1. Spirit Fanfics >
  2. A nossa loucura combina Kim Taehyung >
  3. Chapter XLV: Preparativos do casamento

História A nossa loucura combina Kim Taehyung - Capítulo 45


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite, estou de volts com mais um capítulo!
Boa leitura!

Capítulo 45 - Chapter XLV: Preparativos do casamento


Fanfic / Fanfiction A nossa loucura combina Kim Taehyung - Capítulo 45 - Chapter XLV: Preparativos do casamento

Taehyung estava vestindo um belo terno para sua conferência de imprensa enquanto eu apenas o assistia babando, nossa filha dormia tranquilamente no berço e eu estava sentada na cama tentando não pular em cima do meu noivo. 

— O que foi? — Ele me perguntou sorrindo ladino. 

— Nada. — Engoli seco vendo o mesmo se aproximar da ponta da cama, o mesmo me chamou com a mão e eu fui de joelhos até a ponta ficando de frente para ele. 

— Você sabe que não me engana, certo? — Seus dedos deslizaram pelo meu rosto colocando uma mecha de cabelo atrás de minha orelha. — Seus olhos dizem exatamente o que você quer. — A mão do mesmo deslizou até minha mandíbula me segurando firme e fazendo-me olhá-lo.  

— O que eles dizem? — Perguntei hipnotizada por seus olhos. 

— Que você me quer. — Seus lábios roçaram nos meus antes de Taehyung me beijar com vontade enquanto me segurava agora pela nuca, sua língua quente e úmida deslizava pela minha e a guiava nos movimentos.  

Taehyung deitou-me na cama lentamente deixando seu corpo por cima do meu sem separar nossas bocas, sua mão livre desceu por meu corpo até minha coxa onde apertou a mesma me fazendo gemer contra sua boca. 

— Você sabe que eu preciso sair, uh? — Murmurou enquanto beijava meu pescoço. A mão de Taehyung subiu por minha coxa até minha calcinha a colocando de lado e seus dedos começaram circular meu clitóris. — Mas mesmo assim eu posso lhe relaxar antes, eu amo quando você fica entregue assim. 

— Taehyung-ah, eu quero mais. — Resmunguei insinuando que o queria. 

— Não podemos agora, sim? — Seus dedos invadiram meu interior em movimentos rápidos enquanto seus dedos circulavam meu clitóris, eu gemia o nome de Taehyung enquanto o mesmo assistia minhas expressões. 

O homem me olhava sério enquanto me masturbava e vê-ló naquela pose com um terno foi o ápice para que eu tivesse um orgasmo ali mesmo sentindo meu corpo amolecer, ainda ofegante encarei o mais alto se aproximar e deixar um beijo em minha boca. 

— Preciso ir agora, logo estarei de volta, sim? — O olhei por alguns segundos. — Droga Lis, vou sair de pau duro. 

— Você não pode se atrasar dez minutos? — Perguntei de joelhos com minha destra passando por cima do volume em sua calça. — Dez minutos, jagi. — Murmurei em seu ouvido o fazendo suspirar, abri o zíper de sua calça e coloquei minha mão por dentro de sua cueca. 

— Lis, eu não posso... — Tentou lutar, deixei alguns beijos por seu pescoço antes de descer completamente até a altura de seu pau e com um pouco de dificuldade consegui o tirar para fora. 

Taehyung me encarava sério enquanto eu o colocava na boca, passei minha língua por sua extensão e o chupei com velocidade enquanto o masturbava com mão, mas assim que tive uma ideia me separei de seu pau e o encarar. 

— Taehyung-ah, você quer foder minha boca? — Perguntei manhosa e o vi rir desacreditado. 

Abri minha boca e senti a mão do maior em minha cabeça assim como seu pau invadindo minha boca com tudo em uma velocidade alta enquanto ele segurava meus cabelos e gemia em deleite. 

