História A new change (imagine Monsta X) - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Boyfriend, Monsta X, Sistar, UNIQ
Personagens Bora, Cho Seung Yeon, Dasom, Donghyun, Hyoryn, Hyung Won, Hyunseong, I'M, Jeongmin, Joo Heon, Ki Hyun, Kim Sun Joo, Kwangmin, Li Wen Han, Min Hyuk, Minwoo, Personagens Originais, Show Nu, Soyou, Wang Yibo, Won Ho, Youngmin, Zhou Yi Xuan
Tags Best Friend, Boyfriend, Hyungwon, Imagine Monsta X, Inocence Love, Jooheon, Kihyun, Minhyuk, Shownu, Sistar, Uniq, Wonho
Visualizações 82
Palavras 1.710
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como vão meus xuxus? Tá ai mais um capítulo pra se aquecer nesse frio. (Sim, aqui ta um frio que mds)

Avisos:
Prestem bem a atenção nos detalhes, mais pra frente será útil e fará sentido.

Capítulo 24 - Confuso


Fanfic / Fanfiction A new change (imagine Monsta X) - Capítulo 24 - Confuso

1 semana depois

S/N On

Um bom tempo havia se passado desde o incidente. Não diria que estava mais tranquila, porque apesar de não ir à faculdade, Sulli fazia questão de me mandar todas as lições e até passou aqui em casa para me ajudar e com isso nós acabamos ficando bem próximas. Ela é extremamente divertida e o oposto de mim. Com o tempo que passei com ela percebi várias coisas. Por exemplo, ela não tem vergonha de nada nem ninguém, fala o que pensa, é totalmente louca e decidida, inteligente e tinha um ótimo senso para moda. Não é de se admirar que tenha seguido essa carreira também.

Minha relação com os meninos estava exatamente a mesma coisa, só que por eu estar ocupada e eles também, não nos falamos muito. Além disso logo o Monsta X entraria em turnê e eu na primeira semana de avaliações e trabalhos. Resumindo, ficaria com mais lições no lugar dos meus vizinhos. Já sentia falta deles, agora então...

Me afastar do trabalho também afastou minhas crises. Em parte isso era bom, porém ficar nervosa e ansiosa por conta de uma possibilidade as vezes era mais assustador que a certeza. O pior de tudo era tentar esconder dos outros essa minha tormenta. Minhyuk por exemplo parecia mais curioso que o normal, o que tornou tudo mais difícil.

...

Acordo antes mesmo do despertador e vou tomar um banho. Seria o começo de mais uma semana. Visto uma saia florida, uma camisa branca de manga comprida e uma sapatilha, e vou direto para a cozinha.

Omma ja tinha ido trabalhar então deixou tudo pronto para mim, Lua provavelmente estaria morando com uma de suas amigas e Kwan... simplesmente desapareceu do mapa e dava notícias de vez em nunca. Ouço a campainha tocar e pego minhas coisas, era a Sulli.

-Bom dia unnie- Sorri e a abracei.

-Bom dia. Vamos? Eu estou de moto hoje- ela diz balançando a chave na minha frente e apontando para uma moto estacionada.

-Uau- fiquei atenta a cada detalhe da moto. Ela era surreal demais. Qualquer garoto faria de tudo para ter uma dessas, isso era fato.

-Vai ficar ai babando ou vem aproveitar? - Não pensei duas vezes e peguei o capacete preto de sua mão. Nunca andei de moto antes entao não sabia como montar. Sulli percebeu isso e começou a rir- É só você se sentar atrás de mim do mesmo jeito que eu e segurar firme na minha cintura pra não cair.

Fiz o que ela disse e rapidamente chegamos à escola. Se no trajeto fiquei assustada? Óbvio! Sulli viajava muito rápido, sem medo de bater nos carros. Ela apenas riu do meu desespero enquanto agarrava a cintura dela. Foi inevitável não reparar nos olhares e algumas pessoas quando chegamos, afinal, ela era linda e uma das veteranas mais desejadas da faculdade, muito conhecida pelas suas loucuras.

