não entendia os pensamentos que o tomavam porém ele queria que Robert esquecesse todo e qualquer homem que já esteve dentro dele foi intenso e durou menos do que eles gostariam eles não sabiam

Estar a tarde toda ali gozaram ao mesmo tempo no final e Jace se sentou puxando Robert para seu colo sem sair de dentro dele . Os dois estavam ofegantes e não falaram nada para não quebrar o momento . Quando suas respirações normalizaram Robert se virou e encarou Jace como queria beija lo mas teve medo de ser rejeitado novamente. Reparou que Jace não o tinha soltado ainda então se inclinou e deitou a cabeça no ombro de Jace e sussurrou em seu ouvido _eu gostei muito. .._ Jace sentiu o corpo todo responder e pareceu despertar daquela bolha soltando Robert e se afastando sentindo se imediatamente vazio. Ele estava assustadoramente confuso e olhar aqueles olhos não ajudava . Resolveu adotar sua postura canalha . _ Então seja rápido por que pretendo ir embora logo . E da próxima vez vai lhe custar os dois mil .

_ Não poderei por mais que eu queira não terei dinheiro para uma última vez. Esse dinheiro era da reserva de Natal. _ disse Robert abaixando a cabeça envergonhado não vendo o semblante triste do outro . _ Mas eu vou receber uma homenagem na Universidade Santa Catarina e gostaria que você fosse quanto me cobraria ?

_ oitocentos _ Jace respondeu no automático não estava pronto para dizer adeus .

_ Mas teria que ser discreto pois minha esposa e meus filhos vão estar lá e ...

_ Não se preocupe brother eu entendo _ Jace o interrompeu percebendo mais uma afinidade entre aquele homem dos lindos olhos azuis . Ele se levantou para ir embora

_ EU ESTAREI LÁ.

Robert chegou em casa tarde e cansado Maryse ficou preocupada fazendo perguntas porém ele disse que só precisava descansar tomou banho e deitou

JÁ na cama Maryse o abraçou e lhe perguntou _ Você me ama Robert ?

Ele apenas meneou a cabeça ao que ela respondeu _ que coisas lindas me diz _ e aconchegou se a ele.

Ele olhou para si e não sentiu culpa ,

Realmente a amava não como mulher mas ela era sua amiga sua companheira mãe de seus filhos tinha passado com ele por altos e baixos e estava ali todo o tempo a cuidar dele . Quando se viu obrigado a casar aceitou que viveria a vida toda sem

Amor porém ao lado de

Maryse ele descobriu inúmeras formas de amor ele não viveu um romance épico mas foi amado verdadeiramente e por isso era grato 


Notas Finais


Olá gente, eu não tenho seguido um cronograma de postagens
E sei que as vezes demora peço desculpa por isso
Comentem por favor é importante

Aos que leem muito obrigada ! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...