História A Minha Madrasta - Jeon Jungkook (BTS) - Capítulo 41


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Girls' Generation, Red Velvet, Super Junior, TWICE
Personagens Cho Kyuhyun, G-Dragon, Irene, Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Mina, Park Jimin (Jimin), Xiumin, Yuri
Tags Bts, Exo, Hoseok, Imagine Jungkook, Jin, Jungkook, Kook, Seokjin, Suga, Tae, Taehyung, Xiumin
Visualizações 253
Palavras 1.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 41 - Chapter 39


Fanfic / Fanfiction A Minha Madrasta - Jeon Jungkook (BTS) - Capítulo 41 - Chapter 39

P.O.V Rabech ON

Sorri minimamente tentando esconder o meu nervosismo. Jungkook como um verdadeiro cavalheiro, como sempre foi, me fez relaxar e me deixei levar por aquele momento único de tanto sentíamos falta.

Jungkook passeava suas mãos por toda minhas costas fazendo uma bela massagem. Depois de uns minutos ele parou o que estava fazendo e me puxou para que eu me encostadas em seu peitoral. Arrodeou seus braços por minha cintura me dando selinhos por minha nuca.

Jk-Te amo tanto que chega á doer. -Falou baixinho me apertando mais contra seu corpo.

Sorri docente e fechei meus olhos me concentrando nos seus toques delicados. Água estava em uma temperatura boa e a espuma de sabão limpava todo meu corpo.

Jungkook deslizou sua destra para minha intimidade acariciando lentamente os meus lábios externos, em seguida os abriu e acariciou com as pontas dos dedos meu clitóris.

Jk-Tão sensível. -Falou após de eu ter soltado um pequeno gemido de dor naquela região.

-Xiumin me...

Jk-Não precisa falar. -Cortou minha fala. -Eu realmente não quero saber. Só quero que relaxe, amor. -Sorriu levemente do quê ele tinha me chamado. Poucas vezes ele havia me chamado de amor, e sim Noona, isso me mostra que está crescendo.

-O que houve com "Noona"? -Ouvi respirar fundo enquanto sua destra voltara pra minha cintura.

Jk-Acho... Que não somos mais madrasta e enteado. Estamos juntos, certo?! -Assenti. -Acho que está na de deixar a "noona" um pouco para o lado e dar a vez para "meu amor".

-Talvez assim eu me sinta menos velha. -Suspirei. -Daqui a dois anos eu vou ter 30 anos e você só terá 25 anos.

Jk-Pois saiba que uns dos atrativos que você tem sobre mim é a idade. Talvez... Se você fosse mais nova eu nem tinha me interessado.

-Aigo! -Ri. Dei um tapa em sua coxa que fez gemer um pequeno "Ai!". -Sempre gostou de mulheres mais velhas, né?!

Jk-Sim. Me lembro que na escola eu tinha uma professora de Matemática... -Riu enquanto parecia lembrar dessa época. -Eu era um moleque de 14 pra 15 anos e ela uma mulher de mais de 30 anos. -Rimos. -Ai anos depois você apareceu, lindamente. Linda, inteligente, independente, decidida e experiente. Eu nunca tinha paciência pra garotas que sabiam o que fazer.

-Ta falando de Mina? -Assentiu levemente. -Confesse que era uma boa garota e totalmente apaixonada por você. -Jungkook sorriu. -Nunca mais eu a vi, mas nunca me falou o motivo de vocês terminarem.

Jk-A cada segundo juntos ela se apaixonava mais ainda por mim e eu também, mas não foi por ela e sim por você! -Beijou minha bochecha me deixando corada. -Confesso que eu pensava que você e appa não ia durar muito. Pensei que ele faria igual com as outras, e como eu já estava perto dos 18 anos assim que ele terminasse com você, eu iria vê se dava certo. Mas ai appa contou que você não era uma namorada e sim sua noiva e que iriam se casar.

-Mesmo passando por tudo que isso, eu não me arrependo de ter me casado com ele, mas se você fosse qualquer outra pessoa sem ser filho dele, teria como cancelar o casamento.

Jk-Como assim?

-Eu sabia que estava apaixonada por você. Eu estava incerta do casamento com Xiumin mas como eu ia dizer isso pra ele? "Xiumin, me perdoe mas estou apaixonada pelo seu filho, Jungkook. Não haverá mais casamento, tchau!" Eu não tinha coragem pra fazer isso.

Jk-Eu entendo. Mas vamos esquecer isso, tudo que passamos serviram pra nos deixar mais fortes, e estamos bem agora.

-Jungkook! -Chamei disposta a lhe contar sobre Gdragon, mas ele me respondeu um " Diga, meu amor" tão doce que não queria estranhar aquele momento. -E-eu senti sua falta. -Apertei sua coxa direita muito bem definida.

Nada Jungkook disse, simplesmente me puxou para que eu me virasse e sentasse em seu colo. Gemi de dor por seu gesto um tanto quanto rude, mas logo relevei ao vê seus olhinhos preocupado como se estivesse me pedindo desculpa.

Levou uma mecha do meu cabelo molhado para atrás da minha orelha e beijou minha bochecha delicadamente. Deslisou lentamente seus lábios para o lado em direção a minha boca que logo me beijou ferozmente.

Puxou minha cintura ra mais perto fazendo senti seu membro que já se encontrava duro. Sua língua chupava e mordiscava minha minha língua me fazendo arfar e perder o ar em pouco segundos.

Enquanto eu respirada ofegante me recuperando desse beijo maravilhoso, senti os lábios do meu dongsaeng em meus seios. Começou a passar sua língua em movimentos circuçarespor meu biquinho durinho esquerdo.

Não me contive e gemi manhosa começando a  movimentar meu quadril pra cima e pra baixo lentamente fazendo com que meu clitóris roçasse por toda extensão do membro de Jungkook.

