História A mulher mais rápida do mundo. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon (Vibro), Detetive Joe West, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Eddie Thawne, Eobard Thawne (Flash Reverso), Felicity Smoak, Iris West, John Diggle, Leonard Snart (Capitão Frio), Mick Rory (Onda Térmica), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Quentin Lance, Ronald "Ronnie" Raymond (Nuclear / Firestorm), Roy Harper (Arsenal)
Tags Arrow, Barry Allen, Heróis, Meta-humanos, Oliver Queen, The Flash
Visualizações 21
Palavras 1.432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Piloto.


Fanfic / Fanfiction A mulher mais rápida do mundo. - Capítulo 1 - Piloto.

Bri on:

_ eu não acredito que você me convenceu a vir para Starling city. _ disse enquanto eu e meu irmão caminhávamos até uma cena do crime.

_ quero que participe, é tão importante pra mim quanto pra você. _ ele disse, e eu dei de ombros, enquanto caminhava com um copo de café, e um jornal na cabeça pela chuva, e com uma mala na outra mão, andando meio desengonçada, um carro passou por uma poça molhando Barry que estava na frente, gargalhei alto e ele suspirou. _ droga.

Adentramos o local, e eu sorri com o tanto de coisa.

_ não toca em nada. _ positivei, quando ia encostar em algo meu irmão fazia cara feia.

_ ... o resto da equipe devia estáesperando do lado de fora. _ um dos policiais falou.

_ na verdade foi só um cara. _ todos nós olharam, e eu sentir meu sapato apertar contra meu pé. _ ah, desculpem pelo atraso.

_ o trânsito de Starling city é horrível, pra pegar um táxi nem se fala. _ chamei a atenção de todos.

_ é o nosso trem atrasou, o segundo, porque o primeiro a gente perdeu mesmo . _ se explicou meu irmão, e eu soltei um suspiro.

_ na verdade nem deu pra passar em um hotel, e aqui estamos. _ sorri dando de ombros.

_ ótimo, quem são vocês? _ perguntou Oliver queen, o Oliver queen me fez uma pergunta.

_ respira. _ meu irmão falou em alto e bom som, e eu sentir minhas bochechas esquentarem.

_ os pais de vocês sabem que estão aqui?_ Oliver queen perguntou, duas vezes, ele é perfeito.

_ hã, nós somos do departamento de Polícia de Central. _ coloquei mão no bolso do meu sobretudo, tirando meu distintivo. _ estamos aqui para investigação Florence, estamos trabalhando num caso muito parecido com esse.

_ é eu não vim pra cá por arqueiro irado e maníaco. _ sorri, enquanto a mão de meu irmão foi de encontro a testa. _ eu vou olhar por aí.

Caminhei olhando em volta, reparando cada centímetro do local, não deixando nada passar.

_ preciso de você aqui. _ caminhei até os outros. _ o que acha? Uma centrífuga foi roubada. _ peguei meu tablet.

_ de acordo com o legista. _ Barry me olhou com tédio. _ de acordo comigo mesma, tecnicamente é difícil quebra um pescoço, ainda mais com uma mão só. _ dei de ombro, caminhando com meu irmão ao lado.

_ aqui dá pra ver uns três grupos de parafusos quebrados...

_ aonde o ladrão... plush.

_ arrancou ela do chão...

_ o que exatamente, é uma centrífuga? _ perguntou o detetive, e eu suspirei.

_ aparelho ou máquina cujo funcionamento faz uso da aceleração centrífuga obtida através da rotação de um recipiente e que serve para separar substâncias de densidades diferentes; centrifugadora. _ responde, dando de ombro.

_ traduzindo.

_ exemplo, separação dos elementos sanguíneos. _ expliquei dando de ombro. _ eu adoro ciências.

_ e os objetos mais leves vão pra cima. _ terminou meu irmão.

_ qual é o seu nome mesmo? _ perguntou a loira, acho que rolou climinha.

_ Barry, Allen. _ ele respondeu, recebendo um sorriso da loira, revirei os olhos por ninguém ter perguntado meu nome.

_ Felicity, Smoak. _ disse ela, recebendo o sorriso de meu irmão.

_ Eu vou vomitar. _ disse revirando os olhos.

_ ah, dá pra ver as rachaduras indo em direção a porta...

_ pegadas um homem. _ olhei pra Oliver que me encarava, suspeito.

_ de qualquer forma é só uma teoria. _ disse Barry, e eu assentir.
_ suportada por um monte de evidências. _ cocei a garganta, recebendo o olhar de Oliver. _ Eu só tô falando.

_ mas, tem que ter outra explicação. _ disse o detetive saindo.

_ é, tenho certeza que você tá certo. _ olhei pro meu irmão que deu de ombros. _ vamos? Até logo.

