História A New Hero - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug)
Tags Chat Noir, Heróis, Ladybug, Le Paon, Oswalds
Visualizações 17
Palavras 2.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


eu sei que demorei um pouco, mas tudo o que demora vale a pena e com vocês mais um capitulo de nossa historia

Capítulo 2 - Amigos ou Inimigos


Oswald Dirt P. O. V ON

Quando já estava de noite eu sai de casa, sem o meu avo perceber, muitas pessoas estavam sendo transformadas na aparência do Limpador e isso estava ficando um pouco assustador

-Duusu- chamei ele, que logo atendeu o meu chamado ele estava com uma cara sonolenta e me encarando

-eu estava dormindo, o que foi? - perguntou ele me encarando e eu simplesmente mostro o meu broche indicando que eu queria me transformar novamente- tem certeza em um horário como esse, até mesmo os vilões estão dormindo- disse o Kwami me encarando

- “Duusu está na hora” - falei e ele pareceu ser puxado para o broche e eu me transformei novamente em Le Paon e fui pulando de casa em casa até chegar a torre Eiffel

-realmente uma vista magica não e mesmo? - perguntou um cara chegando perto de mim, ele era alto, com olhos azuis claros, vestia uma camisa de roxo escuro com um colete preto, um arco em forma de borboleta rosa claro com um botão roxo no centro, e calças pretas, tinha uma máscara prateada que cobria todo o seu rosto, ele também carregava uma bengala- perdão não me apresentei, meu nome e Hawk Moth- disse ele fazendo uma pequena reverencia

-você e o vilão que a Ladybug falou? - perguntei me afastando dele

-você me entendeu mal, eu não sou o vilão ela e, eu só estou tentando salvar as pessoas dela- disse o Hawk Moth- o jeito que ela te tratou seria o jeito certo de uma heroína se portar? - pergunta ele me encarando e então eu paro para pensar, talvez ele seja o certo da história- então acredita em mim? - pergunta ele e então eu o encaro, acreditar ou não

-eu posso pensar? - perguntei seriamente

-mas claro leve o tempo que você precisar- disse ele sumindo em uma multidão de borboletas, depois disso me veio mais uma pergunta quantos miraculous existem?

-melhor eu ir para casa- falei me retirando da torre Eiffel e tentando ir para a minha casa, somente conseguindo chegar la quando já estava amanhecendo e então eu entrei e me destransformar- Duusu, quantos de vocês existem? - pergunto e então ele me encara

-eu não sei, até mesmo o guardião já perdeu muitos de nós, então fica difícil de saber quantos de nós existem- respondeu ele

-o guardião? - pergunto

-aquele encarregado de proteger a todos nós os Kwamis e garantir que nós tenhamos portadores de bom coração- disse ele- mas eu nem sei mais como ele está afinal, minha última portadora escolheu você como meu novo portador- disse ele e então eu me lembrei da carta que eu tinha recebido, estava escrito Sra. A- você me lembra ela, ambos não sabiam em quem confiar, ela não soube como lidar com a situação, mas e você como irá reagir? - pergunta ele

-eu não sei, mas eu posso lhe garantir que eu não irei me acovardar- falo de forma determinada e o meu despertador toca, já estava na hora de eu me arrumar para ir à escola

-Oswald eu to com fome, eu quero jujubas- disse Duusu choramingando como uma criança

-pode deixar que eu pego algumas no caminho para a escola- falei enquanto me arrumava e ele se escondia no broche novamente- primeira missão do dia pegar jujubas- falo para mim mesmo e indo até o pote de doces do vovô talvez la tenha alguma jujuba, pensei procurando e So encontrei umas 6, bem vai ter que servir, pensei guardando-as no bolso da jaqueta e indo para a escola e novamente encontrando a Marinette

-oi Oswald, como foi a sua primeira noite em Paris? - pergunta ela me encarando animada

-eu gostei aqui a cidade e tão bonita e iluminada- respondi de forma sorridente

-quem bom, fico feliz com isso- disse ela

-eu queria saber um pouco mais sobre a Ladybug e o Chat Noir- falo a encarando seriamente e está fica surpresa

-o que você quer saber? - pergunta ela

-quem e o maior inimigo deles por exemplo? - pergunto

-bem os akumatizados, pessoas que tiveram seus corações tomados por algum sentimento ruim e ganharam poderes devido a uma borboleta magica misteriosa, não se sabe a origem dessas borboletas- explicou a Marinette