-Hey S/N, vou resolver umas coisinhas rapidinho. Nossas aulas hoje são separadas então vá na frente. Me espere na saída eu te levo para casa, ok? Não se meta em confusão e qualquer coisa, qualquer coisa mesmo- ela enfatizou a última palavra- é só me chamar, ok? -Concordei com a cabeça e me despedi dela indo até minha sala de aula.

Se nossas aulas eram separadas hoje, isso significa que não veria Jiyeong hoje também. Ótimo.

[...]

Cheguei em casa um pouco mais tarde do que de costume. Sulli durante o caminho parou em algumas lojas e comprou lanches e soju para nós, não iria beber hoje já que nunca provei e amanhã tenho trabalho e aula, porém quem sabe no final de semana?

Segurar as sacolas e a mim mesma no trajeto foi uma tarefa difícil, ainda mais com ela pilotando daquele jeito.

Fiquei surpresa ao ver Wonho me esperando na porta de casa e acho que ele também por me ver chegando de moto. Minha parceira tirou o capacete e me cutucou. Ela tinha um sorriso na cara e escondia sua risada.

-Hmm, você não me disse que tinha namorado dona S/N- cochichou perto do meu ouvido, me assustando. Ele não era meu namorado, então por que fiquei tão vermelha?

-Su... e-ele não é meu namorado- Abaixei a cabeça tentando esconder a vermelhidão e com isso só arranquei risadas da mesma.

-Tão fofa, da vontade de morder.

Sulli segurou meu rosto com uma mão e ameaçou morder minha bochecha, só consegui fechar os olhos e resmungar me afastando e a olhando com um bico no rosto fazendo-a rir alto. Nunca que voltaria à minha cor normal.

-Tão bom te provocar. Não precisa ficar tão séria, só estou brincando. Não faria nada que você não deixasse- Por um momento ela parou e pensou- Bom... algumas coisas só- Arregalei os olhos e novamente ela rio- Não seja assim, como disse só estou brincando.

No final acabei cedendo e rindo também. Ter uma amiga estava sendo divertido.

-Eu vou entrar, Boa noite Sulli. Cuidado na volta- Sorri e acenei vendo-a colocar o capacete e subir na moto

-Pode deixar mãe- enfatizou a última parte e deu partida indo embora.

Volto a focar na entrada de casa e me aproximo de Wonho. Ele havia mudado a cor do cabelo e estava lindo... sua feição calma me alegrou. Meu coração palpitou forte com tais pensamentos e não pude deixar de sorrir ao ouvi-lo falar.

-Puxa, achei que não voltaria mais pra casa.

-Minha amiga teve que comprar algumas coisas pra comermos no final de semana. Vamos passar um dia fazendo várias coisas. Isso não é legal?

-Oh é sim, mas... esse final de semana?- Ele parecia triste quando confirmei e me explicou que na outra semana os meninos iniciaram a turnê e que queriam passar um dia comigo como "despedida".

-Bem, vocês podem passar o sábado e o domingo comigo, Sulli ficará aqui de sexta para sábado e irá embora a noite. Não teria problema ela ficar com a gente sábado, não é?

Ele confirma meio hesitante. Entendo o porquê, só que já tinha combinado com ela antes e desmarcar seria terrível. Do jeito que é, ficaria empolgada com a ideia.

-Tudo bem, falarei com os meninos.

-Obrigada Won.

Um silêncio tomou conta do ambiente, no fundo esperava que ele dissesse algo, que acalmaria meu nervosismo.

-E-era só isso? - não pude esconder meu desapontamento no tom de voz e por isso passei a fitar o chão.

-Na verdade não. Queria me certificar que você chegaria... ver se está bem. Bom, te ver.- Não conseguia olhar em seus olhos, apenas sorri mínimo. Provavelmente ele estaria com tanta vergonha quanto eu.

