História A nova vida de Arthur - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 3
Palavras 791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Drogas, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capitulo 1


       POV'S Arthur

Oi eu sou o Arthur tenho 15 anos, faço aniversario 17/08, tenho 1,78 de altura, sou muito branco, tenho cabelos ruivos, uso óculos e aparelho, sou introvertido, eu sou muito tímido e inteligente e vou começar o primeiro ano do ensino médio em uma nova escola onde eu não conheço ninguém, pois a onde eu estudava eu sofria muito bullying por ser nerd, ser muito branco, usar óculos e aparelho entre essas coisas, eu sofria tanto bullying que me cortava todo o dia pra aliviar a dor que estava sentindo. Quando a minha mãe descobriu que eu me cortava, ela tinha chegado mais cedo do trabalho ela é uma advogada bastante ocupada e muito respeitada e resolveu tirar o resto do dia de folga, nela chegando cedo foi me procurar e me achou no banheiro todo cortado nos pulsos e nas coxas e se ela demorasse mais um pouco eu já teria me enforcado e eu contei que me cortava porque era zoado e apanhava todo dia. Então ela conversou com a diretora, mais não adiantou muita coisa, eles continuaram assim até o final do ano e resolvi mudar de escola, espero que nessa escola não aconteça a mesma coisa.

Agora eu estou indo tomar banho a 5h30 da manhã pra ir pra escola, aqui em casa só tem 1 banheiro pra 5 pessoas que acordam cedo. Depois que fiz as minhas higienes matinais , fui tomar café.

- Bom dia - disse bocejando. Cadê o resto das pessoas que moram aqui? - Disse me sentando.

Mãe - Bom dia,o seu pai teve uma chamada urgente no hospital e seus irmãos ainda não desceram. - Disse a minha mãe calma, terminando de por mesa. O meu pai é medico pediátrico e de vez em quando recebe chamadas urgentes do hospital.

Amanda- Bom dia - disse sonolenta a minha irmã acabando de chegar ela tem 13 anos e tá na 8° serie ela faz aniversario 24/6, ela é bem introvertida e não tem muitos amigos e tímida, mais quando quer e bem assustadora e agressiva principalmente quando deixam ela brava ou irritada ou quando tá de TPM, mas é uma garota bem inteligente, legal, divertida e bonita mesmo não sendo muito feminina.

Henrique- Bom dia !!- Disse alegre o meu irmão mais novo de 10 anos tá no 5°ano faz aniversario 13/7, ele é o mais extrovertido de nós 3 e faz amizade fácil ele gosta do fazer novos amigos, ele entende muito bem de tecnologia, é também bastante inteligente e bom de conversar e me ensina algumas coisas sobre tecnologia.

Depois disso eu terminei de tomar café, e fui pra escola que não é muito longe da escola de casa deve demorar uns 5 ou 7 minutos. Quando eu cheguei na escola, logo fui ver a diretora que me mostrou a escola que era muito grande por sinal e me falou as regras.

Logo que ela terminou de mostrar a escola o sinal bateu. As aulas até o intervalo eram basicamente os alunos se apresentando e os professores também e falando as regras e essas coisas.

 ?- Oi será que a gente pode sentar aqui - perguntou uma garota de cabelos cacheados usando aparelho e de aproximadamente 1,52 de altura muito bonita por sinal, junto com um um cara de óculos e topo com + ou - 1,85 de altura e uma garota ruiva também muito bonita - É que não tem outro lugar pra sentar.

- Claro - Disse com um pouco de esperança que eu possa fazer novos.

? -  Eu me chamo Lucas essa é a Vanessa e essa é a Mariana - Falou apontando pra ruiva e depois a morena - Nós somos do 1° A  e você como se chama e tá em que ano ?

- Eu sou o Arthur e tô no 1°C.

Depois disso a gente começou a conversar e trocou os números até o sinal tocar. O final das aulas foi o mesmo de antes nada de muito interessante. Quando eu estava indo buscar os meus irmão depois das aulas, uns caras que parecem ser do 2° ano e do time de futebol me cercaram e começaram a me bater e xingar e u deles me disse que era pra eu ficar longe do Lucas, da Vanessa e especialmente da Mariana. Eu fiquei meio que ser entender nada e continuei o meu caminho que é buscar os meu irmãos, quando eles me viram cheio de hematomas ficaram preocupados mas expliquei o que aconteceu e também falei que não era pra contar pro nossos pais que eu ia dar jeito nas minhas feridas. O resto do dia a gente assistiu series, filmes, jantamos, esperamos nossos pais chegarem e fomos dormir.

 

 

                                                                            CONTINUO?


Notas Finais


Espero que gostem e deixem nos comentários o que acharam e no que preciso melhorar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...