História A nossa história nem sempre será feliz - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Violet, Vovó (Granny), Wendy Darling, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Onceuponatime, Outlawqueem, Reginamills, Robinhood
Visualizações 44
Palavras 990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


demorei mais estou aqui , não me matem !

Capítulo 9 - A caminho


Fanfic / Fanfiction A nossa história nem sempre será feliz - Capítulo 9 - A caminho

REGINA

  Como todos os dias, me levanto, tomo o meu belo e demorado banho, passo no quarto dos meninos, acordo eles, chego à cozinha e do de cara com meu Robin fazendo o nosso café da manhã. Minha barriga estava bem grande e Cora não parava por um segundo no meu ventre.

 Sento-me a mesa e algo estranho acontece. Sinto uma leve cólica, mais acho que não é nada demais, tomo o remédio que o doutor recomendou em caso de cólica. Termino o meu café da manhã e depois de muito braço a torcer, consigo ir para o trabalho.

 A prefeitura não estava calma como nos outros dias. Teve um grande apagão e ninguém estava conseguindo saber como isso aconteceu. A luz já tinha voltado, sobre isso estava tudo bem, mais sobre os eletros da população, não estava nada bem. Eu precisava resolver urgentemente cada coisa e ouvir atentamente a cada morador da cidade.

 A que mais sofreu com a queda foi Granny´s que estava sem poder fazer nenhuma de suas receitas maravilhosas, pois nem a geladeira e nem o fogão estavam funcionando.

Regina: Vovó já encomendou tudo o que a senhora precisa para que o Granny´s volte a funcionar. Acho que não é só as pessoas da cidade que sentem falta da sua comida como todo o reino! – Brinco para poder diminuir a tensão que estava se fazendo naquele lugar e a vó de chapeuzinho sorri para mim, ela sempre fora simpática comigo!

Vovó: Essa noticia é música para os meus ouvidos! Bom vou indo, acho que tem muito que resolver ainda! – sorrio com  a mão sobre a papelada em cima da mesa.

Regina: Sim! – Vovó sai pela porta da sala e eu solto a respiração sentindo uma leve cólica que deveria ter passado a um tempo, tomo mais um remédio e volto para os meus afazeres e se não fosse por Zelena e Emma eu teria perdido a hora do almoço.

Zelena: Vim te pegar para almoçar, eu fiz a comida! – Zelena sorri e eu reviro os olhos já imaginando o que seria novamente. Lasanha!

Regina: Eu não estou com fome meninas! – Olho para a cara de Emma pedindo ajuda, mas ela não me ajuda.

Emma: Anda Regina, estão todos na sua casa te esperando para almoçarmos, vamos? E para a sua informação, não é lasanha, hoje a Zelena caprichou, é carne assada! Vai perder?

Regina: Todos na minha casa? Todos quem swan? – Pergunto arregalando os olhos para elas sentirem medo mais acham até graça, ela riram.

Emma: Você não assusta mais a gente!

Zelena: Os nossos amigos estão lá em casa!

Regina: Minha casa você quis dizer não é? Agora vamos antes que eu desista! – lanço um olhar para as garotas e elas somem comigo em suas fumaças.

 

(Em casa)

 

 Quando apareço em casa, a primeira pessoal que eu do de cara é com o senhor delineado, mais conhecido como o marido de Swan e pai de Hopper!

Regina: Ai que susto coisa!

Killan: Eu que deveria reclamar com vocês, aparecem e desaparecem quando quer, isso assusta, ainda mais quando se trata de três bruxas. Nada contra amor, mas é que você me entende, não entende? – Gancho fica sem argumentos depois de falar que a mulher era bruxa.

Emma: Eu te entendo, entendo sim, mais da próxima vez que me chamar de bruxa, sumo com o seu gancho! – Essa era a Emma que eu conheço. Solto uma risada me divertindo com aquilo e Killian levanta uma sobrancelha para mim.

killian: Desculpa minha princesa!

Emma: Meu legado, mais ainda não sou uma princesa. A mamãe que é, e em falar na mamãe. Cadê ela e a nossa filha?

Killian: Na sala, você precisa ver como ela está dormindo toda encolhidinha nos braços da sua mãe!

Emma: cadê?- O casal segue para a sala.

Zelena: Comida pronta!- Minha irmã diz toda feliz, a comida dela estava linda mesmo. Ajudo-a por as travessas na mesa e todos se sentam. Sinto um incomodo e vou até a cozinha a procura do remédio.

Regina: Ai caramba, cadê, onde eu te coloquei? – Procuro pelos armários com uma mão segurando a barriga

Hood: Amor está todos te esperando, cadê você? – Robin aparece me dando um susto. – Ei, Regina está tudo bem? – balanço minha cabeça positivamente e do alguns passos para a sala mais a dor vem mais forte me fazendo sentar na primeira cadeira.

Regina: Au! – Seguro com mais firmeza a barriga, respiro fundo e quando penso que iria passar. A dor vem mais forte! Robin que estava de pé próximo a mim, vê que não estava passando, alisa minha costa e eu o agarro pela cintura.

Hood: Regina você não está bem meu amor, vou por você na cama. Eu levo seu almoço lá!

Regina: Não precisa, vai passar! Eu só preciso respirar e. E... Aí isso não é cólica! – Aperto mais uma vez a cintura de Robin que arregala os olhos logo entendendo do que se tratava. – AAAAAAAAAH-grito com os dentes trincados.

Henry: Mamãe?  Ai caramba! – o menino vai até a mãe que tinhas uma postura de dor.

Regina: Sua irmã vai nascer meu filho! – Eu respirava ofegante. Quando consigo levantar a cabeça, estavam todos me observando na porta. Acho que ouviram o meu grito.

Zelena: Respira Gina, puxa pelo nariz e solta pela boca!

Regina: Eu estou fazendo isso! –Falo com mau humor ainda agarrada a cintura de Robin.

Mary: Regina você está grávida pela primeira vez e isso doí mesmo, você precisa ter paciência as dores começaram agora!

Regina: Humhum!- Balanço a cabeça em negativa quase chorando ao sentir minhas pernas se molhando pelo líquido um pouco diferente, era quente e só fez a minha dor piorar. – DooooÍÍÍ!

Emma: Vou nos tele transportar daqui. O Resto nos encontre no hospital. Podemos ir?

Regina: Espera! AAAAAAAAIIIIIII – Uma onde de dor me invade e quando da sua pausa eu balanço a cabeça em positiva e Emma me tele transporta para o hospital.

 

 

 

 


Notas Finais


bjs! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...