História A Morte da Flor - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Konan, Nagato, Pain
Visualizações 5
Palavras 1.192
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


"Yo Mina-san", tudo bem com vocês? Espero que sim. Essa é uma fanfic que estava na minha cabeça a muito tempo e, por mais que tivesse milhares de ideias para escrevê-la, nenhuma era boa o suficiente. Depois de muitas tentativas, consegui escrever algumas palavras que simbolizam a morte dessa personagem que, para mim, é um mistério.

Capítulo 1 - As pétalas se vão


{💮}

Mesmo com sua morte, uma última esperança surgiu, um papel vermelho portando todas as suas memórias. Carregado pelo vento, ele retorna ao seu lar, para que possa se reunir com os seus amigos, o trovão e a chuva...

{💮/⚡}

"Tudo começou quando Konan ainda tinha os pais vivos. Foi nessa época que ela conheceu Yahiko, um garoto da sua idade que havia perdido os familiares durante um ataque ao local onde morava.

A menina olhava o jovem de longe, sempre observando as escolhas que ele fazia para sobreviver. Desde que era bem pequena, Konan gostava de chamar as pessoas que via com características da natureza existentes ao seu redor. Pelo fato dele ser sempre inquieto, ela passou a chamá-lo de trovão.

Um dia, ela criou coragem para falar com Yahiko. Após isso, a garota saiu de seu esconderijo e vai até o menino. A cada passo que dava, pensava se essa era a escolha ideal, mas à vontade de saber o motivo dele ficar sempre sentado em uma mureta a incentivava a continuar o trajeto.

- Trov... quer dizer, menino tem alguma coisa de especial aí? - ele a olha desconfiado, fazendo-a sentir o rosto ficar vermelho. E a situação só piorava, pois ele não respondia a pergunta.

- Então, você fala - disse ele, assustando Konan e fazendo-a ficar ainda mais corada - Uma dica, quando for espionar alguém seja mais discreta. Ah! Me chamo Yahiko - ele estende a mão para cumprimentá-la - Muito prazer, qual é o seu nome?

- M-meu n-nome é-é K-Konan, prazer - a flor falou baixo, olhando para a mão dele que ainda estava em contato com a sua.

- Como é? Não entendi - disse o garoto, fazendo-a ficar ainda mais envergonhada e, para evitar outros constrangimentos, ela resolve dar meia volta e ir embora. Porém, parou de andar ao sentir uma mão em seu ombro - Ei, ei! Calma, não precisa ficar assim, estava brincando. Foi difícil descobrir o seu nome Konan, você é bem discreta. Mesmo com seu cabelo roxo - o trovão começa a rir, assim como a flor.

Após alguns dias de conversa, uma amizade surge entre os dois."

{💮/🌧}

"A primeira vez que a flor viu as lágrimas da chuva foi quando estava voltando para a caverna, local onde vivia com Yahiko desde que seus pais faleceram durante um combate entre shinobis. Com a morte deles, ela aprendeu a valorizar ainda mais as coisas que possui, como por exemplo a comida. Já que nessa escassez, um adulto tem dificuldade de achar algo para comer, para uma criança isso se complica ainda mais.

Para que ele não ficasse ali sozinho, a flor o convence a seguí-la para o lugar onde morava com seu amigo. Durante o trajeto, Konan analisa as características do garoto ao seu lado, porém, não tinha informações o suficiente para escolher um nome para ele. Ao tentar resolver isso, a jovem busca iniciar uma conversa com o menino de cabelos vermelhos.

- Então, como é o seu nome? - perguntou a menina, mas ele não lhe respondeu, apenas continuou em silêncio, andando e olhando para o chão - Meu nome é Konan.

- Para onde estamos indo? - ele fala pela primeira vez, mesmo que demonstrasse um pouco de medo da menina.

- Estamos indo para o lugar onde eu moro com um amigo, ele se chama Yahiko. Se quiser pode passar a noite lá, acho que é melhor do que ficar aqui na chuva - ela olha para ele com uma cara amigável, na esperança de transmitir alguma segurança para o companheiro de viagem.

