1. Spirit Fanfics >
  2. A New Love - Noart >
  3. Capítulo 95: "Baby Shark"

História A New Love - Noart - Capítulo 95


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo inspirado em um dos capítulos da obra "Trampoline" disponível no Wattpad, escrito pela a autora lightzdior♡

Capítulo 95 - Capítulo 95: "Baby Shark"


Fanfic / Fanfiction A New Love - Noart - Capítulo 95 - Capítulo 95: "Baby Shark"

Narradora•

Eu juro que se essa garota continuar rodando feito uma catraca pelo quarto mais uma vez, eu não respondo pelos meus atos!! — Krystian exclama irritado com o nervosismo e inquietação de Gabrielly.

— Deixa ela em paz, Krystian. É normal ela estar nervosa, pedir alguém em namoro nunca será uma tarefa fácil, digo isso por experiência própria. — Noah defende a brasileira, enquanto segurava a escada de madeira para Shivani, com o objetivo de que não houvesse risco da mesma cair e se machucar.

Any havia decidido preparar uma pequena festa para Josh, e assim aproveitar a ocasião para finalmente o pedir em namoro. Ela já não aguentava mais esperar o pedido vir diretamente do canadense, ela já tinha a total certeza sobre seus sentimentos e também já tinha a certeza de que ele é o dono de seu coração, mas a cada minuto que se passava, um pingo de arrependimento insistia em tomar conta de sua mente fazendo com que a mesma não pensasse em mais nada além da possibilidade de desistir de tudo o que ela havia planejado.

— Quer saber? Pra mim já deu!! Eu sinceramente não aguento mais isso!! — o asiático explode, impaciente. — Eu tô com fome, com sono, com dor de cabeça e dor nas costas e a Any não tá fazendo absolutamente nada pra ajudar a gente! Será que nem encher a porra de um mísero balão ela não consegue? Eu hein! — sai dalí pisando duro, irritado.

Por impulso ou simplesmente por toda a pressão que estava sendo colocada sobre as costas da morena, aquilo de certa forma havia sido o bastante para que a cacheada deixasse cair uma lágrima solitária sobre suas bochechas avermelhadas. Sem nem ao menos esperar meio segundo, a latina logo trata de enxugar rapidamente aquela primeira de muitas lágrimas que vieram sem prévio aviso.

Quem a olhasse agora diria que ela estaria apenas evitando que suas lágrimas borrassem sua maquiagem ou que deixassem seus olhos vermelhos e inchados, mas a verdade é que ela não queria que seus amigos a vissem tão vulnerável diante de uma simples situação que é pedir alguém em namoro, por mais que para ela, esteja sendo muito difícil.

Por mais que Any tivesse evitado que alguém a visse chorando, Hina, como uma ótima observadora que é, não pôde deixar de reparar naquilo, fazendo seu coração se apertar contra seu peito. A asiática sem saber o que fazer, apenas chamou Sabina para um canto na esperança de que a mexicana tivesse algo para fazer com que Any ficasse mais calma e tranquila, pelo menos até a surpresa ficar totalmente pronta.

— Saby, você precisa fazer alguma coisa. A Any tá super nervosa com tudo isso e o Krystian não tá ajudando em nada. — Hina se preocupa.

— Mas o que você acha que eu devo fazer, Hina? Eu sou uma péssima conselheira. — suspira decepcionada com si mesma.

— Apenas tente reconfortá-la até o Josh chegar. Você é a melhor amiga da Any e tenho certeza de que só a sua companhia será mais do que o suficiente para tranquilizá-la. — a japonesa sorrir.

Sabina, por sua vez, caminha cautelosamente para a área mais afastada na qual Any se encontrava. A mexicana se aproxima por trás da brasileira, pousando suas mãos sobre seus ombros descobertos pelo tecido da roupa e em seguida a envolve em um abraço inesperado que no início, havia pego Any de surpresa mas que logo retribuiu a carícia. Gabrielly sabia quem estava a abraçando, ela conseguiria reconhecer o perfume doce e as mãos macias de Sabina em qualquer lugar que fosse. Ambas não disseram nada, apenas permaneceram alí paradas sentindo o calor corporal uma da outra, pois como Hina mesmo havia dito mais cedo, a companhia de Sabina, já era o bastante para fazer Any se sentir bem novamente em meio a aquele alvoroço.

Os outros membros que as olhavam de uma longa distância, preferiram se manter calados e focados em apenas terminar de organizar a surpresa para o canadense que a esta hora, deveria estar confuso e surpreso com a inesperada proposta de Joalin e Bailey para que ambos fossem nadar um pouco, já que a finlandesa e o filipino ficaram encarregados de manterem o loiro ocupado e distraído até a surpresa estar completamente pronta.

