História A nerd e o popular - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Taehyung (V)
Tags Adolescente, Bts, Escolar, Fluffy
Visualizações 27
Palavras 1.420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Poesias, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


◎━━━━━━◎.◈.◎━━━━━━◎
Olá, voltei. Não tô com vontade de apanhar kkkkk.

Boa leitura.

Capítulo 16 - A maldição chamada: Jungkook


Fanfic / Fanfiction A nerd e o popular - Capítulo 16 - A maldição chamada: Jungkook

Tudo bem... Tudo bem... Tudo vai dar certo. Respire fundo. Eu aqui novamente... Aigoo, vamos para o que interessa, poisé, nunca entrou em um cemitério a noite? Acredito que não. Então, eu tive o grande privilégio de visitar um lugar desses, as pessoas de lá são maravilhosas... O que quê eu tô dizendo Deus?... Voltando, depois da maldita idéia do senhor Hoseok — De ir para o cemitério — agora todos nós estamos aqui, tentando achar formas de pular o maldito muro, pois é, um bando de loucos em frente a um cemitério em plena 3 da manhã. Tinha como ficar pior? Tinha. Um bando de cachorros endiabrados começaram correr atrás de nós, tivemos que arrumar uma forma de pular o maldito muro, antes que nossas lindas pernas virasse um espetinho para os pets, quando o senhor Jeon teve a idéia de pular as grades do portão. Isso mesmo, gritavam igual loucos — Hoseok principalmente — Tentando escapar dos animais satânicos. Quando todos nós passamos, respiramos aliviados, um xingamento para os cachorros caí bem. Só acho que alguém se molhou, só acho.

A escuridão era imensa, cheiro de vela e incenso, ouvíamos os latidos e uivo, aí que a coisa ficou preta, quando vimos algo estranho se mexer atrás de uma lápide cinza.

Hoseok: Gente... Vocês viram?... — Diz se tremendo todo. Com os olhos saindo.

Sara: Claro tonto. É o demônio. — Ué... Mas....

Baekhyun: Já tem um aqui. — Aponta pra Sara.

Sara: Vai toma no C-U. — Sorrir amarelo.

S/N: Eu não deveria está aqui... — Não mesmo. Devia está assistindo meus Doramas e séries no Netflix. Agora sem a eletricidade fica mais difícil.

Taehyung: Gente... Silêncio. O capeta pode sentir nosso medo. — Diz debochando.

Sehun: Vamos brincar de verdade ou desafio. — Diz sério, fitando o céu estrelado.

Yoongi: Vai dá muita merda. Tô até imaginando. — Diz entre os dentes, cruzando os braços.

Jungkook: Ah cara... Relaxa. — Como?

Jimin: Temos que ser rápidos. — Diz se encolhendo no braço do Kookie.

Hoseok: Quem quer começar a brincadeira? — Diz meio receoso. O sorriso some derrepente.

Jungkook: Eu. Vamos pra perto daquela lápide. — Aponta para uma lápide preta, com flores ao redor, e muitas fotos e cartas. — A gente começa a brincadeira lá.

Todos vão até a lápide com medo, assim sentamos no túmulo, alguns sentaram no chão. Não estava sujo, a grama era verdinha. Em alguns lugares avia pequenas poças de lama. O ambiente soava estranho, tudo escuro, barulhos estranhos. Todos paramos em um minuto de silêncio.

Sabíamos que estávamos desrespeitando os motos. Quando Jungkook quebra o silêncio, pegando uma garrafinha de água, girando em cima do túmulo preto gelado.

Jungkook: B-bem... Verdade ou desafio Baek? — Diz meio receoso olhando para o mesmo que estava meio sem graça.

Baekhyun: Desafio. — Diz rápido, sem medo, a aparência era neutra.

Sara: Esse tem coragem. — Diz tentando amenizar a situação.

Jungkook: Desafio você entrar dentro daquela cova aberta. — Sorrir malvado.

Huh... Jungkook pior pessoa, se um dia ele namorar o Jimin, coitado, vai sofrer muito. Jungkook, seu pesadelo.

Baekhyun: Tudo bem... — Engoliu em seco, levantando do chão gramado.

S/N: Baek não. Ta louco? — Digo desesperada.

Sehun: Deixa ele entrar. Pelo menos vai ter onde morar agora. — Sorrir amarelo.

Taehyung: Vai dá merda. — Com toda certeza.

Jungkook: Calem a boca e deixa ele ir. — Sorrir nojento fazendo um bico.

Baekhyun vai até a cova aberta, todos saiem indo atrás dele, com 3 metros de distância, são muito idiotas mesmo. Se escondemos atrás de uma lápide enorme. Ficamos espiando pelos cantos.

Jimin: Toma cuidado, vai que alguém sai daí. — Diz com os olhos arregalados.

Yoongi: Ué... Eu não me lembro de ter visto essa cova aqui. — Sorrir malicioso.

Jungkook: Cala boca Yoongi! — Diz entre os dentes.

Hoseok: Gente... Acho melhor ir embora... — Diz tremendo, roendo todas as unhas.

Sara: Coitado dele... — Diz fingindo está preucupada.

