História A nerd e o popular - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 286
Palavras 633
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amanhã começa a nova temporada da Híbrida, preparem os corações, porque essa temporada, promete.
Desculpem pelos erros e boa leitura.

Capítulo 30 - O que vamos fazer com ela?


Fanfic / Fanfiction A nerd e o popular - Capítulo 30 - O que vamos fazer com ela?

Jungkook On

Estava preocupado com a Sam, ela saiu daqui muito apressada, só estou um pouco melhor pois a Lilith está com ela. Se passaram umas 3 horas e nada sobre elas.

Eu: Acho que eu vou atrás da Sam, já estou ficando preocupado. - Digo me levantando da cadeira.

Jin: Se acalma Jungkook, daqui a pouco elas tão aqui. - Diz tentando parecer calmo, mais sei que ele não está.

Eu: Mais...

Su: Mais nada Jungkook, você ouviu o Jin. - Diz virado de costas pra mim sentado do lado da Elisa

Sam: Oi gente. - Fala entrando no quarto sendo seguida pela Lilith

Emi: Ainda bem que você chegou, o Jungkook tava quase indo atrás de você.

Eu: Você tá bem amor? - Pergunto indo até ela e a abraçando

Sam: Eu estou normal, mais fiz uma coisinha que vocês talvez não gostem. - Fala abaixando a cabeça

Nós: O que você fez?

Yoongi on

Estava sentado do lado da Elisa, ela estava ligada a diversos fios que a deixavam viva, isso me doía tanto, por eu pensar que parte disso foi minha culpa. Os pais dela tiveram que ir embora por causa do trabalho, mais deixaram nós ficarmos aqui. A Sam chegou e o Jungkook foi direto abraça-lá e perguntar se ela estava bem. Ela falou que fez algo que nós poderíamos não gostar, na hora perguntamos o que é.

Sam: Eu meio que, prendi a Sook em casa. - Diz calma, como é que alguém fica calmo falando uma coisas dessas?

Nós: Por que você fez isso?- Perguntamos em uníssono

Li: Porque a principal culpada da Elisa estar assim é da Sook. Foi ela que beijou o Suga a força e provavelmente de propósito, o que fez a Elisa ficar nervosa e acabar sofrendo um acidente. - Diz defendendo a Sam.

Eu: Você está certa sobre isso Lilith, mais o que vocês pretendem fazer com a Sook?

Sam: Não sei, por isso preciso da ajuda de vocês. - Diz se sentando, logo sendo seguida pelo Jungkook

Lê: Nós podemos fazer algo com ela, mais não tão pesado.

Nam: Tipo o que?

Bri: Cortar aquele cabelo que ela tanto ama, apesar dele não ser grande coisa. - Fala maligna assustando todos, por ela sempre parecem a mais santa.

Sam: É uma boa ideia, eu tenho uma tesoura lá em casa.

Ho: Todo mundo tem tesoura em casa. - Diz confuso

Li: A Sook não está na nossa casa e sim numa da Sam, afastada da cidade. - Explica o raciocínio da Sam

Kook: Deste quando você tem essa casa?

Sam: Faz um tempo já, comprei enquanto ainda estava no Canadá com as meninas. - Conclui se lembrando.

Kook: Espero conhecer um dia essa casa, de preferência a sós com você. - Diz malicioso recebendo um tapa na cabeça por parte dela.

Sam: Idiota.

Ana: Vamos parar vocês dois. Que dia vamos fazer isso? - Pergunta animada

Li: Pode ser amanhã ou depois de amanhã.

Nós: OK.

Iria passar a noite lá, as meninas só foram embora porque os meninos a obrigaram. Estava observando cada traço do rosto da Elisa, ela estava pálida, mais não deixava de ser linda. As vezes me pegava chorando por não poder tocar e conversar com ela. Agora eu tenho ainda mais certeza que estou apaixonado por essa menina e preciso declarar o meu amor por ela. Acabo dormindo do seu lado com nossas mãos dadas.

Na vida todos tem uma chance para amar e ser amado.Às vezes, ama-se a pessoa errada, a pessoa que não se importa com seus sentimentos
Mas nem sempre acontece esses enganos; então, ambos os lados se encontram e vivem momentos maravilhosos juntos.
Se você passa perto da pessoa certa e não percebe que é a ela que você ama, talvez não tenha outra oportunidade para dizer-lhe o que sente.

Será que eu perdi a minha oportunidade de dizer o que sinto por você? Tudo isso por não ter aceitado bem antes o meu amor.

Continua


Notas Finais


Obrigado por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...