-existem outros como eles, que são heróis? - pergunto e ela pareceu ficar surpresa

-bem a pouco tempo, apareceu uma heroína nova seu nome era Volpina, mas ela era na realidade uma vilã, ela enganou os nossos heróis e tentou roubar os poderes deles, desde então a Ladybug e o Chat Noir não confiam mais em nenhum outro “herói” que apareça- explicou a Marinette e então eu entendi o ponto de vista da Ladybug e do Chat Noir, eu não poderia me aliar ao Hawk Moth

-obrigado, você me ajudou muito- falei e ela me encara sem entender

-Mari, Oswald vocês estão ai, venham logo a aula já vai começar- disse a Alya nos puxando para dentro da sala e a aula logo começou

2 horas depois

 A aula tinha acabado e todos já estavam saindo e eu acompanhei a Marinette, Nino e Alya, juntamente com um outro garoto

-Oswald esse daqui e Adrien Agreste- disse a Marinette apontando para o garoto, ele era alto, tinha o tom de pele bronzeado, tinha cabelo loiro e penteado para trás, olhos verdes, ele usava uma camisa branca de botões e gola para cima, juntamente com uma calça jeans azuis, tênis alaranjados e também um anel estranho na mão direita

-espera Agreste, você e filho do Gabriel Agreste? - pergunto surpreso e encarando o loiro

-sim, ele e o meu pai- respondeu ele de forma tímida e coçando a parte de trás da cabeça

-e um prazer lhe conhecer, espero que você não seja como a loira que eu conheci- falo seriamente, eu realmente não gostei do jeito da Chloé ela e muito má

-relaxe eu não sou como a Chloé- disse ele e então eu senti um vulto passar por nós e ir em direção ao Adrian logo vemos que era Chloé ela estava agarrada ao Agreste

-Adrian, você não deveria andar com esse tipo de companhia- disse ela dando uma olhada rápida em nos

-Chloé, acho que você está sendo injusta com eles, são meus amigos e também não julgo alguém por aparência ou status social- disse Adrian tentando se soltar da Chloé, acho que essa garota tem mais força do que aparenta, pensei enquanto observava a cena

-gente sem querer interromper vocês, mas acho que já vou para casa, meu avô não vai me perdoar se eu chegar atrasado- falei tentando me retirar dali, mas sinto o meu braço ser puxado pela Marinette que me olhava com uma cara animada

-ainda não, eu vou lhe mostrar a cidade toda hoje- disse Marinette me puxando para fora da escola e eu logo vejo todos nos olharem com olhares sugestivos-então o que você quer fazer primeiro? - perguntou ela

-que tal me apresentar a torre Eiffel, eu sempre quis ir la- falei sorrindo e ela me conduziu até o nosso destino, eu vim aqui na noite passada, mas não podia dar bandeira- nossa aqui e tão legal- falei observando a alta torre e mostrando admiração

-quer ver ela la do alto? - pergunta Marinette me lavando até uma serie de escadas e eu assenti deixando ela me levar até o alto e depois vendo a cidade inteira dali- aqui e bem mais bonito de noite- disse Marinette sorrindo e então nos avistamos uma grande nuvem de borboletas negras rondando a cidade

-o que e aquilo? - perguntei encarando a nuvem

-aquilo são akumas- disse Marinete

-aquelas coisas que transformam pessoas em monstros que você falou? - perguntei seriamente e ela assentiu

-ao que parece a Ladybug não capturou o akuma do Limpador- disse ela e eu estranhei- para poder consertar as coisas a Ladybug precisa capturar o akuma de um transformado e se ela não capturar aquilo acontece- disse ela apontando para as borboletas que começaram a voar em direção aos cidadãos que ao serem tocados por elas viravam copias do Limpador, eles ficavam parados de certa forma, droga aqueles dois devem ter se distraído comigo e deixado o akuma escapar, isso de certa forma e culpa minha

Hawk Moth P. O. V ON

Tudo estava indo de acordo com o meu plano só faltava uma coisa, penso enquanto observava o faxineiro que deu origem ao Limpador este estava limpando o chão do colégio como sempre

-ei você ainda está aqui, eu irei falar com o diretor para lhe demitir, por ter me derrubado de proposito- disse uma garota loira se aproximando dele, isso vai ser interessante

