História A new life with you by my side - Stucky - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América
Personagens James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Steve Rogers
Tags Avengers, Bucky, Capitan America, Capitão América, Steve Rogers, Stucky, Vingadores, Winter Soldier
Visualizações 33
Palavras 3.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey leitores💙
Eu voltei com mais um capítulo de "a new Life with You by my side" e eu espero que gostem.
Desculpe qualquer erro de digitação e boa leitura <3

Capítulo 5 - The most beautiful thing in the universe


Fanfic / Fanfiction A new life with you by my side - Stucky - Capítulo 5 - The most beautiful thing in the universe

Eu o sinto em meus braços e tudo oque se passa na minha cabeça é:

Meu Buckyzinho está aqui e eu vou ficar ao seu lado para sempre, até o fim da linha.

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _  _ _ _ _  _   _ _ _ _ _ _ 


Bucky esta em meus braços e eu nunca me senti tão feliz em toda a minha vida.

Eu sinto sua respiração e um sentimento cresce no meu peito. Por um momento eu não penso em mais ninguém apenas penso em Bucky, meu melhor amigo, meu Porto Seguro, a pessoa que eu quero ter ao meu lado todos os dias da minha vida.

Ele sai dos meus braços e aqueles lindos olhos azuis me olham e eu esqueço de tudo, esqueço do passado e de todos. Todo vez que vejo aqueles lindos olhos azuis e aquele sorriso estonteante eu me sinto seguro, eu sinto que estou com a única pessoa que eu preciso do meu lado todos os dias da minha vida para poder ser feliz. Eu olho para ele que está sorrindo e agora prendendo o cabelo distraído e analiso todos os traços, ele é perfeito.

“Stevie, eu estou tão feliz que está aqui” a expressão dele é doce e posso ver sinceridade em seu olhar

“Bucky, eu estou mais que feliz, você está ao meu lado e isso é tudo oque eu preciso” falo segurando sua mão

“ Stevie.. eu estou muito bem aqui mas quando vamos para casa? Quando eu vou poder ficar com você?”

“Daqui alguns dias vamos para casa e até lá eu vou estar aqui ao seu lado te dando apoio e cuidando de você” falo olhando para nossas mãos entrelaçadas.

Ele olha para nossas mãos e quando vê que vou soltá-las, ele segura minha mão forte. Olho para ele e ele fica corado, vira para a janela e continua a observar os pássaros e o céu.

Os dias se passam e é nosso terceiro dia no consultório. Bucky sempre é muito doce e calmo. Desde que o levei ao consultório da Shuri, eu durmo e passo todo o meu tempo em uma cadeira ao lado da cama dele. Ele as vezes acorda a noite assustado mas sempre me vê ao seu lado, segura minha mão mais forte e dorme novamente. Todos os dias eu ajudo ele a levantar para tomar seu banho, arrumo o banheiro e ele vai tomar seu banho, não o ajudo porque ele quer ter sua privacidade então apenas o ajudo com o resto das tarefas e quando ele quer levantar para ver os passarinhos na janela.

Eu acordo um pouco dolorido e vejo que o moreno está dormindo abraçado em um dos meus braços e fico com pena de o acordar então continuo ao lado dele o observando. Ele está dormindo com uma expressão angelical, cabelo bagunçado e com uma blusa amassada. Passo a mão em seu rostinho e ele sorri de leve, ainda dormindo. Então passo minha mão agora em seus cabelos fazendo carinho,até que Shuri chega.

“Bom dia Steve, bom dia Bucky!!” Fala ela em uma tonalidade alta e muito animada, achando que o moreno está acordado.

No mesmo momento que Shuri chega o moreno acorda assustado com o barulho e vê minha mão em seu rosto e então sorri em minha direção se acalmando. Se senta na cama, enquanto Shuri vem em nossa direção com duas maçãs na mão.

“Bom dia Stevie” o moreno fala passando a mão no cabelo e então olha para o lado rindo

“Bom dia para você também Shuri”

“Bom dia dorminhoco, achei que já tinha acordado mas acho que com os carinhos de Steve deve ser difícil se manter acordado” diz a morena rindo e então o moreno olha para mim sorrindo e eu sinto minhas bochechas corarem.

