1. Spirit Fanfics >
  2. A minha garota (Yuri) >
  3. Plano errado

História A minha garota (Yuri) - Capítulo 9


Escrita por: Safira83

Notas do Autor


Tenha um boa leitura!

Capítulo 9 - Plano errado


Fanfic / Fanfiction A minha garota (Yuri) - Capítulo 9 - Plano errado

As duas voltaram para casa mais tarde da noite. Carla estava radiante, ficou feliz com o dia que tinha passado ao lado de Safira, mas também estava pensativa em relação a tudo o que tinha acontecido. Era confuso tentar entender que depois de tanto tempo ela estava se envolvendo novamente com alguém, e esse alguém era sua secretária. Ela não queria se aprofundar mais nisso, mas era difícil, parecia que elas eram inseparáveis agora que tinham se enxergado. Carla se sentia afligida pelo seu último relacionamento, fazia tanto tempo, e tinha sido tão difícil, Safira parecia a mulher mais incrível que já tinha conhecido, mas ainda sim ela não confiava por completo, não em Safira, mas nela mesma 

Dia seguinte 

Um começo de dia para Carla, ela estava no elevador e se preparava para encarar seu trabalho. Carla entrou no escritório, e avistou Safira e outra funcionária sentada na mesa fazendo suas obrigações 

Bom dia Sr. Carla -diz Safira com um sorriso 

Bom dia . Safira, na minha sala por favor -ela sai caminhando e Safira a segue - tenho algum encontro com clientes hoje? -pergunta se sentando na sua cadeira e ajeitando alguns papéis 

Sim, tem um marcado para as nove e meia 

Está bem -focada passa os olhos pelos papéis afim de se encontrar e continuar seu trabalho 

Com licença -Safira diz se retirando 

Safira 

Sim? -ela volta 

Você está linda, como sempre 

Obrigada -ela sorri agradecida e sai 

Carla sabia que ali era seu ambiente de trabalho e ela sabia respeitar isso, bom, pelo menos era isso que ela fazia, depois que sua secretária entrou em sua vida, ela esqueceu de tudo. Carla e Safira inconscientemente faziam de tudo para se ver a qualquer momento, mas nem precisavam fazer muito esforço, sempre tinham que se bater no corredores e isso facilitava os olhares, as trocas de conversas, as indiretas. As duas nunca conversaram sobre, mas faziam questão de guardar este segredo, pelo menos por enquanto 

Os dias se passaram, e elas estavam sempre se encontrando, no apartamento de Carla, ou nos restaurantes mais chiques da cidade, ou em qualquer lugar que não poderiam ser reconhecidas tão facilmente. E o Bruno, há é mesmo, o Bruno... até a própria autora havia esquecido do príncipe fracassado. Ele estava iludido com as desculpas de Safira de que estava trabalhando muito, com novos projetos em andamento, sempre recusando seus convites para sair, por que quem ela queria mesmo era sua sereia de olhos cor de mel 

Estou preocupada com a minha irmã -Safira se encontrava nos braços de Carla, no seu apartamento, deitadas no sofá elas estavam juntas conversando- ela tá com dores no corpo, fortes dores de cabeça, andou até desmaiando, me disse que ia fazer alguns exames mas até agora nada 

E esses exames, o resultado demora pra chegar? 

O pior é que eu nem sei, nem sei se ela os fez. Marina é muito teimosa, não gosta de médico, só foi pra emergência por que o meu cunhado e eu imploramos pra ela ir. Tenho medo de ser algo grave, ela sempre quer bancar a durona mas não é. E o meu cunhado está aprontando alguma, eu finjo que não mas ele está 

Por que pensa assim?

Ele andou chegando tarde algumas vezes, anda meio estranho, desconfiado, nem com a filha dele não brinca mais. Não sei exatamente o que se passa, mas tenho até medo de descobrir 

Vai ver não é nada, as vezes são só complicações no casamento, isso passa

É, mas enquanto Marina não fazer esses exames, eu não vou ficar em paz -Carla faz cafuné no seus cabelos- eu aqui contando os meus problemas e nem perguntei de você, como você está?

Como eu estou? Estou feliz por ter você aqui comigo, não tenho do que reclamar 

Eu não sei o que faria sem você

Eu que o diga 

Quando seus pais vem te visitar? 

Eu não sei nem se eles vem me visitar. Talvez se for preciso, eu terei que ir até eles mas, não sei ainda. Por que? 

