1. Spirit Fanfics >
  2. A Mestiça >
  3. Coisas estranhas

História A Mestiça - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Coisas estranhas


 Eu não dormi direito a noite passada, tive sonhos horríveis, como se fosse uma época antiga, eu era um cavalheiro e matava as pessoas, mas não com uma espada, era com minhas mãos, acordei varias vezes soando e com dores o que resultou em olheiras enormes no meu rosto.

- Você perdeu ontem – Bia disse rindo -Luke foi desafiado a pular no lago sem roupa

- E a suprema chegou bem na hora – Amy completou

- Espero que ela não tenha dado para ele outro lugar para limpar

- Eu espero também – pegamos nossas coisas e seguimos para a aula de jardinagem

(...)

Sai da aula bem melhor do que eu estava antes, mas o que aconteceu não saia da minha cabeça, mas vou ignorar, deve ter sido só um sonho.

 Peguei minhas coisas e fui até o campus onde todos estavam sentados em baixo da mesma arvore

-Oi – falei me sentando do lado de Joey pegando o sanduiche dele, eu estava com uma fome enorme

- Devolve meu lanche – falou pegando da minha mão

- Eu estou com muita fome

- Você tomou café da manhã não faz nem 3 horas – me olhou estranho – e que café da manha viu

- será que você esta gravida ? – Amy me olhou desconfiada

- faz nem 3 dias que eu cheguei direito, só se for do dedo

- safadinha, usa o dedo – disse a bia com olha maliciosa

- pode usar eu – o intruso do Luke entrou

- prefiro o dedo – falei o fazendo ficar quieto – mas é serio

- será que você é um lobisomem – Cloe disse rindo, mas aquilo me incomodou de certa forma, será ?... provavelmente não, lobisomem não eram vistos faz muito tempo

-  só se ele tivesse tocado na pele, fora isso, sem chances – okay, agora eu estou muito preocupada

- que pele? – perguntei curiosa

- você não prestou atenção na aula de oculto ? – vamos dizer q eu estava ocupada em fazer desenho no caderno – é uma pele que fica em um baú, dize a lenda que aqui no internato eles matem elas guardadas – nem preciso dizer que senti meu estomago revirar, quais as chances de eu ter encontrado um baú que faz décadas que ninguém vê ?

- mas isso não passa de histórias – Bia disse – vamos falar de coisas reais

- tipo o que? – Joey disse

- tipo o trabalho de poção, alguém sabe fazer aquilo ? – eles começaram a discutir sobre isso, enquanto eu só conseguia pensar no que eles falaram, e o único lugar que eu conseguiria achar respostas era na biblioteca.

- eu já volto – disse me levantando

- onde você vai ? – Cloe disse

- já que vocês falaram da prova me lembrei de ir na biblioteca pra pegar uns livros sobre o assunto – eu já disse que eu sei omitir e mentir as coisas muito bem ? diria que isso é um talento, um talento ruim, mas não deixa de ser um talento

- vai lá, depois nos vemos – apenas assenti e sai o mais rápido.

 Sai no campus atrás da biblioteca igual loca, ate que a achei, subi as escadas e entrei, era gigante, andei até a bibliotecária

- o que posso ajudar ?

- onde posso achar livros sobre lobisomem ? – ela me olhou estranho – para a aula de oculto – ela pareceu relaxar

- perto dos livros de poção – apenas assenti e andei ate o local procurando o livro, achei um bem no fundo, todo empoeirado parecia que ninguém o tinha lido, peguei ele com dificuldade e caminhei ate a mesa, o abrindo e lendo

“ Em 1960 as bruxas era uma espécie em abundanciam, a maioria da humanidade era constituída por elas, oque formava um clã ao redor do mundo, mas no meio disso houve uma rivalidade entre duas bruxas, uma não aceitava como ela a outra liderava o clã, com puro egoísmo , ela estava cega por ambição ,então a bruxa que ia contra isso tentou tirar ela do poder, mas não deu certo e todas as bruxas se viraram contra ela, onde ela era perseguida por todo lugar que ia, até que um dia ela encontrou 4 cavaleiros que trabalhavam para o rei, eles eram: Valentin blackwell era conhecido pela sua inteligência, Joseph Steele conhecido pela suas vitorias em batalha,adolf Ahlf conhecido pela sua força e John Darkness conhecido pela sua nobreza, Anna Rose tinha sua defesa completa, então usou toda sua magia para dar a esses cavaleiros, ela deu uma versão para eles, algo que os fizessem mais forte e imperceptíveis, ela deu o poder todo seu poder para eles conseguirem se transformarem em um criatura metade lobo, metade homem ,que tinha a missão de defender ela do seu próprio clã, ninguém conseguia chegar até elas com esses 4 a defendendo. Com isso houve muitas bruxas mortas e o extermínio de Salem só fez com que as bruxas fossem extintas e o cla libertos das magias negras.

 Quando os 4 cavaleiros morreram suas peles de lobo foram guardadas em um baús para que o clã sempre fosse protegido de coisas obscuras que o cercavam”

Fechei o livro assustada, quer dizer, qual são as chances de eu ter conseguido achar a pele de um lobisomem e ele ter me escolhido ? isso é loucura.

 Me levantei da mesa da biblioteca caminhando até o dormitório feminino, entrei lá me dirigindo até meu quarto, abri a porta e as meninas não estavam lá, dei graças a deus , fui até minha mesinha fazendo meus deveres

(...)

- vamos logo – Joey disse bufando parado na porta do quarto

- calma, eu preciso ficar linda – Amy disse terminando de passar o batom

- então voce vai ficar o dia inteiro ai – falei rindo a fazendo me olhar

- falou a Afrodite – disse debochada – não quer ir mesmo ?

- amanha eu vou, prometo

- eu vou cobrar – Luke disse piscando pra mim, revirei os olhos, e cloe saiu arrastando eles do quarto, me deixando ali sozinha, senti minha barriga roncar, eu estava com uma fome que não passa por nada, comi o dia inteiro, eu já sou esfomeada de nascença, mas isso já esta fugindo do controle.

 Fiquei ali mexendo no meu celular até que não aguentava mais aquela fome, sai do meu quarto e logo depois do dormitório, atravessei o campus que estava em silencioso e solitário, atravessei a porta principal do prédio indo até o refeitório e entrando na cozinha da escola, era enorme lá, havia umas 5 geladeiras, andei ate uma delas a abrindo, havia m bolo de chocolate, comecei a comer e em menos de minutos eu já tinha comido o bolo inteiro, e o pior é que a fome não passou, quando fui me levantar ouvi passos vindo do refeitório, fui até lá espiar vendo os 3 meninos do baile cochichando, não consegui ouvir o que eles diziam, mas achei melhor voltar para o quarto. Sai de lá caminhando novamente pelo campus, até que sinto minhas mãos começarem a doer, olhei para ela e algo pontudo saia dos meus dedos, logo meus ossos começaram a doer, parecia que estavam sendo quebrados em vários pedaços, Minha cabeça dói, senti minhas gengivas rasgarem e de repente tudo ficou preto

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...