História A menina dos olhos verdes - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama
Visualizações 10
Palavras 347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura^^!

Capítulo 2 - O trem


O trem vinha chegando e o olhar da menina estava sério. Parceria determinada a encarar a fuga. Subiu e sentou-se, logo após entregar a bagagem e seu bilhete que havia comprado no dia anterior. Eram duas horas de viagem, que mais pareciam uma eternidade... Sua boca estava seca e sentia fortes calafrios. Tentou acalmar, pensando em coisas boas. 

Chegando lá. A menina pegou sua mochila e pegou um táxi, em um fusca preto, chegou á uma casa que não era muito agradável. Guardas nas portas, enormes grades de ferro e um cão muito bravo, ofuscavam a enorme casa branca (Que para Marie, mais parecia uma prisão). O táxi foi embora, e a menina respirou fundo e ergueu a cabeça para um guarda que a reconheceu: 

-Marie! O que está fazendo aqui? 

-Um passeio. 

-UM PASSEIO?? VAMOS ENTRE!! 

Entrando, acompanhada do guarda, viu seus irmãos no topo de uma grande goiabeira com uma expressão de muito tédio. 

-Marie! Minha irmã! Senti sua falta! -Disse Renan pulando da árvore e vindo em sua direção. 

-Mel! -Era como Mônica a chamava. - O que está fazendo aqui? 

-Vim matar a saudade! A casa é muito tristonha sem vocês! -Disse a menina em meio de um abraço. 

-Entendi. E mamãe? Como está?? -Disse o menino aflito. 

-Muito bem. Bom... Estaria melhor com vocês. 

-Mel! Vamos até papai, assim iremos ao meu quarto! Vou fazer uma bela trança em você! 

Assim, Mônica foi saltitando com Marie, balançando seu grande vestido vermelho. Renan logo atrás. A caminho de seu quarto para desenhar. Era um mestre das pinturas. 

-Papai! Papai!! -Disse Mônica, entrando correndo em uma grande sala, que parecia um escritório. 

-Agora não. Estou em reunião. -Disse o pai frio. 

-Olá papai! 

-Marie? -Disse ele levantando a cabeça.- O que estão fazendo aqui? 

-Matando a saudade! 

-Isso é um absurdo! Você não tem juízo? Senhores mandem uma carta ao final  do dia para a mãe dela. Isso é um absurdo!! 

-Não papai! Deixe Marie ficar pelo ou menos uma semana!! 

-Nada disso. 

-Por favor!! Me deixe ficar!! 

- Vamos resolver com sua mãe. 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...