-Chloé tente ser mais gentil com as pessoas, ele só está fazendo o trabalho dele- disse um garoto se aproximando também

-que faça direito- disse a loira e eu senti a raiva do faxineiro, eu logo enviei o meu akuma em sua direção e comecei a falar com ele novamente

-olá novamente meu amigo, eu posso lhe dar o poder para se vingar desse tipo de pessoa, você só precisa me trazer os miraculous da Ladybug, do Chat Noir e do Le Paon- falei sorrindo

-eu faço- disse ele e recebeu os seus poderes novamente, agora e só esperar

Hawk Moth P. O. V OFF

Oswald Dirt P. O. V ON

As copias do Limpador começaram a se mover e atacar as pessoas ao redor e então eu tive de agir

-Marinette eu tenho que sair, ver se o meu avô está bem- falei saindo dali de forma apressada e quando eu estava no meio da escada eu vi que não tinha ninguém ali-  Duusu- chamei ele que me encara

-eu não posso lhe transformar agora, eu to morrendo de fome- disse ele me encarando com os olhos esbugalhados e eu ri de sua fofura então eu tirei as jujubas de minha jaqueta e lhe entreguei que logo devorou todas em um instante e pareceu revigorado- ok to pronto, qual o problema? - pergunta ele e eu apontei para fora do lugar ele logo se assustou- deixe-me adivinhar você não ajudou a Ladybug a capturar o akuma? - fez uma pergunta retorica

-prefiro não responder essa pergunta- falei fazendo uma pose de herói e exibindo o meu broche- Duusu está na hora- falei e ele foi puxado para o broxe novamente e eu logo fui em direção a escola eu sei que o Limpador original deve estar por la, pensei quando fui atacado no meio do caminho por um volto vermelho e logo nos dois rolamos um pouco até ficar no chão e sentir um peso sobre mim

-eu quero saber a verdade sobre você- disse a Ladybug em cima de mim ela me segurava de forma firme

-e eu quero ajudar as pessoas, se você não aceita então não me atrapalhe- falei rolando novamente ficando por cima dela e a encarando intensamente- até mais Lady- falo me levantando e começando a correr rapidamente, logo chegando na escola e vendo o Chat Noir lutando contra o Limpador o original e eu logo me intrometo na luta para ajuda-lo dando um grande chute na cara do Limpador o levando para longe

-você novamente- disse o Chat me encarando, a Ladybug chega logo em seguida e então uma nuvem de borboletas se forma no céu e elas tomam a forma do Hawk Moth, ele me encara

-então Le Paon já pensou sobre minha oferta? - perguntou ele me encarando com um sorriso

-já e a minha resposta e não, eu já vi pessoas do seu tipo, manipuladores, você só tentou me fazer acreditar que você era o herói, mas eu vejo que não e verdade um verdadeiro herói não usaria as pessoas inocentes para fazer o seu trabalho e quer saber?- perguntei seriamente o encarando- eu irei ficar do lado deles, podem ser meio paranoicos, mas são o que eu tenho- falo o encarando os heróis com um sorriso convencido e ambos me encaram com uma cara de dúvida e depois eu olhei para o Hawk Moth- alguém como você não merece esses poderes, então eu ajudarei a Ladybug e o Chat Noir até conseguirem te capturar você- falei o observando

-você me faz rir, Limpadores, roubem o miraculous do Pavão- disse o Hawk Moth e os Limpadores vieram para cima de mim, mas antes que pudessem me atingir, Ladybug e o Chat Noir os detém

-você tem algum plano? - pergunta o Chat Noir encarando a Ladybug que pareceu pensar um pouco

-Talismã- disse ela jogando o yo-yo para o alto e fazendo uma luz surgir e logo depois aparecem três pares de óculos escuros nas mãos dela- ótimo o que e para eu fazer com isso? - pergunta encarando os objetos e então eu olhei para os meus leques e depois para os óculos

-acho que eu sei, coloquem os óculos- falei pegando um dos três e o colocando e vendo a Ladybug e o Chat Noir fazerem o mesmo

