História A Ninja das Sombras - Segunda Temporada - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Chouji Akimichi, Hinata Hyuuga, Ibiki Morino, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Madara Uchiha, Maito Gai, Minato "Yondaime" Namikaze, Mirai Sarutobi, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, TenTen Mitsashi, Yamato
Tags A Ninja Das Sombras, Chouji, Clã Nakamura, Clã Uchiha, Hinata, Ino, Inosai, Kakami, Kakashi, Madara, Madara(diva), Naruhina, Naruto, Naruto Shippuden, Ninja, Sai, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Shino, Yumi
Visualizações 2
Palavras 2.876
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 29 - Uma Proposta Nada Atraente


Sōma estava parado perto da janela de sua sala, duas batidas na porta fez com que ele desvia-se sua atenção, Yumi entrou, Sōma ficou impressionado por vê-la novamente entrando em sua sala depois da última conversa que eles tiveram que não acabou nada bem.

- Olha quem apareceu?- ironizou Sōma.- Depois do que aconteceu achei que nunca mas ia ver esses lindo pés pisado em minha sala.- ironizou o homem.

Yumi havia ido tirar satisfação com Sōma, ele se nagava entregar o livro onde ele anotava os lucros da vila, os dois discutiram e a ninja deixou escapar que ela estava investigando ele, o homem ameaçou Yumi, dizendo que se ela contar alguma coisa para Michio, além de destruir a Vila das Sete estações, Konoha também seria destruida, mas a ninja sentiu que ela não estava falando sério, ela conhecia pessoas do tipo dele, ele estava apenas tentando intimidá-la.

- Foi contar para o seu mandante os últimos acontecimentos?- ironizou Yumi.

- Tome muito cuidado com o que diz mocinha, isso não vai acabar nada bem para você.- disse Sōma caminhando na direção da ninja que desviou o olhar e começou a sorrir.

A mulher cruzou os braços e provocou o homem com o olhar, Sōma acareciou o queixo de Yumi, a ninja franziu o cenho tentando entender o por que disso, tentando entender qual o motivo dele ter tomado essa atitude.

- Tira sua mão de mim.- ordenou Yumi.

- Eu tenho uma proposta para você.- disse Sōma se aproximando mais da ninja.- Se você se deitar comigo, eu devolvo todo dinheiro.- propós Sōma.

Yumi olhava idgnada com a tal proposta, nunca ela iria deitar com um homem como Sōma, ela não suportava nem olhar para ele, ela não ia suporta mais ainda que se deitou com um homem que nem se quer ama, ela se sentiu suija ao ouvir essa proposta, ela sentiu seu estômogo se embrulhando ao imaginar a cena de ambos nús, fazendo amor. A mulher saiu de perto do homem.

- Eu tenho nojo de você.- disse Yumi.

- Então a resposta é não?- perguntou Sōma.

- Prefiro outros meios para que você devolva a vila o dinheiro que ela necessita tanto, em vez de me deitar com um homem asqueroso e desperssível como você.- disse Yumi.

- Assim você me ofende.- choramingou Sōma.

Essa proposta nem era um pouco atraente para a mulher, Sōma estava apenas aproveitando da situação, mais no fim, ele não estava nem um pouco afim de devolver o dinheiro, ele queria apenas fazer amor com Yumi, mais não, ele não iria conseguir, nem se ele fizesse quantas propostas ele quiser, Yumi nunca iria pra cama com Sōma. Esse era uma proposta nada atraente para Yumi, pelo contrário, era nojento e inmundo. Nakamura não pensou duas vezes e caminhou na direção da porta, mais Sōma agarrou o seu braço.

- Você vai se arrepender por não ter aceitado a proposta.- disse Sōma.

- Eu não sou o tipo de mulher que se deita com qualquer um.- provocou Yumi.

- Está esperando o principe encantado?- perguntou Sōma.

- Isso não é da sua conta.- disse a garota, que se soltou e se retirou da sala.

Sōma deu uma leve risada, ele se escotou na mesa, cruzou os braços, olhou pro chão e renuíu a cabeça. Ele levantou a sua cabeça e ficou olhando pra porta.

- Se fazendo de difícil? Vamos ver quem é mais.- disse Sōma.

                    *✷*

- Ele fez isso? Eu não acredito!- resmungou Serena.

Yumi e Yung haviam contado todas as suas desconfianças para Serena. A mulher havia escutado a conversa da ninja com o garoto, eles tentaram desconversar, mais foi em vão, Serena não acreditou em nada que eles diziam, eles não tiveram outra saida a não ser contar a verdade, a mulher apoiou as investigação e promenteu que não iria contar nada para Michio. Serena e Michio haviam entrado em um relacionamento, a mulher se sentia mal por não ter que contar nada para namorado, mais ela sabia que era pelo bem da vila e torcia para que o homem compreendesse o motivo dela ter feito o que fez.

