História A Nova Geração - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Maria_Olaf_ON

Postado
Categorias Sou Luna
Visualizações 79
Palavras 1.595
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii Gente!
Mais um capítulo e esse é dos grande!
Espero que gostem porque aí vem bomba!
Boa Leitura!

Capítulo 5 - Sentiram minha falta?


Fanfic / Fanfiction A Nova Geração - Capítulo 5 - Sentiram minha falta?

Mansão Valente Balsano 7:30 AM

Bianca P.O.V

Acordei com uma sensação estranha, mas ignorei e fui me arrumar pro Blake. Desci as escadas correndo pois ja estava atrasada, peguei uma maçã dei um beijo nos meus pais entrei no carro em direção ao Blake. Chegando lá.

Valu- Bom dia Amiga!- diz alegre.

Bianca- Bom dia! Animada pro Open?- pergunto ja dando pulinhos. Ela rir.

Valu- Muito! É hoje, vou cantar minha música.- diz animada.- Eu ouvi dizer que são duas convidadas!- a olho confusa.

Bianca- Mas a Juliana disse que era apenas uma...

Valu- Pois é! Mas sabe o Noah?- a olho maliciosa.

Bianca- Teu crush?- Ela me dá um tapa fraquinho no braço e eu riu.- Agressiva!

Valu- Posso falar?- assinto ela continua.- Então o Noah trabalha la na lanchonete do roller como você sabe...- faço um gesto com as mãos pra que ela prossiga.- Ele disse que a Juliana disse isso SÓ pra fazer suspense!

Bianca- Nossa! Ai quem será?- O mau pressentimento volta e Valu parece perceber.

Valu- Você tá bem Bianca?-pergunta preocupada.

Bianca- Tô sim, vamos pra aula!

Valu- Ok.- e fomos em direção a nossa sala.

..................................................................

Mansão Smith Álvares

Jay P.O.V

Depois do Blake volto pra casa pra ensaiar minha música. Eu vou cantar uma música que não é minha, mas vale tudo no Open então...

Depois de algum tempo ensaiando chega a hora do Open e eu sinto um mau pressentimento mas o ingnoro e sigo até o roller. Depois de alguns minutos chego lá e todo mundo ta sentado em uma mesa. Vou me sentar com meus amigos, Luccas e Tomás.

Luccas- Até que fim você chegou!- diz e fazemos um toque, em seguida faço o mesmo com Tomás.

Jay- Para com o drama, nem demorei tanto!- digo rindo.

Tomás- Agora parem vocês dois, ja vai começar!

Jay/Luccas- Tá bom "Mamãe"!-rimos.

Bianca P.O.V

Ai meu jesuizinho, eu to muito nervosa. É a primeira vez que eu vou cantar em público. Mas é isso vamos lá. Eu fui até a mesa dos meus pais pra esperar ser chamada.

Luna- Ai meu amor você ta tão linda! Acho que vou chorar.- diz e abraçando e eu riu.

Matteo- Tá linda filha, vai ser a melhor, como seu pai claro!- diz e rimos.

Bianca/Luna- Convencido!

Matteo- Realista!

Juliana- Boa noite a todos! Quero agradecer a presença de cada um neste Open pois ele é o primeiro Open Music do ano. Vamos começar com o... JAY!- Diz e todos aplaudimos.

Ele começa a cantar.

