1. Spirit Fanfics >
  2. A nova irmãzinha de 2-D >
  3. Encontrando ela...a Paula Cracker

História A nova irmãzinha de 2-D - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Taí mais um capítulo,espero que gostem e me perdoem se ficou curto.

Capítulo 3 - Encontrando ela...a Paula Cracker



--Russel on--

Acordei bem cedo e vi Stu carregando suas malas,enquanto sua mãe o esperava na porta.

Ele passou por mim e nos abraçamos bem forte.Ele chorou um pouco e confesso que rolaram umas lágrimas dos meus olhos.

Russel=Se cuida,amigão,vou sentir muitas saudades.-passei a mão em seus cabelos.

Stuart=Eu também Russ,cuida do Murdoc,não deixa ele fazer nenhuma besteira,ok?-ele sorriu e eu retribui.

Russel=Pode deixar comigo,amigão!Me liga quando chegar em casa,mano!O Del já te mandou um abraço.-não queria invocâ-lo pra não assustar a mãe do Stu.

Fui até meu quarto e deitei,suspirando e pensando nele.

Quando ele vai voltar?Não quero perde-lo,não vou suportar perder mais nenhum amigo meu.Stu não consegue se cuidar direito.Quando ele estava feliz,era um novo homem.Mas isso acabou graças a maldita da Paula.

De repente,passos largos de botas molhadas passaram pela porta do meu quarto.Era o Murdoc.

Ele entrou sem pedir permissão e me encarou zangado.

Murdoc=Cadê o Blue Boy?Onde ele está,Russel?-ele bateu os pés enquanto vinha em minha direção.

Russel=Ele foi embora junto com a mãe dele e não sei quando ele vai voltar.Ele está trabalhando no par...quero dizer,no empório do pai dele agora.-disfarcei porque não queria que o Murdoc soubesse do parque de diversões do pai do Stu.

Murdoc=Como é que é?Como ele ousa sair sem minha permissão,eu sou o líder,eu decido tudo.Liga pra ele e mande ele voltar.-ele bradou furioso.

Russel=Stu vai voltar quando quiser,e você não pode obrigá-lo a voltar e caso não se lembre,eu sou o segundo a mandar aqui,isso foi ordem judiciaria depois de tudo que fez com o Stu.Quer ter mas visitas com o juiz?-perguntei calmamente.

Ele apenas sibilou e mostrou os dentes pontudos e imundos e se trancou no quarto.

--Stuart on--

Quando cheguei em casa,vi meu pai no sofá me esperando pra ir até ele.Mas eu estava cansado da viagem,então ele pulou em mim,me abraçando muito forte,quase me derrubando no chão.

David=Ah,meu filho!Você voltou,é você de verdade e não um sonho,não é ilusão,é você mesmo,Stuart-ele tinha lágrimas nos olhos.

Stuart=Pai,não seja tão exagerado.Eu voltei porque estava com saudades e por outro motivo que não quero  falar.-abaixei a cabeça ao lembrar da Paula.

Rachell=Esquece aquela garota,filho.Agora nós estamos juntos novamente e isso é o que importa.-minha mãe me levou até a cozinha.Na mesa tinha muitos cookies e Donuts que eu adorava quando era criança.

Stuart=Mãe,não precisava disso tudo,também tô feliz por voltar,mas isso aqui è exagero demais.-sorri sem jeito.

David=Fizemos tudo isso porque você merece,filho.-meu pai apareceu e bagunçou meus cabelos.

Antes mesmo que eu pudesse comer um cookie,a Nevasca,minha cadela da raça Pastor Canadense,pulou em cima de mim,lambendo meu rosto e abanava seu rabo,muito feliz por me ver.Ela tinha crescido muito,desde a última vez que a vi,foi depois da desgraça que o Murdoc fez comigo e me sequestrou.

Stuart=Nevasca,para com isso,garota.-eu ria enquanto ela continuava a me lamber.-você cresceu um monte,tá uma adulta linda e forte.Da última vez,você era uma filhotinha desse tamanho.-apontei para um pequeno vaso que bati nos meus joelhos.

Ela me acompanhou até o meu quarto,aonde deitei na cama e comecei a chorar.Era tão bom rever todas as minhas coisas,apesar da bagunça!

Alguns dias muito alegres se passaram e me arrumei pra ir trabalhar no parque do meu pai.

