História A missão de Sakura - SasuSaku - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitores queridos <33 ! Capítulo completamente diferente do quatro, da antiga versão.

Esse capítulo embora, seja curto está recheado de emoções! Espero que gostem.

Capítulo 4 - Frio


Fanfic / Fanfiction A missão de Sakura - SasuSaku - Capítulo 4 - Frio

I

CANSADO, SASUKE INTERROMPEU O CAMINHAR, se abaixou e deixou Sakura sentada com as costas apoiadas no tronco de uma árvore.

Frustrado, o nukenin lembrava de sua batalha mais recente. Se perguntava quem era o homem com máscara laranja e manto da Akatsuki, que apareceu repentinamente, logo que ele derrotou Deidara. Estava muito intrigado. Por que o desconhecido possuía o sharingan no olho direito ? De fato, ele não era Itachi, Sasuke reconheceria o chakra facilmente.

Até onde o vingador sabia, não existia mais ninguém com sangue Uchiha vivo, além dele e seu irmão. Contudo, o nukenin se viu dividido entre duas hipóteses. A primeira alternativa é que o mascarado, fosse como Kakashi, um shinnobi sem dojutsus visuais que teve um sharingan implantado. A segunda possibilidade apontava para Itachi não ter aniquilado o clã por completo, e esse desconhecido poderia ser realmente um Uchiha.

Tudo estava muito confuso para o nukenin, ele se recordava de batalhar arduamente contra o mascarado e de estar muito debilitado quando invocou Aoda. E depois disso sua memória só o trazia lembranças dele acordando um pouco antes de Sakura e Karin aparecer. Porque o mascarado não o matou ?


II

Já se passavam várias horas, desde que Sasuke iniciou seu deslocamento para o país da Grama. O céu escuro, e as rajadas de vento, indicavam que uma tempestade se aproximava.

Por sorte, conseguiu localizar facilmente uma caverna e seguiu para lá. Explorou o ambiente escuro com o poder ocular e concluiu que não havia perigo ali dentro. Deixou Sakura no chão, ainda desacordada e saiu do local. Minutos depois voltou com galhos de árvores nos braços.

– Katon! – exclamou mirando a lenha no chão e expeliu fogo pela boca.

A fogueira iluminou parcialmente a caverna, Sasuke fitou Sakura e começou a achar que ela estava demorando demais para acordar, mas tentou não se preocupar. Alguns minutos se passaram até a médica mover a cabeça para o lado e abrir as pálpebras.

– Onde estamos ? – ela perguntou se sentando e olhou ao redor confusa. – Onde está a Karin?

Sasuke encarou a garota que esfregava os próprios braços para se aquecer.

– Acabamos de entrar no território do país da Grama. Karin foi atrás do resto do time. – ela respirou aliviada por saber que a ruiva estava bem, mesmo que ela não possuísse vínculo com a ruiva, Sakura tinha o coração bom e se importava.

– E por que me trouxe com você ? Pensei que me quisesse longe. – indagou olhando a chuva que caia lá fora.

O moreno tinha motivos fortes pra trazê-la consigo, aquele local onde Sakura o salvou era perigoso. Ele não podia deixar ela sozinha desacordada, temia que o Akatsuki mascarado reaparecesse. Mas, ele não ia abrir o jogo, se manteve mudo.

A médica se levantou e caminhou até o nukenin do outro lado da fogueira. Ele acompanhou cada passo dela se sentindo um pouco nervoso, mas não deixou transparecer. Sakura se acomodou ao lado do rapaz.

– Seu genjutsu foi fraco demais não conseguiu influenciar minhas emoções. – revelou recordando da ilusão.

No genjutsu a médica estava em Konoha, tinha uma vida feliz e nem se importava com a existência de Sasuke. Era essa, a vontade dele.

A kunoichi se atreveu a por a mão delicada, sobre a palma grossa do vingador. Com os dedos fez um carinho suave na região. Ele moveu o rosto para a encarar, mas não se deixou envolver, pelo olhos brilhantes  dela.

– Pare de testar minha paciência ou dessa vez não vou pegar leve. – ameaçou com frieza, tentando intimida-la. O moreno ficou de pé e começou a andar para a saída da caverna.

Destemida, a médica parou de frente para o nukenin, e ele deteve os passos.

– É só o que você sabe fazer ? Me deixar desacordada e fugir ? Eu não tenho medo. – o confrontou com firmeza, Sasuke realmente não conhecia essa nova Sakura.

