1. Spirit Fanfics >
  2. A morte do Cisne negro (jikook e vhope) - 'BLACK SWAN' >
  3. "Oppa"

História A morte do Cisne negro (jikook e vhope) - 'BLACK SWAN' - Capítulo 54


Escrita por:


Notas do Autor


Oin^^

Boa leitura 💜

Já avisando, não me matem por deixar vcs na ansiedade depois desse capítulo ( ̄y▽ ̄)╭

Sugestão de música: Flashlight ( Jessie J)

Capítulo 54 - "Oppa"


Fanfic / Fanfiction A morte do Cisne negro (jikook e vhope) - 'BLACK SWAN' - Capítulo 54 - "Oppa"

( ̄y▽ ̄)╭ 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jimin pega um táxi faltando apenas 30 minutos para se encontrar com Jungkook e faz a mesma coisa que eles combinaram, despacham o táxi algumas quadras antes e seguem a pé. Normalmente Jungkook chegava antes dele mesmo que tenham marcado um horário, e antes de chegar ao seu destino, Jimin para em um super mercado e compra um champanhe, queria fazer essa noite especial pois há um mês eles ficaram pela primeira vez. Podia ser ridículo o que o mais velho estava fazendo, mas parece que tudo que eles fazem juntos é simplesmente inesquecível e digno de comemoração.

 

 

 

 

( ̄y▽ ̄)╭ 

 

 

 

 

Em poucos minutos Jimin está na frente do hotel parado olhando o celular, ele pôs uma boina na cabeça para se disfarçar mais diante das pessoas que passavam ali. Finalmente entrando no hotel ele vai em direção ao seu quarto que foi carinhosamente chamado de Haeven.

Com cuidado abre a porta e se depara com seu amado ali assistindo desenho animado na TV.

- Como consegue ser uma criança inocente e ao mesmo tempo um homem gostoso? – Jimin diz logo ao fechar a porta escondendo o champanhe nas costas.

- Do mesmo jeito que você consegue ser fofo e gostoso. – Jungkook se levanta para recepcionar seu namorado com um beijo e aproveita para ver o que ele estava segurando pelas costas – o que é isso?.... hmm – ele puxa a embalagem de Jimin que não reluta para pegar o champanhe de volta.

O mais velho o abraça por trás e diz no seu ouvido:

- Para comemorarmos...

- Desculpa, mas comemorar o que? – faz uma feição confusa.

- Nada em especial talvez, mas eu decidi comprar mesmo assim – Jimin queria guardar o real motivo para si, pois sentiu vergonha de falar.

Jungkook deixa a garrafa na mesa e se volta para Jimin, ele está estranhamente sério.

- Preciso te contar uma coisa – ele puxa o baixinho para se sentarem no sofá e desliga a TV.

- Está acontecendo alguma coisa?

- Eu estava procurando algumas coisas sobre Tina com o Jin, e ele me relembrou de um assunto antigo. – Jungkook fecha os olhos, era difícil admitir isso mesmo que não seja o culpado.

- Você está me deixando preocupado – diz Jimin alisando as mechas escuras de Jeon.

- Meus pais nunca foram encontrados Jimin nem nada que possa apontar o motivo pelo qual o avião caiu aquele dia – o baixinho está concentrado e preocupado pela feição de Jungkook – mas eles suspeitavam que teria sido armado e Tina teria envolvimento com isso.

- Ela matou seus pais?

- Não! – Jungkook diz rápido – quer dizer... Não temos certeza disso, foi apenas uma suposição analisando as ocorrências em sequência, primeiro eles viajam para Nova Iorque a procura de Tina, depois eu descobri que eles haviam negado a proposta dela e logo depois morreram...

- É, isso é obviamente suspeito, mas ela foi inocentada?

- Não. Eu não deixei seguir as investigações... – neste momento Jungkook desaba no colo de Jimin. Ele estava segurando essas lágrimas por muito tempo e só agora se sentia confortável para liberá-las. Jimin apenas acariciou sua cabeça o consolando como uma mãe consola o filho.

De todas as formas Jungkook sentia culpa pela morte trágica deles, por ter dado aquela festa, por ter impedido que eles seguissem com as investigações da morte deles, por ter aceitado o acordo com Tina, culpa por ter traído Jimin forçadamente com Tina. Aquilo estava consumindo-o e só tinha Jimin ali para consolá-lo.

Ele soluçava de tanto chorar, as mãos de seu amado acariciavam seu cabelo e seguravam sua mão mostrando que ele não estava sozinho, sentia que não poderia continuar com aquilo por muito tempo ou iria surtar.

