História A morte te leva sorrindo (JIKOOK) - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Taegi, Vhope, Yoonkook
Visualizações 29
Palavras 1.921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii meu povo lindo, gente to postando capítulo tarde hoje mas e por que eu fiquei anciosa pra postar a doida ne kkkk
Espero que gostem desse capítulo, relevem algum erro de português boa leitura

Capítulo 17 - Capítulo 17: O seu lado demoníaco


Flashback on

- Como conseguiu fazer aquilo?

- Eu não sei so fiz e voce como conseguiu? 

- Eu so pensei em voce, Jungkook eu... Eu realmente gosto de voce

Ele disse, eu nunca vou saber explicar essa sensação do meu coração se acelerar tanto

- Eu gosto de você Jimin, gosto muito

Ele sorrio eu quero poder ver esse sorriso pra sempre

Flashback off

- J-Jimin

Eu me aproximei

- Jungkook nao se aproxime disso - Jin

Eu ignorei, jin hyung nao sabia nosso passado, não sabia o quanto eu me sentia bem com ele mesmo ele estando desse jeito, suas mãos estavam sujas de sangue

- Jungkook eu... Eu não sei o que eu fiz

- Tudo bem

Eu disse pegando em suas mãos

- Eu não quero machucar você

- Você nao vai, esta aqui agora não está

Eu disse o abraçando ele me abraçou de volta

- Eu não sei como consegui parar

- Não importa, voce tem que parar

- Eu nao sei como, voce tem que ir embora daqui Jungkook

- Eu nao posso deixar voce Jimin e a sua alma tem que pegar ela

- Eu ja peguei, Jungkook eu nao sei o que aconteceu eu estou com ela mas me sinto vazio eu nao tenho controle do meu corpo e uma luta interna e voce tem que ir pra longe quando isso voltar

- Não

- Sim, me escuta eu não posso achar taehyung eu nao posso achar você, yoongi vai estar com voces

- Jimin...

- Eu... Ai

Ele disse me soltando e caindo no chão

- Eu nao sei segurar por muito tempo jungkook vai logo

- Vamos jungkook - Jin

- Nao, jimin lembra de alguma coisa tem alguma coisa eu nao sei o que mas tem algo que podemos fazer pra ajudar você, pra controlar isso

- N-não tem, vai logo

Ele começou a ficar frio, eu me aproximei dele e o beijei em um selinho demorado

- Eu te amo

Eu disse sussurando e sai correndo junto com os meninos

Jin hyung pegou o carro e fomos em direção a algum lugar e dessa vez eu pude me permitir a chorar.

Fomos Para um hotel perto da casa, eu nao sabia o que pensar ou o que fazer apenas entrei e me joguei na enorme cama que havia no hotel, taehyung iria dividir o quarto comigo enquanto yoongi e jin hyung dividiam o outro, eu so conseguia pensar na imagem de jimin caído no chão enquanto aquele demonio imundo possuía seu corpo

- Jungkook eu sei que nao e uma boa hora mas você sabe que vamos ter que chamar a polícia ne

Eu apenas concordei com a cabeça, nao vi os corpos mas sabia que metade havia morrido, nao sabia se hoseok ou nanjoom havia morrido

- Você acha que os meninos morreram?

- Eu nao sei...

Povs Jimin

Aquele cheiro horrível enxofre, aqueles demônios, aquela maldita imagem de mim mesmo matando toda aquela gente, eu não conseguia parar, eu me sentia alimentado fazendo aquilo, me sentia aliviado, me sentia vivo, todos aqueles corpos deram lugar a novos demonios que os possuiram e novamente eu me via como um lider.

Todos aqueles se levantando e mostrando o par de olhos pretos que continham em seus olhos, agora esses corpos sao apenas corpos dominados por criaturas sombrias do mundo sobrenatural, sem culpa ou remorso eu os ordenei

- Que achem Kim taehyung e tragam pra mim se jeon vir junto e lucro

Todos concordaram e sairam pela porta sem dizer uma palavra, uma parte de mim adorou a ideia a outra sentiu medo e repudia de si mesmo.