A festa estava sendo organizada na sala de dança já que com a rápida permissão de Kyle, ambos conseguiram usar o espaço para prepararem a decoração. Havia algumas mesas decoradas com toalhas coloridas, e uma mesa que estava localizada no centro da sala ocupada por duas bandejas de salgadinhos e brigadeiros que Sofya havia feito o favor de encomendar. 

Também tinha um enorme bolo de chocolate recheado com pequenos morangos e granulados, escolhido pessoalmente por Gabrielly que havia se encantado pelo enorme doce assim que o viu. Lamar terminava de preparar uma espécie de pergolado onde Shivani pendurava uma faixa escrita "Eu te amo Beauchamp" e em uma das mesas, havia uma pequena caixinha de som JBL na qual ambos colocariam alguma música assim que Josh chegasse.

— Saby... — murmura, suspirando fundo. — Acho que o melhor a se fazer agora é desistir. — Any diz prendendo novamente as lágrimas, sentindo um nó na garganta enquanto Sabina a olhava desacreditada.

— Desistir? Acha mesmo que essa é a decisão certa a se tomar? Acha mesmo que desistir do garoto da sua vida é a coisa correta a se fazer? — Hidalgo diz, olhando no fundo dos olhos castanhos de Soares que brilhavam devido às lágrimas presas. — Você parece muito com a minha melhor amiga, mas pelo visto não é. Porque diferente de você, a Any é a garota mais determinada e corajosa que eu conheço na vida, nunca a vi desistir da pessoa que ela mais ama e sei que se ela acabar com tudo agora, o arrependimento virá mais tarde, por isso agora eu te pergunto, quer mesmo desistir a essa altura?

— Eu não tenho outra escolha Sabina. Eu sou uma verdadeira idiota por estar fazendo tudo isso, talvez o Josh nem mesmo me ame de verdade, talvez seja por isso que até hoje ele não fez o pedido e eu como uma verdadeira trouxa iludida, acabei obrigando todos vocês a fazerem uma coisa que eu nem sequer sei se vale à pena ou não. — Any desabafa.

— Pode parar por aí Any, você não nos obrigou a fazer nada, tá legal? Todos nós concordamos com livre e espontânea vontade de ajudar você a pedir o Josh em namoro e estamos fazendo isso com o maior prazer do mundo porque queremos ver vocês felizes. E talvez o motivo pelo qual o Josh nunca tenha tomado iniciativa no relacionamento de vocês, foi pelo mesmo motivo que você, talvez ele também esteja confuso, com medo de ser rejeitado e de estar enganado em relação aos seus sentimentos por ele. — Maria responde paciente, ela estava fazendo o possível para tentar confortar a brasileira a sua frente pois a mexicana odiava ver a mesma chorar.

— Eu não sei Saby, não sei se tô pronta pra isso, não sei se tô pronta pra assumir um relacionamento sério com o Josh e nem ao menos sei se ele quer isso. — responde abaixando a cabeça.

— Ei Any, olha pra mim, por favor. — pede a morena de cabelos lisos e mesmo insegura, Gabrielly a olha nos olhos. — Será que você não percebe que o Josh é louco por você e que faria qualquer coisa só pra estar ao seu lado? Any, é óbvio que você está pronta e acho que você também sabe disso, porém tem medo de admitir e de acabar de machucando por tomar essa decisão. — respira fundo. — Eu já te disse isso uma vez e vou te dizer de novo e a questão é, você não pode viver com medo Moany, todo relacionamento tem seus altos e baixos mas sei que você e o Josh podem passar por isso porque vocês se amam e quando duas pessoas se amam igualmente, um relacionamento tem tudo pra dar certo e eu sei que vocês serão muito felizes. — entrelaçam suas mãos. — Até porque se aquela calopsita desgrenhada te machucar, eu vou ser a primeira a dar um soco bem dado naquele rostinho de anjo dele. — Sabina completa, arrancando uma risada alta e sincera da melhor amiga.

— Louca! — Gabrielly diz rindo e Sabina a acompanha no ato. 

— Retardada! — sorriem, se abraçando novamente.

...

Bailey, seu arrombado! Será que dá pra parar de jogar essa água gelada em mim e me deixar tomar sol em paz? — Joalin se irrita com o namorado, enquanto colocava seus óculos de sol. Bailey por outro lado, se senta na beirada da piscina ao lado de Josh que estava inquieto e pensativo desde que ambos chegaram alí.

