História A Nossa Seleção - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias A Seleção, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Anna Farmer, Anne, Ashley Brouillette, Aspen Leger, Carter Woodwork, Chloé Bourgeois, Emilie Agreste, Félix, Gabriel Agreste, Gavril Fadaye, Kagami Kyoko Tsurugi, Lila Rossi (Volpina), Lucy, Luka Couffaine, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Marlee Tames, Mary, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Princesa Nicoletta, Sabine Cheng, Tom Dupain
Visualizações 9
Palavras 664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais uma agorinha

Capítulo 2 - The Girl


–...prazo de duas semanas para decidiram se iram desputarem pela minha mão nessa incrível Seleção - falo o príncipe pela televisão

Esse príncipe tá de sacanagem né?!?

Uma Seleção?

– Ele é tão lindo - suspirou Gabryela – Você não acha Mari?

– Não, não acho - respondi – E não vou participar

– Por que não? - perguntou Marc

– Porque isso é falta do que fazer - respondi como se fosse a coisa mais óbvia do mundo

– Bom... - disse Luka quebrando o silêncio que havia se instalado – ...melhor eu ir, já está ficando tarde

– Tudo bem querido - disse tia Vavilda levantando e lhe dando um abraço – Volte mais vezes tá bom

– Sim senhora - disse retribuindo o abraço

– Eu te acompanho até a porta - falei me levantando do chão – Vomos?

– Por que não participa? - perguntou Luka assim que abri a porta

– Eu não quero participar - falei num tom mais baixo – Você sabe oque eu...

– Eu sei pequena, mas você sabe que as coisas estão corridas pra mim, o teste é essa semana ainda, e estou treinando sem parar. - deu uma pausa e continuou – Você melhor que ninguém sabe como eu quero isso...

E como eu sabia... Luka sonhava em ser da Guarda Real desde pequeno, ele vivia dizendo que quando crescesse protegeria toda a família real dos rebeldes

– Me prometa que vai se escrever - pediu

– Oque não, eu não vou me escrever - respondi balançando as mãos dizendo que não

– Por favor... Mari

– Eu... Tá bom - cedi – Prometo que  vou me escrever então

***

Meu pior pesadelo acabará de chegar pelo correio.

O maldito pedaço de papel que provavelmente irá mudar a minha vida ou talvez não, minhas chances são de uma a um milhão.

Eu poderia jogar fora, e fingir que esse envelope nunca chegou até nossa residência

Mas eu prometi ao Luka que me escreveria na Seleção...

Mas eu não suporto ser obrigada a fazer nada, se eu me escrever nessa droga, não irei mas ter liberdade — como se eu tivesse alguma — entre outras coisas...

Sem querer ofender o príncipe mas já ofendendo, ele parece se um pouco/muito mimado e fresco. Só pelos Jornal Oficial eu achei ele forçado...

Estava encarando o pedaço de papel em minhas mãos, me deu um vontade enorme de amassar o papel, queimar, jogar fora tanto faz não queria fazer parte da quela brincadeira que chamam de Seleção

Respirei fundo e entrei dentro de casa, não falei nem com a minha mãe e fui assina logo a carta, queria acabar logo com meu futuro sofrimento

– Oque é isso filha? - perguntou tia Vavilda, ela sempre teve mania de chamar eu e meus irmãos de filhos – É oque eu estou achando?

– Se você está achando que é meu pior pesadelo... Achou certo - falei ainda assinando a carta

***

Já faz uma semana desde que eu entreguei aquele inferno em forma de carta e uma semana que o Luka tinha ido "embora"

Eu não conseguia ficar longe dele, Luka era muito especial pra mim. Ele que me ajudava quando eu estava triste, ele quem cuidava de mim quando estava doente entra varias outras coisas... E ele quem estaria me acalmando agora, pois estou uma pilha de nervos

E se eu for selecionada?

E se houver um ataque rebelde e ele não estar aqui pra me proteger?

Não que eu tenha que ser protegida, só que as vezes que teve ataque ele me ajudava a acalmar o Marc e Gaby

Só espero que eu não seja selecionada, quem iria cuidar dos meus irmãos?

Claro tem a minha tia, mas ela trabalha muito pra botar dinheiro dentro de casa

– Tira isso da sua cabeça minha filha - disse a mais velha alisando meu cabelo – Vai dar tudo certo, e também as meninas que forem selecionadas vão ganhar uma boa quantia, cada semana que ficar no castelo

Eu realmente não havia pensado nisso. Posso ser selecionada e tentar ficar um tempo pra conseguir uma boa quantia pra minha família e aproveitar o máximo a comida de lá

.

.

.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...