- Eu não vou pra cama com aquele nojento, eu prefiro mil vez morrer solteira do que ir pra cama com aquele homem.- disse Yumi.

- Você fez bem em não ter aceitado, não se preocupe, existe outras formas pra recuperar o dinheiro que aquele desgraçado roubou.- disse Serena.

- O problema não e o dinheiro, é a cara de pau dele, ele não tevê nenhuma consideração com Michio, ele fez o que fez sem pensar o que Michio fez por ele, ele não merece todo o apoio de meu primo e de mais ninguém.- disse Yumi.

A ninja se sentou na cama e colocou as duas mãos em seu rosto, Serena colocou uma de suas mão nas costas de Yumi e ficou massageiando, a mulher não sabia o que fazer, ela não sabia se concordava ou não. Serena disse que seria melhor se ela conversa-se com sua avó, a mulher pediu para que Serena fosse ela, ela não tinha coragem de ir sozinha e tinha medo de sua reação, mas, Saiko iria dizer para ajuda-la.

As duas foram juntas ao encontro de seu avó, Saiko estava sentada na cama, ela olhou para suas netas e sorriu.

- Que bom vê-las!- disse Saiko.

- Preciso falar com a senhora.- disse Yumi enquanto se aproximava de sua avó. Ele se sentou na cama e ficou olhando para a sua avó.- E que eu descobri quem é que estava roubando a vila, mais eu não tenho provas, essa pessoa me fez uma proposta, mais eu não sei mais... eu vim pedir sua opinião.- continuou Yumi.

- Mais quem é essa pessoa e que próposta?- perguntou Saiko.

A mulher olhou para a sua amiga e olhou para sua avó novamente.

- Sōma, ele quer eu meu me deite com ele para ele devolve o dinheiro, eu não sei o que eu faço. Me diz, o quê a senhora acha que eu devo fazer?- indagdou Yumi.

- Não se rebaixe a tanto, deixe que ele pague pelo o que ele fez, existe outras maneira que fazer com que ele devolva.- disse Saiko.

Yumi e Serena se entreolharam, Yumi agradeceu pelo o conselho de sua avó, ela se levantou, as duas mulheres caminharam rumo a porta, a conversa que a Nakamura tevê com sua avó alguns dias atrás veio em sua memória, ela parou e olhou por cima dos ombros, Serena continuou o seu trajeto, ela não reparou que sua amiga havia parado. Saiko por sua vez, sorria, seu sorriso era diferente dos outros, era diferente, era mais intenso, um aperto no coração da ninja fez ela esquecer da conversa e seguir o seu caminho.

                     *✷*

- Você viu, nem a fundadora da vila concorda com essa proposta indecente.- disse Serena sorrindo.

- Você não percebeu?- perguntou Yumi, Serena olhou para ela confusa.- Vovó estava mais feliz, seu sorriso estava diferente.- continuou.

- O quê tem de errado nisso?- perguntou Serena.

- Nada, é que me causou um certa estranheza, eu não sei explicar, mais quando vi minha avó sorrindo, em vez de ficar feliz, eu fiquei triste.- explicou Yumi.

Um silêncio pareou no ar, Serena se entristeceu, ela disse para Yumi que se Saiko está sorrindo e por que ela está começando a ficar melhor, mais mesmo assim, Yumi ficou triste, ela não conseguia explicar a tristeza que ela estava sentindo.

Serena disse que ia se encontrar com Michio, sim, Michio e Serena haviam iniciado um romance, a ninja ficou feliz por eles, enquanto Michio brincou dizendo que ela ia morrer solteira, mais ela, bom, ela não importava com isso, pelo menos era o que saia de sua boca, mais o seu coração dizia outra, Serena diziam que Yumi era um excelente atriz.

- Olha! Como eu te chamo? Kanami ou Yumi?- ironizou Sōma

Yumi olhou para ele com olhar de tédio.

- Yumi, esse é o meu nome verdadeiro, Kanami e só um personagem criado pelo Jiraiya.- disse Yumi.

- Prefiro a Kanami, ela é mais atirada, mais... como é que eu posso dizer? mais atrevida, gostei dela.- provocou Sōma enquanto gesticulava com uma das mãos, e com a outra, segurava o livro.

