História A nova e confusa exorcista. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias D.Gray-man
Personagens Allen Walker, Bookman, Cross Marian, Froi Tiedoll, Howard Link, Komui Lee, Lavi, Lenalee Lee, Miranda Lotto, Nea Walker (14º), Personagens Originais, Road Kamelot, Tyki Mikk, Yu Kanda
Tags Comedia, Drama, Kanda Yuu, Mistério, Personagem Original, Personagem X Oc, Romance, Suspense, Universo Alternativo
Visualizações 16
Palavras 2.573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então depois de quase uma vida eu apareço dos mortos com capitulo novo, o que quer dizer que eu finalmente consegui um notebook novo (PALMAS). Vou tentar normalizar os capítulos meus caros leitores fantasmas.
Antes de tudo: Luiz20012006, PedrolucasYT, MrsSakamaki, difa, YunaTsukinami e Katiele14 OBRIGADO POR FAVORITAREM!
(Acho incrível terem favoritos quando fiquei meses sem postar)
Enfim seguindo em frente. Espero que gostem!

Capítulo 19 - Capítulo 18: O Inicio da noite.


  Sophie Pov:
            - Kanda...calma – Falei entre os beijos.
           - Eu não consigo! A culpa é sua! Não devia me provocar desse jeito! – Praticamente gritou enquanto pressionava mais seu corpo contra o meu.
            - Mas...eu não provoquei você... – Provoquei?
            °~
            - Lenalle...eu to cansada. – Falei me sentando na cama do quarto de Lenalle, ao qual fui levada por Kanda por alguma razão.
            - Mas Sophie você tem que ficar magnifica hoje a noite. Tem que fisgar o Kanda!
            - Kanda não é peixe.
            - Ai é modo de falar! O que eu quero dizer é: Fique linda, atraia a atenção do Kanda e conquiste o coração dele.
           Toda a atenção do Kanda já esta virada pra mim – Ciumento como é – e já conquistei o coração dele – de acordo com a explicação de Link sobre casais.
           - Só me resta ficar bonita...
           - Que bom que entendeu!
           - O que? – Tava falando comigo mesma.
           - Eu sei que vocês foram feitos um pro outro. Se você mostrar o quão bonita pode ser com certeza ele não te escapa!
         Na verdade eu poderia pega-lo fácil usando bolinha e tenho a chave do quarto dele. Ele não me escapa mesmo. Mas a Lenalle ta tão empolgada...
          - Por que ta tão animada com isso?
          - Quero muito que fiquem juntos! – Já estamos – Afinal Sophie você é muito especial.
          - Especial?
        - Sim. Antes de você chegar Kanda sempre foi afastado e mal humorado, bem não mudou tanto assim, mas ele não esta mais tão antissocial, se senta com a gente no refeitório, já conversou de verdade com a gente e eu já vi ele sorrindo pra você! Então vocês tem que ficar juntos!
           Pra mim Kanda não mudou, mas se ela ta falando...
        - Foi você Sophie que provocou essas mudanças nele, ele se aproximou de você e é todo ciumento pro teu lado – Eu achava que milagrosamente ninguém tinha notado os ciúmes óbvios de Kanda,afinal ninguém nunca desconfiou da nossa relação – Ele te adora, só ainda não percebeu isso, mas é só demonstrar que é uma bela mulher que isso muda.
           O Kanda não percebeu que me adora?
           Memorias do que aconteceu desde o dia que ele me beijou pela primeira vez me vieram a mente.
           Diria que ele gosta de mim até demais, se ele não gostasse não o deixaria me tocar como toca.
          Na verdade se ele for assim quando não sabe que me adora, temo que ele mate todo homem que fizer contato visual comigo quando notar.
           - Aqui experimenta esse.
           Lenalle me entregou um vestido vermelho colado e curto, bem curto.
           - Tenho a ligeira impressão de que Komui teria um ataque se me visse vestida com essa roupa...e o Tiedoll...e o próprio Kanda...
           Olhei para Lenalle que parecia pensar no assunto.
           - Tem razão, não tem como você entrar vestida com essa roupa sem causar pânico nos rapazes.
           - Como você pode ter uma roupa tão curta tendo Komui como irmão?
           - Claro que ele não sabe, eu compro escondido.
           - Pra que?
           - Para caso surja o príncipe dos meus sonhos eu tenha como chamar a atenção dele.
