1. Spirit Fanfics >
  2. A nerd fofa e o popular bonito. >
  3. O desejo vingativo das Rossi.

História A nerd fofa e o popular bonito. - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Corrigindo o capítulo .
Tenham uma boa leitura.

Capítulo 10 - O desejo vingativo das Rossi.


Depois de algum tempo, Adrien aguardou o seu material, tendo cuidado para não acordar o seu irmão, que já tinha dormindo há algum tempo na cama dele , e em seguida, desligou a lâmpada da mesa de estudos , bocejou um pouco, esfregou os seus olhos, já muito exaustivo , após um longo tempo, estudando todos os deveres , que os professores tinham passado na semana passada .

 

 

 

O loiro saiu da sua mesa de estudos , foi para o seu lado do quarto, chegou perto da sua cama , vestiu o seu pijama , arrumou a sua cama, deitando-se nela , se cobriu com o seu lençol de dormir , fechou os seus olhos , e começou a adormeceu em alguns segundos.

 

 

E a noite se passou com calma , e logo o dia seguinte , não demorou para começar .

 

 

(**)

 

 

Na mansão dos Noir- Agrestes , como sempre, a secretária pessoal do Hawmoth, já estava na direção do quarto dos meninos , entrou sem pedir licença , e começou a chamar os meninos e ligando a luz do quarto.

 

 

(**)

 

 

_ Andem logo, meninos. Procurem acordar logo, tenho uma mensagem do pai de vocês - diz a secretária aos meninos.

 

 

 

_ Ah, bom dia , Nathalie . Por favor, da próxima vez, bata na porta antes de entrar. - bocejou Adrien ao acordar.

 

 

 

_ É complicado isso . Ela nunca nos escuta mesmo. A pessoa que escuta, é o nosso pai. - diz Chat Noir ao irmão , olhando ele sentado na cama.

 

 

_ Senhor Noir, procure vestir uma camisa decente . Todos já conhecem como o senhor é sarado. Se me entende. - diz a secretária ao lançar um olhar gélido para o Chat Noir.

 

 

_ Ah, aqui é o nosso quarto. Posso vestir o que quiser . Não vai ser você , quem vai me mudar isso – diz Chat Noir ao olhar rebelde para a secretária.

 

 

_ Ah, como sempre, o senhor é muito rebelde . Mal fez 16 anos ontem, e ainda não amadureceu bastante. - diz a secretária ao olhar gelado para o adolescente.

 

 

 

_ Por favor, sem brigas . Acabamos de acordar - diz Adrien tentando alcançar a paz no quarto.

 

 

 

_ Deveria escutar o seu irmão gêmeo , mais vezes . Adrien é mais sensato do que o senhor - alfinetou a secretária sobre o comportamento do adolescente .

 

 

 

_ Ah, que droga. Não posso ter um dia de paz aqui ?! Mal vejo a hora de ser adulto para ter a minha casa. E assim, vou ter a minha própria vida de adulto – desejou Chat Noir ao começar a procurar por uma camisa.

 

 

 

_ Bem, agora que foi tudo resolvido . Pode nos dar o recado do nosso pai ?- diz Adrien para atrair a atenção da secretária .

 

 

 

_ Ah, claro. O seu pai vai viajar por algumas semanas, para ser certa, o seu pai vai em algumas semanas de moda mundiais do mundo inteiro. Ele vai estar em Tó quio, Milão, Paris e Rio de Janeiro. E então, ele pede para que ambos não se metam em confusão. E vou com ele nas viagens. Vão passar algum tempo sem mim. E vou passar a agenda de vocês das próximas semanas . O seu pai espera que a sigam á risca – diz a secretária ao dar um aviso para os dois.

 

 

 

_ Ah, tudo bem. Já estamos cientes das nossas agendas ,sabemos que temos esgrima, futebol, chinês e escola normal - diz o Adrien a secretária.

 

 

_ Preciso me focar nos treinos de futebol. O torneiro interescolar está chegando. Vou ser o capitão deste ano . - diz Chat Noir ao pegar uma camisa perto da cama dele, pescando -a de uma vez.

 

 

 

_ Ah, claro que sim. E o pai deseja um feliz aniversário atrasado para os dois. Bem, vou indo agora - diz a secretária ao se retirar do quarto sem dar explicações.

 

 

 

_ Ela bem que poderia ser mais educada comigo . Não sou igual a vocês, podemos dividir o mesmo DNA. Porém, praticamente temos personalidades diferentes. - diz Chat Noir ao vestir a camisa .

 

 

_ Tem razão , meu irmão . Pelos menos, vamos ter algum tempo sem a Nathalie e o nosso pai. - diz Adrien para animar o irmão.

 

 

 

_ Temos muita sorte mesmo. Ah, que dia é hoje ? - diz Chat Noir ao irmão .

 

 

 

_ Hoje, ´é sábado. Geralmente, temos seções de fotos á tarde. Ou chinês , depois do almoço. - diz o Adrien ao olhar rapidamente para o calendário perto da sua cama .

 

 

 

_ Ah, que horas são ? - diz Chat Noir ao consultar o irmão novamente.

 

 

 

_ Ah, são 8 da manhã . - diz Adrien ao consultar o relógio na cama dele em cima da cômoda ao lado da cama.