O mais novo gemeu sentindo seu membro sendo "masturbado" por minha boceta. Largou o meus seios esquerdo e logo deu atenção ao meu biquinho direito enquanto não solta a minha cintura me indicando para não parar de roçar nele.

-Vamos pro quarto? -Falei com um fio de voz extremamente rouca.

Jk-Uh... Vou pensar. -Deu de ombros, tomando meus lábios novamente. Parei de roçar nele e tomei em mãos seu membro.

Apertei sua cabecinha devagar e tive um gemido rouco e gostoso de se ouvir do meu namorado como resposta. Jungkook jogou sua cabeça pra trás de acordo que meus movimentos ia ganhando intensidade. Beijei seu abdômen definido aumentando a masturbação o máximo que a densidade d'água permitia.

Gemeu rouco com os olhos fechados se entregando ao prazer que eu lhe proporcionava. Parei sem aviso de masturba-lo e recebi um olhar reprovador do mais novo.

-Fique de joelhos, quero te chupar todinho. -Sorriu de canto e me obedeceu. Assim o nível da água ficou no meio de suas coxas, fiquei de quatro na sua frente deixando meu rosto bem próximo do seu membro.

Deslisei minha língua por todo seu tamanho de baixo pra cima, abocanhei deu membro assim que minha língua chegou ao topo. Jungkook gemeu sentindo minha boca quentinha chupar todo seu pau com precisão.

Jk-Isso... Own. -Gemi arrastado se desmanchando em minha boca. Engoli todo seu líquido branquinho e gostoso sem desperdiçar uma gota. -Porra!... Isso foi incrível. -Falou ofegante com um sorriso ladino. Levantei-me atacando seus lábios. Beijei-o com vontade e necessidade. -Vamos pro quarto!

Saiu da banheiro e logo tratou de me retirar da banheira em seus braços fortes. Saímos do banheiro e deitou-me sobre a cama com delicadeza. Não nos preocupamos se estávamos molhando a cama só queríamos aproveitar aquele momento que tanto queríamos de volta.

Beijou meus lábios com calma e ternura enquanto sua mão acariciava minha intimidade. Gemi entre o beijo quando senti dois dedos me penetrarem. Ofegante, fechei os olhos me concentrando nos seus dedos me fodendo.

Depois de uns minutos podia senti meu limite chegar, mas foi interrompido quando Jungkook retirou seus dedos de mim. Fuzilei o mais novo irritada vendo o mesmo sorri sapeca.

Jk-Quero que goze no meu pau! -Se posicionou entre minhas pernas e me beijou antes de se interrar em mim.

Mordo os lábios sentindo cada centímetro de seu pau entrando e saindo de dentro me levando á loucura a cada segundo. Gemia como uma cachorrinha no cio, de um modo que só ele consegue.

Parou com suas estocadas se retirando de mim sem mais sem menos. O encarei mais uma vez irritava com vontade de mata-lo. Jungkook sorriu da minha cara mais uma vez, e se dirigiu á minha bocetinha chupando a mesma.

Agarrei no lençol da cama gemendo desesperadamente. Sentia meu corpo totalmente sensível e poderia gozar à qualquer momento. Com a destra agarrei seus cabelos e o puxei contra minha intimidade para mais contato, mas Jungkook parou mais uma vez me deixando prestes a enlouquecer.

-Jungkook! -Chamei deixando algumas lágrimas cairem por meu rosto. Jungkook olhou-me com pena enquanto fez um biquinho debochado. -Quero gozar. -Falei chorosa enquanto limpava minhas lágrimas rapidamente. -Você está me tortu...awn. -Gemi ao ser estocada por seu membro pulsante.

Moveu-se dentro de mim, me fazendo esquecer do que estava falando. Suspirei alto relaxando meu corpo por completo enquanto recebia sua investidas fortes e profundas.

Jungkook gemeu e aumentava suas estocadas gradativamente. Finquei minhas unhas em sua costas na tentativa de controlar o tesão. Acertando em cheio meu pontinho sensível me fazendo senti meu orgasmo bem próximo, porém tentei de tudo para não mostrar-lo e o mesmo parar.

Jk-Eu sei que vai gozar. -Falou ofegante sem parar com suas investidas prazerosas. -Nem adianta fingir. -Estoucou-me com mais força me fazendo, não gemer e sim gritar de prazer.

-Por favor, Kookie. -Falei manhoso. -Eu quero gozar, me faça gozar, me deixe gozar! -Supliquei desesperadamente.

Jk-Goza pra mim, meu amor. -Sussurrou rente ao meu ouvido, rouco e meio tanto sensual que me fez arrepiar.

Em mais duas estocadas meu ápice veio me atingindo em cheio me fazendo ter mini espasmos por todo corpo me trazendo um orgasmo avassalador. Jungkook continuou sua investidas prolongando meu prazer que acabara me deixando sem força alguma. Logo Jungkook atinge seu orgasmo gemendo gostosamente rouco em meu ouvido.

Deitou ao meu lado ofegante e me puxou para que eu me aconchegasse em seus braços. E assim naquela tarde, sorrimos feitos bobos sem peso algum na consciência, coisa que nunca conseguíamos fazer antes. Ficar sem peso na consciência, pois agora é oficial, ele é é eu sou dele. 


Notas Finais


Pra quem sentiu falta de hot, toma ai. Kk
Obrigado por lerem até aqui, espero que tenham gostado.
Beijos e até o próximo capítulo.

Meus Imagines: https://www.spiritfanfiction.com/listas/meu-imagines3-3712376

Meus Oneshort: https://www.spiritfanfiction.com/listas/minhas-oneshort3-3489188

Me sigam para mais fics.... @Bechinha tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...