1. Spirit Fanfics >
  2. !A minha nova vizinha gata! - Lisa imagine - BlackPink >
  3. Capítulo 1: Amor à primeira vista

História !A minha nova vizinha gata! - Lisa imagine - BlackPink - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo 1: Amor à primeira vista


Fanfic / Fanfiction !A minha nova vizinha gata! - Lisa imagine - BlackPink - Capítulo 1 - Capítulo 1: Amor à primeira vista

[LISA ON]

Lisa - Poxa, Luca, por quê eu estou tão estranha, esses dias? Sei lá, não ando me apaixonando mais, nenhum garoto me "satisfaz" e nem saindo estou mais!

Eu estava discutindo com meu gato quê estava nos meus braços enquanto sacudia ele pra lá e pra cá.

Lisa - Será quê eu... - arregalo os olhos. - VOU MORRER SOZINHA?! - solto Luca na mesma hora quê corre pra longe de mim assim quê eu me lasco no chão e começo a espernear quê nem uma criança de 5 anos pedindo uma Barbie de 5.000 reais para a mãe e ela nega. - NÃÃÃOOOOO, EU VOU CHORAAARR, EU QUERO ALGUÉM PRA ME DAR CARINHO, ACORDAR TODOS OS DIAS NO MEU LADO, ME DAR BEIJINHO DE BOM DIA, BOA TARDE E BOA NOITEEEE!!!! BUUAAAA!!!!!! 

Ok, talvez eu tenha exagerado, mas não me julgue! Eu estou a 3 anos sem namorar alguém, sim, isso mesmo quê você ouviu, TRÊS FUCKING ANOS! TRÊS MISERENTOS ANOS!

Depois de chorar, espernear, gritar no chão da sala da minha própria casa, me recomponho e faço uma cara de bosta, vou ao telefone da cozinha pra pedir uma pizza, já que eu não sabia cozinhar o melhor é pedir uma pizza de pepperoni acompanhada de calabresa, eu sei quê pepperoni e calabresa são quase a mesma coisa mas mesmo assim resolvi pedir. 

Lisa - Não, senhor. É pepperoni acompanhada por calabresa com borda de mussarela do tamanho grande!

Eu já entendi não sou surdo! Então, você quer uma caixa de pizza grande junto com outra pizza grande e com boda de mussarela!

Lisa - Meu Deus... Não foi isso quê eu disse, eu quero pizza de pepperoni acompanhada por calabresa e com borda de mussarela do tamanho grande! - eu já estava me estressando discutindo com esse cara da pizza quê parecer ter uns 80 anos pela tamanha burrice! Sem ofensas, vó, mas é verdade.

- OK! EU ENTENDI, MOÇA! Mas, você quer em qual pizza a borda de mussarela?

Lisa - Filho da puta... - sussurro no telefone apertando minha mão fazendo um desconforto na minha palma​ por causa das minhas unhas.

O quê disse, senhorita? Não ouvi direito...

- N-Nada! - respondo na hora e dou um longo suspiro logo depois. - Senhor, eu vou repetir, ok?

Tá bom.

Lisa - Eu quero... Uma pizza grande. Com dois sabores, de um lado pepperoni, e o outro calabresa. E, com borda de mussarela. - falo na maior calma possível, se eu estivesse de TPM com certeza eu iria me estrepar gritando com o cara. 

- Ah! Agora eu entendi, algo para acompanhar, senhorita?

- Ah, aleluia! Eu quero um refrigerante, guaraná.

- Infelizmente não temos guaraná, aqui, senhorita.

Lisa - Tem coca-cola?

- Temos.

Lisa - Ah, então quero coca-cola mesmo.

- Sem açúcar ou com açúcar?

Lisa - Com, por favor. - sinceramente, quem pergunta pra pessoa se quer refrigerante sem açúcar?

Ok, já já chegamos aí, se demorarmos mais de 30 minutos para chegar sai de graça.

Lisa - Ok, obrigada.

Finalmente desligo aquela ligação e rezo para quê o homem chegue 30 minutos atrasado, eu posso ter uma casa meio grande, mas ainda assim, sou pobre. Depois de um longo tempo, o cara da pizza chega, e como eu suspeitava, era um senhor, que aparentava ter uns 60 anos.

