1. Spirit Fanfics >
  2. A Novata - Wenjoy G!P >
  3. Cinco

História A Novata - Wenjoy G!P - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo Leitores,estão gostando? Não deixem de comentar e votarem !! Até o próximo xoxo

Capítulo 5 - Cinco



Dessa vez pego uma trilha a minha direita que era mais longa, porém o pequeno caminho estreito está todo lamacento por conta da chuva da noite anterior, piso com cuidado nas gramas escorregadias com meu all star vermelho que ficaram sujos após sair da lama para o asfalto firme, comemoro por não ter caído, caminhando pela calçada passo as pontas dos dedos nas flores de um jardim qualquer que estão vivas não pude deixar de perceber as cores eram amarelas e brancas,sorrio comigo balançando a cabeça reparando nos detalhes do asfalto onde haviam tantas rachaduras presumindo que as manutenções não era anualmente, a rua estava vazia nenhum carro passavam nas vias então resolvi que é o momento certo para atravessar seguro nas alças da mochila descontraída, quando estou na metade do caminho para o outro lado ouço um barulho de cantada de pneus alta me fazendo arregalar os olhos apressando os passos para a calçada mais foram em vão já que o carro freio bruscamente alguns centímetros antes de chocar com meu corpo pensei que morreria ali que minha mãe nunca me  encontraria, pera talvez tenha exagerado um pouco, mais meu coração pulava para fora do peito um infarto estaria próximo, minhas pernas estavam bambas não sei como me mantim em pé agradeço a gravidade por isso, estava ofegante com uma das mãos sobre o peito e a outra apoiada no joelho.... após está mais estabilizada levanto meu olhar para o motorista com a cara fechado.

– Seu irresponsável de merda - grito apontando o dedo para o retrovisor como uma forma de reprovação mas me deparo com aqueles malditos olhos castanhos.


– sai da frente se não quiser ser atropelada - a garota coloca a cabeça para fora da janela abaixada gesticulando dando um sorrisinho sarcástico.


Era incrível como a odiava em pouco dias – Vai se foder Wendy – bufo revirando os olhos mostrando o dedo do meio, me assusto a vendo sair de seu carro se aproximando me arrastando pelos braços para dentro do automóvel.


– Entra logo –  abre a porta me empurrando para dentro batendo a porta ao meu lado voltando para o banco do motorista.


– o que quer ? pare o carro quero descer –  digo irritada arrumando meu cabelo bagunçado por conta de seus puxões tentando abrir as portas que estão travadas.


– da para cala essa boca estou dando a carona que tanto queria para o colégio imbecil –  a loira diz prestando atenção na estrada segurando o volante com uma mão e a outra tentando me fazendo parar de ser debater mais me solta ao fazer uma curva parando em frente a uma casa enorme.


– nãoo quero sua carona posso fazer o caminho sozinha que droga de lugar é esse - cruzo os braços sentindo meu rosto queimar de raiva á vendo a sair do carro.


– desce Joy, infelizmente essa droga é minha casa preciso buscar algumas coisas – me olha com a expressão séria de  poucos amigos preferir não retrucar descendo rapidamente do carro me aproximando entrando em sua casa o ambiente é bem agradável, o primeiro cômodo era a sala junto com a de jantar, a casa  parecia estar vazia só se ouvia o eco das nossas pisadas ao subimos as escadas para seu quarto que era perfeito tinha uma cama box de casal com uma enorme cabeceira nos cantos do pequeno lugar havia várias pratileiras com troféus das líderes de diversos campeonatos alguns quadros com fotos de sua família, sorrio, mais sou acordada de meus pensamentos.


– pode sentar a cama não vai te engolir –  gargalha debochamdo indo até seu  guarda roupas, abrindo as portas me deixando sem visão de sua presença.


Há ignoro me aproximando da janela de seu quarto que tinha uma ótima vista para rua ao voltar minha atenção para dentro do cômodo vejo que a loira estava apenas de langerie bege, me engasgo prendendo a tosse intalada na garganta, deixo meus olhos caírem sobre as curvas de seu corpo definido, sua pele era tão pálida que davam para vê suas veias esverdeadas desvio meu olhar ao vê levantar sua cabeça.


