1. Spirit Fanfics >
  2. A Nerd do Colégio >
  3. Mas eu me mordo de ciúme!

História A Nerd do Colégio - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite, galerinha bonita!!!!
Cheguei trazendo capítulo pra vocês nesse lindo momento de quarentena. Vou aproveitar esse momento pra escrever mais, tô em casa de qualquer maneira, né nom?
Então, esse capítulo tá gostosinho por uma simples palavra: ciúme. Sim, meus amores! Homem também tem medo de perder!
É o Sasuke? É o Sasuke, mas não é só o Sasuke. E a partir do próximo, alguém vai começar a mexer os pauzinhos também. Sabiam que eu adoro a frase "Tem que perder pra dar valor"? A-DO-RO! Ela exemplifica exatamente o comodismo que alguém sente com um sentimento destinado a si dentro da fic, e olha... não vai gostar nem um pouco de perder isso.
Mas é isso aí, se não quer... tem quem queira.
boa leitura!

Capítulo 24 - Mas eu me mordo de ciúme!


A Nerd do Colégio – Capítulo vinte e quatro.

 

- Eu já cansei de avisar pra você não fazer essas jogadas arriscadas, Sasuke!

- Ai, calma, ‘tá doendo!

- Mas é pra doer mesmo, seu...

- Olha a boca. – pedi segurando o riso e logo fiz uma careta. – Ai!

- Você não tem jeito mesmo, sabia? – Sakura suspirou e terminou de cobrir meu supercílio. Ela ainda analisou meu rosto a procura de outro machucado, mas por fim assentiu e retirou as luvas. – Pronto, terminei.

- Obrigado. – agradeci, mas ela sequer olhou para mim. Busquei sua mão e a puxei para perto, tentando fazê-la me olhar. – Ei, não fique com raiva de mim, por favor.

Ela soltou um suspiro resignado.

- Não estou com raiva, Sasuke, estou chateada. Você sempre se arrisca nos jogos, não está nem aí para a sua integridade física. Primeiro pulou em cima de uma mesa, depois quase caiu em cima das pessoas na arquibancada, agora o supercílio cortado. O que vem a seguir, o pulso deslocado? Uma fratura exposta?

Ela cruzou os braços, me encarando firme. Ok, preciso admitir que sou descuidado quando estou jogando, realmente não me incomodo de me machucar, mas também não gosto de vê-la nesse estado e sei que é inevitável para ela não se preocupar.

- Me desculpe, não queria te deixar preocupada. – vi seus olhos marejarem um pouco antes que ela desviasse o olhar para baixo. Me levantei da cadeira e segurei seu rosto, trazendo seu olhar para mim. – Prometo que não vou mais ser imprudente.

- Não faça promessas que sabe que não vai conseguir cumprir. – suas mãos retiraram as minhas de seu rosto e me senti mal ao ver seu olhar chateado. – Tenho que terminar de arrumar os materiais, depois conversamos.

- Sakura... – mesmo assim ela se afastou, voltando ao posto médico. Suspirei.

Olhei ao redor, vendo os torcedores comemorando mais uma vitória nossa. E de repente a dor no supercílio se transformou em dor de cabeça. Havíamos acabado de vencer Os Deuses de Kumo, e numa enterrada final por cima do pivô adversário acabei sendo acertado pelo seu cotovelo, que resultou numa abertura no supercílio e, consequentemente, numa discussão com a minha namorada. Bom, pelo menos havíamos ganhado.

Retirei a camisa assim que entrei no vestiário, vendo as gotas do meu sangue quase secas na camisa e só agora penso em como Sakura ficou extremamente preocupada com a quantidade de sangue que logo banhou meu rosto.

- Que cara é essa, Teme? Nós vencemos mais uma! – Naruto estava eufórico com mais uma vitória, somos o único time do campeonato invicto até agora.

- Sakura ‘tá puta comigo por causa do supercílio cortado, disse que eu sou imprudente nos jogos. – me sentei no banco para retirar os tênis.

- Bom, não é como se ela estivesse errada. – ouvi a voz de Neji.

- Obrigado pelo apoio.

