História A Noiva... De KarlHeinz - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Visualizações 32
Palavras 504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Continuação da imagem meramente ilustrativa retratando um casal fofo que nunca vai existir enquanto uma pessoa estiver viva :3

Capítulo 7 - Vamos conversar no meu escritório.


Fanfic / Fanfiction A Noiva... De KarlHeinz - Capítulo 7 - Vamos conversar no meu escritório.


KarlHeinz


É difícil ver o amor da sua vi-morte junto com seus filhos, e não com você.

- Karl, aquela jornalista de meio período está aqui, ela quer uma entrevista.

- Não posso.

- Okay, ela já vai subir.

- Eu disse que não pode.

- Eu sei o que é melhor para sua campanha. Ah, e o nome dela é Liadnes.


- Hi, Karl-sama!! Eu me chamo Liadnes, e apresento o Tóquio Notícias! Gostaria que o senhor respondesse algumas perguntas... E talvez...

- Talvez...?

- Dar um passeio comigo, admiro muito seu trabalho, Karl-sama! - quem essa apresentadorazinha pensa que é?



Silena


- Hey, Lissa! Pode sentar do meu lado?

- Uhum - sento ao lado do Kanato - E aí, tá tudo bem?

- Sim... Eu sempre estou - ele sorri serenamente - Mas acho que o Shuu não - sua feição muda para triste, enquanto eu olho para o mais velho. O que será que ouve?


- Hey, Silena. - gelo ao ouvir meu nome e ignoro - Eu sei de você e do meu pai, fica tranquila, só quero conversar.


- Então... Você descobriu tudo naquela noite?

- Sim - deu de ombros - Vocês não são discretos. Além disso, eu já havia visto uma foto de vocês juntos nas coisas dele. Eu não vou falar pros meus irmãos, ainda.

- Eu... Eu não sei o que dizer.

- Não diga nada, quem vai dizer sou eu. - ele vai se afastando. Eu vou me arrepender.

- ESPERA! - ele para - Faço tudo o que quiser, só não mete o maldito nisso.

- Tudo mesmo?

- Tudo.

- Vamos conversar no meu escritório.



KarlHeinz


- Sabe, Karl-san, eu quis começar a faculdade de medicina, mas pensei: medicina ou direito? Eis a questão...

- E no fim você fez jornalismo - rimos juntos, talvez ela não seja de todo mal.

- Mas e você, ouvi dizer que tem filhos?

- Sim, tenho 6.

- Nossa. São muitos. Como se chamam?

- Bem, Shuu, o mais velho. Reiji, o segundo mais velho. Laito, Ayato e Kanato, os trigêmeos do meio e Subaro, o mais novo. São todos doidos demais. 

- Também tenho uma filha, ela me disse que estuda com um dos seus filhos. Você tem uma menina também, não tem?

- Não - essa conversa está tomando um rumo estranho - Ela é uma amiga dos meus filhos.

- Entendi. Minha filha se chama Akane, bem, o ridículo do pai dela escolheu esse nome. - ela para um pouco - AH, ME DESCULPE! E-eu n-normalmente n-não f-falo p-por p-palavreados e... Ah... - ela baixa a cabeça na mesa.

- Hey, tudo bem, acontece. Acho que já vou indo. Quer uma carona?

- Adoraria, mas... Não sei se devo.

- Apenas aceite. - sorriso e a levo até o carro.



Silena


- Hey, Reiji. Preciso da sua ajuda. Preciso que reúna todos os meninos na sala amanhã às 12h. Por favor! - sorrio e inclino a cabeça de um modo fofo.

- O que você não pede sorrindo, que eu faço chorando?! - ele sorri e sai do transe, voltando a fazer o que estava fazendo.


Me desculpe, Karl, mas a culpa foi toda sua. Seu tolo incrivelmente idiota.

















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...