Depois de dar comida para os meus gatos e comer quase a metade da pizza, ouço um caminhão chegar, como sou bem curiosa vou ao meu quarto e sento na poltrona quê ficava na frente da minha janela na qual dava pra ver a casa da frente, meus gatos me seguem e ambos sentam ou deitam na poltrona ou na costa de minha janela. Fiquei observando aquele caminhão grande depois de ver um lindo carro preto que aparentava ser um Jaguar F-Type, não sei muito sobre carros mas meu primo tinha um, e esse quê está a vir é bem parecido então suspeito quê seja.

O carro quê estava na frente do caminhão, parou na frente da casa e estacionou naquela entrada da garagem, as pessoas quÇe saíram primeiro foram uma mulher e um homem, provavelmente teriam uns 30 anos, então, o homem foi na porta de trás e tirou de lá uma criança quê poderia ter uns 5 anos pela sua altura e carinha de neném. 

Mas... Aí, saiu do carro algo quê tirou minha atenção a mulher e o homem para aquela moça, ela estava usando uma roupa bem de casa, uma camisa preta com uma logo de uma banda de rock comprida quê batia até as coxas, escondendo os shorts quê ela estava usando, e por falar nisso... Quê pernas lindas, hein?

Ela estava mexendo no seu celular bem concentrada, não consegui ver seu rosto por conta de seu cabelo estar solto e sua cabeça abaixada, mas, tenho certeza quê seu rosto seria lindo, suspiro e vejo quê Leo estava me olhando com uma cara tipo: "Gostou dela, né, sua safada?"

Dou uma risada e olho para o nada, depois de brisar um pouco arregalo os olhos.

- LEO! ISSO NÃO É VERDADE! - grito para meu gato quê mia e depois se ajeita na poltrona se deitando de costas pra mim.

Sinto quê estava sendo observada e dou uma olhada para a casa a minha frente.

Meu Deus! ELA ME OLHOU! Calma, Lisa, respira, RESPIRA! Olho de volta pra ela envergonhada e dou um sorrisinho e logo aceno levemente para a menina quê nem sabia o nome, ela também sorri, e, meu Deus... QUÊ SORRISO COLGATE, JESUS! Alguém me segura vou ter um infarto! Ela acena para mim e vai até o garoto pequeno quê provavelmente seria seu irmão mais novo, ela o pega no colo e vira-se para mim, ela olha para o menino e depois aponta para mim e o garoto olho para a direção quê a mesma apontou, então, ela cochicha algo no ouvido do pequeno e depois, ele sorri e acena para mim, ah, meu Deus, agora sim eu vou desmaiar! 

Ela sorri e novamente me dá um mini-infarto espiritual, por quê, puta quê pariu, QUÊ SORRISO LINDO, MEU DEUS! Então depois de um tempo, a família vai até a casa e abram a porta dando espaço para os homens do caminhão deixarem os moveis. Um longo tempo se instalou depois, mas eu não estava nem aí, o quê me importava era aquela linda moça quê estava a brincar com seu possível irmãozinho.

Quando os homens finalmente colocaram todos os moveis dentro da casa, nem tinha me tocado quê já havia escurecido, os homens do caminhão foram embora, e a família foram para dentro de casa, primeiro foi o homem, depois foi a mulher com o filho, e por último, aquela beldade em pessoa, quando ela ia ir para dentro ela virou-se para minha janela e meio quê ficou surpresa por eu ainda estar ali, dou um riso por causa do seu ato, então, ela fala em silêncio, e me toquei, tinha quê fazer leitura labial.

"Gostei de você, quem sabe nós não podemos nos conhecer melhor?"

Ela me dá uma piscadela e vai para dentro de sua casa.

Ok, agora acho que preciso ir no hospital urgentemente!

(Por favor, leia as notas finais.)


Notas Finais


Oi, essa é minha primeira fanfic, então não sei se está tão bom, me conte nos comentários!
Obrigado por ler até o final, fico honrada que você tenha gostado!
Se tiver algum erro na digitação me desculpe, revisarei depois e concertar tudo!

Até breve!
By: AmatoryArcade


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...