Ambos se encararam sem piscar e as íris do rapaz ganharam coloração vermelha. Neste momento a kunoichi, sentiu receio de ser jogada em um genjutsu novamente.

Ela não tinha medo que o vingador a prendesse em uma ilusão aterrorizante, ela o conhecia bem, para saber que isso não aconteceria. Mas se Sasuke fugisse de novo ? Ela não fazia ideia de como dar continuidade aquela missão.

Contudo, a médica não deixou sua insegurança transparecer, ela não desviou o olhar. 

O vento forte, e a chuva gelada alcançou a entrada da caverna e molhou ambos. Sasuke deu as costas para Sakura e sumiu dali sem deixar rastros. Foi rápido demais para que o corpo de Sakura, que ainda estava fraco, apresentasse alguma reação.

Ele foi embora ? Estava tudo pedido? O que mais ela poderia fazer ?

Trêmula, ela caminhou rumo a fogueira para se aquecer e por seus pensamentos em ordem.

III

De frente para a fogueira, a médica observa as chamas que se movimentavam graciosamente.

Várias questões a perturbavam: ela havia fracassado? Sasuke seria considerado um criminoso por toda sua vida? Mais madura emocionante, Sakura conseguiu impedir que o nó na garganta e a angústia no peito, se transformassem em lágrimas.

Duas horas mais tarde a fogueira estava quase se apagando, devido a uma recente rajada de vento que entrara no local. Foi quando ela viu os olhos carmesim brilhando na semi escuridão.

O moreno desejava ter ido embora, mas não conseguiu. O vingador sabia que Sakura estava forte e poderia se defender sozinha, no entanto, não naquela situação – onde ela havia esgotado todo seu chakra a horas atrás para salva-lo.

– O que faz aqui ? – ela perguntou descrente na imagem do moreno se aproximando e os olhos do rapaz ficaram negros.

– Nessas condições você é um alvo fácil, passarei a noite aqui. Ao amanhecer você volta para Konoha e me deixa seguir o destino que escolhi.

A moça analisou aquelas palavras, que mesmo ditas com total apatia, demonstravam que o moreno se importava com ela. Uma pequena chama de esperança reacendeu em seu coração, que batia freneticamente.

Sasuke jogou duas maçãs e ela pegou agilmente.

– Obrigada. – foi apenas o que saiu da garganta dela, embora quisesse dizer tantas coisas, achava que ainda não era o momento certo. 

O moreno sentou próximo a médica, e deixou suas costas apoiarem na parede rochosa. Sasuke tentou relaxar um pouco, mas não conseguiu, sua cabeça estava a mil por hora.

O nukenin sentiu o braço da médica entrelaçar no dele.

Por que Sakura é irritantemente insistente?  Se questionou.

– O que está fazendo ? – ele indagou mas não desfez o contato. De algum modo aquele toque lhe confortou e deu uma pausa no turbilhão de pensamentos ansiosos que ele estava imerso.

– Estou com frio, a fogueira está quase se apagando e como choveu, acho que não vai ser tarefa fácil encontrar lenha seca.

O vingador sentiu o tremor do corpo dela, e a pele mais fria que a dele. A kunoichi estava do lado direito do rapaz e o corpo dele servia como uma barreira para o vento que vinha de fora.

Ela se atreveu a contornar o tronco desnudo de Sasuke, com um dos braços para sentir ainda mais do calor que emanava dele.Na defensiva, o Uchiha, tentava não ligar para cada vez que a palma macia, deslizava suavemente por sua derme causando-lhe arrepios gostosos, que ele nunca havia sentido antes. Não podia negar para si mesmo que aquela proximidade era confortante.

Isso só aumentava sua certeza, que Sakura era uma fraqueza e o desviava de seu objetivo. Contudo, o moreno se apegava em pensar, que era apenas algumas horas até o dia amanhecer, até que cada um deles pudessem seguir caminhos opostos.


Notas Finais


Então não foi só a luta com Deidara que deixou o Sasuke daquele jeito, houve outra luta depois. Alguém desconfiou ?

E será porque Karin não rastreou Tobi? Vamos ver se alguém lembra das habilidades do mascarado. Hahaha

E porque Tobi não matou Sasuke? Teorias??

E esse climão SasuSaku!

E agora o que Sakura vai fazer ?

Até o próximo capítulo! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...