          Olhei do vestido para Lenalle. Como é que usar uma roupa curta e apertada serve pra chamar a atenção de um homem? Não entendo, mas sei que não posso usar roupas curtas como essa, afinal Kanda já havia me falado uma vez.
           - Lenalle, não da pra pegar qualquer vestido e ir logo com isso?
           - Sophie você tem que ir com a roupa perfeita!
           - Eu vou pegar uma roupa, e vai ser com essa que eu vou.
           Disse enquanto mostrava uma blusa de alças finas lilás, a blusa era bem solta como se fosse um vestido pequeno e um short preto.
           - Mas Sophie!
           - Sem discussão!
           - ...certo.
          Ela apenas concordou meio assustada e cabisbaixa. Já estávamos aqui a duas horas, com Lenalle me forçando a colocar vestidos e a festa já tinha até começado dava pra ouvir a musica ao longe.
           - Vou me trocar.
           - Pelo menos me deixa arrumar seu cabelo.
           - Isso vai demorar?
           -...Não?
          Olhei chateada pra ela. Por que tinha que demorar tanto? Kanda não demora pra se arrumar, eu não demoro pra me arrumar... Pra que essa demora só por ser uma festa? A única coisa que muda é o tipo de roupa que se usa, não?
           - Que seja, só se apresse Kanda deve estar irritado me esperando.
           - Incrível você tê-lo convencido!
          Quase falei que ele tinha dito que ia por conta própria, mas senti que isso apenas prolongaria minha estadia naquele quarto e eu queria saber logo como era uma festa, então fiquei calada.
            Kanda Pov:
           Levei Sophie até Lenalle para que ela explicasse todas as duvidas dela. Não estava com paciência pra isso sendo que daqui a pouco vou ter que suportar barulho, gente bêbada, brigas e entre outras coisas que ocorrem nessas festas.
            Tomei um banho e peguei uma muda de roupa qualquer, afinal eu sempre estou de uniforme a não ser nas minhas folgas que raramente acontecem.
             Acabou sendo uma camisa de mangas longas preta, uma calça jeans rasgada, cinto de couro e umas botas pretas. Bem casual, mas até onde sei essa festa não tem tema.
          Quando cheguei ao pátio, era realmente inacreditável. Eles sempre, sempre levam festas a sério. O pátio agora esta cheio de decorações, mesas, comes e bebes, caixas de som ENORMES, uma mesa de DJ e tem luzes no teto. Isso virou uma boate em menos de 40 minutos que foi o tempo que levei pra me arrumar.
               Eles levam festa MUITO a sério.
               - Yo!
               Alguém bateu no meu ombro e eu reconheci a voz.
               - Cross... - Falei entre dentes.
               - Nossa que mau humor.
               - Talvez seja porque você teve uma pequena fuga com a minha namorada?
               - Então agora admite?
               - Ela já me contou tudo.
               - Tudo?
               - Tu-do.
               Olhei-o com raiva e ele sorriu sem graça.
               - Ah, deixa, eu não faria nada com alguém que já tem dono.
               - Me engana que eu gosto.
               - É sério.
               - Como diabos você já ta de pé? A gente arrebentou você todo.
               - Tenho meus truques.
               - Melhor não usa-los com a ruivinha.
               - Olha, ele já até tem até apelido carinhoso com a namorada.
               Trinquei os dentes, esse cara ta abusando.
              - Calma se divirta é pra isso que eu lancei essa festa pra me desculpar com vocês, e também – Se aproximou e sussurrou – Com a musica alta e bebidas, o povo todo vai estar distraído e não vai procurar pessoas desaparecidas...
               -...O que esta insinuando?
             - Nada. Casal jovem, ocupado, hormônios, tensão sexual, pouco tempo juntos e sozinhos, pessoas que ficam no caminho. Não é lá uma combinação que permita momentos mais íntimos, não é?
               Detesto quando esse cara tem razão.
               - E festa é aquilo que esse povo mais adora e a distração perfeita não acha?
               -...
              - Olha não fica cismado, eu to fazendo isso pela Sophie mesmo. Ela é uma garota esperta e se esta com você é porque gosta e deve querer ficar com você o máximo possível mesmo que não admita ou saiba. E também pra não atiça-la de novo pois ela pode ser um perigo – Não posso discordar – É melhor ganhar uns pontos positivos antes que ela fique contra mim.
               -...Que seja.
               - Enfim aproveite, vou indo.