Jay- Eu achei que já havia me machucado antes

Mas nunca ninguém me deixou tão ferido

Suas palavras cortam mais do que faca

Agora preciso de alguém para me trazer a vida

Sinto que estou afundando

Mas eu sei que conseguirei sair vivo

Se eu parar de te chamar de meu amor

E seguir em frente

Você me vê sangrar até que não possa mais respirar

Eu estou tremendo, caindo de joelhos

E agora que estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

Estou tropeçando em mim mesmo

Sofrendo, implorando por sua ajuda

E agora que estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

Assim como uma mariposa é atraída pelo fogo

Oh, você me atraiu, eu não podia sentir dor

Seu coração amargo e frio ao toque

Agora vou colher o que eu plantei

Estou sozinho com a minha raiva

Sinto que estou afundando

Mas eu sei que vou conseguir sair vivo

Se eu parar de chama-la de meu amor

E seguir em frente

Você me vê sangrar até que não possa mais respirar

Eu estou tremendo, caindo de joelhos

E agora que estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

Estou tropeçando em mim mesmo

Sofrendo, implorando por sua ajuda

E agora que estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

Agulha e a linha

Tenho que tirar você da minha cabeça

Agulha e a linha

Vou acabar morto

Agulha e a linha

Tenho que tirar você da minha cabeça

Agulha e a linha

Vou acabar morto

Agulha e a linha

Tenho que tirar você da minha cabeça

Agulha e a linha

Vou acabar morto

Agulha e a linha

Tenho que tirar você da minha cabeça, tirar você da minha cabeça

Você me vê sangrar até que não possa mais respirar

Eu estou tremendo, caindo de joelhos

(Caindo de joelhos)

E agora que estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

(E eu vou precisar de pontos)

Estou tropeçando em mim mesmo

Pedindo, implorando pela sua ajuda

(Implorando, baby, por favor)

E agora que estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

(E agora que)

Estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

(E agora que)

Estou sem seus beijos

Vou precisar de pontos

(Stitches-Shawn Mendes)

Todos batem palmas.

Juliana- E agora... BIANCA!-Todos aplaudem.

Então eu começo.

Bianca- Eles dizem

Que você não é boa o suficiente

Que você não é corajosa o suficiente

Que você deveria cobrir o seu corpo

Me dizem pra tomar cuidado com meu peso

Que tenho que pintar meu rosto

Ou então ninguém vai me querer

Por que dizemos isso para nós mesmos?

E ainda pior, um para o outro?

Por que dizemos isso para nós mesmos?

Nós temos que voltar à beleza

Temos que voltar à beleza

Todas estas palavras, começando guerras

Sobre quem pode machucar mais ao outro

Temos que voltar à beleza

(Volte, minha linda)

(Volte, minha linda)

Julgando quem amamos, julgando de onde viemos

(De onde viemos)

Quando isso se tornou tão normal?

Comemorar o ódio agora é algo comum

(Algo comum)

Quando isso se tornou tão normal?

Por que dizemos isso para nós mesmos?

E ainda pior, um para o outro?

Por que dizemos isso para nós mesmos?

Por que dizemos isso para nós mesmos? (Por quê?)

E ainda pior, um para o outro?

Por que dizemos isso para nós mesmos?

Nós temos que voltar à beleza

Temos que voltar à beleza (volte, oh)

Todas estas palavras, começando guerras

Sobre quem pode machucar mais ao outro

Temos que voltar à beleza

Nós temos que voltar à beleza

Temos que voltar à beleza (volte, oh)

Todas estas palavras, começando guerras

Sobre quem pode machucar mais ao outro

Temos que voltar à beleza

(Back to beautiful- Sofia Carson)

Todos aplaudem.

Juliana- E agora... VALENTINA- Todos batem palmas

Valu começa.

Valentina- No se si hago bien, no sé si hago mal

No se si decirlo, no sé si callar

Que es esto que siento tan dentro de mí

Hoy me pregunto si amar es así

Mientras algo me hablo de ti

Mientras algo crecía en mí

Encontré las respuestas a mi soledad

Ahora sé que vivir es soñar

Ahora sé que la tierra es el cielo

Te quiero

Te quiero

Que en tus brazos ya no tengo miedo

Te quiero

Te quiero

Que me extrañas con tus ojos

Te creo

Te creo

Y cuando te acercas no se como actuar

Parezco una niña me pongo a temblar

No se que me pasa, no se si es normal

Si a todas las chicas les pasa algo igual

Mientras algo me hablo de ti

Mientras algo crecía en mí

Encontré las respuestas a mi soledad

Ahora sé que vivir es soñar

Ahora sé que la tierra es el cielo

Te quiero

Te quiero

Que en tus brazos ya no tengo miedo

Te quiero

Te quiero

Que me extrañas con tus ojos

Te creo

Te creo

Que me extrañas; que me llamas

Te creo

Te creo

Te quiero

Te quiero

Ahora se que la tierra es el cielo

Te quiero

Te quiero

En tus brazos ya no tengo miedo

Que me extrañas con tus ojos

Te creo

Te creo

Que me extrañas, que me llamas

Te creo

Te creo

No se si hago bien, no se si hago mal

No se si decirlo, no se si callar

(Te creo-Violetta)

Todos aplaudem.