— Qual é bro, não vai nem dar um mergulho? — Bailey pergunta para o canadense que matinha apenas o olhar fixo na água.

— Foi mal Bailey, mas não tô com ânimo pra nadar agora. — responde o loiro, sem dar muita atenção para o amigo ao seu lado, ele estava mais entretido e focado em seus próprios pensamentos do que nas coisas que aconteciam ao seu redor.

— Josh. — o filipino chama pelo nome do garoto que um pouco hesitante, o olha nos olhos. — Eu te conheço, sei que está preocupado com alguma coisa. — o filipino diz confiante de que sua teoria estivesse certa, Josh apenas desvia o olhar. — O que tá te deixando tão inquieto? 

— Any. — responde diretamente e Bailey franze o cenho, sem entender, já que era de seu feitio não entender muito bem o que os outros diziam. — Ela tá estranha comigo desde a prova do Kyle. Acho que uma parte disso é por eu ter dançado daquele jeito tão próximo com a Dytto, mas a outra eu não faço idéia do que seja. — suspira fundo. — Ela com certeza tá brava comigo e a essa altura já deve ter bolado um plano com o resto da galera pra me esquartejarem sem levantar suspeitas. — o loiro completa arrancando uma risada anasalada do moreno ao seu lado.

O motivo pelo qual Bailey se pôs a rir, não foi pelo último comentário de Josh — apesar do loiro de olhos azuis realmente achar ser isso — porém o real motivo que foi o responsável por ter feito o filipino rir em um momento como aquele foi porque, enquanto Josh está aqui inquieto e preocupado achando que Any estaria supostamente com raiva dele, a brasileira está junto aos seus outros amigos planejando um pedido de namoro ao loiro que pelo visto, não faz a menor idéia do que esteja acontecendo.

— Não esquenta muito com isso Josh. — Bailey se pronuncia após um breve intervalo de silêncio, Josh o olha por cima dos ombros. — Any pode ter um jeito e personalidade meio imprevisível e difícil de lidar, mas é uma garota incrível. Sei também que ela te adora mais que tudo e que aquilo deve ter sido apenas um ciúmes passageiro. — Bailey dá de ombros tentando não deixar Josh desconfiado, e o canadense apenas sorrir fraco como se estivesse agradecendo pelas palavras do amigo.

— Valeu Bailey, de verdade. — Josh sorrir e o moreno lhe lança uma piscadela. 

— Mas e aí, topa ao menos dar um mergulho? — insiste o garoto vindo das Filipinas e Josh sorrir desafiador para o mesmo, logo adentrando a piscina.

...

— Que merda!! Por quê eles tão demorando tanto? — Any pergunta nervosa e frustrada com a demora de Josh, Bailey e Joalin para voltarem da piscina.

A surpresa estava pronta, tudo estava pronto. Todos haviam feito um grande e importante trabalho na qual Any os agradeceria pra sempre por toda a ajuda que ambos lhe proporcionaram. 

— Garota, sossega esse teu grelo antes que eu dê nessa tua cara. — Krystian diz tão nervoso quanto Gabrielly.

— É Any, fica calma. Você vai se sair super bem e tenho certeza de que vai dar tudo certo. — Heyoon, como sempre otimista, diz sorrindo animada.

— Você já sabe o que vai dizer? — Savannah pergunta enquanto comia um brigadeiro escondida de Heyoon, já que a coreana havia proibido qualquer um de comer os doces e salgados antes de Josh chegar.

— Talvez. — morde o lábio inferior, apreensiva. — Eu escrevi uma carta anotando exatamente todas as palavras que eu iria dizer mas nada parece ser o suficiente agora e acho que a única coisa que me resta fazer é falar com o coração. — sorrir orgulhosa, logo podendo sentir seu coração quase saltar de seu peito ao cruzar seu olhar com as íris azuis. — Puta que pariu, caralho, desgraça, puta merda, o que diabos eu faço agora? — Any pronuncia os palavrões em português, enquanto suas mãos tremiam de nervosismo novamente.

— Vai lá e fala pra ele tudo o que você sente Any, diz sobre tudo de bom que ele te faz sentir, de todos os momentos incríveis que vocês passaram um ao lado do outro e acima de tudo seja você mesma e ouça seu coração. — Plotnikova diz com um pressentimento positivo em seu peito, passando confiança para Any.

Assim que Josh se aproxima do resto de seus amigos, o mesmo não pode deixar de observar todo aquele local prefeitamente decorado onde as letras acima de uma das mesas ganhava o maior destaque alí. Automaticamente o loiro sorrir com aquilo e assim que seu olhar volta a se encontrar com o de Gabrielly, seu sorriso alarga ainda mais.