Nada, só queria saber 

 Eu tinha me esquecido. Tem um evento que quero que você me acompanhe 

Eu? Uma mera secretária? Acompanhar você? -brinca 

Não é nada formal. Só vai ter outros advogados, e juristas 

Não sei se devo. Não tenho nem roupa para um evento desses. E se eu te fizer vergonha? Lembra quando eu te vi pela primeira vez? Eu derramei café na mesa toda -elas dão risada da recordação- nossa que vergonha! Eu sempre fico desastrada perto de mulheres extremamente bonitas, ou melhor de você -Carla dá um beijo carinhoso em seu rosto em agradecimento 

Você não vai me fazer vergonha nenhuma. Vai junto comigo e ponto final -Safira se vira para ela 

Talvez eu esteja precipitando as coisas, ultrapassando a linha, mas eu não posso negar o que está se passando aqui comigo. Todos esse tempo que estamos passando juntas tem sido uma delícia, eu fico feliz quando estou perto de você, é aparentemente visível. Eu sinto que a cada dia que se passa, não posso mais ficar longe de ti, talvez você não queira o mesmo que eu, ou não sinta o que eu sinto na mesma intensidade, mas isso não me importa. Eu só te peço, que se chegar um momento em que eu te incomodar, ou você não quiser passar mais tempo comigo, me diga, está bem? 

Não se preocupe com isso, tire isso da cabeça, eu gosto muito de você, e quero tê-la por perto sempre okay? -Carla a puxa e dá uma abraço 

Horas mais tarde 

Safira foi embora pra sua casa. Quando entrou na sala viu sua irmã e sua sobrinha sentadas no sofá assistindo tv 

Oi meus amores -ela beija a testa de Bia 

Oi titia 

Oi mana -diz Marina 

Marina você viu aquela minha mala de viagem? -Pedro entra perguntando 

Tá dentro daquele armário velho ué -ele sai a procura- mas pra que você precisa da mala? -não escuta resposta- Pedro! 

Mala? -Safira se senta no braço do sofá-pra que ele quer uma mala? Vocês vão viajar é?

Quem me dera. Eu não sei pra que ele quer essa mala -Pedro volta com a mala empoeirada nas mãos 

Pra que você quer isso? -Marina pergunta

Eu vou fazer uma viajem 

Uma viajem? Como assim uma viajem? Que viajem é essa da noite para o dia?

Não é da noite para o dia Marina. Daqui há uns dias eu vou, é a trabalho -ele sai sem mais palavras 

Marina se conformou com que ele havia dito e ficou tranquila, já Safira não encarava, por que uma viajem dessas assim, sem aviso prévio? Algo de errado tinha 

Safira off 

Carla on 

O carteiro tinha entregado uma encomenda para Carla. Ela não se lembrava de ter pedido nada, ou algo parecido, mas tinha seu nome. Ela abriu o envelope branco e viu várias fotos em tamanho grande, fotos dela e de Safira, nos restaurantes, dentro do seu próprio apartamento, na casa de praia, em todos os lugares em que elas estavam juntas, várias e várias fotos. Quem as tinha enviado conhecia muito bem Carla, sabia que ela tomaria providências a respeito, mas, Carla deveria pensar friamente, sem emoções, a única pessoa que ela deveria proteger seria Safira. Ela jogou as fotos na mesa e ligou para alguém 

Sr. Biano, como vai? -uma voz masculina atende 

O que Branca Blair está fazendo aqui? 

Branca Blair? 

Como vocês perdem uma pessoa de vista, uma ... Parece que o serviço não foi suficiente. Ela esta vigiando a minha vida como uma águia, quero o paradeiro dessa puta agora. Eu não sei se ela mandou alguém me vigiar ou se é ela mesma que está fazendo tudo isso 

Ela não teria coragem de estar na cidade depois do que fizemos 

Não teria? Vocês não a conhecem. Como ela está na cidade há dias e vocês não sabem? A encontre agora 

Sim Sr. Biano -Carla desliga. Minutos se passaram e ela finalmente recebeu outra ligação, mas não era necessariamente o que esperava 

Pronto? 

Doutora, tenho boas notícias 

Acharam a localização do sujeito?

Ele está na nossa cidade, vai ser mais fácil do que imaginamos 

Ótimo

Ele planeja uma viajem, sair fora da cidade para passar uns dias, para despistar

A viajem será quando? 