– algum problema ?– faz uma careta me olhando por frações de seugundos  voltando sua atenção para o espelho a sua frente que ficava em uma das portas do guarda roupa.


forço um sorriso a secando novamente mordiscando os lábios começando a pensar atos impróprios, desculpa mais qualquer pessoa no meu lugar faria o mesmo era mais forte que eu.... suas coxas são volumosas, sua bunda não era tão grande mais era proporcional ao seus seios médios.


– a visão está boa ?- Wendy ergue as sobrancelhas me olhando através do espelho.


– Que ??.... Hum ?  - gaguejo ficando vermelha constrangida sentindo minhas bochechas quentes devo está parecendo um pimentão.


– sua bisexualidade está te entregando –  rir sarcástica se aproximando parando em minha frente – porque me beijou no dia da festa ? – coloca uma mecha de meu cabelo atrás de minha orelha.


– quem se entregou foi você.... e não beijei sozinha.... Já ouviu o ditado quando dois não querem não fodem - rio com meu comentário ridículo mais provocativo.


– joy está delirando – da de ombros se virando de costa me irritando suficiente para a puxar pelo braço a encostando com um pouco de força na porta que estava fechada do guarda-roupa 


– sério ?- a pressiono entre meu corpo e a madeira gelada que  reagiu de mediato com os pelos de seu corpo arrepiados.


– está em disvantagem fazendo isso em minha casa - Wendy rir revirando seus olhos.


Seus olhos.... São lindos - sorrio me perdendo neles, passando meus dedos delicadamente por todo seu rosto, acordo do transe me afastando.


– está caidinha por mim – diz convencida se afastando procurando sua saia da torcida organizada.


– como se não tivesse por mim -bufo dizendo com os dentes semi serrados me sentando na cama que era bem confortável me jogo para trás respirando fundo.


–Gostou ? – sorrir largamente se aproximando puxando meus cardácios dos meus tênis os desamarrando - tira esses sapatos imundos perto da minha cama - rir docemente.


– Garota não faz isso– rio com seu jeito criança – ainda irei para o colégio então trate de ser arrumar rápido vou me atrasar e não tenho a vida ganha igual a sua - brinco me sentando na cama me inclinando sobre minhas pernas para amarra-los, wendy sendo uma pessoa extremamente irritante segura meu pescoço mantendo presionado para baixo - Para wen - rio apertando suas coxas com força para que soltasse meu pescoço a mesma o solta se jogando seu corpo sobre o meu no colchão iniciando uma lutinha parecíamos duas crianças bobas mas virou uma disputa pelo domínio da outra a loira foi mais rápida ficando sentada sobre meu quadril com uma perna em cada lado de meu corpo segurando meus pulsos a cima de minha cabeça.


– pelo que parece sou mais forte – rir vitoriosa fazendo contato visual, mordo os lábios, como pode ficar perfeita desse ângulo com esses cabelos bagunçados, morri e fui ao paraíso –  acorda Cinderela ou tenho que te acorda com beijinhos ? – Wendy aperta meus pulsos movimentando seu quadril sobre os meus, que porra aquela garota esta tentando fazer me tirar do juízo tento manter minha sanidade o que está quase impossível.


– estou acordada não preciso dos seus beijos eca - faço careta brincando mais maldita hora que falei aquelas palavras, rir dengosa me provocando ao rebolar  lentamente aproximando nossos rostos me olhando nos olhos sentir meu estômago saltar em mil borboletas vendo suas pupilas dilatadas sinto meu  corpo ficando quente como um vulcão, por conta da minha vida sexual não ativa qualquer contato pequeno que fosse já me deixava extasiada meus hormônios gritavam por liberdade e hormônios só alguns banhos gelados para resolver o calor no meio das pernas só um banho, sorrir para os movimentos ao me desarma.


Precisamos ir - digo com a voz falha a empurrando de leve para o lado ajeitando minhas roupas que estão fora do lugar. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...