História A minha madrasta - Imagine Jungkook - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Girls' Generation, Red Velvet, Super Junior, TWICE
Personagens Cho Kyuhyun, G-Dragon, Irene, Jimin, Jungkook, Mina, Rap Monster, Suga, V, Xiumin, Yuri
Visualizações 71
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Vigésimo primeiro Capítulo


Fanfic / Fanfiction A minha madrasta - Imagine Jungkook - Capítulo 23 - Vigésimo primeiro Capítulo

👤Cho Rabech ON

Ele me encara mas dou de ombros, é a palavra dela contra a minha.

-Vai acreditar nela Xiumin? -Digo simplista.

Xm- Vai embora Irene! -Ela sai da sala bufando, e batendo a porta com força.

Xm-Amor, me perdoe. -Me abraça. -Eu te amo.

-Xiumin, estou muito decepcionada. Eu preciso de um tempo.

Xm-Quê? Não, somos casados não existe essa de dar um tempo.

-Não... Eu digo que preciso de umas ferias daqui, estou cansada e quero pensar.

Xm-Claro meu amor. Irá em casa descansando e tudo ficará bem, não é mesmo?

-Sim. Vou pra casa agora.

Xm-Ok. Quer que eu te leve?

-Nao, estar de manhã ainda tem o dia todo de trabalho.

Ele assente e me deixa sair da sala. Limpo as mainhas falsas lágrimas e me direciono para minha sala. Tiro o jaleco e pego a minha bolsa. Ainda de sair de minha sala mando uma menssagem pro Jungkook lhe avisando que estava voltando para casa e pra não se preocupar por quê estou bem.

Me retiro da sala e saio do hospital. Em seguida chamo um taxi, já que o meu carro fica em casa por quê sempre venho com Xiumin no carro dele.

Chego em casa, tomo banho e troco de roupa. Passo um bom tempo pensando nas coisas que estam acontecendo e o meu maior medo é que aconteça alguma coisa com Jungkook. Xiumin em nos descobrir podia nos demitir e nos dar uma péssima carta de recomendação que seria impossível de arrumar um novo trabalho.

E se nos fugirmos? Não, não quero viver assim com medo da reaçaonde outra pessoa. Mas também não quero viver assim, amando Jungkook escondido. Eu sonho em sermos um casal normal como os outros, em sairmos para jantar em um restaurante sem medo de alguém conhecido nos vê.

Mal percebi o tempo passar, já era de noite e só percebi isso quando vi Xiumin chegar em casa acompanhado por seus filhos. Subir para meu quarto sem dar nenhuma palavra, alguns minutos depois ouço a porta abrir.

Xm-Está se sentindo melhor? -Fala ao se sentar na beira da cama.

-Claro, achei um modo de tudo fica bem. -Vejo meu marido sorrir esperançoso. -Eu quero o divórcio.

Xm-Quê? Não! Não vou lhe dar divórcio algum. -Fica em pé na minha frente com a sua expressão de raiva. -Você só pode está maluca. -Vejo arroxar a gravata do seu pescoço.

-Não tem problema. Entro na justiça com o pedido do divórcio. -Dei de ombros. Sinto suas mãos apertarem firme meus ombros enquanto ele se empõe sobre mim na cama.

Xm-Escuta bem. Não irá se separar de mim, nunca deixarei isso acontecer.

-Você tem 5 segundos pra dair de cima de mim. -Tranquei o maxilar e o encaro.

Ainda com seus olhos me fuzilando, sinto seu peso sendo subtraindo sobre o meu. Vejo ele sair pela a porta, mas no mesmo momento a sua ultima frase me fez arrepiar. O jeito em que me olhou fez meu corpo estremecer de medo, eu já conhecia esse tipo de olhar há muito anos com o meu primeiro namorado.

Sai do quarto correndo pelo corredor, desci as escadas entrando na sala onde havia a porta de saída, Xiumin saiu por ela batendo-a com força. Subi novamente a escava e bate na porta do quarto de Jungkook e do Taehyung, depois fui para meu quarto espera-los. Os jovens entram no quarto preocupados, faço sinal para que eles se sentem e os mesmo me obedecem.

-Vou me divorciar do pai de vocês. -Fala com a voz um pouco trêmula.

Jk-Até que enfim uma noticia boa. -Sorri.

Tae-Appa descobriu de você e Jungkook? -Vi o menino ficar branco na mesma hora.

-Não Taehyung, eu quero o divórcio e o motivo que seu pai sabe é em relação á Irene, mas sabendo o verdadeiro motivo. -Taehyung e eu olhamos para Jungkook em sincronia.

Tae-Entendi Noona. Mas e ai? Como vai fazer? Vai abrir o jogo com appa que está apaixonada pelo filho dele?

-Estou com muito medo Taehyung, pior do que estava antes. O pai de vocês não aceitou o divórcio muito bem, e percebi que Xiumin é capaz de ser pior do que eu pensava.

Jk-Do que está falando Noona?

-Xiumin está diferente, como se fosse outra pessoa. -Suspiro fundo. -Taehyung. -Me abaixei á sua frente lhe olhando no fundo dos seus olhos. -A ultima coisa que eu quero que aconteça é algo com você, nunca irei me perdoar se algo acontecer. Se um dia seu pai descobrir de mim com seu irmão, eu quero que negue em saber de nós.

Tae-Noona, eu... -Eu o interrompo.

-Os culpados aqui é Jungkook e eu. Você não tem culpa de nada, mas tenho medo de que seu pai faça algo com você por saber da gente e não ter lhe contado. Quero que negue tudo, entendeu?

Tae-Entendi Noona.

-Jungkook quero que tome cuidado com seu pai, principalmente nos momento em que eu não estou por perto. Eu tirei umas férias no hospital então ao estarei lá por um bom tempo.

👤 Xiumin ON

-Mais uma! -Peço ao barman pela sétima vez mais uma dose.

I-Também quero uma. -Ouço a voz de Irene bem atrás de mim. -O quê aconteceu com você e sua esposa pra você estar com essa cara?

-Você não acha que já não me prejudicou demais? -Vejo ela se sentar ao me lado. -Minha esposa quer pedir o divórcio por sua causa.

I-Não Xiumin. Não é por minha causa, é por causa do seu filho. -Sinto seu olhos penetrar aos meus, de causando uma dúvida no que ela diz, será que é verdade. -Eu sei que eu te seduzir pra transar comigo. Na verdade eu tinha plano, eu queria engravidar de você pra que você me desse uma vida boa. E hoje mais uma tentativa de engravidar. Mas depois de hoje que eu vi Rabech se fazendo de vítima se sentindo a coitadinho por ter sido traída. Achei o cúmulo por quê é ela que traí você, com Jungkook. Acredita em mim, eu não tenho mais nada à ganhar com isso.

-Você tem provas?

👤 Cho Rabech ON

Depois da conversa com Jungkook e Taehyung cheguei á uma conclusão que seriamos melhor fugicemos sem ao menos esperar o divórcio sair, por quê está obvio que ele não irá me dar, mesmo que eu recorrece na justiça Xiumin continuará enrolando, e eu teria que entrar na justiça novamente... Ou seja, uma perca de tempo.

O pior é que eu não queria que fosse desse jeito. Não mesmo. Mas eu nunca vou esquecer o olhar de Xiumin sobre mim, me fazendo relembrar todas lembranças ruins que passei com o meu ex namorado.


Notas Finais


Quem será esse ex que ela tanto tem medo?

No próximo capítulo nos vamos descobrir. Até o próximo capítulo, e eu espero que tenham gostado do capítulo de hoje.

Beijos😘😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...