Senti seu gozo escorrer por minha garganta e seu pau sair da minha boca me deixando satisfeita por momento. 

— Eu estou muito atrasado. — Falou olhando no relógio. — Mas se for sempre assim, eu me atraso quantas vezes forem necessárias. — Sorriu para mim. 

Taehyung fora até o banheiro se limpar e logo saiu arrumado novamente. 

— Te vejo a noite? — Perguntei. 

— Com certeza. — Selou nossos lábios.  

Algum tempo depois que Taehyung saiu, Seo-Yun voltou a chorar descontroladamente, ela estava assim há uns dias e eu acabei descobrindo que isto era a crise dos três meses, estava com receio de Taehyung não descansar o suficiente para os shows por causa do choro de nossa filha. 

Eu a ninava e tentava de tudo para acalma-lá, mas era impossível, uma hora depois ainda com Seo-Yun agitada, Rose enviou uma mensagem a mim que a degustação dos bolos e doces já estavam postas no andar do salão de festa e que eu precisaria descer. 

Peguei Seo-Yun novamente em meus braços e desci com ela ainda chorosa em meus braços, assim que saímos do elevador seu choro cessou dando espaço ao cansaço e ela adormeceu profundamente em meus braços. 

— Muito chorosa? — Rose perguntou me ajudando a montar o carrinho. 

— Muito, não sei o que fazer. — Coloquei a neném no carrinho e me sentei ao lado do mesmo. — Quanta coisa! 

— Sim! Vamos lá, temos que experimentar tudo. — Começamos a degustar os salgados primeiro e assinamos alguns papéis com os que gostamos mais. 

Eram pratos diferenciados e precisávamos montar um cardápio bem diverso, os pratos salgados realmente fora muito difícil escolher somente oito opções, as sobremesas tambem escolhemos oito e então fomos para etapa final que era o bolo. 

Experimentamos muitos pedaços até escolhermos um sabor, Rose e eu concordamos com aquele sabor e eu esperava que Taehyung gostasse já que ele não podia estar aqui nesse momento. 

— Ele já deve ter chego, estamos há quatro horas aqui. — Rose disse. — Vou pedir para embrulhar um pedaço do bolo que escolhemos e você leva para ele, pode ser? 

— Ótimo! Embrulha também as outras duas que ficamos na dúvida final? Para ele poder opinar qual gostou mais. — Pedi e minha amiga assentiu. 

Assim que a moça da confeitaria me entregou o pacote com as três fatias eu me despedi das duas e voltei para o elevador, Seo-Yun ainda dormia quando chegamos ao quarto e eu coloquei a mesma em seu berço com delicadeza. 

Taehyung saiu do banheiro com uma toalha na nuca e os cabelos úmidos, parecia cansado e notou minha presença somente um tempo depois. 

— Amor! — Falou feliz. — Conseguiu escolher tudo o que queria? 

— Consegui! — Falei animada indo até ele, deixei um beijo em sua bochecha rapidamente. — Eu trouxe os três sabores do bolo que ficamos em dúvida, quero que você experimente e opine também já que você é o noivo. 

— Sério? Uau! — Olhou para o pacote, entreguei em suas mãos o mesmo. — Obrigado, amor, sério. 

— Eu sei que você gostaria de participar desses preparativos, tudo que eu puder lhe incluir eu irei, menos o vestido. 

— Ah! — Murchou fingindo tristeza, Taehyung sentou na mesa do quarto e abriu o pacote pegando as fatias. 

— Qual você gosta mais? — Perguntei parada ao seu lado. 

— Este aqui. — Apontou e me ofereceu uma garfada, experimentei notando ser o que eu havia escolhido junto a Rose.  

— Esse é muito bom mesmo, foi o escolhido. — Comentei. 

— Sério? Que ótimo, ele é suave e não muito doce.  

— Sim, por isso o escolhi, nosso bolo será gigante. — Sentei em sua perna. — Estou animada. 