— Gente, o que... 

— Josh, eu preciso te contar uma coisa. — a cacheada interrompe o garoto que ao notar sua expressão séria, não pôde deixar de ficar preocupado com o tom de voz da mesma. 

— Any, você tá bem? — pergunta definitivamente preocupado, enquanto o coração de Gabrielly parecia estar em uma montanha-russa. 

— Deixa eu falar antes que eu perca a coragem e acabe desistindo. — diz com as mãos trêmulas e suadas enquanto Josh se manteve calado dessa vez. — Há dois anos atrás nós começamos a estudar juntos. Lembro da primeira vez que te vi, eu estava sentada no refeitório sozinha e você foi lá e se sentou ao meu lado pedindo para que eu compartilhasse o meu fone de ouvido com você e eu como estava nervosa e alegre, apenas concordei. Naquele dia eu soube que nunca mais iria esquecer a forma que nossos olhares se encontraram pela primeira vez e de todas as vezes que eu tive vontade de juntar nossos lábios, porém não o fiz, simplesmente não fiz por medo de acabar deixando tudo estranho e foi mais ou menos isso o que aconteceu. Nós nos beijamos e no dia seguinte, eu acabei tendo que ir embora pro Brasil outra vez. Um ano depois quando eu estava voltando para o colégio, decidida à me declarar pra você e dizer tudo o que eu sinto, você não era mais o mesmo. Havia se tornado um garoto popular, vaidoso e um garoto cobiçado por todos alí. Desde então, nossa relação mudou completamente, tudo o que havíamos vivido antes, havia ido pro fundo do poço e eu me senti vazia sem você porque naquele dia, eu achei que tinha te perdido, e de fato eu tinha. Mas eu não quero mais isso Josh, não quero ter que correr o risco de te beijar apaixonadamente hoje e acabar tendo que ir embora amanhã outra vez, não quero correr o risco de perder você e de que tudo o que já vivemos seja esquecido e é por isso que eu tô aqui agora, na frente dos nossos amigos, dizendo o quão importante você é na minha vida e te fazendo a seguinte pergunta, você aceita ser meu namorado?

Josh prende a respiração não acreditando em tudo o que acabara de ouvir. As lágrimas que haviam se atrevido a cair durante a fala de Any, agora já se tornavam mais fortes e persistentes, mas não eram lágrimas de tristeza e sim de felicidade. O canadense se põe a sorrir mas não teve forças para dizer qualquer coisa.

— Pelo amor de Deus, aceita logo Josué!! — Sabina grita, entrelaçando suas mãos com a de Wang, como se estivessem fazendo algum tipo de oração.

— Se isso não for o que você quer, eu prometo que vou entender. Sei que assumir alguém em um namoro pode ser uma grande responsabilidade e tudo bem se você não estiver pronto eu... — Any é calada pelos lábios macios de Beauchamp que entraram em contato com os seus.

Josh segurava firme e carinhosamente na perfeita cintura da mais nova enquanto seus lábios se moviam lentamente sobre os dela. Beauchamp passa a segurar firmemente no rosto fino e delicado de Gabrielly lhe dando diversos selinhos, respondendo indiretamente diversos 'sim' pelo pedido da garota e em seguida "Baby Shark" começa a tocar no fundo do cenário enquanto Noah e Heyoon riam da própria escolha de música.

— Puta que pariu!! Eu juro que vou te matar Urrea, você é tão insuportável. — Any berra, enquanto todos gargalhavam.


Notas Finais


Galera, gostaria de começar pedindo desculpas novamente pela minha exagerada demora. O motivo pra eu n ter atualizado tão rápido é por problemas pessoais e por todo o cansaço que eu venho sentindo. Ultimamente ando meio desanimada com minhas histórias e confesso que a idéia de desistir já passou pela minha cabeça, porém não o fiz. Durante esses dias eu tenho andado meio cansada tanto fisicamente quanto emocionalmente. N vejo meus amigos à mais de 4 meses, estou com diversos problemas familiares, e os problemas envolvendo o fandom do Now United vêm me deixando cada vez mais desanimada. Tentei ao máximo n me deixar atingir por todo esse estresse mas infelizmente n está adiantando mt, e venho torcendo para que esse meu cansaço emocional vá embora totalmente para que logo logo eu possa voltar com a minha rotina normalmente.

Enfim, bebam água, alimentem-se corretamente, passem álcool gel e fiquem bem. Espero que tenham gostado do cap que foi um pouco mais focado em Beauany♡ e bom, até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...