“Bem, trouxe duas maçãs e boas notícias para vocês”

“Eu quero a maçã!” diz Bucky rindo para Shuri

“Toma aqui” diz a morena rindo e jogando a maçã “A boa notícia é que hoje vocês podem ir para o apartamento hoje!! Vou arrumar as coisas e daqui a pouco vocês já podem ir” ela estava muito animada com a notícia também

“Shuri! Que boa notícia!” Falo sorrindo animado para Bucky, que me olha com a maçã na boca sorrindo

Se passam algumas horas e já está na hora de irmos para o apartamento. O sol vai se por daqui algumas horas então temos que ir. Arrumo as coisas de Bucky e falo com Shuri para ver se preciso tomar algum cuidado a mais com o moreno e se está tudo bem para irmos. Eu e a morena conversamos até que chega a hora de levar Bucky de volta para casa.

“Bucky, está na hora de irmos para casa” falo sorrindo e balançando levemente o braço do moreno que está quase dormindo em sua cama.

“Eu já vou Stevie” diz ele todo preguiçoso

“Vamos lá Buckyzinho, por mim”

Ele se vira para mim sorrindo e diz:

“Ta bom, tá bom Stevie mas só por você” ele se senta na cama e sorri para mim.

O ajudo a levantar, já que ainda está fraco por conta de todos os exames que teve que fazer e dos remédios que Shuri o deu por conta do corte do braço e da perda de sangue. Nos arrumamos, tento prender o cabelo do moreno que se solta rapidinho e vamos para o nosso apartamento.





Nós estamos a caminho do apartamento e Steve está ao meu lado me ajudando. O loiro está muito animado e é sempre muito positivo. A cada palavra de incentivo e amor que Steve fala eu me sinto ainda mais completo e feliz, eu não preciso de mais nada apenas do amor do meu melhor amigo e sua companhia. A cada demonstração de amor do loiro , eu só tenho mais certeza que eu faria de tudo apenas para ver ele feliz.

Estou muito animado e feliz até que chegamos a porta do apartamento, Steve abre a porta do apartamento e eu nem lembrava mais de como ele era grande e ensolarado.

Nós entramos no local lado a lado, eu olho para todos os lados e lembranças começam a vir a mil na minha cabeça, eu olho para o chão do corredor e eu vejo a cena novamente, vejo minhas lágrimas lá e me vejo correndo até o quarto de Steve chorando desesperadamente. Uma enorme dor começa crescer em meu peito e eu sinto uma vontade enorme de cair e chorar mas eu não quero.

Eu lembro de Steve chorando no meu reflexo e meu peito dói e meu coração acelera de desespero. A vontade de chorar fica maior e eu me viro para Steve rápido, o olho e ele sem entender, olha nos meus olhos que já estão com algumas lágrimas querendo sair e então rapidamente o abraço como se tudo fosse acabar, o seguro forte e o loiro me acolhe em seus braços e posso sentir seu coração bater.

Nós ficamos lá por muito tempo, sem se preocupar com o tempo e com todos. Apenas nos abraçamos e esquecemos de todo o resto. Eu olho nos olhos de Steve que sorri e diz baixinho:

“ Bucky, sempre que precisar, eu vou estar aqui. Eu nunca vou embora e não importa oque os outros pensarem sobre isso. Se o mundo inteiro estiver contra nós pode ter certeza que eu vou lutar contra o mundo sozinho para te proteger e ficar ao seu lado. Eu iria para o outro lado do mundo, eu iria para outro planeta, outra galáxia para ficar ao seu lado. Eu te daria o céu e todas as estrelas se você me pedisse, eu vou sempre ser o seu Porto Seguro e pode ter certeza que eu vou fazer de tudo para te mostrar o melhor do mundo e te dar todo o amor que eu puder.”

As lágrimas que estavam em meus olhos escorrem e eu não sinto mais dor, eu sinto apenas a necessidade de abraçar Steve e ficar lá para sempre.

Eu o abraço novamente e eu encosto minha cabeça em seu peito e fico em seus braços. Até que olho para a janela onde os passarinhos cantam e vejo que o sol vai se por e então olho para Steve sorrindo animado, pego seu braço e o conduzo até a janela para ver o lindo pôr do sol de Wakanda. Um dos meus lugares favoritos do mundo e o lugar mais bonito que já vi. Cada ponto de cor deste lugar é perfeito e eu amo olhar para o céu daqui. Está tudo perfeito, eu, Steve e o por do sol mais lindo de todos.





