História A Million Man - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Slash
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi meus frendis ~~~

Boa leitura <3

Capítulo 27 - Entre entender


Meu queixo caiu.

Não conseguia falar nada, abria a boca para falar, mas logo fechava. A quanto tempo eles escondem isso de mim? Por que não me contaram? O que pensaram que eu iria fazer?

Puxa, eu sou melhor amigo deles. Não deveriam me esconder algo do tipo, jamais iria julga-los.

- Se lembra de quando ele estava estranho comigo depois da briga dele com Taehyung no corredor da escola? — Jimin continuou.

- Sim, eu pedi pra ele conversar com você e Namjoon disse que estávamos neuróticos.

- Não estávamos, Hoseok veio conversar comigo — senti apertar minha mão — disse que estava sendo difícil pra ele se assumir, que esteve lutando contra sua sexualidade durante sua vida toda. Mas que agora ele estava cansado de lutar contra si mesmo e contra o sentimento que estava crescendo nele — sorriu terno — sentimento por mim.

- Eu nem sei o que dizer Jimin.

- Eu... Resolvi dar uma chance e a ele, e também me apaixonei. Hoseok é um cara incrível.

Seus olhos sumiram dentro do sorriso. Agora não sei o que dizer, não sei o que pensar, ainda estou chocado, é muita informação para um Jungkook sempre confuso.

- Por que não me contou? Por que não contaram para os meninos? — não vou mentir, estou magoado.

- Medo Jungkook, temos medo — mordeu o lábio — depois que o Tae se assumiu na casa de Maggie, Hoseok teve um pouco de coragem para se confessar pra mim, mas mesmo assim... A gente ainda tem medo. Imagine só; do nada dois melhores amigos seus começam a namorar. É estranho.

Eu sei, já imaginei isso...

- Jimin, eu e Taehyung ficamos ontem e eu já estou te contando, também fiquei com receio, mas nunca conseguiria esconder isso de você — a mágoa era visível no meu tom de voz.

- Me desculpa Jungkookie — seus olhos marejaram — por favor nos desculpe.

- Vamos dormir Jimin — separei nossas mãos.

- Ggukie...

- Eu preciso pensar, é muita informação.

- Tudo bem — suspirou.

Nos acomodamos um do lado do outro no colchão, cada um virou para um lado. E após ficar revendo os fatos e ficar me xingando de burro internamente por nunca ter notado, adormeci.

•°•°•

- Eu desculpo vocês, mas vocês tem que falar pros meninos.

- Jungkookie-

- Eles podem acabar magoados também — o interrompi — ninguém irá julga-los.

- Tá bom — revirou os olhos derrotado — vou falar com o Hoseok.

- Ótimo.

- Tá, e aquele lance do jantar? — Jimin mudou de assunto.

Estamos a caminho da escola, decidimos ir a pé para termos mais tempo de conversar.

- Tenho que convencer Maggie até sábado, e hoje é quarta feira — revirei os olhos, odeio as quartas.

- Acho que você deveria conversar com o Tae.

- Por que? — franzi o cenho.

- Pra não haver mal entendidos — deu de ombros — pra eles saberem que você só quer dar uns pegas nos dois.

- Aish Jimin, do jeito que você fala parece que sou um puto — rimos.

- Você é um puto Jungkook — soltou uma gargalhada e eu lhe empurrei com o ombro.

- Ei! — revirei os olhos — olha no que me tornei — estalei a língua maneando a cabeça — um Hoseok.

- Ei! — eu quem fui empurrado dessa vez — ele não é mais assim. Não fala do meu namorado!

- Isso é tão estranho — ri revirando os olhos.

Tenho que me acostumar com esse fato. Hoseok e Jimin namoram... Uau!

Será que eles tem um ativo e um passivo na relação ou são flex? Com certeza eu vou perguntar depois. E com "perguntar" eu quero dizer "zoar".

Qual é?! Meus dois melhores amigos piadistas estão namorando, agora é o meu momento!

•°•°•

Quando cheguei na sala de aula encontrei Taehyung e Maggie conversando, então aproveitei para dizer que queria conversar com os dois. Decidimos que iríamos nos encontrar na casa de Maggie e agora estou em meu skate a caminho da mansão.

Vários pensamentos se passam e eu não sei como vai ser essa conversa. Quando me aproximei do bairro onde ela mora, decidi apenas deixar as coisas acontecerem.

- Me acompanhe, eles estão no quarto de Maggie.

Margareth me levou até o quarto de Maggie e eu respirei fundo antes de entrar no cômodo.

- Oi Jungkook!

Os dois que estavam brincando com Pierre no carpete felpudo, me cumprimentaram. Me aproximei me sentando junto aos dois no carpete.

- Estou ansiosa para saber o motivo da conversa.

- É Jungkook, não existe frase mais assustadora que "precisamos conversar" — Taehyung riu.

- Certo... — suspirei e encarei cada um, que me olhavam com expectativa — eu preciso que Maggie me ajude com uma coisa...