Rachell=Se cuida no trabalho,filhote.Mas volte mais cedo,tá bem?-minha mãe disse sorrindo,enquanto cortava legumes na cozinha.Nevasca dormia profundamente em sua casinha,não a acorrentávamos,isso a estressava.

Stuart=Pode deixar,mãe!-saí pela porta da sala,deixei o ar refrescante do outono bater em meu rosto e pedalei até o parque.Eu tenho medo de dirigir carros por causa do acidente que Murdoc causou anos atrás.

Ao chegar,meu pai me recebeu com um grande sorriso e bagunçou meus cabelos.

Eu guiava as pessoas até os brinquedos e ajudava a encontrar pessoas que se perdiam pelo parque,já que era gigantesco,mas eu o conhecia como a palma da minha mão.

Não vi ninguém vindo  até mim,mas ao desviar de uma lata de refrigerante jogada no chão,esbarrei em alguém e caí no chão,ralando um pouco o braço direito.Me levantei lentamente e meio tonto,vi um vestido preto.Era uma mulher,parecia familiar pra mim.

Stuart=Me desculpe,Senhorita,eu tropecei em uma lata e...-me calei ao ver que aquela mulher era a Paula.

Paula=Stuart?Por Deus,nunca esperei encontrá-lo por aqui.-ela deu uma risada cínica.

Stuart=Eu estou trabalhando,sabia?-passei a mão no braço machucado.-Achei que estivesse perto da Kongs,se escondendo em algum lugar.

Paula=Não vou voltar pra lá,não precisa se preocupar,amor.-ela tentou me beijar,mas eu a afastei.

Stuart=Você ainda quer ficar comigo depois de me trair?-falei com raiva.-saia daqui,não quero mais te ver!Vai embora Cracker.

Paula=Nossa,Stu!Você não muda mesmo.Vim me divertir um pouco,nem isso eu posso?-cerrei meus dentes enquanto ela falava.-Vamos na montanha russa,como sempre íamos?-ela apontou para o brinquedo e memórias desconfortáveis voltaram na minha mente,quando nos divertimos lá juntos.

Stuart=Odeio esse brinquedo,odeio mesmo.Agora se me dá licença,tenho que trabalhar.-saí de perto dela e fui ajudar algumas pessoas que estavam me procurando pra pedir informações.

Ao voltar pra casa,levantei a manga da minha camisa e chiei por causa da dor no braço.Minha mãe apareceu e foi até mim,desesperada.

Rachell=Meu Deus!Filhote,você está machucado.-ela passou pomada no meu machucado e enrolou com atadura.

Stuart=Calma,mãe!Eu tô bem!Eu tropecei em uma lata que estava no chão e ralei o braço,só isso.-ela trabalhava como enfermeira e desde o acidente de carro no empório do meu pai,ela ficava assustada quando eu me machucava.

Rachell=Tudo bem,filhote.Me desculpe.Eu  só fiquei nervosa.Vá pro seu quarto descansar um pouco.-ela voltou pra cozinha e eu fui pro meu quarto,deitei na cama e dormi após poucos segundos,por causa do cansaço.

 

Estou ansioso para conhecer o novo ou nova guitarrista.

 

Algumas horas depois eu acordei e liguei pro Russ,tinha esquecido de ligar pra ele quando cheguei em casa.

 

Russel=Que memória fraca,Stu!Fiquei preocupado.Eu te disse pra me ligar assim que chegasse e já está de noite.-ele riu um pouco do outro lado da linha.

Stuart=Desculpa,Russ.Meus pais fizeram muita coisa pra eu comer e a Nevasca não parava de me lamber,me esqueci mesmo.Desculpe...aww.-chiei por causa do braço machucado.

Russel=Stu,você tá bem?-ele perguntou preocupado.

Stuart=Tô sim,eu ralei o braço quando caí no parque,mas estou bem.-falei tentando acalmá-lo,já que ele é muito protetor,especialmente comigo.

Russel=Bem,espero que seu braço melhore logo,se cuida amigão.Tenho que desligar.Tô numa loja de instrumentos musicais,comprando umas cordas pro baixo do Murdoc,porque as dele estão meio gastas.

Stuart=Beleza cara,eu vou jantar agora.Abraços.

Russel= Assim que o novo guitarrista chegar te ligo e você volta pra Kongs,tá?-depois disso ele desligou.


Notas Finais


Bem,espero que tenham gostado.
Ainda não sei quando o próximo vai sair,pois já tenho ideias pra minha outra fic.

Mesmo assim,até o próximo capítulo.

Bjs da Tia 2-D.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...