História A Mimada e seu Daddy - Min Yoongi - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Tags Amor, Daddy, Primeiro Amor
Visualizações 124
Palavras 1.162
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus PuJinzinhos ❤️❤️

Uma nova fic ❤️

Espero que gostem haha ❤️❤️

Capítulo 1 - Eu sou uma bad bitch


Fanfic / Fanfiction A Mimada e seu Daddy - Min Yoongi - Capítulo 1 - Eu sou uma bad bitch

Olá, meu nome é Kim S/n. Como posso me resumir? Bem, eu sou a abelha rainha da colmeia toda. Todos da Skyline High School estão aos meus pés; exceto o time de futebol, aqueles paspalhos. Mas o que importa é falar sobre mim e o meu reinado sobre a escola. Bem, digamos que a Skyline High School há classes, cada um pertence à uma delas e eu reino sobre todas elas. Temos os nerds, que fazem os nossos deveres, meus e das minhas amigas. Os bolsistas, que nós pegamos muito em seus pés e acabamos com cada um deles. Os rockeiros, preferimos ficar longe deles, há boatos que eles fazem rituais satânicos. As bichas, elas são muito vaidosas, é sério. As Cheerleaders e os atletas, os dois times tem um rixa, nos odiamos de peito e alma.

Eu sou a maior bad bitch que essa escola já viu. Amada e idolatrada sempre pelas duas garotas que eu não vivo sem: Joy e Star. Eu mesma inventei os apelidos. E elas me chamam de Queen, por ser a abelha rainha da escola.

Temos também um ritual de iniciação, também chamado pelos professores: Bullying pesado; onde eu e minhas garotas recebemos os novos alunos de um jeitinho peculiar, algo para ficar marcado na mente dos alunos...

A nossa diretora é uma vadia amadora. É vaidosa, mas tão bobona. Ela substituiu ano passado o antigo diretor Gonzalez, aquele velho mediocre, um total pervertido. A diretora Spencer, tem uns 38 anos não é tão velha assim, tem um corpinho sexy e usa muita maquiagem para esconder as suas rugas que ousam aparecer. Talvez o inspetor tenha um certo crush pela diretora. Os dois dariam certo, na minha opinião.

Voltando a falar sobre mim, bem, eu tenho uma grande rixa com Min Yoongi, aquele bastardo medíocre. Vamos dizer que eu e Yoongi já tivemos um passado juntos, mas isso foi algo muito errado, não sei o que eu tinha na cabeça... Mas não quero falar mais sobre isso.

Nasci em Seul, na Coréia do Sul. Meus pais são grandes empresários, eles viajam pelo mundo inteiro. Mas por razão do destino, viemos para Los Angeles nos Estados Unidos para meus pais cuidarem da filial aqui na cidade. Por incrível que pareça, estamos a exatamente dois anos aqui... parece que meus pais curtiram a cidade e descidiram ficar aqui. Mas minha felicidade acabou quando Min Yoongi veio parar na mesma cidade que a minha e pior, passou a frequentar a mesma escola que eu... A única coisa que pensava era: como o destino pode ser tão cruel?

Neste exato momento, estou preparando-me para o primeiro dia de aula em Skyline High School. Sinceramente, gostaria de estar em Miami, a cidade que passei minhas férias de verão. Voltar a minha rotina antiga será um total desprezo... Eu adoro estudar, mas o problema é ter que aturar aquelas pessoas tóxicas...

Bem, meu look do dia é o seguinte: o look completo do uniforme escolar (saia e blusa); em meus pés tenho meus tênis Adidas; meu penteado são meus cabelos naturais lisos; uma maquiagem básica em meu rosto; e minha bolsa Louis Vuitton.