- Cara, você se jogou em cima da mesa do posto médico pra impedir um turnover e de quebra ainda abriu a pele do abdômen recém tatuado, a Sakura-chan está certa em te chamar de imprudente. – Naruto jogou na minha cara, me deixando emburrado pelo fato dele estar certo.

- Além de que você tentou passar por cima de um cara de dois metros de altura hoje.

- Eu não só tentei, como consegui. – me gabei para Gaara.

- Meus parabéns, e isso te rendeu um supercílio aberto e uma namorada chateada com você. Ainda quer se gabar? – o ruivo arqueou a sobrancelha me desafiando, e não tive escolha além de desviar o olhar, completamente derrotado. – Sakura é compreensiva, a chateação dela vai passar. Agora eu vou tomar banho porque estou suado e fedendo.

- Dá pra sentir sua catinga de longe, Gaara.

- Como se você estivesse cheiroso, Naruto!

- Eu não estou fedendo! – o loiro cheirou o próprio sovaco para demonstrar sua certeza.

- Seu chulé é capaz de matar qualquer um, Dobe. – peguei minha toalha e me dirigi para o chuveiro.

- Teme!

...

Suspirei olhando pela terceira vez a resposta dela no whatsapp. Eu sabia que Sakura estava chateada comigo por ser descuidado, mas não sabia que seria tanto.

Nawaki vai me dar uma carona, vou chegar em cima do horário. Até mais tarde.

Olhei pela segunda vez o horário e em seguida para a entrada do colégio. Ela logo chegaria, não tem sentido em ficar ansioso.

Pelo menos era o que eu achava até terminar a primeira aula e nada de Sakura. Não vou negar que estou preocupado, ela nunca falta aula sem um bom motivo. Saí da sala disposto a ir atrás dela, mas mal dei alguns passos e ouvi alguns cochichos sobre Sakura e um aluno novato do segundo ano na enfermaria.

Quando abri a porta – com mais força do que deveria, eu admito – a rosada estava terminando de enfaixar o braço do dito cujo.

- Meu Deus, isso é jeito de abrir a porta da enfermaria, Sasuke? Que susto. – ela respirou fundo antes de cortar a atadura a amarrar. – Está sentindo muita dor, Kyle-san?

Kyle? Que história é essa de Kyle?

- Não tanto quanto no momento que caí. Obrigado, Sakura-san.

Mas que palhaçada é essa?!

- Desculpe novamente por te derrubar.

- Não tem problema.

- Eu vou conversar um momentinho com o meu namorado que está de guarda-costas e cara de bunda ali fora e logo te acompanho até o diretor para explicar a sua falta na aula, tudo bem? – revirei os olhos e vi o novato assentir, meio abobalhado com o sorriso gentil de Sakura.

Sei que estou sendo um idiota, mas é inevitável não sentir ciúme quando minha namorada é a gentileza em pessoa.

Saí da porta e esperei do lado de fora até que ela estivesse em minha frente.

- Você está bem? Fiquei preocupado quando não apareceu na primeira aula. – me aproximei e a abracei, e pude respirar mais tranquilo quando seus braços me envolveram. Depositei um beijo no topo de sua cabeça.

- Estou bem, não se preocupe. Tive que procurar minha nécessaire, não estava na minha mochila e por isso me atrasei. Tentei correr para pegar a primeira aula, mas acabei me chocando com o Kyle-san e ele caiu por cima do braço.

Assenti, entendendo a situação.

- Entendo. Depois vou avisar ao professor sobre o que aconteceu. Se machucou na queda? – segurei suas mãos e passei os olhos por seu corpo, procurando algum machucado. Vestido branco com listras pretas até o meio das coxas, jaqueta jeans amarrada na cintura e All-Star branco nos pés. Sem machucados.

- Eu estou bem, Sasuke. – seu riso despreocupado me fez sorrir e ficar mais tranquilo.

- Tudo bem. Precisa de ajuda para levar o novato até o velhote?

- Não, pode voltar para a aula.

- Tudo bem. – assenti. Beijei sua testa e seus lábios antes de voltar para a sala. Pedi licença à professora e expliquei a falta de Sakura e o meu atraso. Fui para o meu lugar e passei a prestar atenção à aula, sem o mínimo interesse, devo ressaltar.