Dentro de mim eu escutava meus proprios gritos que eram abafados por mim mesmo meu propio demônio, eu nao sentia meu corpo eu nao tinha controle de mim mesmo, eu nem sei quem eu sou.

Horas depois eu sai da casa percebi que estava tudo em "ordem" fui pra um lugar onde a muito tempo eu nao pisava, eu sabia que iria ser reconhecido, fui para uma encruzilhada e onde a maioria dos demônios ficam eu tenho um plano e dessa vez vai ser muito bem executado

Povs jungkook

- Como e? Ta dizendo que tinha varios corpos aqui

Deus.. Eu nao entendo a 1 hora atrás essa casa estava enfestada de corpos e agora nem sinal de sangue

- Senhor eu juro que tinha pelo menos 7 corpos caído no chão

Jin hyung dizia gesticulando e falando alto, coisa que normalmente ele não fazia, eu apenas ficava em um canto observando tudo, Jimin nao estava mais na casa eu o preocurei ele saiu sem deixar nenhuma pista pra onde foi e pra onde levou os corpos

No fim jin hyung desistiu de convencer o policial de que havia corpos e resolveu aceitar que talvez tinha problemas mentais, fomos embora de volta pro hotel no final de tudo isso

Taehyung fazia uma nova tentativa de me fazer comer sem sucesso, eu nao sentia fome, sono, raiva, medo ou qualquer outro sentimento Banal, eu sentia vontade de procurar aquele demonio infeliz e matá-lo mas eu sei que estaria matando Jimin e eu nao quero isso, eu penso que a anos atrás o meu anjo foi maluco de matá-lo como matar alguem tão perfeito como ele e a parte humana dele ainda esta ali, eu so preciso achar um jeito de fazer essa parte dele dominar o corpo e ele conseguir controlar tudo aquilo sem ninguem mais morrer

- Eu sei que esta chateado mas precisa comer por favor kook

- Estou sem fome

- Então conversa comigo

- O que hyung? Varias pessoas morreram o Jimin sumiu, hoseok e nanjoom nao apareceram ate agora eu nao sei se estão vivos, nao sei de nada

- Eu sei, mas ainda estamos juntos temos uma pessoa pra proteger

- Eu sei mas eu nao consegui proteger ele dele mesmo

- Como iria fazer isso? Vamos arrumar um jeito dele voltar sei la, jungkook ja estivemos em situações parecidas no passado.

Escutamos uma batida na porta, taehyung foi ate la abrir, era jin hyung ele parecia assustado estava pálido

- Aconteceu alguma coisa hyung

- O yoongi ele esta estranho

Eu fui o primeiro a levantar e ir ate yoongi, taehyung e jin hyung foram atrás, eu entrei no quarto ele estava sentado na cama parado, eu ja conhecia essas características de pele pálida e olhos escuros e yoongi as seguia

- Hyung o que foi?

- Eu nao sei

Ele disse pausadamente

- Como não sabe?

Eu disse chegando mais perto dele e o vendo por completo, yoongi tinha recuperado sua conciência e seu lado demoníaco veio junto pelo visto

- E o Jimin

- O que tem?

Senti meu coração dar uma acelerada mas como? Como eu poderia me sentir assim so escutando seu nome sabendo que seria algo ruim

- Ele está me chamando de alguma forma eu escuto ele berrando meu nome, ele so esta esperando um sinal meu para achar vocês

- Yoongi... - Taehyung

- Eu nunca faria isso, eu sei com quem estou lidando

- O que ele diz?

- Ele apenas grita o meu nome

- Como voce tem esse auto controle?

- Todos temos, jimin está cego algo esta o atormentando

- A morte?

- Não, ele aguentou o tempo todo, nao pode ser ele

Yoongi foi voltando ao normal aos poucos parecia que algo ou alguem o acalmava

- Ele tem alto controle jungkook mas perdeu sua fonte de controle, sempre temos uma quando somos demônios considerados bons

- Caso ele chame por voce de novo voce pode ir pro meu quarto

- Ta

Eu apenas sai do quarto dele, entao ele tem uma fonte de controle e jimin também tem uma que no caso pode ser ou não eu, mas nao posso me arriscar indo ate ele sem nada em mãos seria suicidio eu preciso pensar em algo, mas nada me vem a mente...