-o que você pretende? - pergunta o gatuno tentando lutar contra os limpadores

-pessoas dominadas pela escuridão, sintam o poder do arrependimento, Sentimentalismo- falo jogando os meus leques para o alto e eles jogam uma grande quantidade de brilho em todos os limpadores os fazendo ficarem de joelhos e com os olhares marejados logo os meus leques voltaram para as minhas mãos e apontaram para um dos limpadores em especifico- você deve ser o verdadeiro- falei indo para cima dele e quebrando o seu esfregão liberando o akuma preso dentro dele que logo foi pego pela Ladybug

-chega de maldade akuma, hora de aniquilar a maldade- disse ela girando o yo-yo e depois o pegando na mão soltando o akuma, que tinha virado uma borboleta branca e então ela pega os óculos, eu queria ficar com eles- miraculous Ladybug- disse ela jogando os óculos para cima e depois tudo o que os Limpadores fizeram foi consertado e então o Chat Noir e a Ladybug me encaram- nós iremos confiar em você, então por favor não nos desaponte- disse ela com o punho fechado e apontando ele para mim em sinal de comprimento e o Chat Noir fez a mesma coisa

-se o fizer eu usarei o meu Cataclismo em você- disse ele seriamente

-podem deixar eu não irei desapontar vocês, afinal eu sou o fá número 1 dos heróis de Paris- falo me juntando ao comprimento

-Zero- dizem Ladybug e o Chat Noir juntos e eu os encaro confuso

-e uma forma de comemorar nossa- disse a Ladybug e eu entendo

-zero- falei e vi que o meu broche estava apitando- o que isso quer dizer? - perguntei e ambos me encaram

-você e um portador de miraculous e não sabe que eles têm tempo para acabar, quanto tempo faz que você tem isso? - pergunta a Lady me encarando e os brincos dela parecem apitar também, eu já vi eles antes em algum lugar- isso quer dizer que vamos voltar ao normal, temos de nos retirar daqui agora, ninguém pode saber nossas identidades, nem mesmo nos- disse ela saindo dali com a ajuda do yo-yo

-até mais pavão- disse o gatuno de forma zombeteira e se retirando dali e eu fiz o mesmo logo indo para algum lugar secreto da escola e me destransformando e logo eu fui para a frente da escola encontrando a Marinette ela parecia ter corrido um pouco

-parece que alguém andou correndo- falei assustando ela que me encara

-você também parece ter corrido um pouco- disse ela com um sorriso provocativa

-e eu vim para cá ver como as coisas estavam e você? - perguntei a encarando

-vim ver a luta dos heróis- disse ela constrangida, eu não me lembro de ter visto ela la, mas tudo bem- vai para casa? - pergunta ela e eu assinto e ela puxa minha mão, incrível a quantidade de vezes que ela já fez isso- vem eu vou com você- disse ela sorrindo

-acho que estou gostando daqui- falo e a Marinette me encara

-você mudou sua opinião sobre Ladybug e o Chat Noir? - pergunta a Marinette

-claro, eu vi que eles e o Le Paon forma um trio invencível- falo rindo um pouco e ela me encara sorridente

Hawk Moth P. O. V ON

-vocês podem ter ganhado agora, Ladybug, Chat Noir e Le Paon, mas acreditem não se sairão tão bem na próxima vez isso eu garanto, eu irei limpar Paris de heróis como vocês- falei com um pouco de raiva na minha voz e ansiando a volta de um velho aliado

Hawk Moth P. O. V OFF

Oswald Dirt P. O. V ON

Eu já estava em casa e já era bem tarde da noite, o meu avô estava na meditação dele e eu estava quase dormindo

-Duusu, você acha que eu tomei a decisão certa em ajudar a Ladybug? - perguntei para o Kwami que flutuava de forma divertida ao redor do quarto

-Oswald, eu sou o Kwami dos sentimentos e você deve seguir o que o seu coração diz- falou ele de forma sabia

-eu tenho medo de que eu esteja cometendo um erro ao ouvir meu coração- falei

-confie em você mesmo, eu confio em você- respondeu ele de forma alegre e eu soltei um sorriso

-sabe acho que e por isso que nós formamos uma boa dupla- falei rindo- sabe não importa de que lado eu esteja desde que você me apoie- falo sorrindo e o Duusu flutuou até o meu ombro e começou a dormir- Ladybug espero poder confiar em você- falei fechando os meus olhos e dormindo

Continua???


Notas Finais


então o que vocês acharam?
comentem e por favor olhem minhas outras fic, ate mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...