Pelo menos a aula passou rápido e logo o intervalo já estava começando. Estávamos indo na direção do refeitório quando Ino e Temari começam a zoar Tenten com alguma coisa, e por ela e Hinata estarem completamente vermelhas, chuto ser algo bem íntimo.

- O que elas tanto conversam? Tenten parece constrangida.

- Ah, se lembra daquele maluco que beijou ela? Eu não me lembro do nome dele, mas a Hina disse que eles tiveram um encontro.

- Entendi. – assenti para Naruto. Por isso que Temari e Ino estavam pegando no pé dela.

- É, Neji, parece que você será o único solteirão do grupo. – Gaara alfinetou com uma risadinha.

- Não é como se eles fossem firmar um relacionamento logo de cara. – o Hyuuga deu de ombros.

- Meu amigo, depois do primeiro encontro tudo acontece mais rápido. Eu e Sakura começamos assim.

- Hinata e eu também assumimos pouco tempo depois.

- Bom, eu e Ino temos um longo histórico, então...

- Vocês são uns malas, sabiam? – ele resmungou.

- Não se preocupe, Neji, seremos a dupla dos solteiros! – Suigetsu passou o braço pelos ombros do Hyuuga e nós caímos na gargalhada.

Assim que passamos pela porta do refeitório, meu olhar foi automaticamente para nossa mesa e minha saudade de Sakura aparentemente estava grande porque foi só vê-la sentada que meu lábio se repuxou num sorriso, mas que logo sumiu ao ver o novato ao seu lado.

- Quem é o maluco do lado da Sakura-chan? – Naruto arqueou uma sobrancelha, confuso.

- Um novato que esbarrou nela no corredor e machucou o braço.

- E ela, como a boa samaritana que é, está tomando conta do novato? – Suigetsu perguntou e eu assenti. – Cuidado, Sasuke, nas fanfics é assim que a mocinha se apaixona pelo cara novo.

Lhe lancei meu pior olhar para que ele calasse a boca. Apesar de confiar em Sakura, eu era inseguro em relação a mim mesmo. Eu nunca tive uma namorada, afinal, não sabia se era um bom namorado ou não.

- Oi, pessoal!

Ela se levantou para abraçar as meninas e cumprimentar os rapazes, e antes que eu pudesse sequer dizer ‘oi’, seus braços me rodearam e seus lábios foram de encontro aos meus. E naquele momento, toda minha insegurança evaporou como fumaça no ar e sorri de encontra à sua boca.

...

- Você não acha estranho todo o mal humor do Neji? – Sakura sussurrou.

E eu concordei, porque estava começando a ficar irritado com a cara de bunda dele. Tudo bem que estávamos no meio da semana, e sim, amanhã temos que acordar cedo para a aula, mas o que custa não agir como um idiota só porque estamos conhecendo o novo peguete da Tenten? Não é como se nunca tivéssemos saído no meio da semana, de qualquer maneira.

E por incrível que pareça, o cara é legal. Se chama Menma, tem vinte anos e está cursando publicidade na Universidade de Konoha. Apesar de ser um pouco contido, ele era divertido e fácil de conversar. E só descobrimos isso porque Ino e Temari bombardearam o cara de perguntas, deixando tanto ele quanto a Mitsashi constrangidos.

Levantei para ir ao banheiro e Naruto levantou em seguida. Apesar do banheiro da B&W estar vazio, o local estava bem cheio.

- Teme, é impressão minha ou o Neji está com cara de bunda?

Até Naruto havia reparado nisso.

- Não, não é impressão sua. Eu já estou ficando incomodado também.

Fui lavar as mãos e a porta é quase arrombada por um Neji quase espumando pela boca.

- Mas que merda você tem?

- Aquele... palhaço. Não acredito que a Tenten ‘tá caindo no papo daquele cínico do caralho. – ele esbravejou ao responder a pergunta do loiro.

Eu e Naruto nos entreolhamos.

- Neji, você está com ciúmes da Tenten?

- O que?! ‘Tá maluco, de onde tirou isso, Sasuke?