Enquanto descia as escadas com total elegância, sinto um braço forte e musculoso rodear meu pescoço e então um beijo ser deixado em minha bochecha. Olho para o lado e era Taehyung, meu irmão mais velho com apenas um ano de diferença. Ele é tão bonito e charmoso. Kim Taehyung é o melhor irmão do mundo, por mais que temos alguns conflitos, eu e ele fazemos uma bela dupla.

- Bom dia Oppa! - Sorrio divertida para ele.

- Bom dia maninha! - Ele sorri quadrado. Ahh, esse sorriso me desmonta. - Animada para o seu primeiro dia? - O olho triste. - Acho que já sei a resposta. Vamos? - Taehyung diz referindo-se a ir para a sala de jantar.

- Vamos. - Descemos os últimos degraus, indo em direção a mesma. Assim que entramos, avistamos papai lendo jornal. - Bom dia Appa! - Sem parar de olhar em seu jornal ele nos diz:

- Bom dia meus filhos! - Bebe um gole de café.

Eu e Taehyung sentamos um de cada lado da mesa, de frente um para o outro. Logo Dahyun entra no cômodo sorrindo radiante. Ela é um ano mais nova que eu. Ela tem 15 e está indo para o 1 ano no ensino médio. Talvez ela esteja contente por isso?

- Bom dia Appa! Bom dia irmãozinhos! - Senta-se ao lado de Taehyung. Coloco suco em meu copo.

- Bom dia! - Todos dizemos em uníssono. Kim Minseok entra bravo na sala de jantar e senta-se na cadeira ao meu lado. Xiumin, o apelido dele, tem 8 anos é tão pequenino e tão fofo irritado.

- O que deu fofinho? - Digo olhando para Xiumin.

- Noona, eu não quero ir para a escola! A governanta me obrigou a levantar. - Diz cruzando os braços e fazendo bico.

- Você sabe que tem que ir à escola. - Diz Appa enquanto fecha e dobra o jornal, pondo-o em cima da mesa.

- Eu preferia quando a gente morava na Coréia. Lá era tão legal, eu tinha amigos mais legais. Os daqui são tão infantis.

- Falou o adolescente. - Diz Dahyun debochada.

- Você é chata, Dahyun. Eu a detesto. - Diz Xiumin levantando e apontando para ela.

- Já chega vocês dois. - Papai diz um pouco alterado. - Que falta de respeito. Dahyun vai terminar de se arrumar. - Ela sai dali irritada. - E você Xiumin, estou meramente decepcionado com você. Se continuar rebelde desse tipo irei castigá-lo. Isso serve para todos vocês, estão me entendendo? - Seu olhar mudou para desafiador.

- Sim, Appa. - Todos menos papai dizem. Xiumin sai dali descontente e de braços cruzados.

- Ótimo. - Ele se levanta e vai até a porta. - Quero que hoje venham mais cedo para casa. Nada de ficar por aí, venham diretamente da escola pra casa, entenderam? - Todos concordamos acenando com a cabeça.

- Claro Appa. - Digo eu com voz doce. - Mas qual o motivo para virmos mais cedo? - Pisco algumas vezes com fofura. Eu sempre faço essa técnica para convencer papai a contar as coisas.

- Hoje pessoas importantes irão vir jantar conosco. Preciso que estejam bem arrumados e prontos para quando eles chegarem. - Ele sorri. Pega o celular. E saí.

- Que ótimo. Teremos visita. - Taehyung diz revirando os olhos.

- Nem me fala. Não estou afim de receber visita justo hoje. Que saco. - Digo limpando minha boca com o guardanapo. Logo me levanto e saio dali. Na sala pego minha bolsa. Saio de casa e vou direto para o meu carro.

Sim, eu dirijo e tenho habilitação. Sim, eu tenho 16 anos, mas a carteira foi comprada pelo meu pai. De tanto eu implorar para ele, ele acabou cedendo. Eu sou uma vadia má, eu sei.

Entro em meu carro. Um McLaren preto. Coloco minha bolsa no banco traseiro, ligo ele e saio da garagem.

...


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...