História A Noiva do deserto (imagine Min Yoongi ) - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Visualizações 59
Palavras 903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ah eu votei 😁
Boa leitura.
Não revisei ok se tiver algum erro me perdoem.

Capítulo 33 - Em meu harém....


~Minha arrogância-ela repetiu em capaz de acreditar no que ouvia.

~ Julgou-se capaz de me fazer jogar seu jogo.  Achou que poderia ter tudo à sua maneira. Mas o que havia por trás dessa farsa?  A verdade que queria evitar a qualquer preço. Seu desejo por mim é maior que seu orgulho e seu preconceito, é maior que o medo de sentir-se inferior a mim. Porque eu a deixaria partir!

Ao ouvir a terrível verdade, ela rangeu os dentes e ficou ainda mais pálida. Era como se a meia hora que tivera para tomar uma decisão no meio do deserto houvesse sido uma batalha entre eles, uma medida de forças na qual ele sairia vencedor, Vitória que nunca mais a deixarei esquecer.

~ Assim não tente se punor por sua hesite, por que lhe dei a liberdade e você recusou- Suga lembrou com impaciência- E por que diabos ainda está escondida atrás desse pedaço de pano?  Não seja ridícula!! Não sou tão estúpido  a ponto de imaginar que uma mulher de sua idade criada na sociedade ocidental ainda possa ser virgem!

~Pois eu acho que você é muito estúpido- SN devolveu ultrajada e humilhada, não soltaria aquele Hobby para exibir-se numa camisola transparente por mais ridícula que parecesse.

~ Nesse ponto deve estar certa. Devia ter sido fiel aos meus ideais, em vez de fazer concessões a sua sociedade carente de princípios. Tive de superar certas reservas culturais para pedi-la em casamento, sabendo que não seria o primeiro.

~ Não diga! -ela exclamou com sarcasmo, buscando forças na raiva. Era gratificante perceber que ele não tinha ideia de sua inexperiência.- E como soube disso?

~ Sei que dividia seu apartamento com um homem um ano antes de nos conhecermos. Soube disso ainda no Brasil.

Jin, um de seus colegas descobriras temporariamente  sem lugar para morar, e ela o convidara a se instalat em seu quarto de hóspedes. Só fizera essa concessão porque ele havia sido o único amigo que jamais tivera e porque era homossexual.

~ Mais Jin...

~ Não quero ouvir nada sobre esse outro homem. Se não houvesse despertado toda essa hostilidade em mim, não teria mencionado um assunto capaz de me aborrecer tão profundamente.

~Mas estou feliz por ter tocado nesse assunto! Eu posso compreender suas reservas- SN respondeu agarrando a arma que ele acabara de pôr ao seu alcance.

~ Não sou nenhum hipócrita. Não exigiria de você um padrão de comportamento que não posso exibir. E no estado em que me deixou, é uma sorte não ser intocada. -Suga disse com Fúria contida enquanto começava a desabotoar a camisa. A visão do peito nu a fez virar a cabeça depressa. movida pelo medo de fraquejar.

~Se vai ficar aqui, vou dormir em outro lugar-ela disse a voz desprovida de qualquer emoção, numa tentativa desesperada de frustrar as explicativas do príncipe.

De repente um par de braços em Laço pela cintura impedindo-a de sair.

~ Não

~ Por favor, tire suas mãos de mim.

~ Não

~ Suga...

~ Estou farto de ser um cavalheiro.

~ Se não me soltar sairei da sua casa amanhã mesmo- Sn me prometeu assustada, sentindo  que as lágrimas ameaçavam transbodar de seus olhos a qualquer momento. Nãoo podia sucumbir a própria fraqueza.- E quando chegar em casa a primeira coisa que farei será procurar a imprensa. 

Em resposta a pior ameaça que ela conseguiu imaginar, Suga ficou rígido.

~ Não faria isso...

~ Faria!- mentiu-  Não disse que estava preparado para um incidente diplomático? Pois vou lhe dar um!

Suga deslizou as mãos por suas costas e levantou-a do chão com facilidade.

 ~ Então não sairá daqui- ele prometeu, dirigindo-se a porta e abrindo-a antes que ela pudesse reagir. - Nem amanhã, nem em nenhum outro dia!

~ O que está fazendo? - Sn gritou, assustada com a tempestade de Fúria que desencadeará- Ponha-me no chão Suga...

~ Cale a boca!

~ Vou gritar....

~ Grite quanto quiser- ele riu atravessando o corredor escuro e subindo lance de escadas.

~ Será que não entende ? Não quero me envolver com você ainda mais. Não quero esse casamento.... não quero nem mesmo um romance passageiro! Só gostaria de jamais te-lo conhecido!

 ~ Covarde- Suga acusou abrindo uma porta entalhada com a ponta do pé.

Um som metálico e assustador indicou que ela havia sido fechada.

~ Não se trata de covardia, mas de bom senso.

~ Bobagem! É tão covarde que da ultima vez fugiu. Mas agora será diferente como minha esposa terá tanta Liberdade quanta um criminoso condenado. E pode agradecer a meu pai por isso, ele jamais recuperou da humilhação de ter sido abandonado por minha mãe. As mulheres da minha família são as únicas na  que não podem deixar o país sem visto assinado pelos pais e maridos. Jamais pensei que viveria para ser grato por essa prática medieval.

então a mãe dele abandonar o marido antes de morrer? E que importância tinha isso no momento?

~ Ponha-me no chão!

Desta vez ele obedeceu e um segundo depois as luzes foram acesas. SN olhou em volta impressionada com o esplendor do Vasto salão grande onde estavam. Uma cama simples porém muito grande e protegida por véus coloridos dominava o ambiente sobre um tablado construída no centro, e as paredes eram cobertas por murais. Ela se virou para examinar melhor as pinturas é um rubor intenso tingio seu rosto, o ato de amor entre um homem e uma mulher era retratada numa série de ilustrações artísticas e bastante Claras. Tanto que morreria de vergonha por te-las fitado na presença do príncipe.

~ Onde estamos?

- Em meu harém....




Notas Finais


Espero que tenham gostado. Beijinhos até o próximo 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...