A garota respirou fundo, ela não queria perder a cabeça, mais se Sōma continuar a falar de Kanami, ela iria se irritar, Yumi odiava a Kanami. Ela havia pedido para que ela fosse tirada do livro, mais Jiraiya disse que isso não iria acontecer por quê ele achava Kanami um personagem maravilhosa. Quando Yumi lembrou que Kakashi lia os livros de Jiraiya, ela se deseperou, ela ficou com medo de Kakashi ficar o tempo todo comparado as duas, antes Yumi já odiava o livros do senin, agora, ela odeia mais ainda e não quer ver e nem passar perto de um.

- Quer saber? Eu não ligo, nada que você gosta de interessa, já que você prefere a Kanami, engula ela.- disse Yumi irritada.

Sōma fechou o livro e sorriu para Yumi que olhou para ele confusa.

- Quer saber de uma coisa? Kanami não é mais a minha preferida, você voltou a ser a minha preferida, você tem algo que ela não tem, ela é... como eu posso dizer? Sem atitude, sem determinação, ela não é destemida, já você, você tem um gênio forte, corajosa, determinda, destemida, tem atitude, se irrita fácil, e difícil, gosto de mulheres assim.- provocou Sōma.

- Problema seu!- disse Yumi dando as costas.

Sōma sorria, ele adorava provocar Yumi, ele olhou para o livro, ele sorriu e olhou para a mulher que se afastava, ele se retirou. Enquanto a ninja, parou e ficou olhando para o homem se afastando, ela rosnou e voltou a caminhar.

                    *✷*

Michio andava de um lado pro outro, enquanto Serena estava escontada na parede, Yumi estava sentada no chão com suas costas na parede, Yung e sua mãe estava abraçados.

Todos estavam no hospital, Saiko havia piorado, Noriko não havia aparecido para dizer como a idosa estava desde do momento que ela havia dado entrada no hospital, isso deixava-os preocupados. Shisae apareceu com Kyoto, Yumi assim que viu elas, ela se levantou.

Shisae e Kyoto haviam assumido o ramance entre elas, mais em respeito ao seu local de trabalho, elas não se beijava ou se abraçavam, no começo, Yumi era a única que sabia sobre relacionamento, pois foi ela que juntou as duas, ela via a forma que as duas se olhavam, ela não gostou nem um pouco de saber que ambas nutria um amor um pela outra, mais não tinha coragem de se declarar, mais, para a alegria das garotas, ela estavam juntas. Noriko também sabe, mais a pedido de Shisae e Kyoto, pediram para que não contassem a ninguém, elas mesmos queria contar, Noriko fingiu que não sabe de nada.

- Assim que ficamos sabendo, viemos correndo pra ver como vovó Saiko está.- disse Shisae abraçando Yumi.

- Estou com medo!- disse Yumi aos prantos, Kyoto acareciou a mão de Yumi.

Shisae se afastou da amiga.

- Vai ficar tudo bem! Ouviram? A vovó Saiko vai sair dessa e vai voltar a ser a mesma de antes.- tranquilizou Shisae.

Yumi encostou na parede, Shisae disse que ia falar com Noriko e assim que souber de algo iria comunicar a eles, enquanto Kyoto ficou consolando Yung e sua mãe, Serene tem um crise de choro e foi amparda pelo seu namorado, enquanto a ninja, não pensou duas vezes e foi escreveu uma carta para Kakashi.

                      *✷*

O pássaro chegou em konoha, Kakashi reparou que ele estava muito agitido, ele pegou o papel na pata do animal, Shizune pegou o animal em seu colo é começou a acarecia-lo, para ver se ele se acalmava, mais não, ele estava agitado e as vezes transmitia sons estranhos, o Hatake abriu o pepel.

" Hoje não está sendo um bom dia, eu... eu... eu só sei que... que... eu nem sei como dizer. É a minha avó, ela está muito mal, ela acabou de dá entrada no hospital, mais Noriko não veio nós dizer o que está acontecendo com a minha avó, Shisae, uma das enfermeira do hospital, disse que ia falar com ele. Estou com medo, se... pelo menos você estivesse aqui, eu... não estaria com tanto medo, eu não quero perder a minha avó, Kakashi, não quero me sentir sozinha de novo, eu não quero perder as forças para continuar a lutar, á persisitir. Eu só quero que tudo isso acabe que não passe de um pasadelo terrível e que Noriko diga que só foi um susto.

                                  Yumi Nakamura"

- Agora entendo por que o pássaro está agitado.- disse Kakashi.

- Porquê?- perguntou Shizune enquanto acareciava o pássaro.

- Ele reflete as emoções de Yumi, ela neste momento, está triste, essa é a causa do pássaro está agitado e fazendo esses sons estranhos.- explicou Kakashi.

- O quê houve com a Yumi-sensei?- perguntou Shizune.