Juliana- Bom, agora vou fazer uma revelação, São duas convidadas!- Valu cochica um " Não disse" no meu ouvido e eu apenas rir.- E as nossas convidadas tem uma canal no YouTube! Elas são... Maria e Brenda do canal "Irmãs por acaso Tv"!- Todos aplaudem, eu não conheço esse canal. Elas sobem no palco e começam.

Maria- Esto es de verdad lo puedo sentir

Llegaste a mi y todo cambio

Y ahora por fin, sé lo que es amar

Mi destino es así, a tu lado volar

Tu mirada me estremece el alma

Eres para mi

Maria/Brenda- Un verdadero amor que llega al corazón

Si es de los dos es para siempre

Sin tiempos, ni razón, eres mi inspiración

Porque el destino fue más fuerte

Brenda- Mi felicidad llego junto a ti

Y mi corazón, ya es pura emoción

La luz que me das, puede iluminar

El camino de a dos que empezamos andar

Son tus ojos la luz de mi cielo

Solo para mi

Brenda/Maria- Un verdadero amor que llega al corazón

Si es de los dos es para siempre

Sin tiempos, ni razón, eres mi inspiración

Porque el destino fue más fuerte

Un verdadero amor que llega al corazón

Si es de los do es para siempre

Sin tiempos, ni razón, eres mi inspiración

Porque el destino fue más fuerte

Un verdadero, verdadero, verdadero amor

Es para siempre, es de los dos, sin tiempo ni razón

Un verdadero, verdadero, verdadero amor

Es mi destino, es de verdad, todo mi inspiración

Verdadero amor

Un verdadero amor que llega al corazón

Si es de los dos es para siempre

Sin tiempos, ni razón, eres mi inspiración

Porque el destino fue más fuerte

Un verdadero, verdadero, verdadero amor (es más fuerte)

Un verdadero, verdadero, verdadero amor (es más fuerte)

Un verdadero, verdadero, verdadero amor (es más fuerte)

Un verdadero, verdadero amor (es más fuerte)

(Solo para ti- Sou Luna)

Todos aplaudem a aquela sensação estranha volta. Olho para meus pais eles parecem... assustados.

Luna- Mãe, pai!- Eles não responderam.

Jay P.O.V

Quando eu ouvi aquela moça, a Maria cantar sentir algo estranho. Aquela loira mecheu comigo apenas com seu canto. Ela é tão linda... Perai será que eu tô apaixonado? Não é possível eu nem a conheço... minha cabeça está uma bagunça. Aquela sensação estranha voltou quando aquela outra moça, a Brenda começou a cantar. Sei lá o que eu senti, não sei o que deu em mim mas fui falar com aquela loira.

Jay- Oi eu sou o Jay!- digo quando me aproximo ela sorri e diz.

Maria- Ah oi Jay, eu sou a Maria!- apertamos as mãos.- Você canta muito bem!

Jay- Obrigada você também tem uma voz linda!- digo e ela abre mais o sorriso.

Maria- Bom Jay, tenho que falar com meus pais até logo!-me da um beijo na bochecha e sai me deixando com cara de novo.

Maria P.O.V

Finalmente vou falar com meus pais depois de tanto tempo. Senti muitas saudades, mas quando descobri que eles tinham outra filha voltei pra conhecer minha irmãzinha. 

Chego perto deles e eles estão confusos.

Maria- Oi Mamãe, papai! Sentiram minha falta?- digo e eles gelam.




Notas Finais


Abaixa que é tiro!
Linda né, essa Maria?
Eu apareci na fic! Uhuu
(Eu sou a Brenda)
Comentem e favoritem!
Até a próxima!
Beijinhos no ar😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...