- Nagato - Konan olha para o garoto sem entender o que ele está falando - M-meu nome é N-Nagato.

- Ah! Entendi! Bom, vamos logo antes que a c-chuva... - a flor para de andar, pois assim poderia pensar na ideia de como chamar o seu novo companheiro - é, melhor irmos antes dela apertar."

{💮/⚡/🌧}

"Depois de algumas vitórias e tragédias que o trio passou, eles decidiram criar um mundo onde nenhuma pessoa passasse pelo o que eles passaram. Para isso, teriam que fazer todos acordarem novamente, ou seja, uma nova "Akatsuki".

Uma dessas vitórias foi conhecer Jiraiya, um ninja da aldeia de Konoha. Ele decidiu ajudá-los com um treinamento shinobi, pois com isso poderiam se defender de pessoas que queiram machucá-los.

Cada um deles acaba escolhendo uma arte para dominar. Contudo, quando o Sensei entende que os jovens estão fortes o suficiente para caminhar sozinhos, ele retorna para a sua antiga vila.

Os três garotos mantinham um sonho de criar um novo mundo. Com o passar do tempo, os jovens amadurecem e criam um grupo, onde pessoas com esse mesmo desejo se reúnam para realizá-lo. Tendo como líder Yahiko, o trovão inquieto."

{💮/⚡}

"Os dias corriam e mais pessoas se interessavam pelas ideias dos jovens, fazendo com que os amigos acabassem ficando conhecidos por todos. Porém, isso acabou atraindo a inveja e o medo de pessoas indesejadas. Uma delas é o líder da aldeia da Chuva, Ranzo da Salamandra.

Por achar que a Akatsuki poderia acabar se tornando uma ameaça futura, ele resolve destruí-la. Então, os Shinobis dessa vila receberam ordens de sequestrar a pequena flor. Os membros da organização vão atrás de Konan, porém, acabam caindo em uma armadilha e todos, menos os três companheiros, acabam mortos.

- Eu soltarei a amiga de vocês, se você matar o seu amigo - ao falar isso ele lança uma kunai para que a chuva cessasse o barulho do trovão.

Ao pegar a lâmina, Nagato nega-se a matar seu melhor amigo. Sabendo disso, Yahiko lança o seu corpo em direção a última corrente elétrica de sua vida e do mesmo jeito que apareceu, ela se vai."

{💮/🌧}

"Naruto consegue destruir todos os Pains e vai atrás de pessoa que os controla. Ao achar o esconderijo, ele tenta conversar com Nagato, pois desejava entender o motivo da escolha dele. Com a ideia de criar um diálogo entre eles, o rapaz buscava fazer com que o ruivo mudasse de ideia e desistisse de buscar a sua vingança.

- Você não entende a minha dor - disse Nagato para o mais novo.

- Posso até não entender, mas sei o que Jiraiya-sensei queria para o mundo e essa destruição é exatamente o contrário. - disse o loiro, seguro de suas palavras.

Após ouvir isso, o Uzumaki mais velho começou a pensar em todos os momentos que passou com o seu Sensei, com os seus amigos e companheiros da organização. Depois de alguns minutos ele se arrepende da escolha que fez e para tentar se redimir, a chuva utilizou as últimas gotas que lhe restavam para salvar as vidas inocentes que se perderam nas batalhas."

{💮}

...Mesmo depois de todos esses acontecimentos, a flor permaneceu ao lado de seus companheiros de aventuras. Até que um dia, Obito veio atrás dos dons especiais de Nagato. Para defender o direito dele de descansar em paz, Konan luta com o ladrão.

Mesmo sabendo que as chance de uma vitória eram baixas, ela lutou incansavelmente até a última pétala cair. Seu corpo permaneceu no jardim, para que ele possa um dia renascer. Contudo, suas pétalas não permaneceram ali, para mantê-las unidas com os companheiros, o vento as carregou de volta a onde tudo começou.


Notas Finais


Espero que tenham gostado da história. Até a próxima...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...