Eu olho para Bucky e ele está observando o céu como se fosse a coisa mais linda do universo. Eu tento fazer o mesmo que o moreno, olho para o céu, vejo todas as tonalidades mas não consigo pensar naquilo eu apenas consigo pensar em quem está ao meu lado. A pessoa que eu amo mais que tudo e então percebo que estou olhando para a coisa mais linda do universo, e eu não falo do céu, eu estou falando do meu Bucky. A pessoa mais doce e bela de todo o universo.

Ele percebe que olho para ele e meche no cabelo, corado, agora olhando para o lado oposto do meu mas ainda com os olhos nosso céu. Eu passo meu braço por suas costas e olho para o sol que agora está indo embora e o céu está ficando mais escuro. Ficamos lá naquele meio abraço até os passarinhos irem embora e o céu ficar um tom de roxo quase azul.

Eu vou até a cozinha e o moreno põem a própria mão aonde estava a minha antes de sair e então me olha

“Oque foi Buckyzinho” pergunto um pouco preocupado com seu olhar

“Eu não queria que...” ele olha para o chão, com mão ainda no lugar onde estava a minha e com vergonha não termina a frase

“Oque você não queria? Não queria que eu saísse do seu ladinho?”

Ele fica corado e não tira o olhar do chão

“Oque você queria? Diga Buckyzinho” falo sorrindo e rindo levemente pois já sabia oque o moreninho queria

“Eu... Eu q-queria que você... ficasse c-comigo aqui” fala ele baixinho, agora muito corado e então coloca a mão no rosto com vergonha.

“Buckyzinho, não precisa ficar com vergonha” falo indo até ele e tirando sua mão de seu rosto e ele vira o rosto para o lado

“Vamos, olhe para mim” falo rindo de leve e então ele se vira de costas ainda com vergonha

Eu tiro as mãos dele que estão sobre o rosto novamente e abraço o menor por trás segurando suas mãos e consigo sentir que ele não esperava que o abraça-se mas ele não sai dos meus braços e então ficamos assim por uns minutos até que o moreninho que já está melhor e consegue fazer as coisas sozinho vai tomar seu banho e eu vou cozinhar algo.

Eu faço macarrão que é o prato favorito do moreno e pego um suco que tem na geladeira, comemos e ele vai deitar no sofá e ler um livro. Eu sento em uma cadeira da mesa de jantar e o observo ler, ele estava muito concentrado então o deixo ler sem atrapalhar, pego um caderno que está em cima da mesa e começo a desenhar o moreno que está lendo. No mesmo momento lembro de quando éramos mais novos....


*FLASHBACK*

Eu e Bucky estávamos na minha casa, o mais velho estava sentado em uma cadeira em frente do meu computador lendo uma história em quadrinhos ou eu achava que ele estava lendo. Eu estava em minha cama, encolhido em um canto, com meu caderno de desenhos, estava fazendo uns rabiscos até que vejo Bucky e lembro que ele me disse que queria servir quando alcançasse a idade. Faltava apenas alguns anos e Bucky já era muito mais alto e forte que eu, então o observando tive a ideia de o desenhar com a vestimenta de soldado. Eu o olhava discretamente e o desenhava. Eu não tinha terminado o desenho ainda até que o mais velho aparece em minha frente e pega meu desenho, eu como estava distraído não percebi sua chegada e então no mesmo momento tentei pegar o meu desenho de volta mas ele subiu na cadeira, viu o desenho e falou:

“Olha quem será que é este Steve? É seu amado?” Disse ele zombando de mim enquanto eu pulava tentando pegar o desenho

“Quem é Steve? Quem é sua nova paixão?”

“Me devolva Bucky!!!” Eu gritava enquanto pulava tentando alcançar o desenho

“Steve com quem você tanto sonha a ponto de desenhar? Seu amo..” mas então não termina a frase porque percebe que era um retrato seu.

Ao ver que ele percebe que é ele no desenho, corro muito rápido até que chego em um beco perto da minha casa e Bucky assustado corre atrás de mim.

“Steveeee!!! Steveeeee!!!” Ele gritava até que chegou no beco onde eu estava sentado, com a cabeça baixa, escondendo meu rosto com as mãos

“Steve, me desculpe eu não sabia... Steve?”