Baekhyun entra na cova, derrepente ouvimos um barulho de tropeço. Tudo complicou, ficamos 5 minutos esperando ele voltar, nada dele aparecer, o nosso desespero começou, pensamos que ele tivesse sido comido por zumbis, o cérebro arrancado e devorado. Mas isso é impossível:

1- Baekhyun é um idiota, os zumbis não iam querer provar o cérebro dele, que deve ter só bosta. Vomitaria ele.

2- Ele é um otário.

3- De todos aqui entre nós, nenhum zumbi ia ter o privilégio de provar nossos cérebros, pior pro Hoseok que nem tem.

4- Tenho pena dos zumbis.

Até que... O Taehyung (Amor da minha vida), teve a humilde idéia de ir até a maldita cova aberta, para checar se o Baek tava vivo ainda.

Taehyung: Calma Hoseok! A gente vai só olhar... — Diz tentando puxar o amigo que estava grudado na lápide.

Hoseok: Não!... Ele virou um morto vivo, ele vai me comer... — Diz aos berros...

Dramático.

S/N: Calma imbecil. A gente só vai olhar, caso a gente não encontre ele lá. Podemos correr. — Eu tentando acalmar alguém.

Jungkook: Eu não tenho nada a ver com isso. — Sorrir soprado dando de ombros, passando a língua de leve nós lábios.

Jimin: Seu tapado. Claro que tem, você vai ficar sem vídeo game. — Diz com braços cruzados, levando um cotoco da parte do menor.

Sara: Respeita ele seu pirralho! — Entra no meio de nós.

Yoongi: Bate nele Jimin-ah. — Da uma risada debochada.

Tudo bem... Não há nada de ruim acontecendo... Sem estresse, não estou com vontade de voar na cara do Jungkook... Calma...

Sehun: TCHAU!. OTÁRIOS! — Vemos o Sehun pular o maldito muro, com uma cara de vitória, por deixar todos nós naquela situação.

Burro. Os cachorros vão adorar comer ele... Hehehe (Risada diabólica)

Taehyung: Caralho! Cala boca porra! — Tae bravo, parece um cachorrinho.

Jungkook: Eu não tô nem aí. Vão tomar no cu. — Morre demônio.

S/N: Não acredito.... Me segura Tae. — vôo na cara do Jungkook, dando tapas e socos na cabeça dele.

Sara: SEHUN! FILHO DA PUTA! — Sai correndo até o muro.

Taehyung: S/N CALMA! — Diz nervoso me segurando pela cintura.

Hoseok: AAAAAAAAAAAAAH! NÃO... MINHA VIDA ACABOU... — Diz berrando emcima da lápide.

Baekhyun: Pessoal!...

Jungkook: SAI DESGRAÇA!... — Diz aos berros.

Jimin: Meu filho!... — Diz desesperado tentando puxar o Jungkook.

Baekhyun: Pessoal!...

Hoseok: ESTOU TE VENDO DEUS!... — Se ajoelhou olhando o céu.

Yoongi: Arranca as tripas dele! — Caralho Yoongi.

Baekhyun: PESSOAL! PORRA! — Todos olham parando a briga. Congelando.

Jimin: Respira... —Diz tentando se acalmar.

Poisé... Baekhyun seu DESGRAÇADO! Ele já tinha saído daquela merda faz tempo, deixou todos nós preucupados, pensando que ele vinha atrás de nós comer nossos cérebros.

Jungkook: Baekhyun... Demônio... EU... VOU... TE MATARRRRRRR — Me empurra e pula em cima do Baekhyun, os dois saiem rolando no chão gramado.

Yoongi: Puta merda, vou posta no meu Instagram. — Diz puxando o celular do bolso.

S/N: EU VOU MATAR VOCÊS DOIS!!! — Digo entre os dentes, pulando em cima dos dois loucos, dando socos e tapas entre eles.

Calma calma calma... Agora eu tenho a certeza que minha vida é uma bosta. Primeiramente, no meio da briga, acabamos caindo na maldita cova; Eu; Jungkook e Baekhyun. Pra piorar, ficamos brigando lá mesmo, igual animais. Os outros, ficaram vendo e rindo, menos o Tae, Hoseok teve um. Ataque de loucura, pulou no meio de nós. Ficou preso lá também.

Otário.

Os outros tiveram que procurar algo para puxar nós de lá de dentro, pra piorar, choveu, não era só uma chuva, uma maldita tempestade, alagando tudo, ficamos sujos de lama, Jungkook encontrou um braço entre as paredes de areia, gravado na terra preta.

Depois de uma hora, por volta das 6 da manhã, conseguiram tirar a gente, e a Sara é o Sehun? Os dois vazaram, deixando o resto tentar tirar nós quatro. Uma incrível merda.

Quando saímos, estávamos felizes da vida... A polícia chega, salta um bando de cachorros, saímos correndo igual loucos, a viatura seguindo a gente, só ouvia as gargalhadas dos policiais, corremos várias quadras, o Jimin caiu no chão torcendo o tornozelo, o Jungkook fodão, carregou o bichinho todo molhe, gemendo de dor.

Bem... Agora estamos aqui, dentro da delegacia prestando conta. Se fodemos muito, os únicos que se safaram-se foi a Sara e o Sehun. Sortudos. Hoseok e o Jungkook começaram chorar, pedindo pra polícia para não serem presos. Taehyung e os outros — Inclusive eu — Ficamos calmos, torcendo para não dar errado.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Até o próximo. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...