               Falou isso apressado quando percebeu um grupo de mulheres próximo. Tch, miserável.
               - Ei Yuu!
               O coelho se aproximou junto do Moyashi.
               - E pensar que viria Kanda, aposto que é por causa da Sophie.
              - Claro – Não nego, todo mundo sabe do meu carinho com ela, mas não desconfiam que temos uma relação, inacreditável – Tenho que mante-la longe de certos sujeitos – Olhei acusadoramente para Lavi e Cross.
              - Concordo plenamente. – Disse Moyashi enquanto olhava do mesmo jeito para os dois, com um pouco mais de raiva para Cross.
              - Ei que é isso vocês dois, vocês deviam ser rivais! – Lavi exclamou ao perceber nosso olhar.
              - Podemos até ser rivais, mas temos um objetivo em comum, que é proteger uma garota inocente de gente como vocês.
             Só pude concordar.
            Depois disso a musica – Alta pra caramba – começou a tocar, e todos conversaram, comeram, beberam, dançaram entre outras coisas. E eu fiquei lá por quase duas horas esperando a ruivinha que nunca chegava.
             - Lenalle e Sophie estão demorando – Falou Moyashi enquanto tomava mais um copo, sim bebida alcoólica, a resistência dele é melhor que a minha não estamos nem perto de ficar bêbados.
            - Sophie esta com Lenalle, já a Lenalle sei lá. – Falei também tomando um pouco do meu copo, Lavi já estava bêbado e falando mais bobagem que o normal.
             - Olha lá – Falou o bêbado – As gatinhas chegaram!
             Olhamos para onde ele apontou antes de cair sobre a mesa rindo e lá estavam elas – finalmente –  vindo em nossa direção.
            Eu ainda estava bebendo do meu corpo, mas quando Sophie chegou perto o suficiente o conteúdo começou a escorrer pelo canto da minha boca.
              Ela estava provocante. Totalmente diferente do estilo Lollita ou fofinha que normalmente usa.
           Usava uma blusa Lilás que é mais apertada na área dos seios e com o tecido solto no resto, um short preto, meia calça cinza com estrelas pretas em escadinha dos lados e uma bota preta com salto pequeno que ia até um pouco acima da canela. O cabelo normalmente solto estava agora preso em um rabo de cavalo encaracolado baixo que ela deixou por cima do ombro.
            Já Lenall-DANE-SE A LENALLE! Eu só me importo com a ruivinha, além do mais Allen já esta babando por ela como eu estou pela ruivinha, não preciso prestar atenção!
              Sophie se sentou ao meu lado e Lenalle ao lado de Allen.
              - Desculpe o atraso meninos, estávamos nos arrumando.
              - Ahn...
              Allen parecia que tinha dado uma pâni no cérebro dele com o olhar vidrado em Lenalle. Eu olhava ruivinha já com o copo abaixado.
              - Você esta...bem diferente...
              - SÓ ISSO QUE TEM A DISSER! – Lenalle parecia indignada comigo.
              - Eu que escolhi. – E ruivinha a ignorou assim como eu.
              - Nada mal.
              Foi então que vi a pequena mão tentando alcançar um copo de bebida, e rapidamente a impedi.
              - Não!
              - Porque?
              - Não quero você bêbada, especialmente com esse povo por perto.
             Olhei para Cross, mas ele estava muito ocupado com um grupo de mulheres, já Lavi...Ué cadê a criatura?
              - SOPHIE!!! –Ouvi a voz bem ao meu lado – Você esta linda!
             Quando olhei para o lado da ruivinha a vi sendo abraçada pelas costas por Lavi e meu sangue ferveu.
             - Não quer mais viver?!
             Perguntei ameaçadoramente enquanto segurava a gola da camisa dele, e bêbado como estava apenas riu.
             - Kanda se acalme! – Lenalle pediu mais eu não quis ouvir – Allen-kun vamos levar o Lavi pra tomar um ar, sim?
            - Ahn...- O dano no cérebro desse ainda não foi consertado.
            - Vamos! – Ela deu um jeito de tirar Lavi de perto de mim e puxou Allen junto e sumiu no meio das pessoas.
            - Tch! Maldito! – Me sentei de novo.
            - Não precisava disso.
            - Por que você deixa os pervertidos te abraçarem tão fácil?!
            - Ele não ia fazer nada demais Kanda.
            - Ta sei.
            Viu, esse é um dos motivos de não gostar de festas. Bêbados!