- Irmão, você está quase espumando pela boca pelo simples fato de estarmos conhecendo o ficante da garota. Quer que eu pense o quê? – arqueei a sobrancelha. – Além do mais, eu não vi nada de mais no cara. Eu gostei dele, até.

- Você só pode estar de putaria com a minha cara. – pôs as mãos na cintura e balançou a cabeça negativamente.

- Cunhado, você precisa relaxar.

- Não me chama de cunhado, caralho! – ele rosnou apontando o dedo para Naruto antes de sair do banheiro como um furacão.

Eu e Naruto nos entreolhamos de novo.

- O Neji definitivamente ficou maluco.

- Eu ainda acho que ele está com ciúme.

Voltamos para a mesa e todos estavam com caras confusas.

- O que foi? – perguntei.

- O Neji foi embora, parecia que queria assassinar alguém. Aconteceu alguma coisa no banheiro? – Sakura perguntou.

- Não, ele já chegou lá daquele jeito.

- Também não entendemos nada. – Naruto acrescentou.

- Ah, ele sabe se cuidar, já é grandinho. – Ino disse.

- Então, vai rolar uma festa na fraternidade nesse sábado, eu já convidei a Tenten...

- E eu aceitei. – a Mitsashi respondeu sorrindo.

- ...Se vocês quiserem ir, coloco vocês pra dentro.

- Uma festa de fraternidade?! ‘Tô super dentro! – Ino foi a primeira a responder, completamente animada.

- Eu também topo. – Gaara concordou logo em seguida.

Olhei para Sakura e concordamos também, e logo todos já estavam empolgados com a festa da fraternidade.

- Se o amigo de vocês também quiser ir, ele ‘tá convidado. – Menma se referiu à Neji.

- Vamos avisá-lo.

Logo pedimos a conta e estávamos indo embora.

- Foi legal conhecer vocês, até sábado, galera. – Menma se despediu e antes de entrar em seu carro ele e Tenten se beijaram. Ela o esperou se distanciar antes de se virar para nós e perguntar:

- E então, o que acharam dele? – ela estava claramente nervosa.

- Só de me colocar numa festa universitária, eu já gostei dele. – Ino comentou, arrancando risada de todos nós.

- Ino, não seja interesseira. – Sakura comentou. – Eu gostei dele. Achei sincero, divertido e, acima de tudo, dá pra ver que ele te faz bem, mesmo com pouco tempo. – concordei com Sakura.

- Ele não é babaca como achei que os universitários seriam. – Shikamaru quem disse. – Só de não ser problemático, já subiu no meu conceito.

- Obrigada, pessoal. – Tenten suspirou aliviada. – Seria difícil se vocês não gostassem dele.

- Não se preocupe com isso, agora temos coisas mais importantes para nos preocuparmos.

- O que, Ino? – perguntei.

- A roupa pra festa, oras. – ela disse como se fosse óbvio. – E a senhorita vai ficar des-lum-bran-te para o seu boyzinho.

Ino enganchou o braço no de Tenten e saiu arrastando-a na direção do carro de Gaara, falando pelos cotovelos.

Já começo a sentir pena dos estagiários dessa louca quando ela virar estilista.

E de repente comecei a ficar animado para essa festa também.

*continua*


Notas Finais


Bem curtinho, bem bonitinho, porém... de vital importância. O bagulho vai pegar fogo no próximo então... nos vemos lá.
Roupa da Sakura: https://br.pinterest.com/pin/674062269216308742

Galerinha, recado importante:
Com essa pandemia, POR FAVOR fiquem em casa. Lavem bem as mãos, se hidratem, tomem vitamina C, se mantenham salvos que vocês manterão outras pessoas salvas. Leiam muito, estudem se quiserem, maratonem séries e filmes, se exercitem se sentirem dores por ficarem muito tempo numa mesma posição, o importante é respeitar p isolamento social para a saúde de vocês e de quem vocês amam.
Vou tentar trazer o próximo antes do meu aniversário pra vocês ficarem felizes por estarem dentro de casa, então vamos aguentar firme!

Tia Thay ama vocês e até o próximo capítulo! Ah! E eu vou responder os comentários do capítulo anterior, tá? Não se preocupem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...