História A minha (chata)esposa gata - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Visualizações 52
Palavras 388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Cinco


No dia seguinte,quer dizer no fim de semana, resolvi deixar tudo em ordem já minha mulher resolveu ficar "de greve ":

-Da licença, to limpando a casa, sua folgada!-digo tentando passar a vassoura 

-Não, aqui no chão é melhor!-e ela continua deitada e de pernas pro ar 

-Sai! 

-Não 

- Sai.

-M...ewo......

-Eu disse....esquece!-e termino por limpar tudo só. Engraçado que ela lavou a louça, do jeito dela.

Tentei dar banho nela mas,sabe como é, gatos detestam banho.  

A noite, acredite se quiser, ela fez nosso jantar:

-É então? -diz ela de avental rosa

-Bem....não diga que são ratos cozidos? -digo debochando 

-Não tem graça! -e abre a panela- Frango a frufru! Do jeito que sua mãe fazia.

-Cara,tá Bom!-digo após duas garfadas.E então jantamos:Ela com as pastas e eu de garfo e faca .é claro, ela faz barulho quando come

-Quer um pouquinho de iogurte natural com nozes como sobremesa 

-Kitty... 

-Que foi....

-Me abraça....estou com frio. 

Eu comecei a abraçar ela com força: 

-Decidi o que quero comer de sobremesa! 

-O quê? 

-Você. 

Ela arregalou os olhos:

-Ãnh ?Como assim Eu?

Não expliquei nada:Coloquei ela sobre a pia da cozinha e comecei a beijar ela.Senti o nevorsimo dela embora ela tivesse usados a garras para tirar minha calças,bem selvagem ....

E aquilo começou rápido demais.....

Levei ela meus braços e deiteisobre nossa cama ,comprimido contra meu corpo suado.Acredite se quiser: sou virgem oque me valeu o apelido na faculdade. 

Ela-que não é nada inocente-Me virou sobre a cama,me beijava com selvageria e me mordia cada vez mais forte,enquanto eu investia nos carinhos e beijos sobre o corpo para lá de quente dela.apesar de que preciso dar um jeito naquele mar de pelos:

-Kitty.....ah...para....ah...cal-ma 

Eu me deitei sobre ela e começamos a fazer amor de modo muito lento.podia sentir a pulsação dela,a noite fria e o ar rarefeito de Paris. 

Então resolvi acelerar, bem modo dela

-Ah...meu....ah....gatinho...oh...

Infelizmente ela acabou com minhas costas no momento máximo do prazer:

-CARAMBA ISSO.....DOI!

levei ela para o banheiro e terminamos o que começamos...

Quer dizer,depois de várias horas: 

-Ah....minha...ah...

-Isso!

Finalmente dei banho nela mas foi eu que ela banhou,de língua. 

-Então...vem dormir comigo? 

-Sim,mon amour!-digo a ela 

AH,dane-se kyoko 


Notas Finais


Depois edito


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...