Kakashi entregou a corta de Yumi para Shizune, que colocou a ave em cima da mesa do Hokage, enquanto ela lia, sua expressão mudou. Shizune e Yumi não se falavam muito, mais mesmo assim, elas se consideram amigas, irmãs distantes, Yumi tem mais afinidade com Kurenai do que com Shizune.

- Isso é muito triste, primeiro ela perdeu seus pais, sua família, seu  clã, todos seus amigos na destruição de sua aldeia, agora ela está preste a perder a sua avó.- disse Shizune.- Não fazem muito tempo que as duas se encontraram, não é?- perguntou Shizune.

- Não, elas se encontraram antes da guerra, temos que apoia-la nesse momento delicado.- disse Kakashi.

Shizune e Kakashi escreveram uma carta diferentes para Yumi, depos amarraram na pata do animal, quando Shizune ia soltar  o animal. Sakura, Naruto e Hinata entraram na sala, Naruto perguntou o que o pássaro de Yumi estava fazendo em Konoha, o Sexto Hokage disseram o que houve, Sakura disse que queira escrever uma carta para Nakamura, Naruto disse que também queria escrever uma carta de apoio para Yumi, Hinata disse que também queria mandar uma carta para a mulher.

Quando as cartas de Naruto, Sakura e Hinata estavam prontas, o pássaro foi solto rumo ao encontro de Yumi que o esperava na janela do hospital.

                  *✷*

O pássaro que aproximava da janela onde Yumi estava, ele pousou ao lado da ninja, ela viu que tinha mais bilhete que o normal, ela pegou os cinco papeis. Ela desenrolou o primeiro, era de Hinata.

" Eu fiquei sabendo o que aconteceu, eu sintou muito, a sua avó vai melhorar, você vai ver, vai ficar tudo bem, ela vai voltar a ser a mesma de antes, fique bem! Mande notícias de sua avó.

           Com amor, Hinata Hyuga."

Ela sorriu assim que terminou que ler, ela limpou uma gota de lágrima de descia pelo o seu rosto, ela desenrolou o próximo papel, era da Sakura.

" Lembra daquele dia no hospital de Konoha, a surra que você deu no Sai porquê ele falou mal do seu cabelo e depois deu uma pequena aula sobre o amor? Então! Eu procuro me lembrar desse dia, não que eu não tenha gostado da surra você deu no Sai, eu gostei, ele até que mereceu, mais eu gostei realmente foi do que disse sobre o amor, sobre existir vários significados para o amor, sobre o que as pessoas fazem quando ama alguém, elas se preocupam, elas querem saber se está tudo bem, quando não estão, ficam triste junto com elas. E assim que estou agora, triste me saber que a ninja mais... bravinha que eu conheço, está derramando lágrimas agora. Sua avó vai ficar boa, você vai ver, se cuida. Todos nós te amomos!

          Com amor, Sakura Haruno."

A ninja lembrava muito bem desse dia, Kakashi encheu a ninja de perguntas, ele perguntava se ela realmente sabia sobre o amor, ela diza que não. Ela abriu a próxima carta, ela se Shizune.

" Eu nem sei como começar, mais, eu estou muito triste pela sua avó, por você, por todos que estão sofrendo. Estou torcendo, assim como os outros, que fique tudo bem, tem amo, como diz o Guy, Panterinha de Konoha.

                  Com Carinho, Shizune."

A mulher sorriu ao ler o apelido que Guy havia dado para ela quando ela havia se tornado chunin, ela estava feliz em receber uma carta de sua amiga, fazia tempo que as duas não tinha uma bela de uma conversa do jeito que elas conversavam. Quando ela abriu o último papel, seu coração acelerou, era do Kakashi, ela respirou fundo e abriu.

" Yumi, esse é o momento para você ser mais forte do que nunca, eu sei que é difícil, saber que a qualquer momemto podemos perder alguém que amamos, não é fácil, mais, sua avó, ela é forte, eu sei que é, ela vai ficar boa é tudo vai voltar a ser o que era antes. Eu te amo mais forte do que antes, sua dor, também é minha dor, se você sofre eu também sofro junto, você chora, eu choro junto, se você ri, eu simplismente rio junto. Dói saber que a mulher que eu tanto amo, está sofrendo. Eu queria te dar aquele abraço que você gosta tanto e dizer que vai ficar tudo bem. Manda lembrançar para as pessoas da vila, diga que todo nós estamos torcendo pela melhora de Saiko. Te Amo!

         Com amor, Kakashi Hatake."

Após terminar de ler o que Kakashi havia escrevido, ela começou a chorar descontroladamente, ela escorreu na parede até se sentar no chão, ela colocou seus joelhos perto de seus seios e os abraçou, a pássaro despareceu, deixando a ninja sozinha com suas lágrimas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...