Pegamos um táxi para o hotel, chegando lá me joguei na cama do hotel, e o celular de Barry vibrou.

_ Felicity nos convidou para ir na empresa queen. _ arqueei uma sombracelha , o que essa garota quer?

_ nos convidou? Ou convidou você? Por que parece que ela está interessada. _ disse revirando os olhos.

_ ela parece ser legal...

_ mas você gosta da Iris. _ ele assentiu suspirando, levantei.

_ vou tomar um banho. _ disse entrando no banheiro, tomei um banho pegando uma das toalhas do hotel, me enrolei voltando pro quarto. _ por que acha que esse caso tem haver com a nossa mãe? _ perguntei pegando minha roupa.

_ é tão estranho quanto, os raios nunca saíram da minha cabeça, e quando derrepente a gente foi parar a quarteirões de distância da nossa casa, isso não é comum. _ Barry entrou no banheiro, me vestir no quarto, enquanto esperava meu irmão, que alguns minutos depois saiu do banheiro, ele pegou a pasta se olhando no espelho enquanto arrumava seu topete. _ eu vou descobrir o que foi aquilo, e vou tirar nosso pai daquele lugar.

Ele me puxou dando um beijo na minha testa. _ Esta ficando melancólico, vamos logo antes que eu desista.

Ele gargalhou enquanto eu puxava ele, pegamos um táxi.

_ indústria queen, por favor. _ Barry pediu enquanto o taxista assentia, começando a dirigir, logo chegamos e entramos olhei em volta.

_ uau. _ soltei fazendo meu irmão rir. _ aqui é...

_ muito grande? _ ele completou com uma pergunta, e eu assentir. _ e bonito.

_ não mais que o Oliver queen. _ disse enquanto ele apertava o botão do elevador.

_ dá pra parar? _ entramos no elevador, e eu neguei rápido.

_ Barry ! _ ele olhou pra mim. _ é o Oliver queen, pensa o tanto de história que ele tem pra contar.

_ toda vez é isso, Eu não quero que você se iluda. _ ele disse, e eu soltei um sorrisinho.

_ há estou. _ ele bufou, enquanto sussurrava "nunca muda". _ seja educado com seu futuro cunhado.

Saímos do elevador andando até aonde Felicity estava, e entramos numa sala aonde Oliver o seu guarda-costas e Felicity estava.

_ quer ajuda com algo detetives? _ Oliver perguntou, e eu suspirei enquanto Barry revirava os olhos.

_ hã, peritos não são detetives de verdade. _ disse Barry, e eu repreende ele com um olhar ameaçador.

_ é a gente nem tem arma...

_ só sacos plásticos. _ meu irmão sorriu, e eu e revirei os olhos. _ hã, aonde posso montar o equipamento?

_ eu te mostro. _ disse Felicity sorrindo.

_ que equipamento? _ perguntou Oliver.

_ É Bart! Que equipamento? _ cruzei os braços, enquanto ele engolia seco.

_ sua assistente disse que você preferia manter a investigação por aqui. _ disse Barry.

Oliver puxou Felicity para o canto, enquanto sussurravam.

_ você não disse nada de investigação. _ disse cruzando os braços.

_ Eu sabia que você...

_ eu veria claro, não ia perder a oportunidade de ver Oliver queen duas no dia. _ ele revirou os olhos. _ Eu só estou brincando, é tão importante pra mim quanto pra você, eu também quero saber a verdade. _ apertei sua mão passando confiança.

_ vem comigo. _ Barry seguiu ela, suspirei cansada.

_ eu vou sentar bem ali, afastada da sua doença. _ disse apontando pra Barry, que deu de ombro seguindo Felicity.

Sentei em um sofá afastada de Oliver queen, não queria babar na sua frente, meu celular tocou, e sorri com o visor, atendendo.

_ aonde vocês estão? _ Joe perguntou, e eu suspirei.


_ Starling City.

_ respira Joe. _ ele sussurrou. _ Eu falei pra não irem, mais nunca me obedecem.

_ já devia ter aprendido. _ falei, e ele sorriu do outro lado. _ estamos bem pai.

_ adoro quando me chama assim. _ sorri.

_ já estamos perto, Eu sinto que vamos descobre tudo. _ ele suspirou da outro lado. _ Joe...

_ só não quero que se decepcionem. _ Eu sussurrei um "eu sei". _ eu amo vocês.

_ Eu também te amo papai. _ disse. _ tenho que desligar.

_ tchau. _ desliguei.

_ seu pai? _ olhei pro dono da voz, vendo Oliver parado, olhei pros lados.

_ sim... não... mais ou menos. _ disse, e ele deu um mini sorrisinho.

_ acho que não nos apresentamos formalmente. _ ele estendeu a mão. _ Oliver queen.

_ Briana Allen. _ ele beijou as costas da minha mão.

_ é um prazer.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...