 

 

 

_ Ah, Nathalie deveria ter esperado mais de 1 hora . Quase não saímos de casa para o lazer. Agora, quero dormir mais um pouco. Sorte, que a Nathalie vai viajar com o nosso pai por algumas semanas. E estou pensando em ter um dia de lazer. - diz Chat Noir ao cair de costas na cama .

 

 

 

_ É também , não foi muito educada . Deveria ter no máximo , batido na porta, aguardar a nossa resposta. Não ter feito o que fez. Mas, não dá para voltar atrás. - diz Adrien ao jogar o cobertor de lado, colocando os pés em um tapete.

 

 

 

_ Vou dormir mais um pouco. - diz Chat Noir voltando a dormir .

 

 

 

_ Ah, então, vou ler. - sussurrou Adrien ao pegar um livro que estava no meio da sua leitura.

 

 

(**)

 

 

 

Na casa dos Dupain Cheng, as gêmeas já tinham acordado mais cedo , para auxiliar os seus pais com a padaria , que o dia era cheio, por causa de um fim - de – semana .

 

 

 

Marinette ajudava o pai com o preparo dos pães, e Ladybug ajudava a mãe no caixa .

 

 

 

Alguns momentos mais tarde , alguns clientes já tinham ido embora , dando lugar a outros , que escolhiam os produtos , que iam comprar, foi quando as amigas de Marinette e Ladybug tinham chegado para dar um auxílio mais na padaria.

 

 

 

(**)

 

 

_ Bom dia , senhora Cheng ! Bom dia , Ladybug ! - cumprimentaram em coro para as amigas.

 

 

_ Bom dia, meninas. Que bom que vieram hoje. O dia está muito movimentado , qualquer ajuda é bem – vinda da parte de vocês. As minhas filhas tem muita sorte em ter amigas , como vocês - disse a chinesa com um sorriso de emoção no rosto dela.

 

 

 

_ Onde está a Marinette ? - perguntou Alya sobre a melhor amiga.

 

 

 

_ Ela está ajudando o pai dela no preparo das massas, e também vai fazer alguns doces . - respondeu a chinesa .

 

 

_ Bem, vou ajudar ela. Com licença , senhora Cheng - diz Alya que já conhecia o esquema da padaria.

 

 

 

_ E você, Ladybug ? Está fazendo o que ? - perguntou Rena Rouge á amiga .

 

 

 

_ Como sou boa em matemática. Estou ajudando a minha mãe com as contas daqui - diz Ladybug a amiga.

 

 

 

- Ah, posso fazer algo ? - disse Rena Rouge ao querer colocar a mão na massa.

 

 

 

_ Bem, ainda estou indecisa em dar algumas tarefas . Mas, podem fazer o que quiser - disse a chinesa .

 

 

 

_ Muito bem, vamos nos dividir em grupos . - disse Rena Rouge ao se voltar para as demais atrás delas.

 

 

 

(**)

 

 

 

Em pouco tempo, as tarefas na padaria já tinham sido distribuídas entre as amigas das gêmeas , e todos começaram a ajudar na padaria.

 

 

 

(**)

 

 

Enquanto isso, na mansão dos Rossi, as leis rigorosas do senhor Rossi já tinham entrado em vigor , tornando a vida das filhas ingratas .

 

 

 

Para começar , nenhum empregado foi acordar as meninas, que tiveram que acordar sozinhas , fazer as suas higiene bocal , se vestir , pentear os cabelos no banheiro das duas.

 

 

 

(**)

 

 

 

_ Estou odiando as regras do nosso pai , Lila . Não gosto de escovar o meu cabelo sozinha. Quero que uma empregada faça por mim. Olha só para o meu cabelo. Está horrível. - diz a Volpina ao olhar feio para o seu reflexo no espelho.

 

 

 

_ Gostaria que aqueles imbecis, que contratamos para dar um final á Marinette, terem contado a verdade. Se tivessem feio isso , estaremos com as mordomias de antes. Precisamos comprar valentões, e exigir a lealdade deles como pagamento. Cansei de levar calotes deles - disse Lila ao fazer careta de dor com os nos nos seus cabelos.

 

 

_ Depois que suspensão terminar. Iremos nos vigiar. Um por um, eles vão se arrepender por terem desafiado. Primeira da nossa lista, vai ser a Marinette. Ainda não acabemos com ela- disse Lila repleta com um sentimento de vingança crescente.

 

 

 

_ Ah, claro que sim. Ninguém vai escapar . - diz Volpina com o mesmo olhar que a irmã.


 


 

_ Nossa vingança será a pior de todas. Aqueles que agiram contra nós . Eles vão se arrepender por nos desafiar.. Somente precisamos de melhores aliados do que aqueles valentões, que nem pareciam mesmo. Eles ficam com medo do pai daquelas gêmeas sem noção, Ladybug e Marinette , que querem roubar os nossos futuros namorados . - diz Volpina a irmã.


 

_ Com certeza, estou te pleno acordo com você, Volpina . - Lila concordou com o plano sombrio de sua irmã gêmea, deu um sorriso insano para a irmã .

 


Notas Finais


me desculpe por algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...