História A Mentira ( Imagine T.O.P) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang, T.O.P
Personagens Personagens Originais, T.O.P
Tags Choi Seung Hyun, Top
Visualizações 14
Palavras 893
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Os opostos se atraem


— Porque você fez aquilo? — Yumi e eu acabamos de chegar em casa. Percebi no caminho do museu até aqui que ela está com raiva de mim. — Era para ter contado a verdade, porque continuou com a mentira? 

— Quando eu contar o motivo de ter feito aquilo você promete que não vai me bater ou tentar me matar, hm?

— Não prometo nada. 

— Eu fiz aquilo por que eu estou apaixonada. 

— Apaixonada?! — ficou mais irritada. 

— Unni, por favor não fique brava! Acontece que ele adorou o seu quadro, e também ele só se aproximou de mim por causa disso. Eu jamais teria uma chance com um homem daquele sendo eu mesma, eu não sou nem um pouco interessante, mas a Kim Yumi é. 

— De quem você está falando? 

— Choi Seung Hyun. 

— Você só pode ter ficado maluca. Eu vou matar você! — ela começou a correr atrás de mim, então eu corri também. Dávamos voltas na sala de estar. — Não dá 'pra acreditar! Você o conheceu hoje, como pode está apaixonada por alguém que nem conhece direito? 

— Foi amor a primeira vista, você precisa entender! — ainda estamos correndo, acho que já completamos a nossa décima terceira volta. — Você nunca se apaixonou por alguém, Unni? 

— Já, mas não ao ponto de fazer uma besteira igual a que você fez! — ela jogou uma almofada em mim, menos mal, achei que iria jogar o vaso de barro que fica no criado mudo. — Agora por sua causa eu...— não completou a frase e parou de correr. — Como isso vai me afetar mesmo? Quero dizer, até que vender os meus quadros vai ser algo bom. 

— Percebeu agora que isso não vai te afetar em nada? Seus quadros serão vendidos, você ficará rica, não vai depender do dinheiro dos seus pais e finalmente poderá largar a faculdade de medicina que você tanto odeia.

— Sim, mas ainda acho que você precisa de uns tapas. Se o TOP não tivesse aparecido você teria contado a verdade, não é? 

— É, talvez...— eu sou uma péssima amiga mesmo. — Mas agora essa mentira vai beneficiar nós duas. 

— Você quer dizer beneficiar só a mim, né? Eu duvido que o TOP vai querer algo com você. 

— Comigo não, mas com uma pintora famosa sim. 

— Para de se iludir! Você é uma pirralha 'pra ele, o cara tem idade para ser seu pai. 

— Sério? Quantos anos ele tem? 

— Acho que 32 anos.

— Exagerou, são só 13 anos de diferença. Ele não tem idade para ser meu pai e ainda parece ter menos de 25 anos.

— Nós não vamos conseguir sustentar essa mentira por muito tempo, tem ideia do quê pode acontecer com a gente quando descobrirem a verdade? 

— O mínimo que pode acontecer é nós irmos 'pra cadeia. 

— Você diz isso nessa calma? Quem está com presentimento ruim por causa dessa história agora sou eu.

— Fique calma, Unni. Não vai acontecer nada de ruim com a gente. — dei um tapinha em seu ombro para acalma-la. — Agora me fala mais sobre o Seung Hyun, o quê ele faz?

— Procure no Google ! — gritou. Ela está longe de ficar calma. — Eu vou dormir, meu dia foi muito cansativo. 

— Claro que foi, deu 20 voltas na sala em 3 minutos. 


[...]


Nome completo; cidade natal; data de nascimento; cor favorita e etc. 

Rapper, ator, modelo... nossa! Ele é tudo isso mesmo? 

Fiz uma pequena pesquisa e agora eu sei bastante coisa sobre o Seung Hyun, me decepcionei um pouco ao descobrir que não temos nada em comum além da cor favorita, mas tudo bem. Os opostos se atraem, não é mesmo?

Visitei o perfil dele no Instragram— a maioria das fotos são de pinturas, vinhos e... cadeiras? — Ele gosta muito de arte, já tinha notado isso antes no museu.

Salvei todas as fotos dele. Será que eu fiquei louca? Eu não sei bem o quê estou sentindo por ele... talvez seja só atração, mas eu não consigo tirar ele da minha mente um só segundo. É, eu estou louca. 

Estou igual aquelas pré adolescentes que se apaixonam pelo garoto mais bonito da escola e vivem obcecadas por ele.

Enquanto eu admirava algumas fotos do Choi alguém me liga.

— Alô? — atendi a chamada, é de um número desconhecido.

— Yumi? — eu logo iria falar que não era a Yumi e sim a amiga dela, mas eu prestei atenção no timbre da voz, parece a do Seung Hyun. E pra ele eu me chamo Yumi. — Sou eu, o TOP. — eu estava certa, como ele conseguiu meu número? — Eu peguei seu número com o sr. Bang, espero que não se importe. 

— Tudo bem, eu não me importo. 

— Eu quero conversar com você sobre o seu quadro, gostaria de saber mais sobre ele. Queria ter conversado com você no museu, mas infelizmente você teve que ir embora mais cedo. — fui embora mais cedo por que a Park me obrigou, senão teria ficado no museu até o TOP ir embora. — Você vai fazer alguma coisa amanhã? Poderíamos marcar um jantar?

— Eu não tenho nenhum compromisso amanhã. Um jantar seria ótimo. 

— Então está combinado. Até amanhã. 

— Até...— chamada encerrada.


Eu tenho um encontro com o Seung Hyun!!!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...