Daqui a três dias. Ele vai sair com o carro de um amigo, pegamos ele na travessia da ponte e o levamos para o ponto marcado 

E eu chego assim que me avisar. Quando estiverem com ele em mãos, me avisem -ela desliga 

Ao menos uma notícia a satisfazia. Saber que Branca estava na cidade de novo e a vigiava era turbulência demais para sua mente

Alguns dias depois 

Assim que recebeu uma mensagem dizendo que já podia sair de casa e ir ao encontro dos seus capangas, Carla pegou seu revólver e saiu 

Carla off 

Safira on 

Safira quis fazer uma visita surpresa para Carla, ela comprou alguns chocolates e flores e foi para seu apartamento. Ela já tinha em mãos uma cópia da chave que Carla tinha lhe oferecido, então apenas destrancou a porta e entrou a chamando 

Carla? Meu amor? -ela entra na sala, e coloca os mimos em cima da mesa- Carla? -pensou que Carla não estivesse chegado ainda, então ficou esperando em seu quarto. Ela queria fazer uma surpresa, e foi tomar um banho na sua suíte

Safira off 

Carla on 

Alguns minutos mais tarde, ela chegou em um galpão, que era o lugar onde ela mandou que levassem o tal homem. Tinham dois homens enormes guardando a porta, e provavelmente mais alguns daqueles dentro lá dentro, eles deram o passe para sua entrada. Ela percorreu por um longo corredor do galpão escuro, cheio de caixas e paletes velhos. Entrou em uma sala e avistou seu funcionário leal 

Doutora -ele apontou para um homem que estava amarrado em uma cadeira embaixo de uma lâmpada. Séria e sem mais nenhuma palavra, ela se aproximou e ficou frente a frente 

Estava correndo para longe? Para onde você ia mesmo? Não precisa gastar dinheiro com passagem para fora -Safira apoia suas mãos na mesa velha que foi colocada na frente do homem- hoje eu vou te dar um passe livre para o inferno -ela caminha lentamente em volta dele- Você sabe quanto a sua esperteza me custou? Bilhões, e para todos que me rodeiam, você sabe? Suas puladas de cerca me custaram muito alto, e agora vai ter que me pagar 

Carla off 

Safira on 

Safira estava apenas de toalha, se olhando no espelho, se perfumando a espera de Carla. Ela ouviu o barulho da porta e já se animou 

Meu amor -ela sorri, e se deita na cama pronta a espera- eu tenho uma surpresa para você -escuta passos, um salto caminhava devagar pelo corredor até chegar na porta da suíte. Ela fica em silêncio, com um sorriso angelical deitada esperando, a porta do quarto começa a abrir lentamente 

Safira off 

Carla on 

Carla direciona seus olhos para os dois homens que alí estavam e eles prontamente começaram a bater no homem, com murros no rosto, e no estômago, Carla se mantinha seus olhos cerrados para a cena sem que piscasse seus olhos uma única vez. O homem permanecia calado, somente aguentando toda a agressão 

Parem -Carla ordena e os dois homens se afastam- tá sentindo esse cheiro? Medo... Gosto disso, eu amo esse cheiro de medo. Por que você me olha assim? Com esse olhar de piedade? Você não teve piedade nenhuma com o meu querido patrimônio, por que eu tenho que ter com você 

Carla off 

Safira on 

Quando a porta se abriu Safira se assustou ao ver que não era Carla, e sim uma mulher que ela não conhecia, Branca, ela estava com uma faca mas mãos 

Quem é você?! -Safira se levanta da cama e grita- como entrou aqui?! 

Há... pensei que fosse meu docinho. Ela deve ter saído, daqui a pouco ela chega, disse que estava desesperada para me ver -sorri 

Safira off

Carla on 

Olha só a surpresinha que eu tenho especialmente para você -ela pega o envelope que seu o homem entrega- nome, Pedro Miranda . Me diz Pedro, você quer ir sozinho, ou acompanhado? Se quiser eu te mando junto com a sua família -Pedro a olha com agonia e desespero- ela tira fotos de seus parentes e o mostra, a primeira a foto de Marina- quem é essa? Moça bonita, ela não aguentaria ficar sem você aqui né? -ele tentava respirar, com os olhos inchados e insanguentados. Carla pegou outra foto, e quando viu seu coração quase parou, a mulher que era parente do homem, era simplesmente a sua mulher 






 














Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...