História A Nerd e o Popular - Imagine Jeongguk T2 - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, TWICE
Personagens Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Lisa, Mina, Park Jimin (Jimin)
Tags Depressão, Escola, Escolar, Imagine, Jeon, Jeon Jungkook, Jeongguk, Jungkook, Namjoon, Nerd, O Popular, Popular, Você
Visualizações 591
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura <3
Desculpa os erros ortográficos ^^

Capítulo 24 - Capítulo 24 - Cadê a ela ?


Fanfic / Fanfiction A Nerd e o Popular - Imagine Jeongguk T2 - Capítulo 24 - Capítulo 24 - Cadê a ela ?

— Calma Jeon. Tae disse tocando no ombro de seu amigo, que andava de um lado ao outro puxando os fios de seu cabelo forte como se fosse arrancar a qualquer momento, ele pouco se importava se doía ou não, sua preocupação no momento era a menina S/n

— Calma ?! Como pode me dizer calma sendo que a S/n sumiu sem dar um sinal de vida, sequer! Não atende as drogas das ligações, não liga, não avisou aonde foi, se volta ou sei lá, só não me pede calma. — Puxou seus cabelos mais uma vez e fui ao seu lado.

— Jeon, não está fácil a ninguém, muito menos para mim, que mora com ela. Ela vai aparecer de algum modo, vamos encontrá-la, só respira ok. — Disse tentando acalmar o mesmo e ele soltou um suspiro longo — Nem para Cristina, que é a propia mãe da garota.

— Assim espero, ou ligaremos para a polícia. — Jeon tinha uma expressão de bravo e serio *foto da capa* e logo chegamos a casa de Jackson

Jeon deu batidas fortes na porta, como se descontasse sua raiva ali, eu tive medo e pensei que ele poderia derrubar aquela porta amadeiriada a qualquer momento. Passou-se cinco minutos e logo Jackson abriu, sem pensar duas vezes, Jeon puxou a gola da camisa do rapaz e o jogou na parede ainda o segurando, o garoto batia as costas de Wang toda hora na parede repetidamente e cerrava seus punhos o olhando

— Cadê ela ?! — Gritou ao rapaz que estava sem entender tudo até então

— Ela quem ? — Livrou-se das mãos de Jeon e arrumou sua roupa nos olhando assuatado

— A S/n! Sei que ela está com você. — Gritou novamente e Tae o segurou para não fazer bobagens 

— Ela não está comigo oras! Como assim? Ela sumiu? 

— Não se faça de sonso! Ela sumiu e está com você. Eu sei disso mais do que qualquer um — Gritou Jeon apontando-lhe um dedo

— Eu não tenho nada haver com isto, e se me derem licença. Por favor, me avisem se tiverem noticias dela— Fechou a porta deixando a gente ali com cara de tacho 

— Eu não confio nele! — Jeon passou as mãos na testa — Ele esconde algo, eu sei!

— Jeon tu não tem provas, pare de acusá-lo sem provas garoto! Vamos, tem que esfriar a cabeça 

Suspiramos e saímos dali rumo a minha casa.

[...]

— A encontraram?! — Diretor Su perguntou andando de um lado ao outro com as mão no cabelo grisalho dele

— Infelizmente não — Cristina falou rápido e nervosa, ela estava pálida 

— Como ela foi sumir deste jeito ? — O primo da S/n perguntou, ele passava as mãos no cabelo toda hora.

— Aonde está a S/n ? Eu não aguento mais — Gritei suspirando alto e todos me olharam

— Calma, vamos encontrá-la. Ela não deve estar longe, ela pode está bem debaixo dos nossos narizes e nem vemos. — Daesun realçou me deixando mais calma

— Já chega! Vamos a delegacia agora. — Jeon em uma rapidez se levantou e nos olhou, fomos no carro de cada um, iríamos prestar um desaparecimento e também tentar pedir para rastrear o celular da garota, se fosse possível é claro.

[...]

— Pois não? — Uma mulher na recepção disse — Só um minuto — Atendeu ao telefone, e começou a deslizar a ponta da caneta no papel. — Certo, tudo bem... A gente manterá você informado caso achámos algo. — Desligou e deu atenção a nós

— Viemos prestar um desaparecimento, e se der... Rastrear o celular. O nome dela é S/n

Demos tomas as informações e o número 

— Infelizmente o celular está desligado, ou sem bateria, mas vamos continuar tentando. Se quiserem aguardar para observar, sentem-se, caso eu consiga algo, avisarei a vocês — Nos curvamos agradecendo, e me sentei 

— Tae amor, traz água para mim? Por favor — Eu disse e vi o garoto se levantar

— Natural ou gelada pequena?

— Ge... Natural! — Não demorou muito para ele trazer a água em um copo descartável, bebi rapidamente jogando o copo no lixinho, eu tenho que me acalmar, além do mais estou grávida e não posso de jeito nenhum ter forte emoções 

Point Of View S/n

— Você acha que eu sei ? — Disse cuspindo sangue, ele havia me dado um soco em meu rosto, por conta de desafiá-lo. Eu odeio esse cara, odeio mais que tudo

— Você sabe! Aonde está seu celular ?! — Gritou e eu o olhei rindo alto

— Que feio bater na sua futura esposa, não quer ela feia para o casamento — Debochei onde o mesmo acariciou meu rosto e saiu trancando a gaiola e saiu do porão.

Tentei me soltar das correntes para eu péssima ideia, fazia muito barulho e minha cabeça já latejava forte junto com meu ouvido, em um movimento brusco tirei o celular do bolso e com os dedos dos pés, liguei, ele demorava pra ligar, estava prestes a carregar quando Jackson adentrou ao porão de novo.

Rapidamente puxei o celular para debaixo de meus quadris, que escondeu perfeitamente, ele cuidava dos meus machucados com cuidado, e assim terminou colocando um curativo.

— Eu irei sair para comprar seu vestido de noiva, quando voltar iremos nos divertir muito  — Segurou meu rosto e soltou saindo dali. Esperei uns minutos para assim tirar o celular novamente e estava discando para Jeon, vamos atenda, pelo amor de Deus

— Alô ? — Disse rápido e quase chorando

— S/n ?! —Jeon perguntou aflito

— Sim! Socorro! — Susurrei e vejo que meu celular estava em 2%

— Aonde você está ? 

— Eu estou *pif* venha logo! — Disse rápido vendo 1%

— A ligação cortou! Repita aonde está. Deixa o celular ligado que vamos rastrear — Um polícial disse

— Não dá! Está em 1%, ele está voltando e eu estou amarrada. Eu estou em... — Parei de falar quando meu celular desligou

Não não não NÃO! Faltava pouco, escondi o celular já chorando. Eu joguei o celular para longe e cair no chão desabando em lágrimas, eu não quero casar com ele, eu quero ir embora.

Ele voltou, me mostrou o vestido 

— Não irei usar esta coisa brega — Disse e ele veio em minha direção segurando meus cabelos

— Você vai usar nem que seja forçado! — Gritou comigo e grunhir de dor

— Tá tá tá, eu irei usar. Agora largue-me — Me soltou e saiu, tentei dormir, naquele chão frio.

Mamãe... E amigos, amo vocês e nunca, nunca mesmo esquecerei de vocês.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...