- No que posso ajudar? — sorriu.

- Bom... Basicamente eu disse pro meu pai que estava namorando... —sorri amarelo — e ele quer conhecer minha namorada.

- Deixa eu ver se entendi — disse Taehyung — você está pedindo a Maggie em namoro?

- N-não! — engoli em seco — queria que ela finjisse ser minha namorada.

- Ah... — Tae suspirou aliviado.

- Quer que eu finja ser sua namorada?

Mordi o lábio encarando Maggie com expectativa, não sei decifrar sua expressão no momento, então estou com medo de que ela não aceite.

- Maggie entenda, a família do Jungkook é muito conservadora. Essas coisas são importantes pra eles e Jungkook não quer decepcionar os pais — Taehyung argumentou. Me senti aliviado por ele me entender, Jimin estava certo — não é Ggukie?

- Sim — assenti freneticamente.

Maggie olhou para os lados parecendo pensar e depois me encarou. Seu olhar estava carregado, assim como o de Jimin antes de me contar sobre seu namoro. É um olhar dificil de se decifrar, ao mesmo tempo que carrega muitos sentimentos, não carrega nada.

- Tudo bem, eu te ajudo — suspirou — vou fingir ser sua namorada.

- Ainda bem — sorri — meu pai quer te conhecer nesse sábado, minha mãe vai preparar um jantar. Vai estar livre nesse dia?

- Sim — assentiu.

Apesar de eu estar aliviado por Maggie aceitar, um sentimento estranho me invadiu. Apenas eu e Taehyung estávamos sorrindo, Maggie parecia distante.

- Maggie, se não quiser me ajudar nisso, irei entender — disse depois de um tempo.

- Fique tranquilo Ggukie, é claro que irei te ajudar — engoliu em seco — somos amigos.

- Então nos vemos amanhã, tenho que ir pra casa, prometi que ia ao shopping com a minha mãe — revirei os olhos.

- Quer que eu chame meu motorista? — Maggie ofereceu.

- Não precisa, vim de skate.

- Tá bom — deu de ombros.

- Vamos, eu também vou indo. Vou estudar pro vestibular — assenti para Taehyung e me despedi de Maggie.

Nós dois caminhamos até a saída da mansão conversando normalmente. Quando saímos, peguei meu skate e caminhei até a calçada com Taehyung ao meu lado.

- Sabe Jungkook, eu queria entender seu real objetivo — Tae parou de frente para mim. Franzi a testa.

- Como assim?

- Por que me chamou? Seu assunto era apenas com Maggie, ainda não entendi o por quê me queria presente.

- Ah... — mordi o lábio — eu queria deixar claro que esse namoro é de mentirinha.

- Entendi — sorriu — isso significa que você se importa com o que eu penso sobre você e ela?

- Sim...

- E que... — deu um passo em minha direção se aproximando — gostou de ficar comigo? Sabe, gostou do beijo?

- Sim... — suspirei, provavelmente estou vermelho.

- Hm... — mordeu o lábio tentando conter um sorriso e eu sei de qual sorriso se trata — então isso significa que vamos ficar mais vezes?

Arregalei levemente os olhos. Taehyung é a pessoa mais sincera que conheço, por isso acho ele e Maggie tão parecidos, são tão sinceros quanto. Não medem palavras e tem o poder de me deixar parecendo um pimentão vermelho.

E como eu me sinto quanto a isso? Um boboca! Um boboca vermelho que não sabe o que falar.

Diante a minha falha tentativa de respondê-lo, pois sim, eu diria sim — mas simplesmente não consigo — me aproximei segurando sua nuca com uma mão, já que a outra segurava o skate e juntei nossos lábios rapidamente, sem dar tempo de perder a coragem e de Taehyung fechar os olhos. Ficamos alguns segundos com os lábios grudados e quando Tae segurou meu braço, lembrei de onde estávamos.

Estamos na frente da casa de Maggie, na calçada, na rua, onde pessoas passam. Meu Deus!

- Tchau!

Me separei dele logo montando em meu skate e saindo o mais rápido que pude. Nem ao menos ouvi se Taehyung se despediu.

Meu coração está acelerado e eu estou morrendo de vergonha.

Era só eu ter dito sim! No quê me tornei?

Eu sou um puto mesmo.


Notas Finais


Jungkook, Jungkook... Vou nem dizer nada pra você garoto KK

Gente se lembram do que falei no capítulo passado sobre minha nova fic? Então, ela já foi postada e se quiserem ler aqui está o link:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/casos-que-passei-17853750

Espero que gostem e se gostarem comentem pra eu ficar com o coração quentinho e motivada a continuar ♥

Falando em comentar... Você ai fantasminha! Adoraria te conhecer, mesmo que tenha vergonha de comentar aqui, me mande uma mp, gostaria de saber sua opinião/teorias em relação a A Million Man ♥

É isso galero, até maixxx 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...