História A mina que ele zuava - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Visualizações 10
Palavras 614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Luta, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente! Me desculpa mesmo por não poder lançar muitos episódios das fanfics😫
Estou meio sem tempo e as vezes não tenho criatividade o suficiente

Capítulo 2 - Estranho


Eu estava indo ao banheiro, com a intenção de estancar e limpar meu ferimento quando, de repente, vejo se aproximar de mim Jimin, um dos idiotas daquele grupo de merda deles.

Ele chega perto de mim, olha para os dois lados e sussura: "Está muito machucada? Eu posso te ajudar?" 

Eu tinha receios.

Muitos.

Mas, como praticamente não tinha amigos e nem ajuda, aceito, ainda receosa.

Entramos no banheiro, e ele pega a toalha, molha a ponta e faz sinal para que eu levante a blusa.

Eu tremo, com medo do que possa acontecer, mas ele larga a toalha e fala, receoso: "Tudo bem, não vou te machucar..." 

Eu levanto a blusa até expor o corte mais ou menos profundo que jorrava sangue.

Estremeço, mas ele leva um dos dedos a boca, fazendo sinal para fazermos silêncio.

Obedeço o sinal e estremeço novamente, quando ele aperta a toalha molhada no corte, afim de estancá-lo.

'Ah, isso dói tanto!' Pensei, enquanto ele limpava o corte.

Depois, ele pega algumas gazes e ataduras, para o curativo, o qual Jimin faz com muito cuidado.

Depois que terminou, abaixa minha blusa e fala, ainda baixinho: "Eu mereço um obrigado, não?" E me abraça, me fazendo sorrir.

"Obrigada. Mesmo. Você foi muito bom pra mim, mesmo eu não merecendo" Eu falo, ainda o abraçando.

"Você não merece o que fazemos com você." Ele diz, me soltando. "É muita maldade, e só hoje eu percebi o quão cruéis somos com você. Eu quero melhorar, ser seu amigo, mas, espero que você entenda, o resto dos meninos não pode saber." 

"Não, não, entendo. Desde eu tenha um menino a menos me encomodando eu saio no lucro." Eu falo, forçando um sorriso e arrancando uma risada, que, por sinal era linda, de Jimin.

"Então, acho que já vou indo. Mas lembre-se: Temos que fingem que eu não fiz nada, ok? Primeiro eu saio e, pra não causar suspeitas, depois de um tempo você sai, tudo bem?" Ele fala, seu hálito quente bate em meu rosto.

"C-claro." Gaguejo, impressionada com aquele hálito com cheirinho de mel.

"Vamos." Ele fala.

"Ok." Falo, e espero.

Ele sai e depois de aproximadamente 5 minutos, eu saio também.

Depois desse acontecimento estranho, fico pensando o porquê de Park Jimin estar sendo legal comigo.

Ele era popular, tinha as garotas mais bonitas do colégio na palma da mão e mais umas dúzias de garotas correndo atrás dele. Porque ele queria ter uma menina feia, esquisita, depressiva e anoréxica como amiga? Porque será que ele teve essa mudança repentina?

Uma voz interrompe meus pensamentos: "Senhorita Lee, direto para a sala de aula! Você está atrasada!" Era a voz do Senhor Kim, diretor do colégio.

"Claro, senhor Kim. Me desculpe." Eu falo, correndo para a sala 50, a minha.

A aula foi uma chatice como sempre.

Quando a aula terminou, corro para não ser barrada por ninguém, nem pelos meninos nem o grupinho de Irene, e tive sucesso no meu objetivo.

Corro até a escola de Sehun, o abrao e ele exclama: "Minha aula foi ótima hoje! E a sua?" Perguntou, para minha tristeza.

"Foi péssima." Eu falo, com a tristeza entalando a garganta.

"Desculpe Sayuri." Sehun fala, tristonho.

"Não, não, tudo bem." Eu digo, secando as lágrimas.

Por todo o caminho fico pensando na atitude totalmente estranha de Jimin.

Ele foi gentil comigo.

Talvez ele finalmente estivesse mudando.

Pra melhor.

Eu estou feliz com isso.

A única coisa boa do meu dia.

Talvez eu devesse ser amiga dele.

Mas....

E se ele estivesse fazendo isso pra me enganar?

'Não posso criar intimidade.' Eu penso, prometendo a mim mesma que não iria me aproximar tão fácil assim de Park Jimin, o menino que fazia bullying comigo e estava sendo estranhamente legal.

Vou tentar mudar.

Eu juro que vou.

Mas eu não posso demonstrar que estou sendo amiga de Jimin.

Tenho que esconder meus sentimentos.

Como eu sempre faço.

E como sempre vou fazer.





Notas Finais


AAAAAAAAA obrigada por ler até aquiiii💞
Tenho uma outra fanfic, por favor, visitem o meu perfil e leiam ela ok?💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...