- Meu amor, por favor olhe para mim – Jimin diz bem próximo ao seu ouvido – eu entendo que você sentia medo, não precisa se culpar por isso – ele chega mais perto e o beija mostrando mais uma vez que estava ali para ajuda-lo e ser um bom companheiro – nós às vezes erramos para proteger quem nos ama e, de todo modo, isso é lindo.

- Obrigado – eles se beijam novamente e o rosto molhado de lágrimas é limpo pelos dedos delicados de Jimin – eu me escondi por tanto tempo, poderia ter acabado com isso há muito tempo, mas sou um covarde.

- Não. você não é um covarde! – Jimin diz rápido antes que ele continuasse com a autodepreciação – Você é Jeon Jungkook! o dono da maior companhia de dança de Seul e da Coreia do Sul! Você também é o Kookie, o irmão mais novo irritante do Jin. E é o meu Jungkook, o homem que me faz feliz todos os dias com apenas um sorriso... você tem coragem de enfrentar aquela mulher nos ameaçando. E... olhe para mim – ele diz ao ver o rosto de Jungkook se esconder de vergonha. Segura seu queixo levemente fazendo-o ficar bem próximo de si – e não há problema em ter medo, monstros existem em toda parte e nos assombram quando vê um ponto fraco, mas o medo é apenas uma visão distorcida, o monstro pode ser domado e controlado... – Jimin para de falar ao perceber que está dando lições de moral para si mesmo.

- Você é um anjo, obrigado meu amor... – ele o beija desesperado, Jimin sente a apreensão em seus lábios e tenta confortá-lo trazendo-o para mais perto de si – se eu não tivesse você estaria perdido.

- Eu sei, então me beije logo... – Jimin segura o pescoço dele para mais um beijo.

- Jimin... ah... espere um pouco – Jungkook fala sorrindo enquanto o mais novo o empurra para ficar em cima dele.

- O que?... – fala decepcionado.

- Tem mais uma coisa... – ele se ajeita no sofá para voltar a ficar sentado.

- O que?

- Eu quero saber se você me ajuda a descobrir se realmente foi a Tina quem matou meus pais... o Jin insistiu para que eu pensasse sobre isso. Por mais que ainda machuque eu pretendo voltar, mas não sei se eles voltariam com as investigações com quase três anos depois, por isso preciso que me ajude.

- É claro! Eu estou disposto a fazer tudo com você meu amor! – ele abraça Jungkook com força e faz ele se deitar novamente no sofá.

- Eu estou feliz por aceitar, agora... Por que está tão animado?

Jimin cora, ele estava feliz por ter Jungkook já a um mês de ter se entregado e saber que foi a melhor escolha de sua vida, mas sente vergonha em falar.

- Estou feliz por ter você. Estou feliz por ser o homem com quem quero ficar por toda a minha vida. Estou feliz por ter encontrado um infinito em você...

- Você está tão poético que eu fico sem palavras... – Jungkook envolve Jimin com um abraço forte.

- Não precisa dizer nada, só me amar... – o mais velho desfere selinhos pelo pescoço de Jeon.

- Podemos fazer isso na cama? Aqui é pequeno... – Jungkook diz fazendo uma careta.

- Ah! Vamos...

Os dois se levantam ainda colados e vão em direção a cama sem pressa apenas aproveitando os beijos e os toques que o outro dava.

Jungkook joga Jimin na cama e começa a desferir beijos pelo pescoço dele como se estivesse desejando aquilo a muito tempo.

- Senti sua falta... - Jungkook fala baixinho e Jimin o encara.

- Não diga nada, agora eu sou o Jimin hyung que precisa de você apenas... - Jungkook se surpreende com o que ele disse.

- Você manda... Jiminie oppa - Um sorriso malicioso surge nos lábios dos dois.

 

 

 

 

Eu tenho tudo o que preciso quando você está comigo

Eu olho à minha volta, e vejo uma vida boa

Estou presa no escuro, mas você é minha lanterna

Você me guia, me guia pela noite

Meu coração dispara quando você ilumina meus olhos

Não dá pra mentir, é uma vida boa

Presa no escuro, mas você é minha lanterna

Você me guia, me guia pela noite

Pois você é minha lanterna

Minha lanterna

Você é minha lanterna

Eu vejo sombras lá embaixo das montanhas

Não tenho medo quando a chuva não para

Pois você ilumina meu caminho, ilumina meu caminho

Você ilumina meu caminho

 


Notas Finais


Já imagino surtos... kkkkkkk

Até o próximo pessoal \o/

*Não quero morrer.... ._.)*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...