          Fui tirado dos meus pensamentos pela sensação quente e molhada que foi do meu queixo até a borda da minha boca. Me assustei e quando vi tinha sido ato de certa ruiva.
            - É forte.
            - Que foi isso Sophie?!
            - Queria saber o gosto dessa bebida.
            - E tinha que lamber do meu rosto?!
            - Você me afastou todos os copos da mesa.
            - Mas isso caiu da minha boca quando eu babe – Cortei minha frase envergonhado, ia falar que tinha babado por ela.
           - Não tem problema já provei a sua saliva assim como você provou a minha.
          Como ela consegue falar essas coisas assim?! Sorte que a musica ta alta.
           - Kanda também – Olhei pra ela – Esta diferente – Ela se referia a minha roupa, soube disso quando ela passou a mão pelo meu braço – Ficou bonito.
           Ela ta fazendo isso de proposito? Não é preciso muito pra essa garota me fazer perder o controle normalmente e agora ela ta agindo desse jeito?! Era o álcool? Não, não estou bêbedo, bebi muito pouco.
             - O que foi Kanda?
             - Não...nada.
           Ela começou a comer alguns petiscos que tinham na mesa e eu percebi estar mais atento a ela do que o normal. Ao corpo dela, cada movimento que a boca fazia. Acho que estou em transe e piorou ainda mais quando ela lambeu os lábios para tirar umas migalhas.
            Meu olhar começou a abaixar e nesse momento a voz dela me tirou do transe.
            - Kanda.
            - Hum?
            - O que esta olhando?
            - Ahn...
           Acho que agora sei como Moyahi estava se sentindo. Deu dano cerebral. Ela ficaria chateada se eu dissesse que eu estava olhando o corpo dela e imaginando como ela ficaria sem toda aquela roupa e as coisas que eu faria com ela? Provavelmente não. Mas não tenho a coragem de admitir.
            Ela olhou aonde o meu olhar estava fixado até uns momentos atrás, os seios dela. E então por algum motivo segurou as alças da blusa.
            - Da pra notar?
            - O que?
            - Que não estou usando sutiã.
            - ...Ahn?
           - Eu ia usar, mas ia ficar muito apertado e a parte de cima da blusa é apertada por si só então Lenalle disse que deixava no lugar e não precisava então não usei.
            Tendo terminado de dizer isso ela puxou as alças pra cima e depois soltou fazendo os seios balançarem de leve devido ao aperto.
             ...
            QUE SE DANE TUDO!
            - Vem!
           Quase gritei antes de me levantar e puxar ela pro primeiro lugar deserto que eu encontrasse.
           Sophie Pov:
           - Kanda? – Chamei enquanto ele me puxava pra longe da festa por algum motivo.
          Ele parecia procurar algo, sempre que virávamos um corredor ou íamos para algum canto e achávamos alguém conversando, bebendo, vomitando ou se pegando ele praguejava e voltava a me puxar.
           Queria entender por que.
          Quando viramos mais um corredor fui jogada na parede com um pouco de violência, mas não doeu de verdade e fui beijada antes que pudesse ter qualquer reação.
           Ele me beijou como hoje de manhã, mas muito mais feroz e rápido. Tentei acompanhar, mas não consegui e rapidamente perdi o fôlego, no entanto ele não parou continuou os beijos quase sem dar espaço ao ar.
           - Kanda...calma. – Falei entre os beijos.
           - Eu não consigo! A culpa é sua! Não devia me provocar desse jeito! – Praticamente gritou enquanto pressionava mais seu corpo contra o meu.
           - Mas...eu não provoquei você... – Provoquei?
           - Sophie!
           Ele enfim parou os beijos, o que me permitiu respirar, olhei para os olhos dele e tinham um brilho diferente do normal.
           - Eu não aguento mais...quero você agora.
         Pediu quase em tom de suplica, não entendi o que foi isso do nada. Tudo bem que varias vezes ele me agarrou em vários lugares diferentes, mas ele nunca tinha pedido por mais ou pareceu me desejar tanto quanto agora.
           Tirando as duas ultimas vezes...mas dessa vez é diferente.
           -...Se for com você tudo bem.
           Foi o que disse com toda a certeza antes de voltar a beija-lo.
 


Notas Finais


Então é isso espero que tenham gostado do capitulo.
Já da pra imaginar o que vai acontecer em seguida não é?
Descubram próxima terça...provavelmente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...