- Obrigada por se preocupar, eu estou bem -Exibi um sorriso e em troca ouvi uma risada.

- Puxa, então tenho que me preocupar. Da última vez que disse isso estava com febre. Garota teimosa- passou a mão delicadamente por meus cabelos sorrindo.

-E você? Está se alimentando direito?

-Garota esperta - Eu tinha fugido do assunto completamente para me defender- E sim, estou sim. Com o Kihyun e Shownu na nossa cola não tem como ficarmos mal ou doentes.

-É verdade que eles cuidam bem de vocês -afirmei rindo e ouvi o toque do meu celular. Era Jiyeong. Fiquei meio nervosa olhando a tela do celular com a sobrancelha franzida.

-Pode atender, eu espero.

Ainda receosa atendi o celular.

Ligação On

-Finalmente você atendeu. Sabe quantas vezes eu te liguei só hoje? É burra ou descuidada de deixar o celular no silencioso? -Era muita informação para minha cabeça. Chequei a lista de chamadas.

"23 chamadas perdidas"

Eu estava ferrada.

-Como sabe que estava no silencioso?

-Porque você não teria coragem de ignorar uma ligação minha- ele disse como se fosse óbvio. Olhei para o garoto brincando com algumas mechas do meu cabelo de pé à minha frente. Essa era uma frase dele. Acabei sorrindo e ficando vermelha com a proximidade de Wonho, que sequer olhou para mim.

-Tenho minhas dúvidas sobre isso- murmurei baixo

-O que disse?

-Oh, nada. Mas diga, o que você queria?

-Você não, vossa senhoria- Reviro os olhos e suspiro

- Fala logo Jiyeong- Após falar isso Wonho olhou para mim surpreso. Abri a porta de casa e dei passagem para ele, ignorando completamente o que Jiyeong reclamava do outro lado da linha, sobre eu ter que respeita-lo e coisas do tipo. Tirei meu lenço do pescoço, desabotoei os três primeiros botões da camisa que me apertavam e soltei o cabelo. Odiava ficar desconfortável em casa.

-S/N? Está me escutando criatura? - Voltei a prestar a atenção na ligação.

-Estou sim, pode falar.

-Muito bom. Então, queria te avisar que haverá algumas mudanças no funcionamento da loja. Você estenderá melhor na próxima semana, teremos uma reunião na quarta feira, entendido?

-Tudo bem, irei mais cedo para a reunião- Senti o espaço ao meu lado do sofá afundar, olhei e vi Wonho, com cara de tédio encostando a cabeça no meu ombro. Por impulso, coloquei minha cabeça sobre a dele e acariciei seu rosto com a mão livre, delicadamente.

-Só mais uma coisa. Você está melhor? - Suspirei de leve.

-Estou sim, claro. Agora preciso ir, até amanhã Jiyeong.

Ligação off

- Jiyeong é nome feminino ou masculino? -Wonho questiona me fazendo sorrir.

-Isso é algo que não sei, porém a pessoa que eu estava falando era homem. Mais específico, meu chefe.

Ouvi, melhor, senti sua risada anasalada no meu pescoço, logo em seguida ele me abraçou. Não era igual os outros abraços, esse parecia de saudade, repleto de carinho.

-Eu tenho que voltar agora... descanse bem S/N- Wonho levantou-se e deu um beijo em minha testa com um pouco de pressa, saindo e me deixando com uma expressão confusa.

"O que foi que aconteceu aqui?"

Ficar parada não ia me responder. Tranquei a porta da frente e fui para a lavanderia avisar minha mãe que havia chegado. Em seguida tomei um banho, vesti um pijama e me deitei pronta para dormir. Continuava confusa sobre o que aconteceu há pouco, e cada vez que pensava mais sobre isso sentia meu coração esquentar e palpitar um pouco mais rápido que o normal. O que estava acontecendo comigo?

Tentei ao máximo mudar de foco, precisava falar com Sulli sobre o sábado. Os meninos e a Sulli na minha casa.

O que poderia dar errado? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...