Mais tarde eu ja estava exausto de fazer anotações de possíveis coisas que Jimin poderia se basear e nenhuma delas fazia sentido, eu precisava pensar nele, em hoseok, namjom, taehyung, yoongi e jin hyung, não posso perder nenhum deles

- Jungkook vai dormir ja sao uma da manhã essa luz atrapalha

- Estou indo

Mal percebi o horário passando, minhas anotações nao valeu de nada e no final so me sinto mais cansado.

Fui para o banheiro tomar um banho, me despi totalmente entrando na agua morna na banheira que tinha ali, aquele hotel nao era ruim mas nao poderiamos viver ali para sempre, eu acabei pegando no so o enquanto estava na banheira

Flashback on

Depois de eu sair do céu sem nenhuma permissão de Deus ou dos meus amigos, eu fui parar em um lugar sujo e com pessoas estranhas me olhando, havia uma rua cruzando a outra aquilo era estranho, eu estava desatento e acabei esbarrando em alguem, um homem horrível de olhos pretos sorrio Para mim, mas nao era um sorriso gentil

- O que alguem como voce faz aqui?

Eu nao respondi fiquei parado igual estátua com medo, ele me pegou pela gola da minhs camisa

- Você vai aprender que nao deve entrar aqui

Ele disse me puxando para algum lugar eu nao consegui gritar nem reagir estava com medo demais para isso

- Solta ele

O cara olhou para trás rindo mas logo ficou serio e me jogou no chão

- Vai defender ele agora?

- Não, so nao quero ser preso vaza daqui cara

O homem saiu dali e logo vi o dono da voz que me salvou

- Você esta bem?

Era ele salvando a minha pele de novo o mesmo garoto do sorriso bonito que eu havia encontrado com os meninos

- Sim

Eu disse baixo ele estendeu sua mão e eu peguei me levantando

- Obrigado

- Nao agradeça, mas me diz o que faz aqui?

- Eu estou sem permissão meu pai vai me matar, e voce e um deles

- Não! Eu não sou eu so conheço eles, se quiser eu posso te acompanhar ate sua casa aonde voce mora?

- La em cima

Eu disse apontando pro céu

Ele sorrio um sorriso fofo

- Faz sentido, olha tem algum lugar que voce vai que voce volta pra la?

- Sim mas eu nunca fui a noite

- Eu te levo

Eu agradeci mentalmente por isso, e acabou que ele me levou mesmo junto com um amigo que se chamava yoongi era bem bonito e legal, Jimin me deixou no portal dos anjos voce passava pro ceu quando chegava la, somente anjos claro

- obrigado Jimin de verdade ja e a segunda vez que me ajuda

- Nao foi nada

- Mesmo assim obrigado

Em forma de agradecimento por tantas coisas que ele fez por mim, eu puxei um colar que eu sempre usava desde pequeno de diamante e coloquei um pouco do meu poder dentro

- Caso precise de ajuda e so me chamar eu vou escutar

Eu disse colocando em seu pescoço e o colar logo soltou um brilho azul

- Ele vai brilhar quando eu estiver perto e ai voce vai saber quando estou chegando e eu vou te escutar quando precisar de mim

- Nossa que incrível, obrigado jungkook

- Nao precisa agradecer

Eu disse e ele sorrio seus olhos ficavam tao fofos e pequenos quando ele sorria que mal percebi o desconforto que senti em meu coração e eu nunca havia sentido isso na vida, eu apenas ignorei e fui para casa

Flashback off

E isso o colar..


Notas Finais


Então gente gostaram? Espero que voces tenha entendido a parada do colar mas vou explicar melhor sobre ele no próximo capítulo pra voces entenderem melhor OK?
Ate o próximo capítulo
Beijoss no coração.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...