Ele tira as minhas mãos do meu rosto e percebe que eu estava chorando e  então fala: 

“Steve, você sabe que você é meu melhor amigo e vou estar ao seu lado para sempre não é? Não fique assim, eu não queria te deixar mal... me desculpe”

“Tudo bem Bucky, mas não faça mais isso” levanto o empurrando, secando minhas lágrimas e saindo tentando fingir uma cara fechada

“Steviee não fuja” ele fala me levantando e me colocando em suas costas, me levando de “cavalinho” e eu nunca consigo me conter então começo a rir enquanto ele começa a correr e rodopiar

“Eu sabia que você estava bem Stevie, eu sei que você gosta de mim”

“É claro que eu gosto de você seu bobinho, eu te amo, você é meu melhor amigo” falo dando um tapinha nele e ele ri

“Eu também te amo e agora eu vou te levar para sua casa, está ficando tarde”

E então me leva até minha casa e passo a noite pensando em como ele é o melhor amigo que eu poderia ter.

*END OF THE FLASHBACK*



Eu termino meu desenho e já ficou tarde. O moreno então aparece atrás de mim abraçando meu pescoço e rindo

“Então quer dizer que você estava me cuidando Stevie?” Diz ele rindo e olhando para o desenho e oque ele fala me faz corar.

“Como nos velhos tempos” ele sorri ainda abraçado no meu pescoço

“Como nos velhos tempos em que o grande Bucky pegava os desenhos do pequeno Steve” falo rindo e ele ri também

“Eu já pedi desculpa por aquilo” diz ele sem graça

“Eu sei eu estou brincando com você seu bobinho” olho para ele sorrindo que agora se soltou do meu pescoço e me olha de frente.

“Acho que devemos dormir, está tarde Stevie” diz ele bocejando e sorrindo

“Você vai dormir no sofá Buckyzinho?” Falo passando a mão em seu rosto

“Vou sim, não gosto do meu quarto” diz ele virando um pouco a cabeça quase deitando em minha mão

“Tudo bem, então vá se trocar que eu arrumo as cobertas”






Vou me vestir e quando volto lá está Steve me esperando, ele está sentado no sofá com algumas cobertas na mão. O loiro está com uma blusa preta e uma calça de moletom azul, me olhando com um sorriso de lado. Eu olho para ele sorrindo também e vou até ele.

“Deite aí” diz ele olhando para o sofá

Eu obedeço e deito, ele me cobre com as cobertas e fala:

“Boa noite Buckyzinho, eu te amo, qualquer coisa me chame” ele se abaixa, passa a mão em meus cabelos, me olha e da um beijo na minha testa. Fico corado e ele vai sorrindo para sua cama.

Algum tempo se passa e eu não consigo dormir, eu vejo que os passarinhos voltaram para o ninho e vou até a janela. Percebo que já é madrugada então vou dormir e quando deito e fecho meus olhos começo a ver que tudo começa ficar vermelho, começo a ouvir barulhos, começo a ouvir gritos e então vejo Steve e me vejo, eu vejo o soldado invernal. O loiro está gritando e chorando e eu estou com uma arma apontada na sua cabeça. Eu começo a ouvir vozes e elas gritam coisas horríveis, me dizem que eu sou um monstro, que eu sou um assassino, que eu não mereço Steve, elas me mostram quem eu sou. Steve está gritando e chorando desesperadamente e as vozes não param de repetir coisas horríveis e eu estou com a arma cada vez mais próxima de Steve. Eu ouço as vozes novamente e começo a chorar e vejo tudo vermelho novamente até que vejo o soldado invernal e Steve novamente mas desta vez Steve esta com os braços cheios de cortes, chorando e perdendo sangue e o soldado invernal está com a arma para atirar em Steve e eu choro muito porque não quero matar Steve e então ele atira e eu grito chorando desesperadamente até que....




Ouço barulhos mas não sei do que é, já são 3:00 da manhã oque é muito estranho mas acho que não é nada, até que ouço Bucky gritar e chorar desesperadamente e corro até a sala, corro desesperado. Chego lá e avisto o meu Bucky chorando desesperado, gritando e tremendo encolhido no sofá ainda dormindo.

Vou até lá correndo tentar acalma-lo.

“Buckyzinho... Buckyzinho eu estou aqui, calma, o Steve está aqui”

Ele abre os olhos e me olha muito assustado e então sem hesitar coloca sua cabeça em meu peito e chora desesperadamente. Eu não faço perguntas apenas continuo sentado no sofá com ele em meus braços, chorando em meu peito.