— Também estou, a decoração que Rose está preparando é linda, mal posso esperar! — Beijou minha nuca, Seo-Yun começou a chorar e eu levantei rapidamente. — Ela anda muito chorosa, quando será que essa crise acaba? A madrugada está complicada.  

— Não sei. — Suspirei e encarei Taehyung. — Você não está conseguindo descansar, não é? Estive pensando nisso, seria melhor eu dormir com Seo-Yun em outro quarto, você precisa estar disposto para as apresentações. 

— O quê? — Taehyung praticamente gritou. — Óbvio que não! Eu sou pai dela, como vou despachar vocês para outro quarto? Isso não faz sentido, eu tenho que lhe ajudar a cuidar de nossa filha, amor. 

— Tudo bem, vou amamentar ela e depois você a faz arrotar e dormir? — Taehyung concordou. 

Me sentei na poltrona e encaixei Seo-Yun em meu peito, esses dias a amamentação estava mais difícil, ela se negava a mamar e ainda mamava pouco, o tempo de amamentação dobrou e em uma hora que eu conseguia amamentar completamente. 

— Vou tomar banho, sim? — Entreguei Seo-Yun para o Kim. 

— Tudo bem amor. — Sorriu para mim antes de começar a cantar para nossa filha. 

Entrei no banheiro e me despi, tomei uma ducha morna e sequei meus cabelos os deixando lisos, coloquei somente uma camisola de seda branca com um roupao do mesmo material por cima deixando aberto. Hidratei a pele e o rosto antes de voltar para o quarto e ver que Taehyung estava deitado na cama assistindo televisão. 

— Ela dormiu? — Perguntei. 

— Sim, faz pouco tempo. — Respondeu, deitei ao seu lado e senti seus braços puxarem meu corpo mais para perto. — Cheirosa. — Murmurou ao enterrar a cabeça na curvatura do meu pescoço. 

— Lindo. — Beijei seus cabelos, abracei seu corpo e passei uma perna por cima de Taehyung sentindo seus braços me segurando.  

— Como vão as coisas no escritório? — Me olhou e eu entendi sua pergunta, afinal ele havia comentado sobre eu me demitir. 

— Não sei, estou de licença maternidade. — Falei. — Você quer saber sobre minha demissão? Eu irei pedir assim que voltar. 

— Vai pedir mesmo? — Beijou meu pescoço. 

— Sim, vou ficar somente com meus trabalhos de modelo e meus investimentos que rendem, preciso cuidar de Seo-Yun e não quero perder o crescimento dela. 

— Ah. — Murmurou triste.  

— O que foi amor? Você não precisa ficar assim, ok? É o seu trabalho, quando ela crescer vai se orgulhar muito de você. Eu me orgulho muito de você, entendeu? — Taehyung sorriu fofo antes de me apertar em seus braços. 

Quando Taehyung terminou de comer nós arrumamos o quarto para poder receber os membros essa noite e confraternizar em harmonia, combinamos que seria algo de leve já que nossa filha está dormindo. 

A comida chegou junto aos champanhes e os membros logo em seguida assim como Rose, nós fechamos uma parte do quarto onde deixamos Seo-Yun dormindo onde ela não ouviria tanto o barulho. 

— Lis! — Jin me abraçou. — Como vai nossa mamãe? Seo-Yun anda dando trabalho? 

— Ela está na crise dos três meses, mas está tudo bem! — Sorri. 

— Mas então não preciso contar a vocês que Bang finalmente encontrou uma babá? — Namjoon anunciou e eu grunhi feliz. 

— Isso é ótimo! — Comemorei. — Preciso de ajuda para cuidar dela, as vezes não consigo fazer meu jantar quando ela está chorando, preciso de uma profissional. 

— Bang disse que ela começa assim quando você retornar à Coréia. — Namjoon informou. 

— Lis retorna em duas semanas após experimentar os vestidos e com isso acabou, depois tudo poderá ser escolhido a distância, os convites logo serão enviados! 