Eu não sei oque aconteceu com ele mas não pergunto, encolhido em meus braços ele chora como se o mundo fosse acabar e eu não importo que agora a minha roupa está molhada por conta das suas lágrimas porque eu sei que em meus braços ele está seguro e sempre que ele precisar de alguém para abraçar e chorar por horas eu vou estar lá o abraçando paciente e o deixando seguro e calmo. Podem se passar minutos ou horas mas eu sempre vou continuar junto com ele e ao lado dele.

Se passam minutos, quase virando horas e o moreno continua em meus braços e então eu percebo que o moreno está se acalmando. Ele  levanta sua cabeça para me olhar, coloca sua mão em meu rosto e vejo que suas lágrimas irão voltar então o abraço mais forte e ele fala entre as lágrimas:

“S-Stevie... Eu te amo mais que tudo no mundo e não q-quero te fazer mal, eu não q-quero...” ele não consegue terminar a frase por conta das lágrimas que agora voltam com ainda mais força.

“Buckyzinho, você nunca irá me machucar. Você é a pessoa mais doce e amável que eu já vi em toda a minha vida e eu sei que anjos como você não irão machucar ninguém. Todos podem dizer que você irá me machucar e podem querer tirá-lo de mim mas eu não vou deixar porque é você que eu quero ao meu lado todos os dias da minha vida.” Eu falo fazendo carinho em sua bochecha enquanto as suas lágrimas ainda caem com muita força.

Ele sorri de lado para mim com expressão mais linda do mundo mas não para de chorar.

“Stevie, Eu te amo mais que tudo e você é o melhor amigo que alguém poderia ter, você é incrível Stevie” ele me olha com aqueles lindo par de olhos azuis e sorri de lado novamente me abraçando.

“Eu também te amo mais que tudo Buckyzinho”

Ficamos abraçados por muito tempo sem falarmos nada, até que o moreno me olha, saindo dos meus braços e fala:

“Stevie...Eu não quero... dormir s-sozinho... a-aqui” Ele olha para o chão muito corado e preocupado com a resposta

“Tudo Bem Buckyzinho, aonde quer dormir?”

O moreno ainda muito corado não tira o olhos do chão com vergonha

“Oque você acha de... dormir comigo? Mas eu entendo se não quiser é claro” falo um pouco nervoso

Ele sorri de lado corado e me olha

“Isso é um sim?”

“Uhum” ele assente com a cabeça corando ainda mais

Ele sorri e eu também e então levanto do sofá aonde estávamos sentados de “perna de índio” e pego seus dois braços e os puxo levemente para o guia-lo. Ele levanta também e passo a mão por suas costas, segurando seu ombro em um meio abraço o levando até meu quarto.

Chegamos lá e minha cama que é uma cama de casal está um pouco bagunçada. Ele se senta nela e eu percebo que minha camiseta está muito molhada então a tiro e vejo que o moreno olha para meu rosto mas depois passa seu olhar para meu peitoral. Finjo que não vi para não o constranger mas o moreno fica corado do mesmo jeito e tenta disfarçar. Está calor então resolvo não colocar outra blusa e ficar assim mesmo. O moreno parece meio perdido mas vendo que vou até o lado direito da cama ele sei deita meio envergonhado no lado esquerdo da cama.

Ele se deita e o cubro, ele vira para o lado contrário ao meu e tenta dormir. Eu deito mas não consigo dormir, fico olhando para ele sem que o moreno perceba pois não consigo tirar meus olhos dele. Começo a ouvir um barulho baixinho e sento na cama para ver se é Bucky até que eu avisto o mesmo choramingando aparentando medo então me deito e o abraço por trás envolvendo o menor em meus braços que aos poucos para de chorar e se ajeita ainda dormindo em meus braços. Ele se acalma e dorme com uma expressão angelical e doce.

Eu o olho e vejo que estou com a coisa mais linda de todo o universo em meus braços e então percebo que eu não poderia ser mais feliz do que sou tendo Bucky em minha vida.


Notas Finais


Então leitores oque acharam?
Eu dei o meu melhor e espero que tenham gostado. Se puderem comentem oque acharam e se posso melhorar em algo.
Não esqueçam dos favoritos e vejo vocês por ai <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...