— Mal posso esperar! — Hoseok falou animado. — Vai ser tão lindo o casamento de vocês, estou ansioso pelo terno de padrinho. 

— Estou ansioso pelo cardápio, Rose disse que hoje degustou e estava ótimo. — Jimin disse. — O bolo vão ser quantos andares? 

— Sete. — Respondi e ouvi um uau. 

— Nossa será gigante! — Jeongguk falou. — Será meu maior furo da dieta em anos, mas vale a pena.  

Continuamos a conversar enquanto jantávamos, eu fiquei bebendo somente suco e Taehyung preferiu me acompanhar já que eu não posso beber. Seo-Yun chorou um tempo depois e eu a amamentei a fazendo arrotar, Hoseok a pegou no colo e tentou a fazer dormir enquanto  Taehyung palpitava ao seu lado. 

A criança dormiu um tempo depois e Hoseok a levou para o berço junto ao Jeon que cantou baixinho para a mesma, depois de um tempo todos foram embora e Taehyung e eu podemos descansar. 

A madrugada foi difícil com Seo-Yun chorando, Taehyung tentava me ajudar, mas era muito complicado cuidar da mesma. Fizemos de tudo e após três horas conseguimos fazer a neném dormir novamente. 

Pela manhã, Taehyung saiu cedo já que iria se apresentar, enquanto eu só sairia pela tarde experimentar meu vestido e visitar o local do casamento antes de voltar para a Coréia do Sul. Seo-Yun acordou pelo meio-dia e eu a amamentei e fiz dormir novamente antes de tomar um banho e me arrumar para sair. 

Desci com Seo-Yun no carrinho e encontrei Rose no saguão, fomos direto para a loja de noivas e deixei Seo-Yun aos cuidados de minha melhor amiga enquanto entrava no provador, eram muitos modelos e tecidos para escolher. 

Acabamos nos apaixonando por vestido brilhoso com pedrarias e uma calda longa, era bem armado e volumoso enquanto possuía um detalhe nos ombros caídos. O vestido brilhava e me deixava como uma princesa, o véu branco e super longo com detalhes brilhosos mais simples combinariam com uma tiara de diamantes que eu escolhi na joalheria da loja. 

— Taehyung vai chorar muito ao ver você nesse vestido, assim como eu estou chorando. — Rose falou segurando o celular onde minha mãe assistia a escolha do vestido também chorando.  

— Os ajustes estarão prontos duas semanas antes da data do seu casamento, precisamos que você venha experimentar. 

— Certo, muito obrigada. — Me encaminhei até o balcão junto a minha filha e Rose. — Débito, por favor. 

— Casamento é caro hein! — Rose comentou enquanto saíamos da loja. 

Após isto, fomos para o local do casamento para assinar o contrato de locação e explicar para o designer que nos esperava como seria a decoração, Rose fora firme com ele e lhe explicou detalhe por detalhe e eu somente observava enquanto ninava Seo-Yun. 

Com tudo finalizado, estava na hora de voltar para casa e cuidar do restante de nossa casa, assim como Taehyung viajaria na segunda-feira para outro local realizar shows. Eu estava animada com meu casamento e sentia como se eu fosse uma princesa que receberia a coroa naquele dia. 


Notas Finais


A fanfic já está na reta final, vamos nos despedindo dela!
Mas com isso já tenho outra publicada em meu perfil que está em andamento:

Jeongguk sempre usara roupas de manga longa que tampassem até suas mãos, os moletons longos e largos para esconder da faculdade seu corpo tatuado e definido, já as calças justas marcavam as coxas fartas e definidas do mesmo mostrando um pouco do que ele era a noite. Não que ele seja o cara mais desejado dessa faculdade, longe disso, Jeongguk é alguém comum aqui, mas isso porque ninguém o viu como eu vi.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/faces--jeon-jeongguk-21073216


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...